História Harry Potter ea Profecia Perdida - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Neville Longbottom, Ronald Weasley
Tags Harmony
Visualizações 40
Palavras 1.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Termos e Feitiços usados no capítulo:

Estupore - feitiço que mantém o alvo inconsciente, lançando-o para longe.
Levicorpus - feitiço que levita o corpo do alvo, como se tivesse sido pendurado pelo tornozelo.
Destruccio - feitiço que quebra o osso do alvo.
Mobili Corpus - feitiço que move a pessoa para onde desejar.
Accio - feitiço usado para atrair um objeto distante do bruxo para ele. O bruxo deve conhecer a área geral do objeto, a fim de o convocar, e quanto mais longe estiver, mais difícil será atraí-lo.
Poção Wiggenweld - é muito fácil de ser preparada, ela tem o poder que restaurar as forças de uma pessoa que esta demasiada fraca por estar doente, por ter se machucado ou simplesmente por estar muito cansado. 

Capítulo 7 - A Batalha no Salgueiro Lutador


Fanfic / Fanfiction Harry Potter ea Profecia Perdida - Capítulo 7 - A Batalha no Salgueiro Lutador

Harry e Hermione estavam escondidos atrás da árvore, esperando o grupo de soncerinos sair do jardim, mas eles estavam sentados e não parecia que iriam sair dali tão cedo.
- Temos que tentar dar a volta pela floresta! - sussurrou Harry.
Os dois foram devagar até as outras árvores e seguiram nas margens da Floresta Proibida. Ao se encontrarem perto da cabana de Hagrid,  Harry e Hermione seguiram em silêncio pelo campo.
- Há quanto tempo estão aí? Um mestiço nojento e uma sangue-ruim. - disse Crabbe se levantando em indo em direção a dupla, seguido pelo resto dos soncerinos.
- Isso não dá sua conta Crabbe! - disse Harry em tom ameaçador.
- Você é muito petulante não é Potter? - disse outro aluno - Acho que deveria aprender uma lição!
Todos sacaram suas varinhas e Crabbe lançou um feitiço no chão ao lado de Harry.
- Deixa ele em paz! Suas cobras nojentas! - gritou Hermione.
- Eu vou te ensinar a lavar a boca sangue-ruim! - disse Parkinson - Estupore!
- Protego! - disse Hermione.
- Levicorpus! - enfeitiçou Harry, acertando a sonceriana.
Harry puxou a mão de Hermione e ambos correram pelo campo, sendo perseguidos pelos soncerinos. Um feitiço lançado passou por cima da cabeça da garota e Harry se virou, ainda sem parar de correr.
- Destruccio! - o feitiço acertou Leandro Scofield, quebrado seu nariz.
Os dois correram sem rumo pelo campo na orla da floresta e acabaram parando quando o campo acabou na floresta.
- O que faremos? - perguntou Harry.
- É melhor não entrarmos na floresta. - disse Hermione.
Os dois se viraram apontaram suas varinhas aos soncerinos. Crabbe ordenou que todos parassem.
- Vocês acham mesmo que podem lutar contra nós? Somos seis contra vocês dois!
- Está enganado! - disse Gina atrás deles acompanhada de Rony, Neville e Luna.
Crabbe seu grupo começou a duelar, todos lutavam e Harry tentava proteger Hermione. Derrepente, um galho cortou o ar e acertou uma garota da Soncerina, que vôou pelo campo. Foi então todos notaram com espanto que estavam ao lado do grande Salgueiro Lutador. A árvore começou a chacoalhar seus galhos e troncos em cima dos alunos e eles desviavam e corria.
Um galho cortou o ar novamente e acertou a cintura de Hermione jogando a garota para longe de Harry.
- Hermione! - gritou o garoto.
Os amigos de Harry continuavam o duelo e evitavam os galhos da árvore. Harry se abaixou e desviou por pouco de uma chicotada do salgueiro. Ele corria pelo campo tentando chegar até Hermione e disparava feitiços contra Crabbe. Hermione desviava da quantidade de galhos que a árvore tentava acerta-la, ela calculou um movimento arriscado e se jogou em cima de um galho o segurando, a garota se segurava de todas as formas possíveis, mas acabou sendo soltada em cima de Harry. Os dois caíram no chão e se olharam, por um segundo, toda aquela confusão desapareceu e só ficaram os dois, Harry foi aproximando seu rosto do de Hermione, mas antes de qualquer coisa ele avistou um galho enorme descendo em direção aos dois.
- Cuidado! - disse o garoto tirando Hermione de cima de si.
O galho acertou todo o seu tronco e suas pernas, todo o ar saiu dos pulmões e ele perdeu a consciência.
- Harry! - gritou Hermione, se levantando, a garota correu até a toca embaixo do salgueiro e apontou sua varinha para Harry -  Mobili Corpus!
O corpo desacordado de Harry foi arrastado até o encontro de Hermione, a garota o puxou para dentro do buraco pouco antes de um feitiço lançado por Crabbe destruir a passagem. Hermione conseguiu levar Harry até a Casa dos Gritos e o deitou sobre o chão de madeira.
- Não se preocupe Harry, logo virão nos buscar! - disse a garota acariciando os cabelos de Harry. A garota se levantou e foi até uma janela - Accio Wiggenweld!
Um pequeno frasco saiu voando do local no qual Harry e Hermione estavam estudando e foi até a mão da garota. Hermione pegou a poção e aplicou pequenas gotas nos lábios de Harry, o garoto engoliu e ficou imóvel.
Após alguns minutos, Hermione ouviu as vozes de seus amigos se aproximando.
- Hermione! - chamou Ron.
- Estamos aqui! - gritou a garota.
Os quatro amigos chegaram na casa e Hermione parecia estar em choque. 

- O que aconteceu? - perguntou Gina chegando Harry.

- Harry me tirou do caminho, mas foi atingido pelo Salgueiro Lutador, e Crabbe estava tentando nos atacar e o Harry acabou se machucando. - dizia Hermione enquanto Neville conjurada uma maca para levar Harry - Aí eu entrei em pânico e trouxe o Harry para cá! Eu apliquei uma poção de cura, mas não sei se esta funcionando. 

Hermione, você precisa ficar calma. - disse Ron puxando a garota pela passagem de volta ao castelo.

Após os garotos voltarem ao castelo, a diretora Mcgonagall aplicou rigorosas detenções aos alunos da Soncerina e levou os que ficaram machucados para a enfermaria. Hermione ficou ao lado de Harry na sala de enfermagem e Ron ficou extremamentea ciumento em relação ao amigo. Madame Ponfrey aplicou algumas poções e curativos em Harry.

- Ele teve uma convulsão e quebrou umas costelas, mas vai ficar bem - disse a medibruxa aos jovens e a diretora - Ele poderia ter tido problema mais sérios se a senhorita Granger não aplicasse a Wiggenweld.
Após Gina, Neville e Luna irem embora, Ron se viu a sós com Hermione.
- Você vem dormir? - perguntou o ruivo.
- É melhor alguém ficar aqui, caso Harry acorde no meio da noite. - respondeu a garota.
- Eu acho que isso é só mais uma desculpa para você passar mais tempo com ele, como quando vocês foram "fazer um trabalho" hoje de manhã. - disse ele irritado.
- Ronald, você sabe que o Harry é meu amigo! - disse ela.
- Não Hermione, você está mentindo! E se você acredita nisso, é porque não quer admitir que sempre foi apaixonada por ele!
Ron saiu da ala hospitalar esbravejando e cerrando os punhos. Hermione respirou fundo, " Ele está errado. " pensou a garota. Ela voltou a se sentar na poltrona ao lado da cama de Harry.
- Você vai ficar bem. - sussurrou ela segurando a mão do garoto



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...