História He move my way – Yoonseok - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Hoseok, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Rapmonster, Suga, Taehyung, Vhope, Yaoi, Yoongi, Yoonseok
Exibições 173
Palavras 1.458
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


VOCÊS ACHARAM MESMO QUE EU IA MATAR O YOONGIZÍNEO?TÔ NEM LOUCA! BOA LEITURA ❤

Capítulo 6 - Chapter six


Ainda estava parado, sem acreditar no que eu tinha feito, eu dei motivos para aquilo estar acontecendo e isso me dói tanto. Junto ao choro, veio meu desespero por não saber o que fazer. Peguei meu celular, liguei para a emergência e passei todos os dados necessários, me ajoelhando ao lado do mais velho logo depois.
- Yoongi, por favor me desculpe... e-eu não queria que tivesse feito isso, por que fez isso? sei que te deixei mal mas eu te amo! acredite em mim... –
Eu não conseguia enxergar nada por conta de tantas lágrimas, já não aguentava mais vê-lo daquele jeito e meu desespero era tão grande que eu gritava enquanto soluçava.
Segurei firme os ombros do pálido que tanto amava e o balancei forte, tentando acordá-lo mas ele apenas piscou rápido e sussurrou um gemido de dor.
- Yoongi? YOONGI ESTÁ ACORDADO? YOONGI ME RESPONDE POR FAVOR! –
Ouvi o barulho da ambulância chegando e fui correndo chamar eles. Demorou um pouco para tirar Yoongi lá de cima, já que ele estava desacordado e não dava para subir uma maca e depois descê-la com ele.
Me deixaram entrar no carro com ele, após eu explicar que seus pais estavam mortos e ele era meu irmão adotivo.
(...)
Já tinha passado horas naquele hospital, estava noite e a chuva caia lentamente. Eu não tinha notícias dele desce que o mesmo entrou numa sala na qual não me deixaram ficar, e acabei esquecendo de avisar para Jimin, então peguei meu celular e disquei seu número. Ele atendeu no segundo toque com uma voz sonolenta.
- Alô? –
- Você tava dormindo Jimin? –
- Sim, um pouco só. Achou o Hyung? Como ele está? Ele fez alguma coisa? –
- Sim eu achei ele, pode vir para aquele hospital perto da casa dos pais dele? –
- Se você me deixar pegar seu carro eu vou... –
Pensei um pouco, meu carro era precioso demais e Jimin nem sabia dirigir direito mas o que importava era Yoongi.
- Ok, só venha rápido e quando chegar aqui te explico –
Ele apenas soltou um "uhum" baixo e desligou.
(...)
Já fazia mais de dois dias que eu e Jimin estávamos naqueles bancos duros do hospital, não nos davam nenhuma notícia do Hyung e a cada hora eu me preocupava mais, essa preocupação estava me matando.
- Hyung, eu vou comprar algo para você comer –
- Não precisa, eu tô bem –
- Jung Hoseok você não come desde que chegou nesse hospital, você está mais branco que o normal, nem água você bebe! Quando o Yoongi melhorar vai ficar triste por te ver assim –
Assenti com a cabeça e continuei calado. Ele se distanciou indo até a lanchonete e eu fiquei esperando alguma coisa, quando finalmente o desgraçado do médico apareceu.
- Você é o irmão de Min Yoongi? –

- Sim – Respondi direto, estava cansado desse médico e do quanto ele enrolava. Levantei e o encarei 

- Pode por favor falar como ele está? Não me deram uma notícia desde que ele entrou nessa sala –

- No início ele estava bem mal, perdeu muito sangue, ele não iria resistir mas minha equipe médica com muito esforço conseguiu trazê-lo de volta. Sinto dizer, mas ele não está acordado ainda e não sabemos se ele está totalmente bem mas está vivo! Pode visitar ele se quiser – 

Ele terminou o aviso e colocou um sorriso cínico no rosto, o retribui com um pior ainda. Ele se retirou da minha frente e eu fui até a sala onde Yoongi estava.

Entrei sem bater, achava que não tinha ninguém lá dentro mas levei um susto ao ver uma enfermeira com um papel na mão anotando alguma coisa enquanto olhava algumas partes do corpo adormecido de Min.

- Ah desculpe, achei que não tinha ninguém, volto depois... –

- Não tudo bem, pode ficar, só estava vendo se ele está bem, já ia sair – 

Ela responde dando um sorriso doce e um tanto reconfortante.
Sorri para a mesma que me encarava. O silêncio foi quebrado quando Jimin entrou desesperado e gritando.

- HYUNG, HYUNG Cade você.ah.tá.aqui... – 

Olhei para ele com cara de tédio e ergui as sobrancelhas, ele sorriu forçado para melhorar a situação e se virou para a enfermeira.
- Olá, como meu amigo está? – 

Ele foi andando como um pinguim até a moça e eu ri de seu andar.

Jimin era fofo em todos os aspectos, ele era mais baixo que Yoongi, seu sorriso tinha covinhas, sua bunda e coxas eram gordinhas (ou gostosas, como preferir), suas mãozinhas eram pequenas e fofas iguais seus pés. Ele tinha a feição de uma criança, e qualquer um o confundiria com uma.

- Ele está bem melhor, só não sabemos quando ele vai acordar –

Jimin se ajoelhou ao lado da cama de Yoongi, mas ele era muito baixo para isso então acabou não conseguindo ver nada, e eu ri disso. Ele levantou com vergonha e abraçou Yoongi com cuidado, parecia que ele iria quebrar a qualquer momento.

- Vocês poderiam me deixar um tempo sozinho com ele? –

Os dois apenas saíram e me deixaram lá, tentando achar palavras para dizer a ele, que nem ouviria.

Me aproximei da cama e toquei seu rosto, sentindo sua pele macia me acalmar mais uma vez. Beijei sua testa e fiquei o encarando por um longo tempo, sem dizer nada, nada do que eu fosse dizer ia adiantar pois palavras não descrevem amor e quem ama demonstra com gestos, não com palavras.

Já fazia uns dez minutos que eu estava em pé olhando seus olhos fechados, sento num espaço vazio da cama e desvio meu olhar. Enquanto brincava com meus dedos, sinto o braço de Yoongi mexer ao meu lado.

- H-Hoseok? O que aconteceu? Por que estamos no hospital? Por que meus braços estão doendo tanto?! –

Levantei ao ouvir ele falar novamente, sorri descontroladamente e fui correndo chamar o médico.

- ELE ACORDOU, VEM! – Puxei ele pelo braço de qualquer jeito e fui sorrindo para dentro do quarto. Quando entramos ele estava tentando sentar, mas não conseguia.

- Olá Min, que bom que acordou! Sou o médico que cuidou de você –

- Por que está falando como se eu fosse uma criança? – Yoongi perguntou.

- Eu estou? Desculpe, achei que assim você entenderia melhor. Você perdeu bastante sangue e precisa ficar mais alguns dias no hospital, mas já já você vai sarar e voltar para casa feliz! – 

Eu estava me segurando para não rir, era engraçado como o médico falava com Yoongi.

- Doutor você ainda tá fazendo isso, o lance da conversa infantil – Ele encarava o médico e o mesmo desfez seu sorriso.

- Você já sabe o que aconteceu, com licença – 

Ele saiu do quarto com uma cara feia, talvez estivesse com raiva mas não me importei. Fui até Yoongi e o abracei sentindo o cheiro da sua pele novamente.

- Eu senti tanto a sua falta, por que você fez isso? – Perguntei mais para mim do que para ele.

- Desculpe, eu só não estava bem, eu acho  – Ele respondeu abraçando minha cintura.

- Você me desculpa? –

Ele suspirou e respondeu um "sim" seco.

- Não Yoongi, uma desculpa de verdade, um perdão. Eu sei que fiz uma coisa horrível, e no mesmo dia falei coisas horríveis, eu não te peço para aceitar o meu jeito por que você não é obrigado a isso, eu só quero mais um chance pra te mostrar que eu posso te fazer feliz, posso e vou, não quero te deixar nem ficar longe de você, eu quero você ao meu lado toda hora e só para mim. Eu quero ficar com você pro resto da minha vida, e o que custa mais uma chance comparado ao que eu vou te dar no decorrer de muitos anos? Eu te amo Min Yoongi, eu sempre vou te amar e no dia que eu te perder, eu me perco pois não vou aguentar ficar sem o único garoto que me fez feliz de verdade – 

Eu não tinha imaginado as palavras nem escolhido elas, eu apenas expressei o que queria. Ele colocou suas mãos em meu rosto e me puxou para um beijo. Foi calmo, rápido e diferente. Foi um beijo viciante, e eu queria ele toda hora.

- Eu te amo demais Hobi, demais, eu não posso te deixar embora eu tenha tentado. Eu não sei me expressar e meu beijo foi a única saída que eu encontrei para mostrar o que sinto por você –

Deitei ao seu lado na cama pequena e ele colocou a cabeça no meu peito, e seus braços circulavam minha cintura. Eu me sentia inteiro agora, completo, aquecido e com muito sono.

- Yoongi, eu não durmo desde que te trouxeram para cá – Disse fazendo carinho nos seus fios de cabelo.

- Por mim? – Ele virou seu rosto para me encarar e eu sorri.

- Tudo por você –


Notas Finais


xorei




não disse por onde


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...