História Hate can be love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Visualizações 17
Palavras 2.619
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ALERTA:Esse capítulo é bem perigoso para o emocional!

Capítulo 3 - Maybe we can be friends


Fanfic / Fanfiction Hate can be love - Capítulo 3 - Maybe we can be friends

                                                                 P.O.V  Ian Somerhalder

Acordei bem cedo naquela manhã, odiava, mas ás vezes, saia do meu controle, Paul parecia ter ficado acordado a noite inteira no celular.Estavámos prontos para as aulas que começavam hoje, ele não saia do celular e isso já estava me irritando.

-Está falando com quem?-Perguntei enquanto comia meu café da manhã.

-Candice!-Rolei os olhos ao ver que só estavam namorando a 5 horas e já estavam extremamente insuportáveis.Tomei o celular de sua mão e guardei dentro das calças.

-HEY!Ian me devolve!

-Não, você precisa de um tempo!

-Tempo de que?Começamos a namorar ontem!

-Exato!Precisa de um tempo da Candice!-Ele riu ironicamente e não pude deixar de fazer o mesmo.

-Haha!Vai devolver?

-Toma!-Tirei das calças e o mesmo pegou limpando em seu casaco e sorri com aquilo, logo as meninas entraram no refeitório e cutuquei-o para que visse sua amada!Candice veio até nós, me cumprimentou e beijou Paul!

Já estão assim, é?

Nina e Julianne foram direto para a fila e voltaram para a mesa, Julianne comia frutas e Nina só besteiras!Como conseguia ser magra comendo só besteiras?

(...)

Estávamos na aula, Nina não falava comigo, provavelmente estava morrendo de raiva por ontem, e eu não a forçaria falar comigo!Quando a aula acabou Candice e Julianne saíram rapidamente e depois Nina saiu, disse a Paul que iría sair rapidinho e voltar, vi a mesma andando pelo corredor, acelerei o passo e segurei seu braço de leve, a mesma parecia ter se assustado e se virou para mim, impinou seu nariz o que sempre me irritava, desde que eramos crianças.

-Oi!-Ela disse com um semblante insignificante no rosto o que não facilitou para mim.

-Oi, hum...Queria pedir desculpas, por ontem!-Era bem complicado me concentrar, a mesma ficava me encarando como se procurasse sinceridade no que eu estava falando,

-Tudo bem, não estava com raiva de verdade!Só queria bater em você mesmo!

-Nossa, me preocupei atoa!-Ela sorriu e não pude deixar de fazer o mesmo.-Mas, enfim, vamos na piscina hoje á noite?Ninguém vai lá,  podemos chamar os outros também!

-Ah não dá, tenho treino hoje!Acho que não!

-Depois do treino então?Ou vai inventar outra desculpa para não ir comigo?

-Ta ta!Você não vai desistir mesmo!-Ela se deu como vencida e saiu em direção a quadra!Peguei meu celular e mandei uma mensagem para Paul!

I:Vamos ver as meninas treinando?Acho que não vamos nos arrepender!Aqueles shorts delas são Bem curtos!

P:Ian você não tem jeito!Mas vou só por causa da Candice!

Alguns minutos se passaram e ele chegou.

(...)

                                                     P.O.V  Nina Dobrev

Depois que Ian me barrou no corredor, fui ao banheiro, vesti o uniforme das líderes e fui para a quadra olahndo as meninas!

-Eu sei, eu sei!Estou atrasada!-Coloquei a mochila na arquibancada e comecei a me alongar!

-Aonde estava?-Candice me perguntou!

-Ian me barrou no corredor!

-HUUM!-A interrompi com a mão pois sabia exatamente o que ela estava pensando, ligamos o som e começamos a treinar!Fizemos os passos três vezes seguidas e quando acabamos Julianne me mostrou que Ian e Paul estavam na arquibancadas e revirei os olhos ao entender o que eles estavam fazendo ali, concertei meu shorts e as olhei quando Candice começou a falar.

-Tenho um desafio para vocês!

-Ih medo!-Julianne e eu falamos em coro e acabamos ri do.-Desafio vocês a ficar de parada de mão, a última a levantar ganha!-Nós duas topamos, Candice nunca conseguia isso e ainda insistia.Fizemos e Candice foi a primeira a levantar, depois Julianne e por último eu.

-Viu!Não sei porque você ainda insiste, sempre perde!-Eu falei enquanto pegava minha mochila.

-Tá, Dobrev você ganhou, não se acostuma não!-Rimos juntas e saímos da quadra.

(...)

                                                                P.O.V  Ian Somerhalder

Paul e eu observavamos as meninas treinarem, fumando como sempre!

-Como vamos nos concentrar no jogo com elas dançando assim?-Perguntei para ele não tirando os olhos das meninas.

-Fácil só não olhar!

-Até parece que não e conhece!-Rimos juntos e observei Nina arrumando seu shorts.-Nina percebeu porque estamos aqui, não para de mexer nos shorts!

-Nina é assim, mas, não vou olhar para ela!Sei lá, ela é como minha irmã sabe, é meio estranho!

-Ah eu posso olhar!-E ele e olhou transbordando raiva nos olhos, sempre que diziamos isso de Nina ele ficava assim, ciúmes de irmão é pior do que qualquer coisa.-Deixa eu terminar, posso olhar de todas, menos de Candice, porque você gosta dela.-As meninas ficaram de cabeça para baixo e não conseguiamos tirar os olhos e então Paul me olhou.

-Você não fez nada com a Nina ontem, não é?-Ele perguntou e rir com aquilo.

-Não Paul, eu estuprei ela!-Eu falei tirando onda da cara dele.O que eu ia fazer?É a Nina, obvio que el ia me bater se eu fizesse alguma coisa.

-Haha, quase morri de tanto rir, mas, é sério, quando começar a namorar com a Nina, não esquece que sou seu amigo, não tá?-Neguei com a cabeça e então as meninas saíram e o olhei.

-Parece que a diversão acabou.

(...)

                                                                   P.O.V  Nina Dobrev

Já havia conversado com as meninas e todas toparam em ir para a piscina.Já estávamos no corredor, afinal, tinha combinado com Ian de encontra-lo na piscina. Quando chegamos os meninos se levantaram e vieram até nós.

-Oi!-Dissemos todos juntos mas fomos interrompidos por Joseph que chegou correndo e jogando os meninos na piscina.

-Oi meninas!-Ele falou para a gente enquanto observava os meninos levantando  e sorrid´mos.

-Oi!

-Nossa, calma ai filhão!Foi só uma pegadinha!-Ian disse depois de se levantar dando um soco no ombro de Joseph!

-Haha!Vocês me pagam!-Joseph riu e então Paul veio e deu um beijo em Candice, e claro nós sendo nós, iriamos rir demais deles.

-Owwnt!Super shippo!-Falei sorrindo e Candice me deu um tapa no ombro enquanto Paul a abraçava por trás.-AI que revoltada!-Rimos e Ian me pegou no colo todo molhando e pulando na piscina.

Ele está pedindo para morrer.

Depois do mergulho voltei a superfície o olhando que ria sem parar, dei um tapa em seu ombro, e parece que todos estavam se divertindo muito porque riam tanto que estavam vermelhos.

-Não faz mais isso!-Tirei minha blusa e o short que estavam encharcados, e coloquei na beira da piscina, Joseph e Julianne conversavam em um canto da piscina.-EU SHIPPO!-Falei em um tom alto para que pudesse ouvir.

-Eu também shippo você e Ian!-Julianne retrucou e não pude ficar calada.

-É a mesma coisa de me shippar com o vento!-Sorri e então olhei Ian do meu lado.-Sem ofensas.-Ele sorriu e se sentou na beira da piscina, fui até o mesmo e estendi a mão para ele.-Me ajuda a levantar?-Ao mesmo tempo que conversava com Ian, Joseph vinha com garrafas de bebida.Ele estendeu a mão para mim e o puxei, fazendo-o cair dentro da piscina.-Isso foi legal!-Ele passou a mão por seu rosto e se aproximou de mim entrando em um caminho perigoso, estávamos a mílimetros de distância, ele olhou para minha boca e não pude deixar de fazer o mesmo, depois olhou para mim.

-Não, não foi!-Disse bem baixo e depois se afastou, suspirei e olhei em volta.

-Bom, vamos beber!-Falei tentando mudar totalmente o assunto, e então Candice me entregou uma garrafa de tequila e uma de whisky para Ian, bebemos e então vi Julianne e Joseph, e Candice e Paul em cantos diferentes da piscina.

O que eu fiz da minha vida?

--Pronto, e eu aqui segurando vela!-Sorri enquanto bebi mais um gole de bebida.

--Estamos de vela,  perdi mais um soldado!--Vi Julianne e Joseph se beijando e aquilo foi uma surpresa para mim, logo Julianne que odiava garotos sem compromissos?-Nossa, que rápido!

-Na verdade, sendo o Joseph, até que demorou!-Ian disse e revirei os olhos, ele estava dizendo que Julianne era fácil?Ele é um idiota!

-Você estragou tudo!-Falei bebendo um pouco de bebida e me afastando dele!

-Espera, o que eu fiz?--Ele veio me seguindo e tive a sensação que me perseguiria a noite inteira.

-Estragou a coisa toda!Você é muito estupido!

-Ta desculpa!Não tive a intenção!

-Tanto faz!--Me virei e dessa vez vi Candice e Paul se beijando--Estou virando a tocha olímpica!--Ele sorriu e bebeu também.

-Estou perdendo meus soldados!-Concordei com ele e fui até a borda da piscina me sentando na mesma e observando Ian vindo atrás de mim!--Você não consegue parar quieta, não é?

-Basicamente!-Sorri e balançei meus pés entro da água.

-Fiquei sabendo que vai sair com  o Chris?É verdade?-Ele perguntou e estranhei, onde ele fica tirando informações da minha vida?

-É, mas, de onde tira essas informações?

-De um passarinho chamado Paul Weasley!-Sorri negando co a cabeça, ultimamente, os garotos estavam mais fofoqueiros do que nunca.-Vieram me falar que ouviram você dizer que me odeia, é verdade?

-Ah é, com certeza!Mas disso, ninguém precisa dizer, eu mesma falo!--Sorri falando ironicamente, não estava mentindo, odiava Ian com todas as minhas forças e não mentiria.

-Bom, nesse caso, também odeio você!Mas, podíamos tentar ser amigos como antes, não é?Voc~e ficou tão diferente comigo depois dos 13 anos!

-Não sei não, adoro ser grossa com você!-Sorri ironicamente e bebi mais um pouco de tequila.

-Jura?Nem percebi.--Ele sorriu todo ironico e não pude deixar de pensar em como tinha um sorriso lindo.

Espera, o que?Nikolina pare de pensar essas coisas!

Minha consciência me alertava e resolvi ouvi-la.

-Mas, porque eu?--Ele perguntou e eu pensei seriamente em contar real motivo, mas prometi a Sra.Somerhalder que só contaria quando ele tivesse 18

.-Eu não sei, talvez, porque, você deixa!-dei de ombros e tentei encerrar o assunto mais o mesmo parecia insistente.--Mas, estão quase se engolindo ali!--Cruzei os braços por conta do frio e ele se levantou e pegou sua camisa do time e colocou sobre meus ombros.

-Não se acostuma!-Sorri e  me levantei indo até minhas coisas e vestindo minha roupa, tinha medo do que aconteceria se ficasse ali.-Aonde vai?--Ele perguntou e apenas o olhei!

-Vou para o quarto, estou cansada!--Ele assentiu e me levantei, andei para o quarto deixando as meninas lá.

(...)

Estava pronta para as aulas, Candice e Julianne já haviam voltado e pareciam felizes, saímos em direção a sala e então Candice começou a falar.

-Nina, preciso que me explique duas coisas!-A olhei para que prosseguisse.--O que foi aquela tensão sexual entre você e Ian depois que você jogou ele na piscina?

-Tensão sexual?Está louca?Acho que você bebeu demais!Nunca que haveria isso entre eu e Ian!--Julinne graças a Deus concordou comigo e Candice para minha tristeza continuou.

-Não sei não, estavam quase se beijando!--Quando ia falar algo, ela me interrompeu e foi para a segunda explicação!--E, me explica também, porque você estava com a camisa do time do futebol, que no caso, estava escrito ''Somerhalder'' nas costas?

-Tá, eu estava com frio e ele me emprestou, só isso!

-Uin que fofo!--Candice e Julianne disseram em coro, elas sabiam que eu odiava quando faziam isso, principalmente qundo o assunto era a palavra com ''i''.

-AH CHEGA!Vocês vão sentir o peso da minha mão batendo na cara de vocês, olha que engraçado, tenho duas mãos, para dois rostos!--Elas riram e entramos na sala, nos sentamos nos nossos lugares e a professora passou alguns exercícios de revisão.

(...)

O tempo passava e Paul não parava de dizer que estava com uma sensação ruim, eu sabia que ele estava pensando que havia acontecido alguma coisa com os pais dele, sempre que ele sentia isso, tinha algo haver.Candice tentava acalma-lo e eu fazia o mesmo, então, a diretora entrou na sala e chamou;

-Paul Weasley, porfavor!--Ele se levantou e saiu da sala, Ian e eu nos olhavamos, afinal, eramos os melhores amigos de Paul e sabíamos exatamente o que se passava  na cabeça dele.Se passaram apenas alguns minutos quando Ian perdeu a paciência e saiu da sala, pretendia fazer o mesmo mas Candice me pediu para ficar com ela.Suportei por poucos minutos quando levantei e sai em direção a sala da diretora.

                                                               P.O.V   Ian Somerhalder

Sai da sala em desespero indo a sala da diretora, quando cheguei os olhei e parei ao lado de Paul.

-Sr.Somerhlader, gostaria que se retirasse por favor!--Ela pediu mas neguei e Paul também, estávamos ansiosos para saber o que a diretora queria falar que eu não podia ouvir, então, Nina entrou na sala.

-Desculpa interromper, mas tenho uma garota quase chorando lá fora e não vou esperar para saber!--Ela parecia nervosa e ia dizer a ela que não devia estar ali, mas, afinal, eu também não, era algo que tenhamos em comum, tirávamos muitas conclusões precipitadas.

-Olha, não considere como desrespeito, mas eu estou tendo um péssimo momento, e a única coisa que está me mantendo em pé são esses dois melhores amigos aqui e uma garota loira de olhos azuis no qual eu estou totalmente apaixonado,então, por favor, o que tiver que falar, fale logo!-Paul falou e pude ver um pingo de medo em seus olhos, a diretora concordou e começou a falr.

-Bom, seus pais...Como você já sabe, estavam na Polônia, e sofreram um terrível acidente de carro!--Vi os olhos de Paul se encherem de lágrimas e Nina piscar várias vezes como se estivesse raciocinando o que acabará de ouvir.

-Mas...Eles estão bem, certo?--A voz de Paul falhava e pude ver que as notícias que viriam agora, não eram nada boas.

-Eles não resistiram, eu sinto muito!--Entrei em choque, me lembrei de quando meus pais morreram, Paul não saiu do eu lado e lembranças se passaram em minha mente como um filme, vi os olhos de Nina se encherem de lágrimas uma lágrima escorrer por sua bochecha, então Paul, se agachou no chão e acabou e choro, a diretora saiu e eu e Nina nos abaixamos ao lado dele, ela tocou seu ombro e ele a abraçou, a mesma me olhava e pude ler seu pensamentos naquele instante.Era horrível vê-los chorar.

-Hey...-Comecei procurando minha voz que por um momento pensei que teria me abandonado.--Estamos aqui, sempre vamos estar, não importa o que aconteça, okay?Pode contar com a gente!

-Paul, mesmo que nada melhore, ainda vamos estar aqui com você!--Nina completou e ele nos olhou.

-O amigo dos péssimos concelhos!--Completei forçando um sorriso tentando confortá-lo.

-E a garota que você passou meleca no vestido de festa.--Ele riu, Nina conseguiu fazer ele rir, ela tinha esse dom, me lembro quando meus pais morreram e ela ficou comigo o tempo inteiro em que precisei dela, era a única que conseguia me fazer rir.Então Candice entrou, com lágrimas nos olhos, pela sua expressão, já sabia o que acontecerá, ela abraçou Paul e tentou confortá-lo dizendo que ficaria tudo bem!

Ver as únicas pessoas no mundo que eu realmente me importava, chorando, era horrível, até ver Nina chorando me incomodava!Naquele momento, parecia que eu não tinha controle sobre mim mesmo, não controlava as lágrimas que caiam sobre meu rosto, não controlava a dor, e parece que não controlava meu físico, pois sem minha ordem, ele abraçou Nina tentando confortá-la, deixando-a chorar o quanto que quisesse como se não importasse mais nada!

-Não dá, não posso ficar aqui!--Paul se levantou e ao chegar na porta nos olhou, Candice já estava de pé e eu já havia soltado Nina!--Amo vocês.--Ele correu para fora da sala e olhei Nina!

-Fica com ela!--Me referi a Candice e sai correndo atrás de Paul que forá para o estacionamento, havia saído de moto e eu iria atrás dele, entrei em meu carro e dirigi tentando alcançá-lo, mas a essa altura, já estava bem longe.

                                                                         P.O.V  Paul Weasley

Estava dirigindo em alta velocidade, com certeza, já havia ultrapassado o a velocidade máxima da moto, quase não enxergava devido as lágrimas que continuavam a descer, em uma curva fechada, vi um carro vindo em ala velocidade em minha direção e não tive tem de nem ao menos pensar em parar, bati de frente com o carro sendo lançado ao chão ficando inconciente.

                                                                      


Notas Finais


Quem ai deixou algumas lágrimas escapar???Se você é como eu, deixou rios kakaka!Eu avisei que teria fortes emoções nesse capítulo e no próximo tem também em kakakka!Não posso esperar para postar porque temos muitas trágedias para ler kakak comentem para que eu saiba que estão gostando e bjss e até a próxima!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...