História Heart broken in two - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dolan Twins, Madison Beer, Magcon
Personagens Cameron Dallas, Ethan Dolan, Grayson Dolan, Madison Beer, Personagens Originais
Tags Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Dolan Twins, Magcon, Romance, Shawn Mendes
Exibições 18
Palavras 2.279
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BOM DIAAA A-MORES!
Como vcs estão?
Aqui está mais um capítulo da história. Espero que estejam gostando.
Boa leitura 💙💙💙💙💙

Capítulo 35 - What is this?


Fanfic / Fanfiction Heart broken in two - Capítulo 35 - What is this?

            ●POVS DO ETHAN


Acordei assustado por causa do despertador e me dei conta de que tinha dormido no colo da Duda. Ela estava dormindo sentada e estava descoberta, então eu à deitei no sofá e à cobri. Olhei no relógio e era 9h da manhã,  meus pais deveriam chegar às 10h como de costume. 

Comecei a organizar as coisas para o café e ouvi passos na escada.

-Bom dia Grayso.... -parei de falar ao me deparar com a Madison vestida apenas com a camiseta do Grayson

-E-ethan? Eu pensei que você tinha ido dormir na casa do Aaron. -ela disse parecendo estar nervosa

-Não,  eu vim para cá com a Duda! -não dei bola e continuei a fazer as coisas

-Por que levantou tão ced... -Gray abraçou Madison por trás -Pensei que você estivesse no Aaron.

-Pelo visto você não olha direito quando passa pela sala. 

-Eu vou subir Gray! -Madison deu as costas 

-A mamãe chega em.... -olhei para o relógio novamente -....exatamente meia hora! -voltei a arrumar as coisas

-A cara! -pôs as mãos na cabeça -A Madison está aqui.

-Veja pelo lado positivo, você vai poder apresentar sua namorada para a mãe.  -falei cinicamente

-Como você vai fazer com a Duda? 

-Eu não preciso apresentar, nossa mãe já conhece ela. A única coisa que eu preciso fazer é contar que ela é minha namorada! -sorri de canto e me sentei

-Vejo satisfação no seu olhar. -encostou na parede -Você trata ela como um prêmio. 

-Eu trato ela como minha namorada, como a menina que eu sempre gostei. O problema é que você nunca soube perder e dês do início enfrentou isso como uma competição. 

-Como é namorar com ela sabendo que mesmo estando com você ela ainda não me esqueceu?

-Bom dia Gray! Bom dia Ethan! -Duda entrou na cozinha sonolenta

-Bom dia. -respondi e me levantei dando um beijo nela

-Eu vou me trocar! -Grayson respondeu sério e saiu

-Que bicho mordeu ele? -ela se virou para trás 

-A Madison. 

-An? -arqueou a testa

-Eu disse que não faço idéia!  -disfarcei -Suas roupas já estão secas, você vai se trocar?

-Vou trocar só de calça. Eu amei essa camiseta 3/4. -olhou para si mesma

-Então fica de presente para você!  

-Sério?  

-Serião. 

-Obrigada! -pulou no meu colo e me abraçou -Eu vou trocar de calça e vou colocar meu tênis,  já volto.  -saiu correndo para o banheiro

Como tudo já estava arrumado fui até a sala para assistir algo e enquanto esperava meus pais. Confesso que eu estava nervoso e ansioso com aquela situação.  Apresentaria minha melhor amiga como namorada e eu não sabia como fazer aquilo. 

Grayson e Madison desceram as escadas e se juntaram a mim. A sala estava em completo silêncio, exceto pelo barulho da televisão. Eu não queria nem imaginar como a Mãe iria reagir ao vê-la aqui.

-Eth! -Duda gritou pela fresta da porta do banheiro

-Pode falar! 

-Pega meu moleton para mim? Está meio frio para usar apenas a sua camisa.

-Pego sim. -me levantei pegando o moleton e levando-o até ela

-Obrigada! -pegou-o da minha mão e fechou a porta

Ela se trocou e vi sua expressão ao se deparar com a Madison. Garanto que não foi boa.

Se sentou ao meu lado e logo a campainha tocou. Fui atender e eram nossos pais.

-Bem na hora. -olhei para o relógio -Oi pai, oi mãe!  -os abracei

-Oi Ethan! -responderam juntos me abraçando 

-Entrem. -abri um pouco mais a porta para que eles pudessem entrar

-O que é isso? O que essa menina está fazendo aqui? -minha mãe perguntou em um tom quase inaudível olhando para a Madison

-Oi mãe,  oi pai. -Grayson se levantou 

-Oi Grayson! -responderam em uníssono

-Não sei se vocês se lembram, essa é a Duda, irmã do Aaron e minha namorada! -sorri

-Mesmo que quisesse esquecer não conseguiríamos, você não para de falar dela! -meu pai sorriu -Parabéns casal!

-Oi dona Liza!  -Duda se levantou -Oi senhor Sean! 

-Oi Duda! Como você cresceu! -mamãe a abraçou -Está mais linda do que antes. Ethan teve sorte.

-Obrigada. -corou

-Ah, obrigada por ter cuidado do Ethan ontem. 

-Não foi nada dona Liza! -sorriu

-Oi Madison. -minha mãe cumprimentou Madison com expressão séria

-Oi senhora Liza.  -Madison abaixou a cabeça

-Bom, eu fiz um café da manhã de dar água na boca. Vamos? 

-Demorou! -meu pai respondeu descontraído

Fomos para a cozinha e todos se sentaram em volta da mesa.


                             [...]


Depois de um café da manhã em clima de guerra, Duda e minha mãe  foram lavar a louça, Grayson havia ido levar a Madison para casa e eu fiquei sentado na cozinha conversando com o meu pai:

-Como estão as coisas com ela?

-Por incrível que pareça estão boas. -olhei para a Duda  -Tenho medo disso.

-Por que? 

-Sempre que estamos bem  algo ou alguém estraga tudo.

-Meu filho, vou te ensinar uma coisa. -ficou de frente para mim -Quando a vida de alguém está ligada à vida de outra pessoa, nada nem ninguém os separa por completo. Eles podem até pensar que sim, mas o destino sempre vai dar um jeito de fazer com que eles se encontrem, sempre vai dar um jeitinho para que eles fiquem juntos, cedo ou tarde. 

-Esse não é o nosso caso. 

-Talvez seja, talvez não. Você só vai saber quando acontecer.

-É....

-Você parece um bobo olhando para ela. -riu

-Pareço? 

-Parece. -rimos e elas também -Do que será que elas estão falando?

-Não sei.


___________________//_________________




Liza e eu sempre nos demos muito bem, sempre tínhamos ótimas conversas e ela sempre foi muito carinhosa comigo. Eu adorava aquela mulher. Após a guerra no café da manhã, eu e ela fomos lavar a louça enquanto o Grayson foi levar a Madison para casa e Ethan e o Sean ficaram conversando do outro lado da cozinha.

-Você e Ethan parecem estar felizes.

-E estamos, eu só tenho medo de dar errado. -peguei um prato do escorredor 

-Duda, você pensa muito no final antes de pensar no início. Você precisa curtir os momentos sem pensar muito no amanhã. 

-Você tem razão Liza. É que as vezes fico insegura, tenho medo de decepcionar ele.

-Olha para ele. -olhou para trás -Repara no modo que ele te olha. Ele é louco por você. Ele não vai se decepcionar contigo. -rimos e eles também 

-Do que eles devem estar falando? -guardei o último copo

-Provavelmente de nós! -sorriu -Terminamos.

-Que bom! -sorri e ela me seguiu até a mesa -Do que estão falando meninos? 

-Nada de mais, coisas de pai e filho. -Sean piscou para Ethan

-Sei! -fui para trás do Ethan e o abracei

-Oi família. -Gray entrou na cozinha

-Oi filho! Eu estava morrendo de saudades se você! -Liza o abraçou 

-O favorito... -Ethan cochichou

-Para Eth! -sussurrei em seu ouvido -Ethan, você me leva para casa?

-Mas já? -Sean questionou

-É que....

-Na na nina não. -Liza me interrompeu -Eu vou fazer um almoço maravilhoso com as coisas que vocês gostam e você vai ficar para almoçar conosco. 

-Tudo bem então dona Liza!  -sorri cedendo a proposta dela 

-Vou começar a preparar agora. -ela sorriu indo para a pia

-Vamos deixa-las aqui e vamos para a sala filhos? -Sean se levantou e se dirigiu até a sala levando junto o Gray

-Vamos? -Ethan me abraçou

-Eu vou ajudar a sua mãe amor. 

Ethan ficou de frente para mim me olhando nos olhos.

-O que foi?

-Repete? -ele tinha um certo brilho em seu olhar quando falava

-Eu vou ajudar a sua mãe. -gesticulei com as mãos

-Não!  Repete o que você falou depois disso. 

-Ethan?! -perguntei

-Não, a outra palavra.

-Amor?!

-Essa mesma! -sorriu 

-Você parece um bobo perto dela! -Liza falou alto 

-Mãe!  -Ethan bateu as mãos em suas pernas -Vou para lá,  boa sorte.  -deu um beijo na minha cabeça e se juntou ao Sean e ao Gray

Liza não queria me deixar fazer nada, de acordo com ela eu era a sua "convidada especial" e só tinha que comer, mas eu dei um jeitinho de ajudar, de alguma maneira eu era muito boa em convencer.

Contei a ela sobre os problemas que vinha tendo com meus pais e ela não dizia absolutamente nada, pedia apenas para que eu os entendesse e tivesse paciência com eles.

Depois de longas conversas e diversas risadas, terminamos de fazer o almoço e Ethan se ofereceu para por a mesa:

-Como você está prestativo. -Grayson se sentou perto da mesa

-A Duda está fazendo muito bem para ele. -Sean entrou na conversa

-Aff -Grayson resmungou revirando os olhos

-Meninos, chega. -Liza pôs a última panela na mesa -Vamos comer! -sentou - se


                             [...]


Os pais dos clones voltaram para  casa e nós ficamos no apartamento deles. Grayson evitava ao máximo ficar com a gente e eu entendo ele, mas preferia o Grayson amigo, descontraído,  piadista, preferia quando ele ficava com a gente...eu não sei. Por causa dessa situação pedi ao Eth que me levasse para casa, Aaron deveria estar preocupado comigo.

Fomos para lá e Ethan ficou comigo. Achei que Aaron iria estar preocupado por eu não ter dado notícias ontem, mas quando cheguei vi o contrario. 

Corri escada a cima entrando no meu quarto. Conectei o carregador no meu celular e ao ligar ele, haviam muitas mensagens do Shawn perguntando por mim. Fazia tanto tempo que eu não ficava junto com ele que esquecia de mandar mensagens com notícias. Respondi ele que estava tudo bem para que ele ficasse mais relaxado.

-Oi emburradinha!  -Ethan entrou no quarto

-Oi Ethan! -larguei meu celular -Eu estava indo tomar um banho.

-Pode ir, eu espero você. -se sentou na cama

-Ok! -peguei minhas coisas e entrei no banheiro 

Depois do banho e depois de me trocar sai do banheiro e Ethan não estava mais no quarto. Fui até a sala mas não tinha ninguém, provavelmente Aaron havia saído, de novo . Fui para a cozinha e ele estava lá. 

-O que está fazendo? -escorei na parede

-Preparando algo para a gente comer.

-Mas a gente almoçou à 3 horas atrás.  

-E você ainda não está com fome? -questionou

-Você é inacreditável! -sorri -O que você está preparando?

-Morango e brigadeiro.  -continuou prestando atenção no que estava fazendo -Shawn me passou essa receita, é brasileira. Ele disse que você vai gostar.

-Aposto que vai ficar ótimo exceto pelo cheiro de queimado. 

-Ai meu Deus! -tirou a panela do fogo levando-a até a pia -Vai dar tudo certo Ethan.

-Você ainda fala consigo mesmo? -falei rindo da situação

-Só quando fico nervoso. 

-Calma Eth! -levantei me dirigindo até ele -Provavelmente só tenha começado a queimar. -peguei um prato do escorredor -Deixa eu te ajudar!

Peguei a panela da mão dele e pus o brigadeiro no prato. Como eu havia dito, o brigadeiro apenas tinha começado a queimar.

-Viu! Tudo resolvido! -me virei para ele

-.... -Ele estava me olhando fixamente de novo só que dessa vez dando um sorriso bobo

-Eth? -o chamei estalando os dedos

-Desculpa, eu estava meio que desconcentrado. -sorriu -Vamos enrolar os brigadeiros?

-Você me ensina?

-Ensino!

-Então vamos! -concordei

Já que na receita dizia que o brigadeiro precisava esfriar, fui com o Ethan no mercado pra comprar as coisas necessárias para finalizar os brigadeiros e também para comprar um refrigerante. 

Encontramos o Matt e a Manu lá. Eles estavam fazendo compras para a mãe dela, pareciam estar namorando. Conversamos com eles durante um bom tempo e depois de comprar as coisas voltamos para casa.

-Eu acho que compramos muitos confeitos. -olhei para a mesa onde eles estavam

-Eu também! Mas não tem problema. -Ethan pegou a tigela com morangos -Vamos começar a comer! 

-Ok! -me sentei perto dele 

Começamos a fazer a bagunça, porque olha, era impossível não fazer sujeira com ele por perto. Faziam apenas 5 minutos que nós estávamos enrolando e comendo aqueles brigadeiros e eu já precisava tomar outro banho pois ele havia me dado um beijo no rosto com a boca toda suja. Passei o dedo na ponta do nariz dele deixando-a cheia de brigadeiro e confeito de estrelinha, então ele passou a mão toda suja no meu rosto. Eu não ia deixar barato, peguei um dos brigadeiros que tinha enrolado e passei nele.

-iiuuu!  -reclamou tentando limpar enquanto eu ria -Vamos ver se você vai rir depois disso! -se levantou 

-Não Eth!  -me levantei e sai correndo para subir as escadas

-Vou pegar você emburradinha!  -correu atrás de mim

-Por favor não!  -pedi rindo -A gente vai ca.... 

Antes que eu pudesse terminar ele me alcançou e no impulso fez com que caíssemos na frente da porta do meu quarto.

-Você está linda, mas falta um único detalhe. -disse caido por cima de mim

-E o que falta? 

-Isso! -passou o brigadeiro no meu rosto e saiu de cima de mim correndo para dentro do meu quarto

-Você me paga! -corri atrás dele e me joguei em seu colo fazendo-o perder o equilibrio caindo na minha cama

Ficamos nos olhando sem falar nada por um longo tempo. Ele olhava fixamente para mim alternando entre meus olhos e minha boca até que se aproximou mais e me beijou. Invertemos as posições e fomos indo até a cabeceira da cama só que dessa vez nossos narizes estavam colados e estávamos de olhos fechados.  Tirei a camiseta dele mas acabei hesitando:

-E-eu não consigo. -corri para o banheiro e tranquei a porta me olhando no espelho

-Duda! -bateu na porta -Eu fiz algo errado? -perguntou e eu não respondi -Me perdoa! -tudo ficou em silêncio após essas duas palavras

Lavei meu rosto e sai do banheiro indo para a cozinha. Ele estava lá sentado. Eu não disse nada, apenas me sentei ao lado dele e fiquei em silêncio olhando para o chão da mesma maneira que ele estava fazendo. Ele me abraçou e deu um beijo na minha cabeça me passando um certo conforto e paz, era o que o Ethan de 10 anos atrás faria em qualquer situação. 

-Eu amo você. -segurou em meu rosto e olhou nos meus olhos  -Nunca duvide disso! -me abraçou novamente

Naquela hora eu senti uma enorme vontade de dizer "eu te amo" mas algo prendeu aquela palavra em mim, talvez por medo ou insegurança. Será que eu me estava começando a amar ele de verdade?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...