História Heart Ice - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Colegial, Drama, Jelena, Romance
Visualizações 512
Palavras 1.341
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus Amores como estão? Espero que bem, mais um cap para vocês. Desculpas pela enorme demora, é que eu estava doente, eu época de provas e ganhei um gatinho e tinha que cuidar dele. Mas, estou de volta e espero que gostem desse cap ^^

Me desculpem qualquer erro, passou completamente despercebido.

Boa Leitura

Capítulo 9 - Justin, you are no longer the center of attention


Fanfic / Fanfiction Heart Ice - Capítulo 9 - Justin, you are no longer the center of attention

— Sinceramente, eu não sei o que responder. — disse apreensiva. Fiz um estalo com a língua e olhei receosa para Jessica.

— Como assim? — perguntou confusa colocando um pedaço de seu cabelo por detrás da orelha.

— A vida é sua e eu nunca tive nenhum problema com Ian. Se você quiser voltar a ficar com ele, o problema é seu. — disse tentando não parecer grossa.

— Tudo bem Sky, eu apenas lhe fiz uma pergunta.  — franziu o cenho e começou a girar a colher em sua xícara de café.

— Jessica, eu não quis parecer rude. Desculpa-me. — desculpei-me tocando em sua mão. Jessie olhou para mim mantendo sua expressão seria.

— Vou tomar um banho. Arrume a bancada. — disse e saiu da cozinha logo subindo as escadas. Não foi minha intenção deixar Jessie chateada, muito menos irritada. Eu realmente sou uma inútil.

Justin Bieber — Ponto de Vista

Eu não conseguia entender o porquê Scarlett havia me mandando embora. Ela havia cismado que eu estava olhando para Jessie, tá eu podia estar olhando sim, mas eu não fiz nada de mais.

E mesmo que eu fizesse Scarlett não devia ficar puta, afinal, não estamos namorando.

— Justin? — escutei alguém me chamar e por instinto me virei para trás logo revirando os olhos por pura decepção. Era apenas Dakota.

— O que faz aqui? — perguntei cruzando os braços.

— Indo para casa. Eu moro para lá, se esqueceu? — respondeu com outra pergunta.

— Ah sim, mas por que não foi para a escola? — perguntei me sentando no meio-fio da calçada.

— A pergunta seria a mesma para você. — sentou-se ao meu lado e ajeitou a saia que usava.

— Eu não quero falar sobre isso. — murmurei olhando para o chão.

— Tudo bem, eu não irei insistir. Quer me acompanhar ate em casa? — perguntou entrelaçando suas próprias mãos. 

— Não, obrigado. Irei direto para casa porque não comi nada e você sabe. — respondi me levantando do meio-fio.

— Ah sim, entendo. — assentiu com um olhar aéreo. Olhei para os lados e mordi a pele de minha bochecha por dentro.  Fiz um sinal de continência como forma de me despedir de Dakota e caminhei o quarteirão para minha casa.

Durante o caminho, observei algumas pessoas levando o lixo para fora e algumas mães atrasadas colocando os filhos no carro para ir à escola. Dentre algumas crianças que avistei duas fizeram-me lembrar de meus pequenos irmãos: Jaxon e Jazmyn. 

Peguei meu celular que estava no bolso de minha calça e vi que faltavam dez pras oito. Ainda estava cedo e há essa hora eles ainda deviam estar se arrumando para ir à escola.

Enquanto há essa hora eu devia estar na escola tendo uma de minhas aulas chatas, as crianças estavam se aprontando para ir à escola, pois o horário da entrada deles era somente oito horas da manha. Na minha humilde opinião, sempre achei isso um absurdo. E os direitos iguais, onde ficavam quando deveríamos também ter alguns minutos a mais de sono?

Cheguei à casa de Jeremy e toquei a campainha. Não demorou muito para que Erin, sua esposa, abrisse a porta.

— Justin? Que surpresa vê-lo aqui. Pensei que estivesse na escola. — disse surpresa dando passagem para que eu entrasse.

— Acabei faltando hoje e resolvi dar uma passadinha aqui. Alias o que tem pra comer? Eu estou morrendo de fome. — perguntei indo em direção à cozinha.

— Justin. — Jazzy se levantou da cadeira e correu em minha direção para um abraço. Ela estava tão linda com aquele vestido florido e com seu enorme cabelo preso em duas marias-chiquinhas. Dei um beijo em sua bochecha e a coloquei no chão novamente.

Sentei-me ao lado de Jaxon que colocava mel em sua panqueca e peguei uma tigela para por um pouco de cereal, afinal, era meu cereal favorito.

— Justin, se importa de comer um pouco rápido? Preciso levar seus irmãos para a escola e ir para o trabalho. A propósito, Jeremy não ligou. — Erin perguntou entrando na cozinha.

— Fica tranquila, você não está atrasada e eu não vim pelo Jeremy e sim para ver meus irmãos. — respondi colocando um pouco de suco no copo.

— Você poderia ter vindo outra hora, Justin. — disse cruzando os braços.

— Nossa Erin, você esta tão careta hoje. — reclamei franzindo o cenho. Mergulhei a colher na tigela de cereal e vi de canto de olho Jaxon colocar mais um pouco de mel em sua panqueca.

— Crianças, faltam cinco minutos para vocês acabarem. Andem logo. — Erin disse pegando o prato já vazio de Jazzy, esta tomava seu achocolatado em silencio.

— Erin, não os apresse. Tudo tem que ser levado na calma. — disse soltando uma risada sem humor. Erin colocou a tigela dentro da pia e me olhou de canto.

— Me desculpe Justin, mas não me diga como tratar os meus filhos. Eles podem ser seus irmãos, mas eu não quero que eles sejam como você quando crescerem. — disse rispidamente.

— Você não quer que eles sejam o orgulho da família? — perguntei dando uma risada.

— Orgulho da família? O que eu mais escuto são pessoas reclamando de você, nem sua mãe te aguenta mais. Por que eu gostaria que meus filhos fossem assim? O desgosto da família? — perguntou soltando com prazer cada palavra.

— Erin sua filha da... — murmurei entre dentes, mas fui interrompido por Erin.

— Justin, por que você não faz o favor de sair da minha casa? — perguntou batendo fortemente no mármore branco que cobria a pia.

— Mamãe, por que esta brigando com o Justin? — Jazzy perguntou lhe entregando o copo vazio que antes continha seu achocolatado.

— Não estamos brigando, meu amor. Suba com o Jaxon e escovem os dentes, já estamos atrasados. — Erin respondeu acariciando sua cabeça. Jaxon e Jazzy correram para o andar de cima e eu os observei em silencio.

— Por que nunca gostou de mim? — perguntei cruzando os braços.

— Eu nunca gostei de você? Justin, por favor, não se faça de vitima. — riu sem humor e se aproximou de mim. — Eu sempre gostei de você e você sabe disso. Era eu que cuidava de você quando sua mãe precisava ir para algum lugar, eu que ajudei sua mãe a cuidar de você e você ainda diz que eu não gosto de você? — começou a dizer gesticulando freneticamente com as mãos. Olhei para o chão e Erin levantou meu queixo para que eu a olhasse. — Olhe para mim quando estiver falando com você. — disse seriamente.

— Justin, só eu sei como foi difícil ver sua mãe chorando quando soube que você começou a andar com esses seus “amigos” que só te coloca em encrencas, vê-la se descabelando porque não sabia mais o que fazer com você quando você sumia por dias e quando aparecia estava bêbado e sabe Deus se também não havia experimentado drogas. Eu tentei te ajudar, tentei ajudá-la, mas não deu e eu comecei a focar mais nos meus filhos porque, por mais que eu goste de você, eu não quero passar por isso com eles. — completou.

— Acho melhor eu ir pra casa. — murmurei sem encará-la. Sai pela porta dos fundos que ficava na cozinha e dei a volta pelo quintal. Minha casa não ficava tão longe.

Assim que cheguei em casa bufei ao imaginar possíveis coisas que Pattie diria ou questionaria o porquê de eu ter passado a noite fora sem ter a avisado. A casa estava silenciosa e vi Pattie sentada no sofá assistindo a um reality show.

— Mãe? Eu cheguei. — disse meio desconfiado pelo fato da mesma não ter percebido minha presença.

— Eu sei. — respondeu ainda olhando para a tv. Sentei-me ao seu lado e retirei meu casaco.

— Não vai perguntar por que eu cheguei há essa hora ou onde eu estava? — perguntei vendo um pequeno corte em um de seus dedos da mão esquerda. Ela devia ter se machucado enquanto cortava algo.

— Pra que?  Para termos mais uma discussão que só me deixa com dor de cabeça? Desculpe-me Justin, mas muito obrigada. Como você disse da ultima vez: você não tem mais oito anos. — respondeu se levantando do sofá e logo se retirou da sala.

Mais que porra estava acontecendo? Por que justo hoje o mundo resolveu discutir comigo?


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...