História Hate or love? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Rey
Exibições 25
Palavras 1.186
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa tarde
Desculpa qualquer erro ou se ficou ruim o capitulo

Capítulo 4 - O Depois - parte 3



Ambar respirou fundo e encarou a morena com os olhos cheios de agua e balançou a cabeça positivamente, sem esperar Luna a abraçou a confortando por que ela sabia que seria muito dificil para ela a partir de agora.
Luna: Saiba que sempre estarei aqui para te apoiar 
Ambar: Obrigada por ser essa pessoa incrivel mesmo depois de tudo que eu fiz ainda se importar tanto comigo - sorriu entre as lagrimas - você é a irmã que eu nunca tive - as duas sentaram na cama 
Luna: Quando vai falar para Rey? 
Ambar: Não sei se ele vai gostar 
Luna: Se ele te ama com certeza vai amar essa noticia 
Ambar: Isso que eu espero, vou procurar ele 
Luna: Estou aqui torcendo por vocês - ela se abraçaram novamente 
Sharon não iria aceitar que sua afilhada roubasse seu homem, então decidiu ser drastica e se declarar para Rey antes que fosse tarde demais. O chamou em seu escritorio e rapidamente o moreno apareceu 
Rey: O que deseja senhora? 
Sharon: Você - Reinaldo arregalou os olhos
Rey: O que? - ele achou que não tinha entendido direito 
Sharon: Isso que você ouvi, eu te quero, sempre te quis e não aguento mais esconder esse amor que eu tenho por você 
Rey: A senhora esta bebada ou é um tipo de brincadeira?- ele estava espantado 
Sharon: Acha que eu sou mulher de fazer brincadeiras? e nunca se quer bebi - ela tirou o casaco revelando sua nudez - quero que me possua 
Rey: Não, não a senhora só pode estar ficando louca 
Sharon: Por você - ela foi ate o moreno o beijando, não dando tempo dele responder nada. 
No mesmo momento Ambar desceu procurando Rey e quando ia entrar no escritorio da madrinha viu a cena que partiu seu coração, ela não podia acreditar que se entregou a uma homem que era tão sujo, ele então estava brincando com ela e seus sentimentos, ele jogava com ela e a mais velha. As lagrimas deciam pela sua face descontroladamente, então ela saiu dali correndo e foi para seu quarto encontrando Luna no corredor 
Luna: O que aconteceu Ambar? Falou com Rey? 
Ambar: Não fale mais o nome desse ordinario - elas entraram no quarto e a loira foi pegando uma mala 
Luna: O que ele fez? - Ambar enfiava roupas na mala 
Ambar: Ele estava se atracando com minha madrinha no escritorio - Luna abriu a boca surpresa 
Luna: Eu não acredito 
Ambar: Acredite, ele estava brincando comigo, eu não acredito que eu entreguei meu amor a esse babaca 
Luna: Calma Ambar! E essa mala? 
Ambar: Eu preciso de um tempo para mim, não vou conseguir olhar para aqueles dois - Pela primeira vez ambar pegou só o necessario, fazendo uma mala não tão grande 
Luna: Não pode ser assim
Ambar: Pode e vai ser 
Rey empurrou Sharon de cima dele, estava ainda surpreso mas com nojo, ele não sentia nada por aquela mulher e ve-la assim se rebaixando era assustador 
Sharon: O que foi?
Rey: Me desculpe senhora mas eu não sinto nada pela senhora 
Sharon Como não? 
Rey: A senhora é só minha chefe e eu empregado, nada mais que isso 
Sharon: E com minha afilhada é totalmente ao contrario ne? - ele arregalou os olhos - acha que eu nunca ia descobrir esse casinho que vocês tem? 
Rey: Que? Não, a senhora esta louca?
Sharon: Não precisa negar eu sei de tudo - ela se cobriu - mas fique sabendo que você é meu e nunca deixarei que nada aconteça mais entre vocês dois 
Rey: Me desculpe não é a senhora que decide isso 
Sharon: Esta mesmo apaixonado - gargalhou com deboche - acha que Ambar vai te levar a serio? você é mais um brinquedinho que logo ela vai cansar de brincar 
Rey: Não dessa vez - o moreno saiu dali ainda perplexo com tudo que aconteceu, ele não poderia continuar naquela casa com aquela doida no pé dele, então foi atras de Ambar precisava conversar com ela. Foi em direção ao seu quarto e a encontrou de costas então a abraçou 
Rey: Oi amor - A loira virou o empurrando assustando ele 
Ambar: Quem você pensa que é para entrar assim no meu quarto e me abraçar? 
Rey: Que? 
Ambar: Isso mesmo que ouviu, quem pensa que é para ter essa liberdade comigo?
Rey: Ta brincando comigo ne?
Ambar: Eu não sou de brincar - falou seca 
Rey: Mas, nos dois...- ela interrompeu 
Ambar: Nos dois? nunca teve nos dois - ela gargalhou - você acha mesmo que tem nos dois? você não passa de um empregado que me divertiu um pouco mas agora não serve mais - Rey não podia acreditava no que estava ouvindo, pela primeira vez na vida teve vontade de chorar por uma mulher 
Rey: Eu não estou acreditando que você esta falando isso - ele balançava a cabeça - eu te entreguei o meu amor 
Ambar: Muito obrigada mas não quero a merda do seu amor - ela estava com vontade de chorar e gritar por que ele podia ser tão falso, mas se controlou - agora saia do meu quarto 
Rey: Seu pedido é uma ordem Senhora - falou com deboche e na mesma hora Luna entrou no quarto 
Luna: Trouxe seu suco Ambar - depois que percebeu que Rey estava la -desculpa 
Rey apenas deu a ultima olhada e saiu do quarto indo ate o seu, ele não tinha mais nada que o prendia naquela casa então decidiu que aquela era hora de ir embora. 
Ambar caiu no chão em lagrimas seu coração doia tanto que ela pensava que ia morrer, Luna a abraçou tentando acalma-la, nunca tinha visto a amiga daquele jeito e percebeu que se acontecesse isso com ela e Matteo ficaria do mesmo modo, o amor é assim as vezes machuca e quando acontece é pior que a dor de uma bala alojada no seu corpo. 
Mais tarde naquele dia 
Sharon autorizou a viagem de Ambar, achando que com isso tinha o caminho livre para ficar com Reinaldo, então a loira só despediu de Luna e seguiu para o aeroporto. 
Minutos depois da saida da patricinha, Rey apareceu na cozinha com suas malas deixando todos curiosos. 
Rey: Então queria me despedir de todos 
Miguel: Como assim? 
Rey: Eu estou indo embora dessa casa 
Miguel: Por que ?
Rey: Por que nada mas me prende aqui - Luna percebeu que ele estava falando de Ambar, mas ela não entendia não era ele que a tinha traido? 
Monica: Vai fazer muita falta 
Rey: Vocês tambem, sentirei falta de todos - Ele estava diferente nunca havia sido tão carinhoso
Amanda: A Sr. Sharon ja sabe? 
Rey: Não, mas vocês avisam ela por mim - afirmaram com a cabeça - Se despeçam tambem daqueles dois panacas - Tino e cato - E Luna quando for a noite abra esse envelope, espero que entenda - Ele se aproximou entregando o envelope ai ela viu seus olhos vermelhos de choro. 
Luna: Obrigada 
Rey: Nada, tchau a todos - e saiu dali com coração partido e lagrimas nos olhos 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...