História Hate and Love - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~PotaneaSwit

Exibições 209
Palavras 615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bem vindos a nossa história.

• Tudo referente a qualquer ato dos personagens como: linguagem inapropriada, violência, drogas e outras coisas não são referente às nossas características e sim da história.

• Em caso de plágio, denunciaremos. Use sua criatividade para um mundo melhor.

Boa leitura!

Capítulo 1 - Prólogo


Com um copo de whisky na mão e o som confortável dos pássaros ao lado de fora. Era mais uma tarde de vitória e poder para James Jenner. Que ainda se mantinha no cargo de maior traficante de Los Angeles.

Ou era isso que ele achava?

— Senhor — um dos capangas entrou no escritório com a respiração ofegante.

James o olhou feio por não gostar de invasões em seu escritório, ainda mais dos seguranças sujos que trabalhavam para ele. Virando o copo de whisky todo em sua garganta, James colocou o copo com força na mesa olhando com desprezo ao homem a sua frente.

— Espero que seja importante o que me tem a dizer.

— Sim senhor — o homem disse ofegante tentando procurar alguma forma de dar a notícia ao seu chefe — é sobre o Bieber...

James trincou o maxilar já sabendo que notícia boa não viria ao escutar o nome que tanto desprezava.

— O que tem ele?

— Bieber invadiu todos os nossos galpões e explodiu tudo — James arregalou os olhos — e tem mais, ele pretende roubar um dos bancos mais importantes de Los Angeles. Se isso acontecer ele tomará seu poder.

Com menos de segundos, o copo antes sobre a mesa já estava nas mãos de James outra vez se espatifando na parede ao lado do homem de pé na porta o fazendo pular. A ferida de James havia sido cutucada novamente. Passando seus braços sobre a mesa em sua frente, jogou ao chão tudo que estava em cima, seguido por tomba - la contra o assoalho.

— MOLEQUE DESGRAÇADO! Como ele ousa me desafiar? EU VOU EXPLODIR A CABEÇA DELE! — Chutando a madeira da mesa, andava de um lado para o outro completamente desorientado —Prepare os melhores homens, de hoje esse verme não passa! 

James estava irredutível, caminhando até a porta, estava pronto para fazer oque tanto ansiava, até ser barrado por seu capanga, lhe dando de graça fuziladas com o olhar. 

— Está ficando louco? Saia da minha frente!

— Senhor, você está de cabeça quente, pense bem no que está fazendo! — O homem continuava a segurar nas roupas de James, mesmo depois de sua ordem.

James estava irredutível, ele queria agora mais do que nunca a cabeça de Bieber em suas mãos, o garoto que tanto lhe causa repulsa e dor de cabeça estava cada vez mais próximo de tomar seu trono.

— O que está acontecendo aqui? — Kendall entrou no escritório encarando confusa o homem segurando o seu pai.

James ficou em silêncio apenas fitando o rosto de sua filha.

É isso. Kendall! Ela é a grande solução.

James pensou.

Mas por que não sua filha não ser seu objeto de utensílio? Por que não a utilizar para enganar o seu melhor inimigo?

Para James, ele havia encontrado a melhor ideia do mundo.

— É isso! — disse James atraindo a atenção do homem que lhe segurava e de sua filha que não estava entendendo nada — saia daqui.

O homem hesitou no começo mas logo cedeu ao que o patrão ordenou, se retirando de seu escritório e o deixando com sua filha. 

— Pai, o que está acontecendo?

James deu a volta no escritório, agora caminhando onde estava a sua tão conhecida garrafa de whisky, se servindo com um copo repleto de gelo. Tomando um gole da bebida, James ignorou a ardência em sua garganta, agora se virando para sua filha com um sorriso estridente.

Como se ele tivesse ganhado na loteria com sua ideia. E pra ele realmente pensava assim.

— Arrume suas coisas.

Kendall confusa não hesitou em lhe perguntar:

— Por que? Onde nós vamos?

— Você... — o homem esboçou o melhor sorriso que poderia em seus lábios — irá fazer uma visita de longa data ao meu amigo. Bieber.

 

 


Notas Finais


Olá galera, tudo bem com vocês? Espero que sim. Aqui quem fala é a Giovanna. Eu e a Polly estamos muito empolgadas com essa fanfic, porque foi uma história que aconteceu com nossas imaginações, talvez seja um criminal diferente de todos.
Não sabemos quando iremos postar novamente, e obrigada a todos que leram.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...