História Hate Love & Revenge - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), T-ara
Personagens Eunjung, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Imagine Jungkook, Passado, Vingança
Exibições 42
Palavras 2.445
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Capítulo XVI


Hoje eu acordei com uma baita preguiça, mas mesmo assim eu tenho que ir para o colégio, mesmo eu não precisando, é o preço de uma vingança né?

Ontem eu não consegui dormir direito, porque toda vez que eu dormia, eu acordava assustada, não sei com o que ou por que, eu só acordava toda suada, tremendo, com a respiração ofegante... Eu tô ficando louca né? Só pode.

Mas vamos esquecer desse papo e vamos comer, porque eu estou com uma fome danada. Eu sai do meu quarto, nem fui para o banheiro pra escovar os dentes, já fui direto para a cozinha e como nem o Chul é nem a Mi-cha estavam acordados, eu descide fazer um café pra mim.

Então eu peguei um pão, parte e passei manteiga, depois eu fiz um ovo e coloquei dentro do pão, peguei a jarra de suco de morango que estava dentro da geladeira e enchi um pouco até a tampa do copo que eu tinha pegado antes.

Depois de ter colocado o suco na geladeira, eu peguei o prato que estava o meu pão e o copo de suco, fui até a mesa de jantar, me sentei em uma cadeira e comecei à devorar o meu pão, fechando os olhos e saboreando o sabor do mesmo.

Você acordada à essa hora?- eu abri os meus olhos e vi a Mi-cha com um sorriso vindo até mim- bom dia.

Bom dia-
eu disse com a boca um pouco cheia, fazendo a mesma rir enquanto balançava à cabeça de leve- é que eu coloquei o meu despertador pra tocar à essa hora.

Então graças à um despertador eu não vou precisar fazer café para mais uma pessoa?-
ela brincou fingindo estar bastante animada com isso, fazendo eu mostrar língua pra ela, rir um pouco e depois voltar à comer o meu pão.

Minha rainha e a minha princesa- o Chul chegou todo feliz, chamando a nossa atenção.

Por que ela que tem que ser a rainha e não eu?- eu apontei para Mi-cha fazendo a mesma dar um tapinha de leve na minha mão e rir um pouco.

Porque eu sou o rei, e como ela é minha namorada, ela é a rainha- ele se sentou do lado da Mi-cha, colocou o braço em volta do pescoço dela e depois deu um selinho na mesma- e você é como uma filha pra mim, por isso é a minha princesa.

Tá bom-
eu dei um sorriso de lado enquanto mastigava um pedaço do meu pão- mas eu queria ser a rainha.

Ash-
ele me deu um peteleco na cabeça de leve, rindo um pouco, fazendo eu rir também.

Bom, o café da manhã e o papo estavam ótimos- eu terminei o meu café e me levantei da cadeira, olhando para os dois- mas infelizmente eu tenho que ir para o colégio e vocês para o trabalho.

Nem me lembre dessa coisa-
Chul virou o rosto e tampou um lado dele com uma mão, como se não quisesse ver algo- isso tá me dando uma canseira, mas pelo menos eu ganho bastante dinheiro.

É melhor eu ir me arrumar-
eu apontei para as escadas rindo, depois eu subi as mesmas.

Depois de eu ter pegado a minha toalha, eu fui em direção ao banheiro, tranquei a porta do mesmo, coloquei a toalha no toalheiro, tirei minha roupa e entrei no box. Quando eu senti a água morna entrar em contato com o meu corpo frio, e ó tornando quente, eu senti um arrepio dos pés a cabeça.

Essa sensação sempre me relaxou, sempre me acalmou e eu sempre gostei de sentir essa sensação, ela é tão boa, que toda vez que eu sinto ela, solto um sorriso de lado. Depois de tomar o meu banho e de ter me secado, eu fui até o meu quarto, tranquei a porta do mesmo e fui até o meu guarda roupa.

Tirei uma roupa confortável de lá, vesti a mesma, depois eu arrumei o meu cabelo, peguei a minha mochila e sai do quarto, me despedi do Chul e da Mi-cha, sai de casa e fui andando até à escola mesmo, porque eu queria me exercitar um pouco.

Quando eu cheguei na escola, avistei os garotos conversando animadamente entre eles, o que me fez sorrir de leve, depois eu comecei à andar na direção deles, chamando à atenção de Taehyung primeiro, depois de Jungkook e logo em seguida dos outros.

Oi gente- eu sorri e acenei pra eles.

E aí Mimi- todos menos Jungkook e Taehyung disseram em uníssono.

Oi amor- Jungkook deu um sorriso sínico e veio até mim, passando o braço nos meus ombros e depois me dando um selinho.

Oi Jungkook- eu sorri um pouco sem graça por causa do olhar que o Taehyung estava mandando pra gente- oi TaeTae.

TaeTae?-
o mesmo pareceu sair de seus pensamentos um pouco surpreso por causa do apelido.

Yang Mi dando apelido carinho?- Jimin apontou pra mim surpreso- você é um alienígena? O que você fez com a Lee Yang Mi que eu conheço?- começou com o drama.

Eu não sou um alienígena, e eu não fiz nada comigo mesma- eu revirei os olhos sorrindo- só pensei que seria chato chamar o Taehyung pelo nome toda hora, quem sabe eu não pense o mesmo com vocês?

Pensa rápido então, porque eu também quero ter um apelido seu-
Heosek disse animado e apontando pra ele.

Pode deixar Heosek- eu dei uma pequena risada e olhei para o Taehyung, por impulso, vendo o mesmo olhar pra mim também.

Mas isso não durou muito, porque quando ele percebeu que eu estava olhando pra ele, logo ficou vermelho e desviou o olhar para uma direção qualquer, logo depois o sinal para os início da aula tocou.

Eu e os garotos fomos cada um para as suas salas estudar/bagunçar. Quando eu, o Jungkook e o TaeTae chegamos na sala, vimos que os alunos já tinham chegado, mas estavam ocupados conversando, que nem repararam à nossa chegada.

Então a gente andou até os nossos lugares e no momento em que a supervisora chegou na sala, a gente já estava sentado.

Gente, eu vim aqui dizer que o professor de música sofreu um acidente ontem e infelizmente faleceu- ela disse calma, deu uma pausa e olhou para todos da sala, que nesse momento estavam todos quietos e tristes, menos eu, que fingir estar desse jeito- por isso não haverá aula no primeiro horário, então vocês estão livres de aula no primeiro horário, mas eu vou ficar com vocês.

Depois disso, ela se sentou na mesa dos professores e ficou mechendo nas suas coisas, um pouco triste eu acho, fazendo os alunos começarem à conversar um com os outros sobre o que causou o acidente do professor.

Yang Mi- eu levantei o meu olhar e vi o TaeTae virado pra mim, com um sorriso tímido nos lábios- o que você acha que aconteceu com o professor?

Ele deve ter bebido, depois ido dirigir e sofreu o acidente-
eu não queria falar sobre isso, mas como eu vi que ele queria conversar comigo, eu acabei respondendo ele- e você? O que você acha que aconteceu que ele sofreu esse acidente?

Não sei, acidentes acontecem todos os dias-
ele deu de ombros e olhou para o lado, eu segui o seu olhar e vi que ele estava olhando o Jungkook dormindo- eu posso te perguntar uma coisa?

Claro-
eu voltei à olhar pra ele, que êxitou um pouco, mas falou.

Você e o Jungkook...- ele olhou pra mim nervoso- vocês estão namorando de verdade ou...?

Por que a pergunta?-
eu olhei pra ele desconfiada.

É que vocês viviam brigando, aí certo dia surgem juntos e dizendo que estão namorando-
ele deu de ombros de novo e fez alguns justos com a mão.

Depois do ódio vem o amor certo?- eu tombei um pouco a minha cabeça para o lado, com um pequeno sorriso- mesmo no mundo que a gente tá, ainda existem essas coisas.

É-
ele deu um sorriso meio forçado- você tá certa, é que é muito confusa essa história.

Você tem razão-
eu concordei com a cabeça- mas só um pouquinho- eu fiz um "pouco" com os dedos e sorri.

Um pouquinho?-
ele sorriu e fez uma cara de "me conta outra vai".

Tá bom-
eu abaixei a minha mão, fingindo estar com tédio, mas ainda tinha o sorriso- muito confusa.

Depois disso a gente te riu um pouco, olhando um para o outro, mas aos poucos a gente foi parando e iniciamos outra conversa bem animada. Depois o sinal tocou, avisando que aquela aula tinha acabado e que a aula de inglês iria começar, fazendo o Jungkook levantar a cabeça, se espreguiçar e olhar pra frente ainda sonolento, e fazendo o TaeTae se virar pra frente e eu me ajeitar na carteira.

Vocês estavam conversando?- Jungkook se inclinou um pouco na minha direção e sussurrou pra mim.

Eu estava com tédio e ele também, então decidimos conversar um pouco- eu dei de ombros sussurrando também, olhando pra ele.

E sobre o que vocês estavam conversando?-
o Jungkook olhou para o TaeTae por alguns segundos e depois olhou pra mim, sério.

Por que você quer tanto saber?- eu olhei pra ele impaciente, sem entender do porque de todas aquelas perguntas.

Eu só não quero que ele saiba a verdade- ele estava claramente irritado.

Eu não sou que nem essas vadias que você fica pegando não tá?- eu apontei para uma direção qualquer atrás dele, começando à ficar irritada também- diferente delas eu tenho cérebro.

Espero que você saiba usar então-
ele se sentou direito na mesa dele.

Eu sei, e muito bem- eu me sentei direito na minha cadeira e desviei o meu olhar dele para a professora, que já tinha chegado.

Credo, eu nem posso conversar com o garoto que ele já vem dar um de idiota pra cima de mim- eu comecei à anotar o que estava no quadro- só fique ele sabendo, que eu não aceito que mandem em mim, então se eu quiser conversar com alguém eu vou conversar, e não preciso dar satisfações pra ninguém.

Depois desse pensando, eu continuei a aula tranquila, tirando a parte de que o Jungkook sempre me mandava um olhar irritado, toda vez que eu respondia um bilhetinho do TaeTae, que só estava conversando sobre coisas aleatórias comigo.

Depois que a aula acabou, eu fui em direção ao portão da escola, pensando em ir embora direto, porque eu já tinha me despedido dos garotos e agora eu só queria ir pra casa e me preparar para ir atrás de um mendigo, que à onze anos atrás matou os meus pais.

Mas o Jungkook tinha que aparecer e segurar o meu pulso, me fazendo parar de andar no mesmo momento e olhar pra ele confusa no começo mas depois com tédio.

O que você quer?-
eu olhei pra ele com tédio e raiva.

Conversar- ele começou à me puxar para o seu carro, com uma expressão raivosa.

Ele abriu a porta do passageiro pra mim, me fazendo entrar dentro do carro, depois ele fechou a porta, deu à volta no carro, abriu a porta do motorista, entrou no carro e fechou a porta de novo, tudo isso com a mesma expressão: de raiva.

Sobre o que você queria conversar?- eu disse calma agora, com os braços cruzados.

Você sabia que as pessoas dessa escola gostam de cuidar da vida dos outros?- ele se virou pra mim, com o rosto sério.

Todas as pessoas que tem uma vida de merda gostam de fazer isso- eu soltei uma risada debochada, olhando pra frente e depois pra ele de novo.

E você sabia que se você ficar trocando cartinhas com Taehyung as pessoas podem achar que você está me "traindo"-
fez aspas com a mão, me fazendo suspirar de tédio por ele estar falando desse papo de novo- ou até mesmo podem começar à vigiar a gente pra saber se a gente está namorando mesmo ou não?

Sabia e daí? Eu não me importo com o que às pessoas pensam- eu dei de ombros começando à ficar frustrada.

É mesmo?-
ele disse irônico, cruzando os braço

É, eu e o Taehyung só estavam conversando pelo papel, pra não chamar a atenção da professora- eu comecei à fazer uns gestos com as mãos com raiva- eu  não estava beijando ele, não estava transando com ele e nem nada do tipo, só estava conversando- eu dei ênfase no "conversando" frustrada olhando nos olhos dele- é só dizer isso pra essas pessoas e mostrar o papel, pronto está resolvido.

Não estava beijando e nem transando mas ele queria que estivesse-
ele apontou para uma direção qualquer atrás de mim, olhando nos meus olhos frustrado- eu e toda à escola percebemos o olhar que ele fica mandando pra você, só você que não percebeu- ele deu ênfase no "você" e apontou pra mim- eu não quero você perto dele.

Você não é meu pai, meu namorado e muito menos meu marido pra me proibir de alguma coisa-
eu disse indignada.

Mas pra eles eu sou seu namorado, então é melhor se comportar como se fosse minha namorada- ele estava começando a gritar, mas eu não abaixei a minha bola por causa disso.

Não significa que só porque eu sou a sua namorada de mentira, que eu tenho que parar de conversar com os meus amigos, que também são seus- eu apontei pra mim e depois pra ele.

Eu não estou pedindo pra você parar de conversar com os outros garotos, eu estou pedindo pra você parar de conversar com Taehyung- ele apontou para o lado.

Mas ele é meu amigo também, e por isso eu não vou parar de conversar com ele- eu já ia sair do carro, até que o Jungkook pegou à chave e trancou as portas, impedindo de eu sair dali- abre essa droga de porta agora.

Eu não terminei de conversar com você-
ele disse um pouco baixo agora, mas ainda com a cara raivosa.

Mas eu terminei, então deixa eu sair daqui- eu apontei pra porta, olhando pra ele raivosa também- agora Jungkook.

E sem piscar direito, eu já me vi sentada no colo daquele idiota, porque ele me puxou pelo pulso, me fazendo sentar no colo dele. E sem ao menos raciocinar direito, eu já estava sentindo os lábios do Jungkook colados nos meus, em um beijo feroz, mas ao mesmo tempo... Apaixonado?

Eu coloquei as minhas duas mãos nos seus ombros, tentando sair de perto dele, mas ele era mais forte do que eu, então não deu muito certo essa tentativa, e sem querer, eu acabei me levando de novo pelos hormônios e acabei retribuindo o beijo dele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...