História Hard love {Imagine Park ChanYeol} - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanyeol, Exo, Imagine, Imagine Chanyeol, Love
Visualizações 206
Palavras 849
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie, desculpe pela demora.
Estou planejando uma nova fic do meu caro amigo ChanChan.

Boa leitura!😍😍😍

Capítulo 3 - Gosto... de te ver sorrindo


Fanfic / Fanfiction Hard love {Imagine Park ChanYeol} - Capítulo 3 - Gosto... de te ver sorrindo

S/n POVs

Não acredito que estou aqui, nunca me imaginei em um lugar desses, com essa pessoa em centro das atenções. Quero um lencinho pra chorar, mas não posso demonstrar fraqueza, sou forte e todos sabem disso! Não posso estragar minha reputação!

Pai- S/a...- Resmunga.

- Pai!

Levanto da cadeira e corro até sua maca, era a primeira coisa que ele falava desde que cheguei no hospital.

- Pai! Quer falar alguma coisa?

Pai- Eu.... Estou... com.... fome.- Fala e sorri.

- Aish! Como pode brincar numa hora dessas?!- Bato em seu ombro.

Pai- Não estou brincando!

A enfermeira entra com uma bandeja cheia de agulhas encima.

Enfermeira- Vejo que acordou Sr. S/SN.

Pai- sim... e estou morrendo de fome...

Enfermeira- Okay, vou providenciar algo.

- Sim, obrigada.- Falei amigavelmente.

Enfermeira- ha! Tem um menino lá fora, pediu para que eu pedisse a vc para o encontrar.- Falou enquanto media a pressão do meu pai, que logo aumentou.

Pai- Como assim um menino?- se sentou na cama, mas a enfermeira o deitou novamente. 

- Pai, relaxa.- abro a porta.- Ele é só um amigo que me trouxe aqui.- Falo simplista e saio da sala.

Antes de virar encosto minha cabeça na porta, já imaginava na enrrascada que a enfermeira iria me deixar. 

Ai meu corazaum!

Finalmente dou fim aos meus pensamentos e viro, dando de cara com Chanyeol, ele estava com um sorriso amigável no rosto e algumas piscadinhas fofas surgiram. Meus olhos acabam caindo para seus braços e vejo que estão para trás de sí, mas deixo isso de lado.

Chanyeol- Como está seu pai?- Se aproxima com as mãos ainda para trás.

- Felizmente bem, o carro não bateu tão forte, só o bastante para o fazer bater a cabeça no volante.- Me aproximo também.

Chanyeol- Isso é bom...- Fala olhando profundamente em meus olhos.

- Sim, isso é ótimo!- Bato palminhas enquanto pulo.

Chanyeol- Pensei que precisaria disso.- tirou seus braços de trás das costas e deixou um pirulitão (igual o da Chiquinha) em uma das mãos e um ursinho muito fofo na outra, à mostra.- Mas agora que sei que está bem, não precisa!- Colocou-os de volta atrás de sí.

- Preciso sim!- faço bico.

Chanyeol volta a deixar as coisas à mostra e me entrega, com um enorme sorriso e um brilho diferente nos olhos.

Admiro muito o ato de Chanyeol, sem me conhecer bem, me trouxe para o hospital e agora comprou essas coisas para mim. Por que ele é assim? É assim com todos? Não temos esse tipo de gente nos Estados Unidos, ou eu não conheci ninguém.

- iria me dar essas coisas apenas se meu pai tivesse morrido ou coisa do tipo?- falo abraçando tudo.

Nunca mais vou largar desse ursinho, que vou nomear futuramente. Será um dos meus pequenos, vou trata-lo com minha vida! Sangue e suor! Vou me esforçar até o talo do cú para educar essa criança (referência).

Chanyeol- Intérprete do jeito que preferir.- Sorriu enquanto colocava as mãos no bolso.

- Onde comprou?

Chanyeol- Tem uma lojinha de conveniências aqui na frente, me lembrei que gostava de pirulito e comprei um, mas resolvi comprar algo pra acompanhar.- Falou ainda sorrindo.- gostou?

- Adorei! Obrigada.- Falo dando pulinhos de alegria.

Chanyeol- que bom.- Pareceu incomodado com algo.- Onde está sua mãe?

- foi na casa da minha avó, mas ela mora muito longe. Então não pode volta hoje. Ela foi hoje pela manhã.

Chanyeol- hum... ela deve estar muito agonizada.- Fala olhando para seus próprios pés.

- Eu estou a mantendo apá de tudo.- Falo séria.

Ele não nada do que Mina me falou, ele é fofo e gentil. Ele é totalmente diferente do que ela falou.

"Ele é um idiota!" "Passa a mão em todas as garotas" "Todas as garotas que já ficaram com ele comentam que ele é um safado" "Ele é o pior de todos!"

Não consigo assimilar que esse garoto que está à minha frente, sorrindo feito bobo é o tal idiota. Realmente não tem comparação. Estou me sentindo tão boba, talvez ele realmente seja o garoto safado que Mina diz e eu estou apenas me iludindo com um menino perfeitinho aqui.

Não quero muita aproximidade até saber quem é esse Chanyeol de verdade, se é que esse é seu nome verdadeiro! Parei. Mas sério, preciso saber sua verdadeira personalidade. 

Ele já foi safado comigo uma vez, falando que meu corpo era bem composto para uma menina do nono ano. Mas agora está sendo um completo fofo comigo. Do que estou falando? Tenho sorte de encontrar um menino que preste aqui e ainda estou fazendo uma tempestado!

Chanyeol- Gosto...- Falou desconexamente.

Nossos olhares ainda permaneciam entregues um ao outro, mas dessa vez com mais algo, não sei o que, mas quero descobrir...

- Como?- pergunto sem entender nada.

Chanyeol- Gosto... de te ver sorrindo.- Deu um pausa dramática.- De alguma forma isso me faz bem.- Falou me arrancando mais um sorriso tímido.- Farei mais vezes...

Ficou naquele clima estranho, até meu celular tocar e quebrar tudo. Agradeci mentalmente, estava prestes a corar.

Chanyeol- Atenda, pode ser sua mãe.- Fala gentilmente.

- Uhum.

Não saio de lá, apenas atendo na feente de Chanyeol mesmp. Falta de educação? Não sei. Só sei que fiz.

S/n- Alô?

Xx- Alô, é a S/a?

S/n- Quem é?

Xx- Não se lembra mais da voz do seu MinMin Oppa?

                 ••••Continua••••


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
****Desculpe qualquer erro****

CHUUUU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...