História Heart - JiKook ABO - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Bts Lemon, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Park Jimin
Exibições 465
Palavras 1.696
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OPAAAAA OLHA EU AQUI ~~~ A mesma coisa de sempre, espero que aproveitem ~♡ Leiam a nota final, é importante♡~

Capítulo 11 - P-Please, Hyung...


Fanfic / Fanfiction Heart - JiKook ABO - Capítulo 11 - P-Please, Hyung...



Jeon Jungkook/ apartamente - 19:50

E lá estava eu, plantado na porta de Jimin berrando pela que parecia ser a centésima vez, enquanto ouvia um Taehyung resmungar o quão arrependido estava por dizer algo na hora errada. Bati na porta uma última vez e suspirei.

- Tudo bem... Não vá se não quiser... - Usei meu tom derrotado, foda-se também, já insisti mais que o suficiente para que ele fosse, se ele não quer então o problema não é meu. 

Eu fiquei durante uma hora inteira gritando naquela porta, se ele não quis  ao menos falar comigo a culpa não é minha.

Voltei para a minha própria casa a passos pesados e irritadiços, meu humor foi estragado completamente por esse pirralho. Caminhei até meu quarto onde peguei uma calça preta jeans colada, uma blusa de mangas curtas branca, meu casaco xadrez verde e meu inseparável Timberland, caminhei até o banheiro e fechei a porta antes que um Taehyung irritante surgisse perguntando se podia ficar dentro do banheiro comigo. Despi-me às pressas e entrei debaixo do chuveiro, ligando-o na água morna em seguida.

Lembrei-me de imediato do momento em que Jimin se banhava em meu banheiro e senti os pelos de minha nuca se ouriçarem, arrepiando meu corpo inteiro no momento seguinte. Mordo o lábio inferior reprimindo qualquer tipo de desejo que sentia, eu não podia e nem devia demorar no banho. Já estou atrasado demais graças a um certo alguém.



~*♥*~

Enrolei a toalha em minha cintura e suspirei cansado, eu só queria deitar em minha cama e dormir o máximo que conseguisse. Eu posso falar o que for, a besteira que seja, posso reclamar o resto de minha vida, mas ainda sim estou feliz por Taehyung estar aqui, fazia tanto tempo que não nos víamos graças a imprevistos com a família dele.

Vou tentar ser mais legal a partir deste momento, juro.

Saí do banheiro sentindo o vento bater em meu corpo fervente e grunhi irritado ao perceber que Tae nem ao menos fechou as janelas, se brotar algum bicho do nada por aqui eu faço ele engolir junto com veneno. Passei pela sala já que era caminho para o meu quarto e dei de cara com um Jimin IRRESISTIVELMENTE LINDO. Ele vestia uma blusa de mangas longas listrada em preto e branco, uma calça preta que torneava suas pernas - e era rasgadas nas coxas -, um coturno bege e uma gargantilha preta fina. Ele coçava sua nuca nervoso e parecia envergonhado, provavelmente por estar sozinho na casa de um estranho.

- Lindo, né? - Tae apoia seu queixo em meu ombro enquanto observava Jimin comigo. - Sabe, Kookie... Você não se importa se eu for com tudo para cima do Jimin hoje, né?

Segurei em seu nariz o forçando para baixo enquanto ouvia ele choramingar, aquilo chamou a atenção de Jimin o fazendo me encarar. Seu olhar travou-se em mim e pude ver seus olhos se escurecerem, seus lábios entreabertos e seu corpo paralisado denunciavam o que estava a acontecer.

Bato em minha testa ao lembrar que estou de toalha e que esse pirralho está no cio, ou seja, ele fica excitado com praticamente tudo.

- Taehyung, espere lá fora. - O empurro até a entrada passando por um Jimin que mantinha seu olhar preso a mim.

- O que? Mas no-

- Anda logo! - Antes que ele pudesse reagir eu o empurro para fora e tranco a porta. - Espere dez segundos, eu preciso falar a sós com o Jimin! Ah, quer saber? Nos espere lá em baixo!

- O que? Mas por que lá em b-

- Apenas vá! Por favor. - Ele bufou alto e caminhou para longe, deduzi isso pois ouvi o som de seus passos.

Senti braços se envolverem em minha cintura seguidos de uma respiração falha em minhas costas, cortada por alguns arfares necessitados.

- Hyung... Por favor... - Ele morde a pele desnuda de meu ombro e a suga, sinto sua língua passear pelo local e meus pelos da nuca se ouriçam mais uma vez. Mordo meu lábios inferior me contendo.

- Me chamar de Hyung quando você está excitado é algum tipo de fetiche? - Rio baixo e me viro para ele, com a intenção de o parar, mas meus lábios são inesperadamente atacados pelo menos.

Ele força sua língua entre meus lábios e cedo assim que seu cheiro intenso adentram minhas narinas, me deixando imerso em desejo. Um beijo intenso começa, rápido e brusco com desejo transbordando de ambos, seguro em sua cintura o prensando mais contra mim, viro seu corpo o recostando contra a porta aproveitando para me esfregar contra o ômega.

Algo dentro de mim grita desesperado para parar antes que seja tarde demais.

E eu o obedeço.

Me separo de Jimin mordendo seu lábio inferior e o sugando antes de manter distancio, ele geme em reprovação me encarando com aqueles olhos suplicantes. Sua ereção já marcava sua calça de forma perceptível e seu aroma estava em todo o lugar de meu apartamento, mordo meu lábio inferior e respiro fundo.

- Jungkookie Hyung... - Gemeu meu nome e estremeci, puta merda Park Jimin!

Seguro seu pulso o arrastando até meu quarto as pressas, chutando e pisoteando tudo que estava em minha frente. Assim que avisto a porta aberta entro a empurrando melhor com o pé e caminho até a cama colocando Jimin sentado na beirada da mesma. Ele solta o ar dos pulmões em um arfar excitado, seu rosto vermelho e suado estava me deixando louco, me ajoelho a sua frente quase na altura de seu rosto e engulo em seco.

- Jimin, entenda que estou fazendo isso para que se sinta ao menos um pouco melhor, então quando você estiver com os pensamentos em ordem pelo amor de Deus não me espanque. - Ele acente lentamente agarrando com força os lençóis da cama.

Eu, Jeon Jungkook, que trabalho como garoto de programa, estou nervoso por causa de um simples garoto... Algo de errado não está certo.

Abri o zíper de sua calça e observei Jimin abrir mais suas pernas mordendo o lábio inferior enquanto me fitava, assim que abri pedi para que ele levantasse levemente e abaixasse a calça até metade da coxa, ele o fez. Sentou-se mais uma vez e encarei seu membro que molhava sua boxer vermelha com seu líquido, ah Jimin... Você cheira tão bem.

Massageei seu membro por cima da cueca e estiquei meu corpo levemente, segurei atrás de sua nuca e o puxei para um beijo caloroso, se estou o aliviando então vou aproveitar, não? Soltei sua nuca e desci lentamente minha mão até sua coxa a apertando levemente, o ruivo solta um suspiro fraco entre o beijo e sorrio. Me afasto de seus lábios e encaro minha mão ainda por cima do tecido, sorrio malicioso e abaixo sua boxer, revelando seu membro endurecido, molhado e ereto.

Começo a o bombear devagar me deliciando com as expressões de Jimin, sua face inocente e fofa se contorcia de prazer a medida em que meus movimentos de vai e vem se intensificavam, soltando arfares e gemidos manhosos. Suas mãos foram de encontro aos meus ombros e apertaram a pele dali, me fazendo morder o lábio inferior. Parei meus movimentos fazendo Park abrir seus olhos antes fechados para aproveitar o momento, me aproximei de seu membro e passei minha língua por sua glande produzindo movimentos circulares na mesma, quase como instinto sua mão se locomove até meu cabelo o apertando. Hah, menino esperto.

- H-Hyung... - Mais uma vez ele suplica. Ah Deus, é tão bom ver Park Jimin submisso assim.

Abocanho seu membro começando a o sugar devagar, Jimin aperta meu cabelo com força gemendo alto, começo a me mover com mais velocidade e sinto o quadril do garoto se mexer de leve. Eu subia e descia, chupando e sugando seu membro com vontade e gosto, suas duas mãos agora estavam agarradas a meu cabelo.

Sua cabeça é jogada para trás seguida de um gemido atrás de outro, manhosos e esticados.

Eu estava aproveitando bem isso.

Continuo com meus movimentos intensos até sentir seu líquido amargo e quente invadir minha boca, ele puxa meu cabelos com força e contorce seu corpo com a onda de prazer.

- A-Ahrnn Jungkookie... -Gemeu de modo arrastado e manhoso. Passei minha língua por sua glande terminando meu trabalho e olhei para cima apenas para enxergar a visão dos anjos.

O peito de Park subia e descia com velocidade, ele olhava para cima com uma expressão de prazer e realização enquanto ainda estava preso em um transe de prazer, seus rosto vermelho e suado fazendo alguns fios de cabelo de prenderem em sua testa. Ah Deus...

Eu quase joguei-o na cama e o fodi ali mesmo aproveitando que estou apenas de toalha, mas me lembrei de Taehyung e de como eu não deveria me aproveitar dele em um momento vulnerável.

Puta merda, Park Jimin.




~*♡*~

- Okay... Taehyung disse lentamente. - Por que vocês demoraram tanto? O que estavam fazendo? Por que o Jimin tá com suas roupas? Elas são suas, eu que fui comprar com você, nem tente me enganar. - Ele coloca as mãos na cintura esperando explicações.

- Simples: Estávamos discutindo sobre ele, percebi que ele estava triste e incomodado, ele me disse que estava inseguro sobre a aparência dele e tivemos uma longa conversa, eu vesti ele e agora ele pelo menos tá se achando bonito. - Dei de ombros dizendo o mais natural possível e Jimin apenas acentia tímido.

Basicamente o que aconteceu: A roupa dele estava melada de vocês sabem o que, o cheiro dele estava impregnado nela e não tínhamos tempo para ele ir na casa dele e pegar uma peça de roupas, dei para ele a que separei para mim e vesti um moletom bege com preto, uma calça preta meio colada e um sapato preto também. Corremos aqui pra baixo e cá estamos. Nota: Jimin não falou mais de três palavras comigo até agora, eumefodi.

- Affe, apenas vamos logo! - Ele segura em nossos pulsos e nos arrasta para o carro.

Percebo um olhar sobre mim e olho para o lado percebendo o olhar ladino de Jimin direcionado à mim. Assim que ele percebe que eu o encarava ele vira o rosto.

O que se passa com ele? O que está se passando em sua cabeça, Park Jimin?


Notas Finais


Gente, desculpa se tá meio confuso e tals, mas eu tava guardando as dúvidas sobre o Jimin para um capítulo narrado por ele, ou seja, motivos sobre o porquê do Jimin estar tão submisso e coisas assim serão esclarecidas no próximo ~ AGUARDEM QUE É TRETA NO PRÓXIMO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...