História Heart Challenges - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Homem de Ferro (Iron Man), Os Vingadores (The Avengers), Thor
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Howard Stark, James Buchanan "Bucky" Barnes, Maria Stark, Natasha Romanoff, Pepper Potts, Personagens Originais, Pietro Maximoff (Mercúrio), Sharon Carter (Agente 13), Steve Rogers
Tags Starkbucks, Stony, Stuckony, Stucky, Triângulo Amoroso
Exibições 222
Palavras 1.529
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Aqui estoy yo.
Bom... Vamos aos avisos que ficaram um pouco grandinhos.
Como todos perceberam, eu não postei nada na semana passada, e isso se deve ao fato de que eu precisava pensar, e resolver o futuro das três fics.

=>Heart Challenges e Between Brothers não pertencer mais ao mesmo universo.
O motivo se deve ao fato de que isso estava me prendendo demais. Um universo tinha que estar de acordo com o outro, sem falar que eu não poderia investir em Loki falando do passado como eu queria pois isso daria spoiler, ou iria contra coisas que irão acontecer em Between Brothers.
Outro motivo seria o uso de personagens, que se tornava limitado.
Como os capítulos de HC escritos depois que comecei BB ainda não foram postados, não terá nenhuma mudança aqui. Já em BB será alteradas algumas coisas que irei falar nas notas do próximo capítulo dela.
Sobre Jealousy, Provocation and Wolves... Estou com muito problema em escrever ela, por isso está tão difícil postar. Mas também vou deixar pra falar dela na sexta.

Esse capitulo será mais Thorki. Uma apresentação da relação dos dois, já que ela será muito importante para o nosso trio.

VAMOS AO CAPITULO.

Capítulo 39 - Olha, ele sabe rir.


Fanfic / Fanfiction Heart Challenges - Capítulo 39 - Olha, ele sabe rir.


LOKI


OSLO, NORUEGA - UM MÊS E MEIO ATRÁS.

 

— Não quero.— Ele diz, me abraçando mais forte e beijando meu pescoço.

— Eu preciso. Você também deveria ir. O tio Howard gostava de você.— Digo o afastando um pouco e olhando em seus tão belos olhos azuis.

— Todos gostam de mim, Loki. É algo inevitável.— Meu ilustre irmão diz e então me solto dele, no entanto antes que eu consiga me levantar ele me puxa pela cintura e me abraça, beijando minha nuca. — Mas eu só consigo gostar de você. Você sabe que você é meu mundo. Me desculpa, meu anjo.

Continuo sem dizer nada. 

Eu amo meu irmão. Muito mais do que como irmão. No entanto tenho muita inveja dele. Ele sempre foi o querido de todos, mesmo eu sempre sendo o mais inteligente. Talvez porque Thor é o filho mais velho. Ou o filho biológico. 

— Não faz isso.— Ele diz, subindo seus beijos do meu pescoço para minha bochecha enquanto me coloca sentado sobre suas pernas nuas.

— Fazer o que?— Pergunto, olhando no fundo de seus olhos azuis.

— Pense que sou melhor do que você. Que todos preferem a mim.

— Mas é verdade.

— Não. Não é. Você é o melhor. Sempre foi. Mamãe sabia disso. Eu sei disso. E eu jamais seria nada sem você, meu amor. Você é minha vida. Eu morreria se isso lhe fizesse sorrir.— Ele diz e começa a distribuir beijos pelo meu rosto.

— Houve uma época em que faria.

— Eu sei. Se você soubesse o quanto eu te amava. Se soubesse o quanto você sempre foi tudo para mim. Mesmo antes que eu descobrisse... 

— Eu não quero mais. Você é o meu melhor, Thor. O melhor de mim. Parte de mim. Eu não saberia viver sem você. 

— Não quero ficar sem você.

— Um mês. No máximo. Você sabe que também preciso resolver alguns assuntos de negócios.

— Um mês, meu príncipe. E depois te terei de volta em minha cama.

— Um mês.— Repito mais para mim mesmo do que para ele. 

—Eu te amo, Loki. 

— Eu também te amo, Thor.— Digo, abraçando seu pescoço, e então ele me deita de volta na cama, e posso sentir seu membro deliciosamente grande já batendo em minha coxa, duro novamente. 

Ah meu irmãozinho...


______

 

EM ALGUM LUGAR NA PENSILVÂNIA, ESTADOS UNIDOS - DIAS ATUAIS.

Saio da barraca de Jack, me cobrindo com uma capa de chuva e vou até minha barraca, que está a dois metros.

Tiro a capa, a colocando no chão da barraca ao lado da entrada e fecho a mesma.

Bruce ainda está dormindo tranquilamente sob os cobertores. Preguiçoso. 

Me sento do meu lado e pego meu celular. Sei que é arriscado ainda estar com essa coisa. Mas eu preciso. Ao menos até falar com ele.

Vejo que há algumas mensagens na caixa, todas dele, e então clico para ouvi-las.

"Maninho, eu esqueci de perguntar: quando você vai voltar? Estou com saudades."

Passo para a próxima.

"Tá tudo bem? Você não retornou minha ligação. Me liga."

"Loki, estou começando a ficar preocupado. Me liga."
 

Eu quero ligar. Todavia não consigo. Não sei o que dizer.

Como dizer que decepcionei todas as suas expectativas sobre mim? 

Não faço a menor ideia de como contar tudo para a única pessoa a qual a opinião me importa. 

No entanto ele parece ler meus pensamentos do outro lado do mundo, e meu celular começa a vibrar, com uma foto dele dormindo aparecendo na tela. 

Adoro essa foto.

Deslizo o dedo pela tela, e coloco o aparelho em meu ouvido.

"Loki. Loki tá me ouvindo?"— Ele diz depois de uns cinco segundos em que não consigo dizer absolutamente nada. — "LOKI".

— Tô. Eu tô te ouvindo.— Digo com certa monotonia na voz.

" Por que não me ligou? Por acaso está dormindo com outro homem?"— Ele pergunta e então olho para Bruce, que parece estar dormindo tranquilamente ao lado.  

O que vou dizer? O que eu faço?

"Loki, estou começando a ficar preocupado." 

— Uma vez você me disse que o certo nem sempre é certo, e o errado nem sempre é errado. Como saber quando você está fazendo a coisa certa, mesmo que pareça tão errada?— Digo de uma só vez. 

— O que você está fazendo?— Ele pergunta com calma, e então conto tudo para ele. 

Conto sobre os garotos. Sobre como estamos fugindo. Como podemos ser mortos. Como teremos que provavelmente fazer coisas horríveis para conseguir salvar o Steve. 

Ele fica em silêncio por um tempo que parece ser terrivelmente longo.

"Você acha que está fazendo a coisa errada?"

— Não parece errado para o Bucky e pro Tony. 

"Se fosse eu no lugar do Steve, seria tão errado assim pra você?"

— Não. Te salvar seria a coisa mais certa do mundo.

"Te salvar será a coisa mais certa do muito, Loki. Eu vou te ajudar, meu irmão. Mas preciso que fique bem para que eu possa fazer isso. Eu te pediria para voltar para casa agora mesmo, mas sei que é teimoso demais, então a única coisa que peço é que fique vivo até eu te encontrar, meu lindo."

— Não tente me encontrar. Meu amor, vão tentar te matar...

" Eu vou para Nova York. Vou te esperar lá. Tudo bem? E enquanto isso moverei céus, montanhas e oceanos para provar a inocência de vocês."

—E se você não conseguir?

—" Se eu não conseguir já estarei com tudo pronto para nossa fuga. Ninguém irá me separar de você, meu amor."

— Eu te amo, seu grande idiota.

"Eu também te amo, meu irmãozinho de língua afiada. Se livra desse telefone. Agora."

— Eu te amo.— Digo mais uma vez com lágrimas nos olhos e desligo, em seguida tiro o chip e o quebro, depois jogo tudo para fora da barraca, mais especificamente em uma poça de lama.

Talvez eu devesse dormir um pouco, já que passei a noite quase toda em claro, e não sei quando poderei dormir novamente.

Me deito e fecho os olhos, me lembrando do meu querido irmão. Talvez se eu tivesse prestado atenção em algo além de minhas lembranças e esperanças, teria percebido que Bruce havia parado com seu leve rouco, e tinha a respiração descompassada, como se estivesse quase chorando.


[...]

 

—O que você fez com ele?— Tony pergunta enquanto levantamos acampamento, logo após a chuva se transformar em somente pingos finos.

— Eu não fiz nada. Ele que é estranho.— Digo olhando para Bruce, que desde que Tony gritou que levaríamos acampamento ele está assim. Não disse absolutamente nada, só fica aí com essa cara de cu, como se alguém tivesse pisado nas bolas dele. 

—O cara não saía do seu pé, e agora é como se você tivesse batido nele.— Bucky diz, comendo algo que julgo ser uma rosquinha de chocolate. 

Onde ele conseguiu? 

— Você bateu nele?— Tony pergunta e em seguida Bucky estende a rosquinha para ele, que a morde, o que me faz revirar os olhos. 

— Não, eu não bati nele.— Digo, terminando de arrumar minha mochila. 

Olho Bruce. Ele está um pouco afastado de nós, enrolando suas coisas e dando um jeito de colocar na moto em que ele vai.

—Ah meu Deus, você o estuprou?— Bucky pergunta, boquiaberto. 

—O que?— Pergunto de volta, tentando digerir o que ele insinuou.

— Loki Odinson, você violentou o garoto?!— Tony diz com uma mistura de surpresa de raiva.

— Não.— Digo com indignação.

— Passou a mão nele enquanto ele dormia?— Bucky pergunta novamente.

Mas que me merda esses dois estão pensando?

— Não. Eu não encostei nele. Não falei com ele. Não fiz nada com ele além de pegar na mão dele antes de dormir, mas ele já tava dormindo, e não demorei muito pra soltar. Olha, eu não fiz nada com ele, okay? Ele é estranho por natureza. E da próxima vez eu vou dormir com vocês dois.

— Claro. Fique a vontade para ver um delicioso pornô ao vivo.— Tony diz com um sorriso de pessoal de propaganda de TV, e Bucky dá uma risada tão gostosa que me faz rir também.

— Olha, ele sabe rir.— Bucky diz e então mostro língua para ele.

— Cuidado Loki. O único que gosta dessa sua linguinha afiada é seu irmão.— Tony diz, terminando de ajeitar suas coisas na moto e então abraça Bucky por trás.

— Como assim?— Bucky pergunta interessado. 

Tony boca de sacola.

— Nada.— Digo, me antecipando.

— Loki tem um caso amoroso com o ir...

— TUDO PRONTO GAROTOS. VAMOS LÁ.— Crowen grita, interrompendo Tony.

Abençoado seja Crowen.

— Depois quero saber dessa história.— Bucky diz com um sorriso e monta em sua moto, com Tony montando logo atrás e o abraçando.

— Até a próxima parada, Loki.— Tony diz e em seguida me manda um beijo no ar.

— Vai dar o cu.— Digo indo até a moto de Joe e montando atrás dele. 

— Pode apostar que ele fará isso.— Bucky diz e dá mais uma de suas risadas gostosas.

Regra numero um de se ter amigos gays safados sem um pingo de vergonha na cara: Não mande eles irem dar o cu.

Eu estou com medo do que irá acontecer. Sei que tudo isso é uma grande merda, mas estaria mentindo se dissesse que me arrependo de ter vindo.
 


Notas Finais


E então meus jovens? Sei que o capitulo não teve muita ação, mas para deixar vocês com as lombriguinhas atacadas o próximo capitulo será narrado pelo nossa linda princesa em apuros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...