História Heart broken in two - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dolan Twins, Madison Beer, Magcon
Personagens Cameron Dallas, Ethan Dolan, Grayson Dolan, Madison Beer, Personagens Originais
Tags Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Dolan Twins, Magcon, Romance, Shawn Mendes
Exibições 24
Palavras 1.934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OOOOOOI AMORES.
Como de costume eu quero me desculpar pela demora e dizer que estou com alguns problemas para postar mas espero q logo fique tranquilo.
Amo vcs! Boa leitura💙💙💙💙

Capítulo 34 - Date


Fanfic / Fanfiction Heart broken in two - Capítulo 34 - Date

   ○POVS DO GRAY


Cheguei ao meu limite. Eu não pensei que fosse tão difícil esquecer alguém como é difícil esquecer ela.

Eu à amo tanto e por causa das minhas burradas eu à perdi para sempre. Juro que eu tentei. Juro que fiz de tudo para vê-la sorrir mesmo sabendo que na verdade Ethan era o motivo daquele sorriso. 

Eu me odeio tanto por tudo isso. Por cada mensagem que escrevi e não mandei, por cada desculpa que eu não pedi. Odeio me sentir inferior mas é assim que me sinto agora; após esse pedido de namoro.

Não consegui segurar essa lágrima que caiu e o pior de tudo, ela me viu vulnerável. 

Se eu pudesse já estaria longe daqui.  Na verdade se eu pudesse eu teria escolhido não à amar. Foi maravilhoso todo o tempo que passamos juntos. Lembranças machucam, as boas mais ainda e cada uma delas passou em minha mente como um filme que nunca irá ser esquecido.

Virei as costas para todos e me sentei em uma mesa. Escorei meu rosto na parede e fiquei lá durante um bom tempo até que Mary apareceu para conversar comigo.



                  ■POVS DO CAM


O que foi tudo aquilo?

Isso que aconteceu não estava nos planos, pelo menos não nos meus.

Aaron sabia dos meus sentimentos e nem sequer me contou para que eu estivesse mais preparado para aquela cena.

Como eu já havia dito a ela uma vez: ela sabe muito bem magoar.

Ela quebrou meu coração mesmo sem perceber. Nem o modo como ela agia comigo antes me magoava tanto. 

Por que eu preciso gostar dela? Por que justo dela?

Estava tudo tão bem até ela vir para Jersey,  estava tudo tão bem até eu me apaixonar por ela. 

Ethan acertou duas pessoas com apenas uma bala.

Eu não sei se vou conseguir me conformar. Não tão cedo.


__________________//__________________



                             [...]

Cheguei em casa por volta às 5h da manhã. A festa foi ótima. Todos tinham se divertido e nada faltou.

Apesar de eu estar feliz com o pedido de namoro do Ethan, também fiquei pensando sobre o Grayson. Eu o magoei de novo e eu acho que não tinha mais o que eu pudesse fazer.

Por outro lado ele pareceu se dar bem com a Mary, isso ia ser bom para os dois! Não vou mentir, eu senti um pouco de ciúmes de vê-los juntos, mas não posso o prender por capricho. Ele é maravilhoso e merece alguém que goste dele realmente, não alguém que não o queira mas também não o deixe livre para amar outra pessoa.

Tirei o vestido ficando apenas de calcinha e sutiã e me deitei na cama.

Que alívio! 

Dormi e acordei apenas as 3h da tarde do outro dia.


                             [...]

Pela primeira vez desde que eu cheguei em Jersey fez frio.

Levantei e fui tomar um banho bem quente para tirar toda aquela maquiagem e suor do meu corpo. 

Me sequei, escovei os dentes e vesti o pijama de unicórnio que havia ganhado de presente do Ethan. Como já era de se esperar,  eu tinha amado.

Desci até a sala onde o restante dos presentes estavam e me sentei no sofá para abri-los. Olhei Ethan dormindo no sofá cama e ele dormia tão bonitinho! Juro que tentei resistir, mas não deu. Corri e pulei em cima dele fazendo com que ele levasse um enorme susto e acordasse.

-BOM DIA BELA ADORMECIDA!  -falei alto dando varios beijinhos em seu rosto

-Que susto! -ele responde com a cara fechada

-Abre um sorriso vai! -puxei com os polegares os cantos de sua boca fazendo-o rir contra a própria vontade

-Você me assustou! 

-Eu sei! -sorri sentada em cima dele - Mas não deu para resistir, você estava tão fofinho! 

-Ei! -pareceu reparar em algo -Esse é o pijama que eu te dei não é? 

-É sim! -fiz biquinho e olhei para cima 

-Você ficou linda! -chegou perto para me beijar -Mas agora é a minha vez!  -inverteu nossas posições ficando sentado em cima de mim e começou a me fazer cócegas. Me debati  rindo o fazendo parar -Eu vou ao banheiro lavar o rosto e escovar os dentes e já volto para te ajudar a abrir todos esses presentes!  -me deu um beijo e saiu

Voltei para o outro sofá e nem sabia por onde começar, haviam muitos presentes.

Fechei os olhos e peguei uma caixa aleatória. Era o presente da Liza e do Sean, pais dos clones.

-Ela pediu desculpas por não ter ido. -Ethan retorna para a sala

-Que fofos! -sorri abrindo o presente 

-Vamos lá unicórnio!  -se sentou ao meu lado pegando um presente

Eram vários presentes e todos eles eram coisas que eu queria e gostava, por incrível que pareça.

-Já que somos os únicos acordados, vamos passear? -Ethan sugeriu

-Eu acho uma ótima idéia! -concordei enquanto jogava os papéis de presente no lixo -A onde vamos? 

-Não sei! Podemos andar por aí. 

-Então me ajuda a levar todas essas coisas para o meu quarto e eu vou me arrumar.

-Ajudo. -pegou os presentes e me seguiu até o quarto 

Ethan saiu do quarto e eu fui me trocar. Como estava frio vesti uma calça jeans branca, um moleton azul caneta e um All Star branco também. Não passei muita maquiagem, apenas arrumei minha sobrancelha e cabelo.

Eu não tinha idéia de onde íamos (Como sempre), mas confiava no Ethan. 

-Aonde estamos indo? 

-Vamos a um ótimo lugar.

-Hummm! E que ótimo lugar é esse?

-Vamos comer açaí no meu lugar favorito e depois eu não sei. -pegou na minha mão

-Açaí nesse frio? -questionei

-Vai arregar? 

-Não! 

-Que bom porque já estamos chegando! -apontou para o local -É sério, eu estou muito cansado!

-Eu estou bem disposta hoje! 

-Que bom. -sorriu e soltou a minha mão 

-O que foi? -parei olhando para ele

-Olha lá!  -apontou para frente 

-O que? -olhei para o lugar onde ele estava apontando

-Isso! -pulou nas minhas costas

-Ethan! -ri -Você está louco? Quer cair aqui na frente de todo mundo? -o segurei

-Pulei porque confio em você e sabia que não iria me derrubar ou cair. -riu também -Duvido você andar esse quarteirão todo comigo nas costas. -disse em tom desafiador

-Por 50 dólares?

-Por 50 dólares! 

Comecei a andar com ele ainda em minhas costas. Nós parecíamos 2 crianças e todos na rua olhavam rindo. Eu estava com vergonha, mas não queria perder aquelas 50 pratas. Não era porque eu precisava de dinheiro, era mais por uma questão de orgulho. Ethan sabia que eu não fugia de desafios e que eu persistia até cumpri-los.

-Ethan! Não vale tapar meus olhos! -falei rindo e andei cambaleando

-Tá bom! -concordou rindo -Eu tô vendo que vou perder isso.

-Você vai! -afirmei

O quarteirão era grande e Ethan era pesado, mas eu consegui carregar ele.

-Calma aí....perdeu! -o soltei rindo

-Droga! -reclamou 

-50 dólares para a mamãe aqui. -zombei da cara dele

-Posso pagar em beijos? -segurou em meu rosto e sorriu de canto

-Eu não sei, preciso pensar. -sorri e ele me beijou -Está chovendo. -peguei na mão dele e corremos para dentro do estabelecimento

Sentamos em uma mesa próxima à uma janela e fizemos nosso pedidos para Marta, uma garçonete que sempre atendia Ethan, ela não demorou a levar a anotação dos pedidos para a cozinha.

Peguei meu celular e comecei a responder a algumas mensagens de parabéns. Eu estava dando alguns sorrisos bobos quando ouço um  barulho, parecia ter vindo do celular do Ethan.

-Eth! -o encarei

-Desculpa! É que você estava tão linda e eu não resisti. -sorriu -Pensando bem...Eu já te disse que você fica linda sem maquiagem?  -percorreu meu rosto com os olhos -Na verdade você fica linda de qualquer maneira.  -escorou o rosto na mão e continuou me olhando

-Obrigada! -minhas bochechas coraram -O que você está olhando? -perguntei sem jeito

Ethan não respondeu, apenas olhou nos meus olhos.

-Ethan? 

-Tenho sorte por namorar você!  -ele exclamou e eu olhei surpresa

-Aqui estão seus pedidos Ethan! -Marta colocou os nossos açaís na mesa

-Obrigada Marta!  -agradeci e começamos a comer

Ethan começou a fazer piadas e me sujar com açaí. Nos realmente parecíamos duas crianças e isso era bom, me fazia relembrar de quando éramos menores, eram bons tempos.

Sempre que eu e Ethan saíamos acabávamos esquecendo da hora e dessa vez não foi diferente. Ficamos conversando durante horas e nem reparamos que já estava escurecendo.

-Já são 20h! -olhei para o celular -Como vamos embora nessa chuva?

-Vamos correndo? 

-Eu não sei, acho que não é uma boa idéia. -hesitei

-Vamos! Em 20 minutos nós chegamos lá. -insistiu

-Tá bom! -cedi 

Saimos do estabelecimento e andamos o mais rápido que conseguíamos. Passamos na minha casa mas Aaron havia saído e me deixado para o lado de fora,  então fomos para a casa dos clones. Eu não era muito a favor dessa idéia pelo fato do Gray estar lá só que era a minha única opção, eu não ia voltar de a pé até o centro da cidade para ir ao apartamento da Mary. 

Entramos em casa e lemos um bilhete do Gray:

"Sai com a Madison, volto tarde." 

Ok!

Fingi não ligar e fui ao quarto do Ethan para pegar uma calça e uma blusa emprestada. Eu tomei banho no banheiro de baixo ele tomou banho no banheiro do quarto dele.

Me senti muito mal por ter ficado ciumes ao ler aquele bilhete. Meus únicos pensamentos eram: "Pra que pensar no Grayson se você namora o Ethan? " "Ele tem que ser feliz!" "Para com isso." "Você está com o Ethan e você gosta apenas dele."...

-Duda? -Eth bateu na porta interrompendo-me

-O-oi Eth? 

-Você está bem? As roupas te serviram?

-Eu estou sim! -desliguei o chuveiro e peguei a toalha -Espera um minutinho que eu já te dou a resposta sobre as roupas! -me sequei e vesti-as -Ficaram grandes mas estão confortáveis. -abri a porta

-Você está muito engraçada com a as minhas roupas! -riu

-Não ri não! -cruzei os braços -Eu estou parecendo o alladin! -rimos -Vamos para a sala?

-Vamos!  -concordou

Andamos até a sala e ligamos as televisão para assistir algo no Netflix. 

Me sentei e fiquei esperando ele se sentar ao meu lado no sofá quando de repente ele escorregou e caiu de costas no chão, o que fez ele sentir falta de ar. Corri desesperada até a cozinha e peguei a bombinha de asma na caixa de curativos. Voltei para a sala e apertei a bombinha em sua boca fazendo com que ele voltasse a respirar. Eu estava tremendo e não sabia muito o que fazer, o ajudei a levantar do chão e deitei ele no sofá. Fazia tempo que Ethan não tinha esses ataques de asma, eu não sabia mas como agir, estava nervosa, quase chorando por medo de acontecer algo pior. Liguei para Liza e ela me pediu que desse a ele alguns remédios de asma, também pediu para que eu cuidasse dele pois amanhã ela estaria aqui. À agradeci desligando o telefone em seguida. Peguei os remédios necessários e fui novamente para a sala levando junto comigo um copo de água. 

-Você me deu um susto e tanto olhinhos bonitos. -me sentei ao lado dele lhe dando os comprimidos -Sua mãe lhe mandou um beijo e disse que amanhã ela vem aqui para te ver. -acariciei seus cabelos

-Eu sinto muito. -deitou a cabeça na minha perna -Você está tremendo!

-E normal, isso acontece quando sinto medo. -expliquei -Sente muito pelo que?

-Por estragar a sua noite. -olhou para a televisão 

-Você não estragou nada. A única coisa de diferente é que eu vou cuidar de você hoje! -sorri - E vou cuidar muito muito muito bem! -dei vários beijinhos no rosto e na boca dele

-Tudo tem suas vantagens. -sorriu e permaneceu deitado

-Espera um pouquinho! -me levantei

Arrumei o sofá para que assistissemos um desenho e ele acabou dormindo em alguns minutos.

Eu estava com sono e dormi ali mesmo, sentada, com a televisão ligada, com ele deitado no meu colo e fazendo carinho nele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...