História Hard Love Hard Sex - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Zayn Malik
Exibições 56
Palavras 1.051
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Aqui vai mais um capítulo gente boa!

Capítulo 3 - Interesse


Sabrina P.O.V.

Ouviu-se o toque. O maldito toque que indicava que mais uma aula ia começar.

Ai nããããão! Não tenho vontade nenhuma de aturar  duas horas de teórica sobre anatomia animal.

Não é que eu não goste, aliás, eu amo o meu curso, só que às vezes simplesmente não me apetece estar fechada tanto tempo a ouvir alguém falar.

Além da falta de vontade, estava completamente desconcentrada. Quem era ele? Por que é que me ajudou?

Olhei para o meu pulso que ainda tinha uma marca bem notável da sua mão.

Gostava de ter conseguido ver melhor quem ele era. Mão deu para ver muito bem o físico dele visto que tinha os olhos cheios de lágrimas e isso distorcia a imagem.

Com o pouco que consegui ver, reparei que ele tinha uma tatuagem que lhe cobria as costas da mão. Ele é alto tem cabelo preto e acho que também tem barba.

Foi tão arrogante comigo mas ajudou-me? Com que motivo? Será que foi só um ato de bondade?

Deu-se finalmente o toque da salvação que me despertou dos pensamentos, a mim, e a muitos outros com certeza.

Começámos a mover-nos em direção à porta de saída quando entra a vice-diretora que imediatamente nos pediu para que permanecêssemos nos mesmo lugar até que o comunicado fosse dado.

Depois de prestar atenção e resumindo mentalmente o que ela disse foi, que nos próximos dois dias, não teremos algumas aulas devido à ausência de professores que terão formações urgentes exigidas pelo estado.

Graças a Deus!!! - voltei a gritar mentalmente. Finalmente foi-nos permitido que saíssemos daquela sala e posso confessar que até saí mais alegre.

Como estava com fome, antes de ir para casa, parei numa pastelaria lá perto. Chamei um táxi e em minutos cheguei ao meu destino.

A montra era bastante apelativa e parecia ter coisas deliciosas.

Quando entrei, vi um pastel que já não via desde que deixei Portugal. Um pastel de Belém. Fiquei estupidamente parva a olhar para o pastel que me trazia tão boas memórias.

Flash Back On

- Papá? - chamei

- Sim meu amor?

- O que é um pastel de  "Bewém"? - questionei

- Onde é que ouviste esse nome Sabrina?

- Papá, já ando na "escowinha", agora já sou mais "intigente" - disse muito convencida fazendo com que o meu pai se risse.

Flash Back Off

Um riso que só de me lembrar me aquece por dentro e por fora.

Após despertar deste sonho em pé, sentei-me e logo a empregada veio atender o meu pedido.

- Boa tarde! - Disse ela com um enorme sorriso.

- Boa tarde - disse-lhe - vou querer um pastel de Belém e um café por favor.

- Com certeza, é para já!

Em poucos minutos a empregada voltou com o meu pedido. Para ser sincera, fiquei uns 3 minutos a olhar para o pastel e a sorrir devido às boas memórias que aquilo me trazia.

De repente, bateu-me aquela sensação de que alguém estava a olhar para mim.

Assim que levanto a cabeça e dirijo o olhar mesmo para a minha frente, ele estava lá. Era ele. O rapaz arrogante, misterioso... lindo de morrer...

Quando olhei para ele, reparei que imediatamente ele desviou o olhar.

Eu sabia que era ele porque me lembro da tatuagem que tem na mão. Há quanto tempo ele estava a olhar para mim? Será que entrou depois de mim e não reparei? Ou ele já cá estava?

Não consegui tirar o meu olhar dele enquanto me questionava mentalmente.

Comecei a sentir as palmas das minhas mãos húmidas e um calor... estranho.

Admite Sabrina, não são só as palmas das tuas mãos que estão molhadinhas. - Shhh! Cala-te porra! Maldito!!

O toque do meu telemóvel fez-me sair deste êxtase.

Olhei para o ecrã após tirar o telemóvel da mala que dizia Macy.

- Arô

- Onde é que andas vaca? Nunca mais te vi nem disseste nada!

- Estou numa pastelaria perto de minha casa. Desculpa babe, estava cheia de fome e vim direta para cá.

- Aaaahhh - disse ela fingindo-se ofendida - já não me amas? É isso? disse ela aos gritos fazendo-me rir.

- Claro que amo tola! Muito muito! - respondi-lhe entre risos

- Eu sei, eu também te amo! Então até amanhã!

- Até amanhã! Beijos.

Guardei o telemóvel na carteira e, por instinto, dirigi imediatamente o meu olhar para o lugar onde ele estava. Exatamente, estava, já não está.

Onde é que ele se meteu? Mas ele é algum tipo de ninja ou sou eu que não reparo em quem entra e sai?

Comi o último pedaço de pastel, paguei e saí da pastelaria. Decidi ir a pé para casa visto que estava perto e demorava cerca de 5 minutos.

Rapidamente entrei no bairro que me conduz à minha casa o que significa que já estava bem perto.

Cheguei e enquanto a minha mão remexia o interior da minha carteira à procura das chaves, reparei que a casa ao lado da minha que estava desabitada desde que cá cheguei, tinha luz o que significava que, finalmente, havia alguém a morar ao meu lado.

Após ter achado a chave e a ter colocado na fechadura para abrir a porta, ouvi a porta dos vizinhos novos a abrir. Não me movi, estava curiosa para saber quem são os novos  donos da casa.

Primeiro vi um saco preto e depois, quando vi quem estava a segurar nele, o meu corpo congelou. Tudo congelou, não sabia o que pensar nem o que fazer. Apenas arregalei os olhos e deixei cair o queixo.

Era ele. 

Fiquei completamente imóvel. A única coisa que se movia eram os meus olhos que acompanhavam todo e qualquer movimento que ele fizesse.

Num instante, o mundo cai-me em cima quando o meu telemóvel anuncia a chegada de uma mensagem.

Merda, merda, merda, merda - pensei.

Devido ao som e à curiosidade natural do ser humano, ele dirigiu o olhar para o local de onde tinha vindo o som, ou seja, até mim.

Assim que me viu, ficámos os dois que nem pedras completamente imóveis e surpresos pelo que estava a acontecer. Pouco tempo depois, ele na sua maior ignorância, deu meia volta e voltou para casa sem dar grande importância.

Meu Deus, o que foi isto?


Notas Finais


Prontooo aqui está o terceiro capítulo babes!
Espero que gostem, comentem e digam o que acham e se devo melhorar alguma coisa !
Um beijão amores !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...