História Harry Potter e o Mundo Bruxo Pós-guerra - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Andromeda Tonks, Angelina Johnson, Arthur Weasley, Carlinhos Weasley, Duda Dursley, Fleur Delacour, Gina Weasley, Gui Weasley, Hermione Granger, Jorge Weasley, Kingsley Shacklebolt, Luna Lovegood, Merlin, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Neville Longbottom, Percy Weasley, Petunia Dursley, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Ted Lupin, Valter Dursley, Victoire Weasley
Tags Gina, Harry, Mundo Bruxo, Pos-guerra
Exibições 39
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - Potterzinhos!


Aquele barulho, ambos já estavam acostumados a acordar e ouvir aquele barulho, o som, água batendo na pedra, Harry e Gina, atualmente, acabaram de acordar no chalé que eles haviam alugado para a lua de mel, Harry, como já de costume, acordava Gina com uma mordida na orelha e alguns selinhos rápidos.

Ele desceu e foi preparar um café caprichado para os dois. Esses dias com Gina estavam sendo incríveis, como ele mesmo disse para ela; “ se eu soubesse que iria ser tão bom, teria me casado com você antes.”

Quando terminou de colocar tudo na mesa ela apareceu, sonolenta, sentou e esperou ser servida, o que não demorou nem um pouco.

- Bacon? - ele ofereceu.

-... Não.

- Salsichas?

- Pode ser.

Como já era de costume, ao terminarem de tomar o café da manhã, subiram até o quarto, sem trocar uma única palavra.

Harry retirou a roupa da esposa delicadamente, após ver a mesma completamente despida ele deitou e ficou em pé e esperou ela fazer o mesmo, mas diferente dele ela não tirou a roupa dele completamente, ela o deixou apenas com a cueca.

Ele olhou para ela e percebendo que era só por provocação, ele deitou por cima dela e começou a beijar a boca dela, descendo pelo pescoço e parando nos seios dela, era inacreditável como ela conseguia esconder bem aquele par de seios, que na opinião de Harry eram perfeitos.

Começou a chupar delicadamente, porém a intensidade foi aumentado e ficando cada vez mais forte, ele já não ouvia os gemidos de Gina, e sim gritos... Ah sim, gritos, gritos frenéticos, sempre faziam sexo de diversas formas, mais hoje em especial Gina estava enlouquecida, isso porque mal tinham começado.

Harry parou de chupar os seios dela quando sentiu que ela chegou no ápice, ele a colocou deitada na cama e sem mais delongas começou a penetrar, só que dessa vez, ele tentava se controlar e ia aos poucos, para falar a verdade, bem devagar.

Eram raras as vezes que Harry fazia isso, mas naquele dia em especial ele estava, assim como Gina, enlouquecido.

Pouco havia colocado quando parou, simplesmente parou, esperou Gina reclamar, o que não demorou muito.

- Vai Harry! Continua! Isso é torturante. - gemia Gina desesperada. - Anda...

Há pedido dela, Harry continuou, sendo sincero consigo mesmo, ele já não estava mais aguentando esperar, e continuou.

Ia devagar, só para escutar os gemidos de Gina mais claramente e ouvir ela implorar por mais.

Ele ja tinha começado um vai e vem devagar, quando novamente sentiu que Gina havia, novamente, chegado ao ápice.

Sentindo o estado da mulher, ele aumentou as estocadas e rapidamente sentiu suas pernas estremecerem, a medida que ele se derramava sobre Gina quando chegou, também, ao ápice.

Gina se virou e deitou sobre ele, exaustos, não conseguiriam levantar nem se a casa fosse invadida por Voldemort.

Horas depois partiram para um banho lento, minutos após desceram juntos para almoçar, almoço esse que nem tinham começado a fazer ainda, preparam algo rapidamente e após almoçarem partiram para o quarto para arrumar os malões de ambos.

- Ainda não caiu a ficha. Não acredito que já vamos embora.

- Nem eu. - disse Harry para a esposa.

- Você deveria ter mais dias de folga. - disse Gina com um tom de irritação na voz, porém também se divertia ao falar quando continuou. - Onde já se viu! O-menino-que-sobreviveu,  não pode nem ter um mês de folga, nem na lua de mel.

Harry nada respondeu, apenas ria.

Organizaram tudo, encolheram os malões e partiram.

Ao chegarem em casa deixaram os malões, cumprimentaram Monstro e partiram para ver os demais n'A Toca.

Ao chegarem na cozinha, perceberam que não tinha ninguém no local, e continuaram a procurar, mais a procura não durou muito, na sala a Srª Weasley limpava as poltronas com acenos de varinha, quando ouviu o barulho se virou e deparou com seus “filhos” ali adiante e correu para abraça-los.

- Até que fim... Já estava morrendo de saudade de vocês dois...

- Nós também, Srª Weasley. - disse Harry ainda abraçando ela.

- Com toda certeza. - concordou Gina.

- E então como foi lá? - perguntou ela muito feliz pela volta deles.

- Foi tudo Maravilhoso mãe.

- Que bom, Agora venham comer um pouco, enquanto  me contam mais.

Passaram o resto da tarde conversando com a Srª Weasley e com o Sr. Weasley que a pouco havia chegado. Os demais não se encontravam no recinto.

***

- O que os meus senhores vão querer para o jantar? - perguntou Monstro entusiasmado, fazia muito tempo que ele pensava em como seria ter uma senhora novamente.

- Nos surpreenda Monstro. - Ordenou Harry feliz.

- Como desejar meu amo. - disse fazendo uma reverência exagerada e saindo.

- Em fim, sós. - disse Harry olhando maliciosamente para Gina.

- Ainda bem... Pensei que meu pai não me deixaria sair mais...

- Acho que ele ainda te ver como a princesinha do papai. - riu Harry.

- Ei. - ralhou com ele uma Gina com cara de machucada. - para sua informação, eu ainda sou a princesinha do papai. entendeu?

- Claro que é ... - falou o Harry debochado. - Não. - disse de repente. - agora você é só minha, Srª Potter.

Gina desatou a rir esganiçadamente.

- O que foi? - perguntou Harry rindo também. - pensou que se casaria comigo e continuaria a ser uma Weasley?, Potter.

- ... Não me acostumei com isso ainda... - dizia ela sorrindo.

- Pois trate de se acostumar, a partir do dia do nosso casamento você passou a ser a Srª Potter. - disse ele orgulhoso, com uma pitada de tristeza na voz.

Gina ao perceber que essa pitada de tristeza perguntou:

- O que foi amor? Não queria te deixar triste...

- Não, não é isso. É que ...

- Que?

- Minha mãe, ela foi a última a ser chamada assim... Srª Potter. - dizia ele perdido em pensamentos.

Gina o abraçou bem forte e ele retribuiu.

- Tudo bem? - ela perguntou.

- Tudo bem. - ele respondeu.

Aos poucos Harry saia de seu estado de estupor, e voltava sua atenção para Gina.

- Então ... Srª Potter, o que a Srª acha de um Potterzinho?

- Hum... Acho uma ideia perfeita, quem sabe podemos ter primeiro uma Potterzinha, Não acha uma excelente ideia?

- Certamente que vira primeiro um menino, e depois uma menina, se bem que... Eu quero mais alguns meninos antes de ter uma menina, quem sabe até um time de quadribol, no qual a menina será a apanhadora... - disse Harry sonhador.

- Nem vem, tá parecendo a história da minha vida, vários meninos e uma única menina, nem pense nisso. Talvez só tenhamos duas meninas. - retrucou ela decidida.

- Você fala como se pudéssemos decidir o sexo do bebê...

- O sexo não, porém a quantidade...

Dessa vez foi Harry que desatou a rir.

- E então vamos encomendar o pequeno Potter agora? - perguntou ele malicioso.

- Ou pequena... - corrigiu Gina, e continuou. - Vamos. - concordou.

Harry começou a passar a mão na perna dela...

- Desculpe interromper meus senhores...- disse Monstro parecendo constrangido. - mais o jantar... Está servido. Com licença. - disse o elfo se retirando.


Notas Finais


Desculpem pelo cap. e pela demora.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...