História Hard Carry - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Pink
Personagens Jennie, Jisoo, Lisa, Rosé
Tags Black Pink, Bobby, Jennie, Jisoo, Kpop, Lisa, Rose
Exibições 10
Palavras 1.166
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


GENTE, fui descobrir depois de muito tempo que o instrumental de "I'm Him" do Mino é o instrumental do Black Nut no Diss Battle, socorr.
Enfim, qualquer erro eu me deculpo antecipadamente 1000000 vezes.

Capítulo 6 - I'M "HER"


Fanfic / Fanfiction Hard Carry - Capítulo 6 - I'M "HER"




                             LALISA'S POV
 
Eu estava tomando um café, quando alguém tocou a campainha, claro, deve ser a garota que vai dividir o apartamento comigo, as malas dela já estavam aqui faz um bom tempo, o que me deixava um tanto inquieta era o fato de ela ter chegado relativamente tarde, ainda mais pra alguém que não tem as chaves.

A cumprimentei e tudo mais, tentei parecer o mais calma possível, tentando ignorar o fato de ela ter trazido um cachorro junto... Mr. Picles, muita criatividade (ironia). Como eu sou muito tolerante e educada mandei-a tomar banho logo e talvez amanhã levemos esse pulguento também (falando de uma forma carinhosa).

- Jisoo, não demore muito que já está tarde e eu preciso tomar banho também! - Já faziam 10 minutos que ela estava dentro desse bendito banheiro, bom, mulheres femininas são um caso á parte. A porta do banheiro se abriu

- Aish, não precisa exagerar tanto, não é nem meia-noite. - Jisoo ainda se encontrava com os cabelos molhados e com a toalha enrolada sobre seu corpo. (Jinjja? O que essa garota fez esse tempo todo?)

Após Jisoo ter saído, já fui logo retirando as minhas roupas,  "estou muito magra", pensei ao me olhar no espelho, mas também, não posso arriscar á engordar muito também, ainda mais num país com um bilhão de alimentos processados.

Com o chuveiro já ligado, a água morna percorrendo todas as extremidades do meu corpo, era revigorante, ainda mais que hoje não me estressei com absolutamente nada.

■■■■■■■■■■■■■■■■■■■

"Você fala demais Lalisa" pensei, quando ocorreu uma queda de luz em todo o prédio e a água morna já estava gelada, sorte, sorte mínima devo dizer, já havia me lavado, agora só preciso me enrolar na... toalha, ah merda, Jisoo, aquela...

Apesar de ter chegado á algumas horas já estava familiarizada com o apartamento então a missão era só ir para o meu quarto, só. Abri a porta o mais silenciosamente possível, não me agradava nem um pouco a cena de eu e Jisoo paradas uma na frente da outra e ela se desculpando por me ver... nua.

Passando pela sala, fui direito em direção ao meu quarto quando bati com força minha cabeça em alguma coisa e caí de quatro no chão, sorte que me segurei em... peraí, que merda eu tava segurando?

- LISA! DÁ PRA VOCE PARAR DE APERTAR MEU PEITO, POR FAVOR! - Ai ótimo, estou  "assediando" minha companheira logo no primeiro dia. Levantei num pulo e simplesmente entrei no meu quarto, peguei o celular que estava carregando, iluminei minha fechadura e tranquei a porta.

- Eu... não ... acredito .. numa coisa dessas.

Acabei de me vestir e fiquei alguns minutos, 23 minutos exatamente, deitada, olhando para o teto e refletindo sobre o que tinha acontecido "será que ela pensa que eu sou lésbica?" "Como vou explicar a situação de uma forma que ela acredite?". Lalisa voce se supera.

Resolvi fazer um outro café, dessa vez descafeinado, porque de acordo com meus cálculos a única forma de sair momentaneamente desse pesadelo real era dormindo e quem sabe... sonhando com o Vernon... aish não, acabei de conhecê-lo, se bem que conhecer uma pessoa em pouco tempo não te impede de se apaixo... PARA TUDO, meus próprios pensamentos estão contra mim? Retiro tudo o que eu disse sobre dia NÃO estressante.

Faço meu café, mas ele acaba ficando mais doce do que o esperado.

- Aish, coisas doces demais me deixam enjoada...

Assim que estava me virando pra ir para meu quarto me deparo com uma Jisoo me prensando sobre a bancada e me encarando com... malícia, pera... que que tá acontecendo?

Jisoo colocou a perna direita entre minhas coxas, engoli em seco - Eu aposto que no fundo voce gosta de coisas bem doces. -
Jisoo estava apertando meus pulsos que estavam me apoiando na bancada, talvez a única saída que eu tinha iria mudar a nossa relação como colegas...

Sem pensar muito respirei fundo e...

      
   
                       JENNIE'S POV

Eu não sei o que estava pensando quando convidei Yuju para vir á festa no meu apartamento, todo mundo sabe que festas só "começam" á partir da meia-noite e olhe lá, estou de pé apoiada no balcão da cozinha, onde estavam as bebidas e fazendo uma vistoria geral pra ver se todo mundo estava com seu copo e etc ... Rosé estava sentada no sofá e haviam dois casais ao lado dela praticamente transando ali mesmo, essa retardada... tinha dito que iria ficar no quarto durante toda a noite.

Vou até ela, de maneira mais educada, claro.
- Chaeyoung! Por que voce não está no seu quarto?!!!! - a música era alta demais, então parecia que eu estava praticamente gritando com ela. E ela... estava bêbada?! Era só o que me faltava!
- Jen..nie, eu acho que eu quero beber mais.
- Voce é uma idiota! Vai lá pra cima antes que alguém te estupre! - eu já estava muito irritada, como alguém consegue ficar bêbada com duas cervejas?!
Sem pensar muito peguei Chae pelo pulso e levei ela até o quarto, enquanto subíamos as escadas a única coisa que eu ouvia era "I'M HIM" do Mino e Chae gritando escandalosamente e rindo maliciosamente "o que voce vai fazer comigo Jennie-ah?"

Não me levem a sério, metade de mim odeia Park Chaeyoung e a outra não quer que alguém estupre minha colega de quarto e nem que ela vomite no meio da sala... Deus, essa menina nunca bebeu antes? A deitei em sua cama e esperei uma meia hora até que ela viesse á dormir, desci as escadas novamente, eram quase três da manhã, haviam umas 20 e poucas pessoas ali ainda e pro meu azar...

- Jennie, há quanto tempo não vejo a sua maravilhosa pessoa! - Bobby sorriu para mim e me deu um beijo na bochecha.
Bobby é meu ex-namorado, no final não acabamos juntos por... questões de personalidade, sabe aquela lei da física que opostos se atraem e iguais tendem a se separar, foi isso. Nenhum de nós é apegado á uma pessoa, perdemos interesse rápido, mas até que os 4 meses que namoramos foram... interessantes. Dei um sorriso e retribuí o beijo.
- Magnífico Bobby, á que devo a honra de ter voce aqui?
Bobby sussurou na minha orelha, aquele maldito, sabe exatamente minhas fraquezas.
- Se não se importa eu prefiro ir á um lugar mais reservado.
Sorri maliciosamente e o levei para o andar de cima apenas para me deparar com Chaeyoung no corredor de camisola transparente e lingerie preta, com o cabelo todo bagunçado e uma cara de confusa.
- Jennie-ah volte comigo, por favor
Bobby que estava atrás de mim a analisou da cabeça aos pés como se fosse uma presa que já se entregara ao abate.
- Voce nunca me disse que curtia um negócio á tres Jen.
Raiva, confusão, ciúmes, vergonha, todos esses sentimentos vieram de uma vez só, e dessa vez, não iria ser eu quem levaria a pior.









Notas Finais


SIM EU TO FAZENDO UMA MARATONA SMTM


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...