História Haysha A Princisa das Estrelas... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Novo Mundo, Universo
Exibições 8
Palavras 1.269
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Bem vindos a essa aventura....

Capítulo 1 - Capítulo I


Fanfic / Fanfiction Haysha A Princisa das Estrelas... - Capítulo 1 - Capítulo I

Gritos, guerra explosões por todo o lado, naves sobrevoavam o castelo real de Nabur. Em um cômodo, naquele que foi considerado o mais belo palácio do sistema planetário de Sayabur, uma garota de seis anos de idade acaba de ser salva por seu pai o rei Cleymenci da morte. Ao salvar a Princesa, o rei é atingido por uma arma de desintegração, em seu último ato ele a joga para mãe e antes de desintregar lhe diz:

- Hayme vá para junto de Seymour e do nosso filho... E não se esqueça eu as amo...

- Papai, não.... - Chora a jovem Princesa.

Hayme vê a morte de seu rei a sua frente, mas não teve tempo para chorar a morte de seu marido, apenas se pôs a correr para a plataforma de lançamento precisava sair dali o mais rápido possível. Ao despistar o inimigo ela para e faz um feitiço de invisibilidade em sua filha, Hayme era uma grande feiticeira. Mais uma explosão pode ser ouvida e a escadaria principal foi atingida, sendo desintregrada. Hayme sabia que teria que usar a passagem, também sabia que não sairia viva de lá, mas teria de salvar sua filha e seu filho eles eram o futuro de Nabur. Estava próximo, sentia o inimigo ao seu encalço, "Só mais um pouco...", Pensava a rainha.

-Hayme não irá escapar de mim, sua traidora... - a voz gélida ecoava no corredor do palácio.

Ao chegar perto da passagem ela abre um alçapão que tem uma espécie de escorregador. Hayme sente algo lhe atravessar as costas.

- Mamãe.... - grita a princesa ao ver a espada do inimigo atravessar sua mãe e sair em sua barriga. A menina apenas chorava e girtava. - Mamãe...

Hayme em suas últimas forças coloca sua filha no alçapão e lhe diz em meio aos prantos:

- Minha pequena Princesa corra até a plataforma... - Ela se engasga com seu sangue o que faz a menina chorar mais ainda. - vá para a nave com seu irmão e o general Seymour, não os questione meu amor...  E os obedeça meu amor... - Em uma crise de tosse Hayme sente suas forças se esvair. Sentia o inimigo se aproximando.

- Haymeeeee! Não irás fugir, nem você, nem sua patética filha....

A jovem rainha só chorava e num último impulso empurrou sua filha e lhe grita com suas últimas forças..

- Corra Haysha...

- Não Mamãe...

- Corra agora Haysha...

A menina se pôs a correr e a chorrar, não antes de escutar os tiros e o último suspiro de sua mãe.

- Haysha... 

________________________________

- Haysha...

Haysha acorda atordoada, mais uma vez aquele pesadelo, com a morte de sua família. Nunca esqueceria aquele dia? Por vezes tinha certeza que não.

Hoje era seu aniversário de 15 anos, mas não estava nem um pouco animada para isso, sabia que tinha que comprir a tradição de sua família, pra eles e por eles. Segundo a tradição real de Nabur as princesas com 15 anos desenvolveria seus poderes de feiticeira e os príncipes iam para o exército para se tornar um guerreiro, apesar de ser filha de uma grande feiticeira, seu pai nunca fora um bom guerreiro, mas seu irmão esse sim seria um ótimo guerreiro, se não houvesse morrido daquela forma trágica. Haysha não pode evitar as lágrimas ao lembrar de seu irmão, tão belo sempre fora um rapaz bonito, lindos olhos azuis cabelos pretos azulados e um sorriso sedutor, Prency sempre fora belo, era um amor de irmão.

- Haysha está acorda minha filha? - era Pandora quem a criou como filha após aquele fatídico dia.

- Sim tia Pandora, pode entrar - respondeu Haysha enxugando as lágrimas enquanto vestia seu hobby. 

Pandora adentrou o recinto trazendo um belo vestido semi transparente para a consagração do oráculo que ocorreria naquela tarde, apesar de estar longe de Nabur, Hayme pediu para que as tradições não fossem quebradas. Pandora lembra bem das palavras da rainha.

"- Consagre Haysha ela será a salvação de Nabur, ela nasceu com grandes poderes e destinada a grandes coisas, não posso dizer mais nada, mas cuide dela como filha prometa-me Pandora.

-. Eu prometo e juro cuidar de Haysha. Mas por que disso minha senhora?

- No momento oportuno saberá..."

Ela já sabia de sua morte por isso a fez prometer aquilo. Como Haysha era parecida com ela... Seus traços delicados, seus cabelos pretos azulados e seus olhos violeta.

 Haysha era bela, mas onde estavam ela era apenas a sobrinha do velho general Seymour que sobreviverá a queda de Nabur, foram 5 anos de fulga até chegarem em Nebrak um planeta rural, no qual Seymour era um próspero fazendeiro. Criaram com amor e dedicação a jovem Princesa, Seymour a ensinará lutar junto com seu filho Castiel, dizia que além de feiticeira deveria saber se defender, já que era a única herdeira de Nabur.

- Minha querida esteve chorando? - Pandora notará seus olhos inchados e vermelhos.

- Nunca lhe escondo nada né minha tia? Responde Haysha, a Pandora apenas acentiu. - Aquele pesadelo com a morte de meus pais apenas isso tia.

- Sei como se sente meu amor Hayme era minha melhor amiga, senti muito sua morte - Pandora analizava sua criança sabia que ela desejava vingança, mas não era hora ainda.

- Eu sei tia, mas ainda irei recuperar Nabur e saber o que realmente houve com Prency. - Haysha estava determinada.

- Eu sei, mas ainda não é hora meu amor, -  Pandora a abraça e a beija. - Vamos descer e tomar café?

- Claro tia só irei colocar uma roupa apropriada. - Haysha observa o vestido que Pandora carrega - Deixe-o na cama já vou descer.

- Claro meu amor e feliz aniversário. - Pandora a abraça e a beija ben forte, e ela retribui amava sua tia ela era sua segunda mãe.

____________________________________

Pandora, Seymour e Castiel tomavam seu café em silêncio até que escutam Haysha se aproximar, ela vestia um vestido simples rosa e tinha o cabelo solto como uma cascata. Castiel levantou-se e foi abraça-la.

- Feliz aniversário minha pequena, a cada primavera estás mais linda.

- Castiel, estás mentindo como sempre. - ele era o único que a fazia rir, tinha a pele morena, cabelos ruivos e olhos verdes era belo. Haysha o amava em segredo.

- Minha criança hoje é seu dia espero que esteja pronta a novas responsabilidades. - Esse era o jeito carinhoso de Seymour desejar feliz aniversário a "sobrinha".

Haysha sentou-se a mesa e tomou o café em silêncio. Após o café Haysha se esconde nos jardins da fazenda em um lugar que só ela Castiel e Prency sabiam. 

Era uma floresta densa e no meio dela havia uma cachoeira e um pequeno lago, mas atrás da cachoeira era que ficava o refúgio deles um jardim com flores azuis e core de rosas brilhantes que davam a caverna um ar misterioso. Foi ali que ela falou com seus pais a primeira vez, e treinava seus poderes escondida de todos, nem o Oráculo sabia. Castiel a ajudava sempre que podia.

Haysha sentou-se na beira das águas florescentes e começou a meditar, pensava em seu irmão. Sentia seu corpo leve  e a aura dos seus poderes a tomavam conta.

- Haysha, não.......

Era a voz dele ela tinha certeza, ela se via nas ruínas de Nabur, caus e uma atmosfera passada tomava conta da região

- Não se aproxime Haysha...

- Prency? Por favor meu irmão cadê você?

- Haysha... 

Derrepente ela é arremessada para um jardim ela sabia que lugar era aquele. Era os campos de Nirbu planeta visinho de Nabur onde ficaram refugiados por 2 anos antes de irem pra Nabrak.

- Por que Haysha? - ele agora estava em sua frente vestido como da última que o vira. - é perigoso ele ainda te cassa sabes que estás viva...


_____________________________________



Continua





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...