História Harry e Hermione - Depois do Fim - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Ronald Weasley
Tags Harmione, Harry Potter, Hermione
Exibições 117
Palavras 1.536
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá povo!

Foi mal a demora pra postar, tô nas correrias com o fim de semestre na faculdade, tá tenso :/
Espero que gostem e comentem o que acharam, plis ;)

Capítulo 4 - -De volta a Toca -


Fanfic / Fanfiction Harry e Hermione - Depois do Fim - Capítulo 4 - -De volta a Toca -

Automaticamente o sorriso do Harry se abriu ao sentir aquele cheiro. Apertou forte a mão de Hermione e abriu os olhos.
– Que saudade desse lugar! exclamou Harry
– Estávamos com muita saudade de você! Respondeu Hermione sorrindo .... Mas anda, vamos entrar logo que o pessoal precisa te ver.

Harry concordou e eles soltaram as mãos e foram correndo abrindo a porta e dando de cara com a Sra Weasley, que ao ver Harry não cessou em apertá-lo e encher de beijos e carinhos bagunçando todo o seu cabelo

– Meu Deus Harry, por que não veio nos visitar antes? Por que não veio passar esse tempo aqui? Você está bem? já comeu? Por merlin, como você está pálido!


A senhora Weasley o bombardeava de perguntas, enquanto ele se esforçava pra responder entre os apertos e afagos dela, e a Hermione assistia tudo rindo freneticamente.


– E você Hermione, foi buscá-lo? Mas saiu muito cedo, não pode fazer isso! Pode estar muito perigoso ainda lá fora. 
– Não se preocupe Sra Weasley, eu tomei as precauções necessárias. Respondeu Hermione
– É, e eu tomei conta dela. Respondeu Harry
– Você o que? Indagou hermione 
– Não percebeu que fui protegendo você durante todo o trajeto? Harry ironizou
– Como se isso fosse possível quando se aparata. Deixa de ser bobo!


Sra Weasley interrompe.


– Vocês tem que parar de achar que podem contornar tudo, e tem de parar de me preocupar também, mas depois falamos sobre isso. Enquanto eu termino o café, subam pra acordar o Rony e a Gina, eles vão adorar te rever Harry.


Tô indo! Respondeu harry, e Hermione subiu em seguida.

Ao chegar no corredor do quarto de Rony, Harry pediu com sinal pra Mione não fazer barulho, ela acenou desconfiada que tinha entendido. Harry abriu a porta lentamente do quarto de Rony, e foi andando na ponta do pé.


– Francamente Harry, você dormiu com o Rony durante sete anos e ainda não percebeu que ele é uma pedra? Não acorda nem se explodíssemos uma bomba aqui? Murmurou Hermione
– Não fale assim: "Você dormiu com o Rony", isso não pega bem. Mas ainda assim, riu e concordou com a amiga
– Ah, mas olha isso aqui! Falou apontando para uma vuvuzela que estava em cima de uma poltrona no canto do quarto. Com isso aqui ele vai acordar. Argumentou 
– Tente! Respondeu Mione


Harry levou a vuvuzela a boca e soprou com força. O som saiu grave, mas o Rony continuava roncando na cama.


–Ah! Não é possível. Resmungou Harry
– Me dá aqui!


Hermione pegou a vuvuzela das mãos de harry, levou mais perto da orelha do rony e soprou com toda a força. Rony saltou da cama como um raio e desajeitado caiu no chão e foi logo procurando sua varinha, Harry e Mione quase cambalearam juntos no chão de tanto rir.


– Que, quem, peraí. Disse Rony confuso .... Vocês, vocês estão malucos??????? Harry! Mas como, que cacete! Como que você chegou aqui? Rony levantou dando um abraço no amigo. Vocês querem me matar? 
– A intenção era te acordar de uma forma mais rápida. respondeu Mione rindo
– A ideia foi dela. Respondeu Harry
– Mentiroso! retrucou Mione
– Vai ter volta! respondeu Rony ... Mas enfim, quando você chegou? 
– Então, cheguei agora mesmo, depois que a Mione resolveu invadir a minha casa como um seria killer psicopata, sem fazer barulhos altos e....
– Peraí, peraí, a Mione o que? Você foi na casa dele? Quando? Perguntou Rony direcionando o olhar pra Mione
– Er, então, hoje de manhã eu acordei cedo demais e resolvi ir lá no Harry, ver o por que não dava notícias. Respondeu
– E por que não me chamou? Eu podia ter ído com você. Perguntou Rony em um tom de chateação
– Ah Ron, por que eu tive a ideia na hora, e não queria te acordar cedo demais. 
– Mas o Harry é meu amigo também, eu não me preocuparia em buscá-lo com você, mesmo se fosse cedo. Retrucou Rony
– Ok, ok... desculpem interromper a DR de vocês, mas eu to ansioso para comer, e foi pra isso que sua mãe pediu que nós viéssemos acordar você Ron. Vamos descer ... interrompeu Harry

Na mesma hora, a porta se abriu e Gina entrou correndo e deu um abraço em Harry. Ele retribuiu sorrindo e os dois se olharam e se abraçaram novamente.


– Eu escutei sua voz do meu quarto, corri na hora pra cá! Disse Giny
– É bom te ver de novo! respondeu Harry


Mione observava os dois meio sem jeito, e Rony a observava ainda chateado e sem entender o por que ela tinha ido atrás do Harry sem ao menos avisá-lo.


– Quando chegou harry? Perguntou Giny
– Então, vamos falar disso depois, estou com fome. Resmungou Harry


Gina concordou e os quatro desceram para a cozinha, enfeitiçados pelo cheiro do café da manhã da Sra Weasley. Na mesa foi uma festa e tanto com a chegada do Harry. Jorge demonstrando umas invençoes que tinha feito pra loja, que iria receber um novo nome em homenagem ao Fred. O Sr Weasley perguntando várias coisas sobre as ferramentas trouxas que o Harry trouxera da casa dos tios para presenteá-lo. Gina enchendo o prato de Harry de comida.


Já Rony encarava Hermione aleatoriamente, e percebia a felicidade estampada no rosto ao ter Harry por perto. Não que ele não estivesse feliz. Mas desde que eles tinham vindo morar juntos na toca, ele não tinha reparado aquele sorriso no rosto da namorada.

Após o café, Harry, Ron, Gina, Fred e Mione foram jogar em um campo improvisado de Quadribol perto da toca. Mione não ousou subir na vassoura é claro, mas gostava de observar os amigos e o namorado em ação. Enquanto o jogo rolava, Rony voou em direção a onde Mione estava sentada e parou de pé diante dela. 
– Ué, desistiu de jogar? Perguntou Mione rindo
– Não, só queria saber de você o por que foi buscar o Harry sem mim. perguntou Rony
– Já expliquei, Ronald! Respondeu Mione impaciente
– Mas eu não me convenci! Rony retrucou
– Aí o problema já não está comigo. Disse Mione
– Você tá muito estranha ultimamente, não tá do mesmo jeito que antes. Respondeu Rony 
– Ronald, essa história de novo? Não vamos começar outra vez, eu já ....

– Tá tudo bem gente? Perguntou Harry, interrompendo a discussão
– Tá sim! Respondeu Rony ... Vamos voltar a jogar..... A gente termina essa conversa depois. Disse Rony a Mione

Ron retornou com Harry para o "jogo", deixando Mione chateada e apreensiva com " A gente termina essa conversa depois." O que ele queria dizer com aquilo? Não tinha mais o que conversar, Ron estava querendo ver coisa onde não tinha, não era a primeira vez. No ano anterior, na busca pelas Horcruxes, Ronald abandonou ela e o Harry quando ficou possesso pelo ciúme que tinha dos dois. Não era possível que isso ia começar de novo.


No fim do dia, eles voltaram para toca pra almoçar. Giny tinha escutado de Harry que Mione tinha ido na sua casa buscá-lo mais cedo, e também não gostou muito de ela não a ter chamado pra ír junto. Mas Harry a pediu pra esquecer isso, pra não haver mais chateações, e o mais importante era que ele estava ali, e que era maravilhoso estar de volta.


Ao retornar a toca, o aroma do almoço já chegava há metros da casa. Eles foram tomar um banho pra descer e comer. Harry observava que Hermione estava meio preocupada após voltar do quadribol. Tinha certeza que eles estavam discutindo por algo, mas não queria perguntar nada no momento, achava melhor fazer isso depois.

Antes de descer pra almoçar, Ron foi até o quarto de Giny falar com Mione, quando ela saía do banho depois de pentear o cabelo, tomou um susto com o Ron ali, parado sem avisar e sinalizar que tinha chegado.

– Que susto Ronald! Resmungou Mione

– Não foi assim que você apareceu na casa do Harry hoje? indagou Ron

– Sério que você vai continuar com esses ciúmes sem fundamento? 
– Não é ciúmes! Você não notou que isso foi um desrespeito? resmungou Ron... Ele também é meu amigo, você podia ter me avisado, me chamado. Era importante pra mim, assim como é pra você.
– Qual a parte Ron, que você não entendeu, de que eu não premeditei nada. Agi por impulso! Respondeu Mione
– Pois é. E quando você faz isso, você nunca pensa em mim. Nunca! Rony respondeu gritando e saiu batendo a porta

Mione ficou parada olhando pra porta fechada e muito chateada com a reação do Ron. Afinal, o que ela tinha feito demais? Não tinha explicação pra toda essa reação exagerada do Ron. Minutos depois ouve umas batidinhas na porta, e lentamente a porta se abre, era Harry.


– Tá tudo bem? Perguntou Harry
– Tá, tá sim. Respondeu Mione
– Você mente muito mal. Disse Harry
– Esquece, vamos descer. 
– Não, não. O que ta acontecendo? Por que estão discutindo? Por minha causa? Indagou Harry
– Não tem nada com você, não quero falar nisso agora. Respondeu Mione
– Tudo bem, então vamos descer e depois conversamos. Propôs Harry
–Mione assentiu com a cabeça e desceu com Harry para a cozinha, Ron não estava lá, mesmo assim eles sentaram a mesa com os outros pra começar a comer, todos estavam famintos.

 


Notas Finais


Não esqueçam de comentar o que acharam
:*

Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...