História Heart Ice - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Colegial, Drama, Jelena, Romance
Visualizações 297
Palavras 1.247
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


✚ Olá meus Amores como estão? Espero que bem ^^

✚ E finalmente, ou infelizmente, a viagem de Hong Kong acabou \o/ Prometo que agora o shipper vai começar a se desenrolar kk.

✚ Me desculpem qualquer erro, passou completamente despercebido.

Boa Leitura ♡

Capítulo 15 - I Don't Like Her


Fanfic / Fanfiction Heart Ice - Capítulo 15 - I Don't Like Her

Assim que cheguei ao local marcado com Huan Yue, o vi sentado em um banco mexendo em seu celular.

— Oi! — beijei sua bochecha assim que me aproximei. Assim que me sentei ao seu lado, o tatuado guardou rapidamente seu celular.  — Por acaso... Eu atrapalhei algo? — perguntei apoiando meu braço esquerdo em seu ombro direito.

— Não. — riu fechando um pouco os olhos por conta do sol. Arqueei uma de minhas sobrancelhas, desconfiada. — Então, me conte as novidades. O que fez ontem à noite? — sorriu ao tocar seu piercing no nariz.

— Apenas dormi.

— Você... Vai voltar para os EUA amanhã? — perguntou me olhando de canto de olho. Por algum motivo, Huan Yue não ousava olhar em meus olhos.

— Sim... — olhei para o chão observando minha sombra. — Por quê?

— Fico triste em saber que você já vai embora. Desculpa-me por estar agindo estranho. — o moreno se desculpou cobrindo o rosto com as mãos.

— Hei, não precisa falar assim comigo, — ri apertando suas bochechas. — muito menos ficar envergonhado.

Huan Yue sorriu com os olhos, os fazendo ficarem menores, mais do que já eram.

— Eu entendo se você me achar confuso às vezes. Nunca namorei uma estrangeira, muito menos uma que não morasse aqui na China. — apoiou suas mãos em suas coxas e chegou para frente, olhando para uma arvore que havia próximo dali. — Não sei se conseguirei manter um relacionamento a distancia. Pode se dizer que sou um pouco... — olhou para o chão e riu. — Deixa para lá.

— Huan Yue, eu farei o possível para que o nosso relacionamento não seja considerado um “relacionamento a distancia”. Eu não quero que você tenha uma impressão errada das estrangeiras. — sorri pegando sua mascara, que se encontrava guardada no bolso de sua jaqueta de couro.

— Você... Está se esforçando para que o nosso relacionamento dê certo, ou porque não quer que eu tenha algum “trauma” por namorar uma ocidental? — perguntou olhando para mim, que colocava sua mascara em meu rosto.

— Por que pergunta isso? — perguntei rindo colocando a mascara abaixo de meu queixo para que eu pudesse falar melhor.

— Scarlett, eu realmente gosto de você. Por favor, não se esforce em algo que você não faz questão, algo que você queira apenas criar uma boa impressão. — suspirou. Fiquei em silencio por alguns minutos observando o moreno olhar para baixo, frustrado. — Eu... Comprei uma passagem para passar alguns dias em Atlanta, já que eu sabia que iria embora amanhã. — murmurou.

— Huan Yue... — o abracei de lado e beijei sua bochecha. — Não precisava fazer isso por mim. — sorri. Huan Yue mordeu seus lábios, na intenção de não sorrir.

Com meu dedo indicador e o polegar, levantei seu lábio inferior para cima, formando um sorriso. O moreno não conseguiu se conter e acabou rindo, revelando seus perfeitos dentes brancos.

— Ya, eu disse que não ia conseguir ficar longe de você! — me empurrou levemente para o lado fingindo estar bravo. — Irei te buscar todo o dia na escola e, quanto a minha estadia, não se preocupe. Tenho um amigo que mora lá e ele me deixou ficar lá por uns tempos.

— Eu já disse que adoro você? —perguntei o enchendo de beijos, por todo o seu rosto.

— Não faça isso em público, por favor. — segurou em minhas mãos delicadamente. — Vamos comer pato à Pequim, é uma ótima comida! — se levantou, logo me ajudando a me levantar.

— E isso é mesmo bom? — perguntei enquanto caminhava de mãos dadas com o mais alto.

— Se eu estou te levando para comer, é obvio que é. — ri de sua resposta e fomos a um pequeno trailer que vendia esse tal de pato á Pequim.

Justin Bieber — Aeroporto de Atlanta.

Era um sábado às cinco da manhã. Ontem, as seis da manhã, já estávamos no avião voltando para Atlanta, porem dessa vez tivemos que fazer um vôo de conexão e, por isso, chegamos, além de cedo, em um sábado.

Ryan vinha logo atrás de mim com sua almofada de pescoço, ainda, em seu pescoço enquanto conversava com Spencer que escondia suas olheiras com um par de óculos-escuro.

Chaz estava mais ao lado, também de óculos-escuros, enquanto escutava uma musica qualquer. Lola havia parado para comprar café e Dakota estava logo atrás dela.

Pelo que disseram em Hong Kong, Lola e Spencer não eram mais amigas de Dakota, a haviam trocado por Scarlett, e agora Dakota fazia de tudo para voltar ao seu devido lugar — que era ao lado da loira e da ruiva —.

Scarlett andava um pouco mais afastada de todos. A morena usava um sobretudo preto junto com um casaco de pelos brancos — que na minha opinião, estava exagerada demais, afinal, não estava tão frio assim — e trocava mensagens com alguém, talvez seu namorado, com um sorriso que levava de orelha a orelha preenchido em seus lábios.

Aquilo, de certa forma, me incomodou, porém eu tinha uma namorada e, agora, mais do que nunca, devia focar nela e não em qualquer outra garota.

Afinal, eu tinha que ser fiel a ela, ou caso contrário, Yuna me esfolaria vivo.

Peguei meu celular e mandei uma mensagem para Yuna. Não demorou muito para que a mensagem fosse respondida com um áudio.

“— Justin, você nem vai acreditar! Meu pai vai ficar uns dias aí em Atlanta e minha mãe e eu iremos junto. Justin, podemos nos ver novamente!”. Sua voz estava num tom animado e, mesmo contragosto, respondi seu áudio com um emoji de coração, completando com um “mal vejo a hora de ver você aqui”.

— Turma, já que ainda são cinco e vinte, comprem algo para comerem. — Norman, o professor, chamou nossa atenção. — Por favor, não façam nada de errado e quando acabarem vão para o ônibus que os espera lá fora. Estarei esperando. — completou antes de nos deixar sozinhos.

Alguns foram ao banheiro, outros foram realmente comprar algo para comer e alguns que ainda não queriam ir para o ônibus, se sentaram em algum banco para dormir um pouco.

Resolvi comprar algum chocolate na maquina de doces e comprar um café com leite, apenas para despertar. Assim que cheguei perto da maquina de doces, vi Scarlett procurando por alguém apreensivamente.

A garota segurava com sua mão esquerda o pingente de seu colar de prata, que era uma rosa, e com a outra mão segurava firmemente seu celular.

— Se procura Lola, ela foi acompanhou Spencer ao banheiro. Spencer queria passar uma maquiagem para esconder suas olheiras. — disse colocando o dinheiro na maquina. Sky apenas bufou e continuou a olhar para frente.

Peguei minha barrinha de cereal e a abri dando uma mordida na mesma.

— Por que não vai logo ao banheiro? Olhar para você está começando a me dar enjôo. — disse com a boca cheia. Claro que aquilo era mentira, eu apenas queria a provocar.

— Então apenas saia daqui. — Scarlett olhou com desdém para mim. — Também não sou obrigada a olhar para você.

— Quem você acha que é para... — fui interrompido assim que Scarlett correu em direção reta.

Sem entender nada, olhei para frente e a vi pular em cima de um cara alto e cheio de tatuagens. O garoto girou Scarlett pelo ar e, assim que ele a colocou no chão, os dois se beijaram.

Fiz uma careta ao ver aquela cena e joguei minha barrinha de cereal, que ainda estava na metade, assim que vi a morena rir enquanto brincava com o tatuado. De repente eu havia perdido a fome...

Não, eu não gostava de Scarlett! Eu tinha uma namorada e gostava dela. Quer dizer, pelo menos eu acho isso.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...