História He move my way – Yoonseok - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Hoseok, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Rapmonster, Suga, Taehyung, Vhope, Yaoi, Yoongi, Yoonseok
Exibições 100
Palavras 1.278
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


tô atrasada, eu sei. espero que gostem, boa leitura! 💙

Capítulo 7 - Chapter seven


Semanas depois

*P.O.V Yoongi*

Eu gosto da dor, eu gosto do sentimento que a dor traz, eu gosto de sentir ela correndo por todas as veias do meu corpo e me enxerem de adrenalina. Talvez a dor seja minha única e verdadeira amiga, por que só ela me faz sorrir quando eu a invoco, cortando meu corpo.



Eu já estava bem melhor e feliz. Hoseok estava praticamente morando na minha casa, e sua presença só me deixava melhor. Ele fazia comida para mim, me ajudava com as despesas, limpava a casa e as vezes até me ajudava nas horas de tomar banho. Me sentia bem mimado nesses momentos, porém era maravilhoso saber que ele se importava comigo, e queria meu bem além de tudo. Ele estava demonstrando o amor que tinha por mim, e eu tenho a plena consciência de que ele me ama, me quer bem e me faz bem.

Todo dia, nos finais da tarde nós nos sentávamos no sofá e ficávamos trocando carícias, eu sempre mantinha a cabeça em seu peito, e ele sempre rodeava minha cintura com seus braços quentes. Era tão reconfortante tê-lo ali, era uma paz tão grande saber que só tinha eu e ele naquela casa, que eu quase arranquei seus órgãos quando ele decidiu chamar Jimin, Namjoon e Seokjin para uma “festa” da qual eu sabia que só seriam bebidas e conversas bestas, Whatsapp existe para isso e é melhor que ir incomodar os outros.

Hobi tinha pedido com carinho e eu não podia recusar, ele tinha cuidado de mim esse tempo todo e merecia algo em troca. Então eu cedi, mesmo sabendo que ia dar merda.


(...)


Já tínhamos arrumado tudo, e eu estava no sofá com Hobi beijando seus doces lábios quando a infeliz da campainha (isso, a mesma que atrapalhou meu quase sexo e outras coisas) tocou. Hoseok levantou feliz e foi até a porta, abrindo ela devagar.

- Oi Hoseok, para de enrolar e me deixa entrar – Ele disse com uma cara de cu cagado e entrou empurrando Hobi que olhou para ele com uma careta.

- HOBI!!! QUANTO TEMPO! – Jin gritou pulando para abraçar o mais novo. 

Namjoon e Jin namoravam a anos, eram tantos que eu nem sabia ao certo, mas eles tinham aquela frescura de Daddy e Babyboy, que me irritava pois era uma coisa inútil, desnecessária, modinha e muitas outras coisas.Além disso, eles pareciam se amar muito e transavam em qualquer lugar, só para deixar claro.

Namjoon veio até mim sorrindo e eu retribui com um sorriso forçado e amarelo.

- Nossa Min Yoongi, achei que tivessem te ensinado a cumprimentar as visitas – Ele disse com uma voz de tédio.

- Vai se fuder tá, como você pode ser tão chato? – 

- Meu nome é Kim Namjoon, não Min Yoongi. – Ele responde coçando a nuca.

- Se eu quisesse saber seu nome teria pedido seu RG. – 

Ele dá uma gargalhada e se senta ao meu lado.

- E então, já comeu o Hobi? – 

- Isso te interessa? Não vou na sua casa perguntar se você comeu o Jin! –

- Aigo Yoongi! Só responda – Ele estava com cara  de criança quando pede um brinquedo e não ganha.

- Prefiro deixar entre eu e ele – Disse encarando seus olhos negros – Pega bebida para a gente logo – Ele levantou indo até a geladeira e Hoseok voltou para o sofá acompanhado de Jin. Seokjin era um doce em si, ele cozinhava maravilhosamente, era carinhoso e companheiro, além de sempre me ajudar quando eu precisava, ele era uma mãe para mim e para todos. Fiz questão de levantar e abraçar ele, que retribuiu sorridente.

- Por que você só é fofo com ele? – Namjoon perguntou, já voltando para a sala com as bebidas em sua mão.

- Por que ele merece – Pego uma bebida da mão dele e sento ao lado de Hobi.

Um silêncio ecoou pela casa, e aquilo me deixou muito feliz, até Jin estragar meus momentos de sossego.

- Então gente, eu achei que íamos fazer alguma coisa além de beber –

- Assim tá legal amor, quer mais alguma coisa? – Ele se virou para o namorado e deu um sorriso malicioso para o mesmo, o fazendo corar.

- Cara, Hoseok não chamou vocês para transarem aqui tá legal? Não quero ouvir os gemidos do Jin! – Alterei a voz para Namjoon, que agora estava com os olhos fechados e um bico na boca.

Olhei para Jin que estava sorrindo, mas suas bochechas ainda estavam vermelhas pelo meu comentário.

Esperamos Jimin e quando chegou Hoseok colocou música para ouvirmos. Todos estavam dançando e bebendo, menos eu que ainda estava no sofá com um copo vazio na mão.

Hobi veio até mim e sentou no meu colo de costas para mim.

- Hobi você está bêbedo – Falei com uma voz sonolenta e cansada.

- Estou é te querendo, delícia –

Fiquei em silêncio, ele só continuou lá sentado.

- Hyung, vamos para o quarto? Eu quero experimentar umas coisas com você... – Ele se virou e rodeou minha cintura com suas pernas, atacando meu pescoço com seus lábios.

- Não Hoseok, você nem vai se lembrar disso amanhã – Afastei seu rosto daquele lugar e dei um selinho nos seus lábios.

- Ah Hyung, eu quero um selinho em outro lugar – Senti sua mão indo em direção ao meu membro e apertar ele.

- Hoseok, pare, você está bêbado! –

Ele parou e desviou seu olhar para a parede, baixando o rosto depois.

Segurei seu queixo e olhei em seus olhos.

- Me desculpe, eu te amo – Abracei sua cintura e senti seu rosto na curva do meu pescoço.

- Eu não tô bêbado, é que você é muito gostoso mesmo – Suas palavras saiam meio baixas a abafadas, ele gaguejava por conta da bebida e eu não entendia a maioria das coisas que ele falava.

- Disso eu sei –

*P.O.V Namjoon* 

Jin estava totalmente bêbado, eu obviamente tinha deixado ele fazer isso por que assim eu poderia comer ele mais tarde.

Enquanto ele dançava o meu corpo enlouquecia, aquele homem era maravilhoso, uma daquelas pessoas raras de se encontrar, e difícil de perder. Nos já namorávamos a anos e eu só queria poder pedir ele em casamento logo, se eu tivesse recursos é claro.

Ele veio até mim sorrindo e colocou seus braços em meus ombros, selando nossos lábios.

Segurei sua cintura firme com uma mão e apertei sua bunda com a outra.

Jin me matava em todos os ângulos, não apenas com seu corpo escultural mas com sua personalidade.

- Hm Nam, quero você dentro de mim – Aproximou seu rosto do meu ouvido – Agora... –

Puxei ele pelo braço e o levei até o quarto vazio de Yoongi, nos já tínhamos transado lá e embora ele ficasse bravo, nunca reclamava.

Entrei no quarto e prendi ele na porta, colando nossos corpos.

Beijei seu pescoço e dei chupões, no mesmo lugar de sempre.

Transei com Jin muitas vezes, mas nunca me cansei daquele corpo.

Joguei ele na cama e tirei toda sua roupa, levando minha boca até seu membro. Chupei devagar cada canto dele, afim de o torturar. Eles resmungou e eu comecei a fazer movimentos rápidos. Ele gozou depois de um tempo e eu engoli tudo, beije ele para o mesmo sentir seu próprio gosto e puxei seu lábio.

Ele ficou de quatro sem que eu pedisse, e eu tirei minhas calças rapidamente.

- Fundo e forte, Namjoon – Sua voz estava manhosa, e me excitava demais.

Penetrei ele sem avisar e ele gritou me fazendo gemer. Continuei dando estocadas fortes, até ele reclamar.

- N-Namjoon, devagar, tá d-doendo... – Eu ignorei e dei um tapa em sua coxa, até ele gritar.

- Te machuquei babyboy? –

- Um pouco, só vai devagar – Ele me puxou e beijou meus lábios, enquanto eu ainda penetrava nele. Depois de um tempo, gozamos juntos.

- Nam, promete nunca enjoar de mim? –

- Desculpe babyboy, mas eu não sei parar de te amar –


Notas Finais


nossa, quase 400 exibições, sim eu tô feliz com pouca coisa, eu nunca achei que a fanfic ia render tudo isso para ser sincera, eu não acho que escrevo bem e minha criatividade é uma merda, mas aqui estão vocês lendo e favoritando, então sério muito obrigada por estarem realizando meu sonho que é ter uma fanfic reconhecida, nem que seja um pouco.
tô postando a essa hora pq hoje tem twd e da para ficar acordada até tarde graças a deus, e por que só hoje a criatividade andou até minha mente.
ninguém vai ler isso.
espero que tenham gostado do namjin.
sla, foi bem rápido por que eu realmente preciso fazer um lanche para ver twd.
chega de falar bianca.
SARANGHAE ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...