História He is crazy - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Batman, Esquadrão Suicida
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bottom!jungkook, Jikook, Jimin!top, Jungkookbottom!, Não Está Ok, Relacionamento Abusivo, Top!jimin
Exibições 212
Palavras 1.326
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Super Power, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente, primeiramente quero agradecer aos 217 favoritos na história!
Sabe, eu nunca tive uma história com tanto reconhecimento e agradeço muito que vocês estejam comentando e favoritando sempre aqui. Deixando suas teorias, suas preferencias, suas vontades de me matar UHSAHUUSAUHA Cara, eu realmente não sei como agradecer todo carinho que tenho recebido aqui, sinceramente.

Tá, não vou enrolar vocês com esse papo sentimental de coração mole. USAUHSAUHHUAS

Queria avisa-los que nas férias estarei com um projeto. Vou reescrever minhas fanfics que apaguei e tentar postar pelo menos duas one-shots na semana. Se você quer ficar por dentro das minhas atualizações, não esquece de me seguir, hein <3
Boa leitura!

Capítulo 7 - Joker


— Ele invadiu minha casa, Taehyung. Eu... — Hesitei. — Eu não sei o que eu faço, de verdade. Sei que ele queria me fazer uma surpresa, ser gentil, mas eu me assustei. Expulsei ele daqui mesmo ele repetindo que fez aquilo para ser mais próximo de mim, queria se tornar meu amigo. 

— Eu nunca confiei nesse cara. — Apertou o sobretudo negro contra o seu corpo enquanto se ajeitava na poltrona de frente para o meu sofá. 

— Você já o conhecia? 

— Park Jimin, ele tentou fazer negócios com Bruce, mas o velho nunca aceitou. Dizia conhecer o tipo de gente que ele é. — Molhou os lábios, mania comum de Taehyung. — Eu nunca soube de fato o porquê de toda essa desconfiança da parte dele. 

— Estranho... — Murmurei. 

— Fiquei atento, Jungkook. Não sabemos como esse cara é. Ele pode ter algum problema mental, fiquei pensativo quando você mencionou o tal Yoongi. 

— Ele é meu psiquiatra, foi lá que conheci o Jimin. 

Quando ele ia se pronunciar, seu celular tocou. Taehyung pediu licença e atendeu. Pelo jeito de suas respostas parecia ser Jung Hoseok, seu mordomo. Não demorou muito para que ele desligasse e se despedisse de mim alegando que tinha um compromisso, e, como sempre, pedindo para que eu me cuidasse. 

 

/=/ 

 

Já era por volta das onze da noite quando me sentei no sofá e liguei a TV. 

Fiquei pensativo desde que Kim foi embora após sua ligação aparentemente importante. Será mesmo que Jimin poderia ser alguém ruim? Será mesmo que, talvez, o seu jeito de intimidar as pessoas ao seu redor, era apenas uma característica de sua personalidade? Quer dizer, ele jamais aparentou ser perigoso ou alguém que eu devesse desconfiar. Era apenas uma pessoa de personalidade forte. 

Poderia Bruce ou Taehyung estarem exagerando? 

Sentei-me colocando os pés sobre o móvel enquanto em minhas mãos havia uma caneca com chá quase que frio. Meu coração parecia pesado e então senti um grande arrepio. Não sabia o que estava acontecendo comigo, mas estava sentindo um estranho sentimento. 

Passei por alguns canais, havia alguns filmes repetidos passando. Até que acabei parando no canal de noticias, estava ocorrendo um crime naquele exato momento. 

 

"... As autoridades ainda não sabem quem são os criminosos. Apenas há registros em algumas câmeras de segurança, seus rostos cobertos por mascaras e um deles parece estar apenas com o rosto maquiado. Confira a seguir." 

 

Havia um homem sentado no meio do grande salão do banco central, pelas suas vestes dava para perceber que era uma espécie de guarda ou algo assim. Algumas pessoas o rodeavam, quatro para ser preciso, e seus rostos estavam cobertos por mascaras com expressões um tanto horríveis. Alguns seguravam o que parecia ser tacos de beisebol e outros portavam armas.  

No vídeo, de repente, aparece um quinto homem. Ele se aproxima da câmera enquanto segura uma faca. Seu rosto não estava coberto como o dos outros, mas estava maquiado. Sua face estava mais branca do que o comum para uma pessoa, seus cabelos pareciam pintados com tinta spray na coloração verde enquanto em seus lábios havia um sorriso feito que não desaparecia, como de palhaços de circo. Era grande indo de uma bochecha a outra. Seus olhos estavam reforçados em uma tonalidade preta, bem sinistros.  

Ele abriu um sorriso relevando os dentes branquinhos antes de se pronunciar. 

 

— Espero que vocês não se incomodem... — Usou a ponta da faca para coçar a lateral da cabeça. — Quer dizer, vocês tem um puta cofre aqui. Não vão se importar se pegarmos alguns milhões emprestados sem a intenção de devolver, né? — Sua voz parecia-me familiar. 

 Ele riu alto sendo acompanhado dos homens atrás. O segurança tentava, em vão, pedir por ajuda já que sua boca estava fechada com um pedaço de pano e seus braços amarrados.  

 — Não é como se vocês fossem precisar, não é mesmo? — Sua risada era alta, grave. Era como se o homem estivesse adorando tudo aquilo. Ele se virou indo em direção ao homem amarrado que tentava a todo custo gritar, seu terno roxo escuro estava com um grande numero atrás, 95, e em cima havia a palavra "Joker". O homem de cabelos esverdeados estalou os dedos, um de seus acompanhantes que estava armado mirou em direção a câmera e disparou fazendo com que o objeto se destruísse. 

 

"Depois desta gravação que foi enviada para nós às 20:05PM não obtivemos mais noticias de dentro do banco. O nosso repórter que está no local disse que há muitas viaturas ali e que estão arduamente tentando montar um plano para possam resgatar o segurança com vida. E, claro, prender os assaltantes. Em breve mais informações sobre o caso." 

 

Estava quase que paralisado e não era exagero. Depois desta noticia eu me senti meio que enganado, traído, não sei muito bem como explicar. Aquele homem, vestido daquela forma, me intrigou. Era como se eu conhecesse, como se fossemos próximos, mas eu não sabia quem ele era. Sei que é meio contraditório, louco, eu sei. 

 

— Vamos, Jungkook, aquela voz é familiar. É sim. 

 

Me ajeitei no sofá puxando um cobertor que estava jogado sobre ele. Me enrolei no pano quentinho enquanto acompanhava as noticias meio nervoso querendo saber o que estava ocorrendo, se eles iriam conseguir capturar o tal "Joker", quem era esse homem e porque, de repente, ele estava querendo chamar a atenção. 

Com esses pensamentos acabei adormecendo. 

 

/=/ 

 

De quase que um salto do sofá. Olhei para o relógio da sala que já marcava 08:09AM o que significava que eu estava atrasado para faculdade.  

Corri para o banheiro onde tomei um banho rápido e fiz minha higiene matinal. Peguei uma roupa qualquer em meu guarda-roupa e vesti, tinha que correr contra o tempo. Peguei apenas uma maçã, minha mochila e calcei os sapatos meio desajeitado. Se meu cabelo estava devidamente apresentável eu não sei, apenas baguncei os fios a caminho da porta. 

Fechei a porta de entrada rapidamente e joguei a mochila nos ombros. Quando girei os calcanhares acabei por deixar a maçã que estava em minhas mãos cair. Ao ver aquela cena, meu coração pesou, minha mente nublou e o chão parecia ter sumido debaixo de meus pés.  

— Jungkookie... — Ele murmurou fraco. 

Era Jimin; seus cabelos estavam molhados como se tivesse acabado de sair do banho, sua bochecha direita estava com um pequeno corte e seus braços, que estavam expostos pela camiseta de manga curta, estavam com hematomas. O ruivo caiu sobre os degraus claros quase que desmaiado. 

Eu larguei minha mochila e corri em sua direção ajudando o mesmo a se levantar. Passei um de seus braços por meus ombros mesmo sobre protestos de dores do outro e o ajudei a continuar subindo. Parados em frente a porta do apartamento de Jimin, apalpei seus bolsos em busca da chave. 

— Sua chave, Jimin... 

Ele a retirou do bolso de sua camiseta e me entregou, com muito custo consegui abrir a porta e lava-lo até o sofá onde o ajudei a se deitar. Voltei no corredor e peguei minhas coisas, logo depois estava em seu apartamento novamente. 

Park estava acabado. Diferente do ruivo sorridente que havia conhecido, ele estava fodido demais, muito.  

— Está tudo doendo, Jungkookie... — Resmungou fraco. 

Me aproximei novamente depois de deixar minha mochila em um canto qualquer. O ajudei a retirar sua camiseta, ação essa que me fez corar na hora ao ver seu corpo exposto. Porém, diferente do primeiro dia que o conheci, seu torax estava com muitas marcas roxas, como se tivesse se envolvido em uma briga feia. 

Levantei por alguns minutos e segui para cozinha onde peguei alguns cubos de gelo e coloquei em uma jarra. Trouxe o recipiente comigo junto de uma camisa que encontrei pendurada em uma das cadeiras da casa. Envolvi alguns cubinhos com o pano, talvez Jimin fosse me matar depois. Devagar, repousei a camisa sobre alguns machucados em seu corpo recebendo alguns gemidos dolorosos em resposta. 

Meu coração doía em vê-lo daquela forma, completamente destruído. 

— Obrigado, Jungkookie... — Disse Jimin com dificuldade antes de adormecer.


Notas Finais


Então pessoal, nosso gimmin ta machucado :(
Próximo capitulo será a narração dele, fiquem ligados.
Quero pedir desculpas pelo atraso, eu realmente estava com uma certa dificuldade para terminar este capitulo e, claro, não queria fazer algo ruim. Estou me empenhando em escrever mais de 2.000 palavras, espero conseguir no próximo capitulo.
Beijos e até o próximo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...