História He kills, She dies - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bullying, Drama, Família, Homicidio, Psicopata, Romance, Suicida, Suícidio
Exibições 87
Palavras 792
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Desculpem a qualidade ruim da imagem ;-;
E desculpem os erros ♡

Capítulo 14 - Capítulo 14


Fanfic / Fanfiction He kills, She dies - Capítulo 14 - Capítulo 14

P.O.V Yasmin

-O que ela disse? - pergunto para a mãe de Dara

-Ela disse que não vai. E realmente, ela está com febre e parece que chorou a noite toda - ela responde

-Quê? Como assim? - pergunta Erick

-Ah, e também disse que não quer ver ninguém por enquanto - ela diz

-Okay. Obrigada. Voltarei aqui assim que sair da escola - falo

-Tudo bem - ela concorda

(...)

-E então? - pergunto me referindo a Dara

-Ela não dorme, não come, só fica deitada olhando para o teto - responde ela - Já pensei em chamar um médico, mas ela insiste que não precisa

-Ah mas realmente não precisa de médico. Eu conheço muito bem a Dara, ela está apenas triste ou cansada. Ela vai melhorar logo - falo

-Tem razão - ela diz

-Vou tentar falar com ela, posso? - pergunto

-Fique à vontade - ela fala sorrindo

-Obrigada - agradeço subindo as escadas que vão direto ao quarto de Dara

Bato na porta mas ela não atende então decido entrar

-Dara? - a chamo vendo-a deitada na cama como se fosse uma flor totalmente murcha, sem vida - O que houve?

-Estou deixando vazar pelos olhos toda água que existe no meu corpo - ela sorri fraco e se senta na cama

-Dara, o que houve? - pergunto me sentando ao seu lado na cama

-Já sentiu algo que não pudesse explicar? - ela pergunta - Estou sentindo agora

-E qual a razão?

-David... ele foi embora e nunca mais vai voltar - ela responde já com os olhos marejados

-Dara... você pode não saber explicar o que está sentindo mas eu sei - falo - Você está apaixonada

Ela me encara assustada e depois pensa um pouco e coloca as mãos na cabeça

-Yasmin, o que eu faço para desapaixonar? - ela pergunta

-Desapaixonar?

-É. Eu não posso me apaixonar, não quero ser iludida. Não posso, não quero - ela fala desperadamente enquanto anda de um lado para o outro dentro do quarto

-Dara, senta aqui - a puxo para se sentar na cama

-Não é toda paixão que vai ter ilusão - explico

-Mas e do que adianta eu estar apaixonada e ele estar do outro lado do mundo? - ela pergunta

-Na verdade não é o outro lado do mundo, é só do outro lado do país

-Que seja. Ele está muito longe Ya - ela fala choramingando

-Aí fica difícil - paro para pensar um pouco - Ah, você poderia ir atrás dele

-Mas amiga, e se ele não estiver apaixonado por mim também? - ela pergunta

-Tem esse problema também - falo

-Ah meu Deus. Como é uma merda se apaixonar - ela fala dando um soco na parede

-É bem difícil mesmo e... Amiga, sua mão está sangrando

-Legal, ótimo - ela fala ironicamente

-Meu Deus, você deve estar doida da cabeça

-Não estou doida e... Nossa, você falou igual ao David agora... E eu não consigo tirar esse cara da minha cabeça pelo amor de Deus - ela coloca as mãos na cabeça

-Não vai tirar ele da cabeça nem tão cedo - falo

-Ah, okay - ela fala abrindo uma gaveta - Agora eu vou

-Meu Deus! - me assusto ao ver ela com uma arma na mão apontando para a própria cabeça - Pelo amor de Deus, abaixa isso

-Eu não posso - ela começa a chorar e eu vou me aproximando dela devagar

Ela deve estar doida, precisa ir num psicólogo urgentemente

-Dara, onde você arrumou essa arma? - pergunto a colocando com bastante cuidado de volta na gaveta

-David me deu de presente e disse que ia no inferno me trazer de volta se eu me matasse - ela responde

-Sei. - falo

-Mas acho que se eu me jogar da janela ele não liga, né?

-Meu Jesus, sai daí. Dara, se tu cair daí e morrer e jogo seu corpo para os cachorros comerem - falo

-Misericórdia - ela sai da beirada da janela e se deita na cama

-Amiga, eu acho que ele está gostando de você também, sabia?

-Como você sabe? - ela se levanta da cama e vai até mim com um brilho no olhos

-Eu não sei como explicar. Só sei que ele gosta

-Mais que merda - ela se deita na cama novamente - Eu não sei se eu fico feliz ou triste

-Só sabemos de uma coisa, que você precisa ir atrás dele

-E como eu vou fazer isso se eu não sei onde é a casa dele?

-É verdade... Eu vou para casa e penso em algo melhor lá e amanhã na escola eu te falo, tá?

-Tá - ela sorri

Eu aceno e vou para minha casa


Notas Finais


Vamos internar a Dara pq ela ta loukona das ideias querendo se matar jsbajsja scorr
Ah, e se preparem para o próximo capítulo * -- *


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...