História Heart Like Yours - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Carolursic

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Austin Mahone, Bradley Simpson, Camren, Demi Lovato, Fifth Harmony, Shawn Mendes
Exibições 43
Palavras 4.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Hentai, Josei, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Primeira fic Camren, espero que gostem :3

Capítulo 1 - Party


Lauren  

Estava perdida em meus pensamentos quando o maldito do meu celular vibrou em cima da cama me chamando a atenção, observei a tela e encontrei uma mensagem de Ally que me avisava que se eu não saísse do quarto em um minuto, as meninas me matariam pelo atraso. Me levantei da cama do hotel e fui praticamente me arrastando até a porta e assim que a abri pude ver Dinah em pé de braços cruzados bem na minha frente.   

- Bater na porta funcionaria melhor do que simplesmente ficar aqui olhando para ela, sabia? - neguei com a cabeça e dei alguns passos em sua direção a empurrando para então fechar a porta.   

- HA HA HA Jauregui, você sempre tão engraçada e atrasada não é? - ela revirou os olhos e dei meu melhor sorriso irônico.   

- Ah, obrigada Hansen… E sobre o horário, você vai se atrasar se continuar aqui reclamando e não andar. - dei de ombros e pude ver Ally andando apressada até nós.  

- Vamos logo meninas, deixem pra brigar, discutir ou sei lá o que vocês vivem fazendo depois. - lá estava ela como sempre com o maior sorriso do mundo e fazendo seu papel de mãe comigo e com Dinah.  

Ally andou até nós e passou um de seus braços pela minha cintura me fazendo andar junto com ela, passei meu braço por seus ombros e então a acompanhei.  

- Não vamos esperar as outras? - perguntei e logo pude ouvir a resposta.  

- Elas já devem até estar no local do evento sua trouxa. - Dinah respondeu rindo enquanto andava atrás de nós mexendo no seu inseparável amigo, o celular.   

- Onde elas estão? - perguntei enquanto parávamos na frente da porta do elevador.   

- Mila e Mani desceram mais cedo porque brigaram com toda a equipe dizendo que queriam tomar sorvete. - Ally me respondeu rindo enquanto apertava o botão do elevador. 

Não demorou muito para que uma campainha soasse e as portas do elevador se abrissem no nosso andar e logo pude ouvir uma voz um tanto familiar.  

- Já estavam quase comendo meu fígado lá embaixo então vim arrastar vocês, anda. - Camila estava ali, ao lado de Normani com as mãos na cintura e batendo um de seus pés impacientes no chão, o que me fez rir.   

Andei até estar dentro do elevador e esperei que alguém apertasse o botão, Normani ainda comia seu sorvete e talvez nem sequer tenha notado nossa presença ali já que não tinha falado nada. O silêncio tomou conta até que o elevador chegasse ao térreo, assim que as portas se abriram no saguão do hotel saímos do elevador e lá estavam nossos seguranças e produtores que logo nos encaminharam até a van que nos levaria até o espaço do evento. Fiquei no meu celular enquanto as meninas não paravam de falar sobre coisas aleatórias das quais eu nem mesmo estava prestando atenção, apenas concordava ou sorria quando se dirigiam à mim. Poucos minutos depois a van parou e então tivemos permissão para descer, alguns fãs estavam parados na porta do local e com alguns fãs eu quero dizer algumas centenas talvez, e nossos seguranças tiveram certa dificuldade para segurar eles. Nós conseguimos falar com alguns deles e tirar algumas fotos, acenamos para os outros que não conseguiram se aproximar de nós e pude ver muitos sorrisos e lágrimas por ali. Fomos puxadas para dentro e nos direcionaram até uma sala onde havia pouco mais de 20 fãs sentados nos esperando, cantamos alguns pedaços de músicas que pediram e as perguntas começaram, após algumas perguntas, me questionaram.   

- Camren é real? - aquela pergunta ecoou na minha mente durante algum tempo.  

Todas as vezes que tinha Q&A a mesma pergunta era feita, e sempre a minha reação era a mesma. Eu entrava simplesmente em outro mundo, no meu mundo pra ser sincera, e muitos pensamentos me dominavam me fazendo ficar calada. Eu não podia responder uma coisa que nem eu mesma sabia a resposta, Camila e eu tivemos alguma coisa que não sei do que pode ser chamado durante o X factor, mas depois de algum tempo algumas coisas aconteceram e assim acabamos nos afastando completamente, hoje em dia por exemplo, só nos falamos quando se trata de alguma coisa do grupo e nada além disso.   

- Sim. - Camila respondeu me trazendo de volta de meus pensamentos. 

Seu sorriso sapeca estava presente em seu rosto e eu acabei por sorrir também, até que percebi o que ela havia acabado de dizer e arregalei os olhos desfazendo o sorriso na hora.  

- Somos grandes amigas. - ela completou sua frase. - Não é Lolo?   

- É. - dei um sorriso sem graça e pude ver Dinah se matando de rir olhando pra mim. 

Camila deitou sua cabeça no meu ombro fazendo os fãs dispararem fotos de nós duas, aquilo era totalmente estranho já que nos evitávamos o tempo todo quando estávamos em público, certamente levaríamos uma bronca mais tarde pela nossa proximidade, pois segundo os nossos assessores, Camren era uma coisa totalmente negativa para o grupo.    

- Mais alguma pergunta? - Normani perguntou atenta aos fãs, apenas uma menina levantou a mão e então o microfone lhe foi dado.   

- Qual foi a coisa mais romântica que alguém já fez pra você, Dinah? - foi minha vez de rir.  

Dinah não fazia o tipo que gostava de coisas românticas e era bem capaz de que se dessem flores pra ela, ela jogaria as flores de volta na cara da pessoa e gritaria por comida. 

- A coisa mais romântica que alguém já fez pra mim? É… já… - ela buscou alguma coisa em sua mente e logo sorriu sozinha. - Mila me comprou uma pizza antes de me acordar, essa foi a coisa mais romântica que já me fizeram. - todos os fãs presentes caíram na gargalhada assim como eu e as meninas.   

Nos despedimos dos fãs e então fomos liberadas. Voltamos até a van que nos levou até o local e então aguardamos até que estivéssemos novamente em nosso hotel. A chegada no hotel não foi nada fácil, a quantidade de fãs havia se multiplicado e foi difícil conseguirmos entrar para o saguão. Quando finalmente conseguimos, corremos as 5 para o elevador e começamos a rir sozinhas.  

- MEU BRINCO, EU PERDI MEU BRINCO. - Dinah gritou colocando a mão na orelha.  

- Agradeça a Deus por ainda ter todos os membros no corpo. - Camila disse ainda risonha.  

O elevador abriu as portas e saímos do mesmo e fomos em direção ao quarto de Ally, onde ficaríamos até a hora da festa de despedida que teríamos. Aguardamos até que Ally abrisse a porta de seu quarto.  

- FÉRIAAAAAAAAAAAAAAAAAAS. - Dinah entrou gritando no quarto se jogando no sofazinho.   

- Nem acredito que vou conseguir dormir por uma noite inteira. - Mani disse olhando pra cima como se olhasse pro céu e juntou suas mãos.   

- Ai gente, não vejo a hora de chegar em casa também mas… Com as férias nós ficamos cada uma em um polo diferente do mundo. - Ally fez bico me fazendo a abraçar.   

- Não fica assim, isso é só por um mês e podemos nos ver a hora que quisermos ué. - depositei um beijo em sua testa e ela se aconchegou em meus braços.   

- Minha cara de quem vai viajar para Miami para ver essa tua cara Jauregui. - Dinah disse rindo negando com a cabeça.  

- Mas vai pra me ver. - Camila se jogou no colo dela rindo.   

- Você é minha neném, tenho que te proteger dos males de Miami e é claro da cavala Jauregui. - Dinah envolveu os braços no corpo de Camila e beijou sua bochecha, mostrei o dedo para ela.   

- Já sou maior de idade Dinah, pode deixar que qualquer coisa eu cuido dela, não moramos muito longe e posso ficar de olho nela. - me soltei de Ally e me joguei na cama me afundando na mesma.   

- Você acha mesmo que eu vou confiar em você? Você é um dos maiores males de Miami, Lauren. - Dinah disse revirando os olhos.  

- Cala a boca antes que eu te obrigue a fazer isso Hansen. - apontei pra ela com o celular sabendo que se ela viesse pra cima de mim certamente eu iria apanhar.   

Era impressionante, Dinah e eu brigávamos o tempo inteiro por qualquer coisa, mas nos amávamos incondicionalmente. Ela era como uma mãe, por mais que fosse a mais nova de nós, mas não perdia UMA oportunidade de me zoar.    

- Dinah deixa de ser implicante, só quero uma visita e não uma babá. - Camila disse se levantando do colo dela.  

- Tudo bem Chancho, só porque você pediu. - Dinah disse dando de ombros e se esticando no sofá.   

- Gente eu estou morrendo de fome, será que a gente pode pedir alguma coisa pra comer? - Normani perguntou passando a mão na barriga.  

- Vamos pedir uma pizza? - todas assentimos - Mani pode vir comigo procurar por um número com alguém da nossa equipe? - Ally pediu e Normani assentiu andando até ela pra logo depois sumirem batendo a porta.  

Fiquei mexendo em meu celular assim como Dinah, enquanto Camila acenava para alguns fãs da varanda.   

- Cadê essas meninas com a pizza? - Dinah reclamou jogando o celular em mim.   

- Ouch, bishh. - disse jogando o celular nela de volta. - elas foram pegar o número Dinah, e até o entregador conseguir chegar aqui e entrar nesse hotel... Vai demorar.  

- Por que não podemos ir até uma pizzaria então? - Ela perguntou como se não fosse óbvio.  
         - Por que será né? Não consigo imaginar o porque. - revirei os olhos.  

- Vai se foder Lauren. Vou trocar de roupa no meu quarto e já volto. - Se levantou deixando o celular de lado e então soube que ela realmente voltaria, ela não conseguia ficar mais do que 10 minutos sem celular.   

- Tudo bem. - dei de ombros e voltei a atenção pro meu celular.  

Estava na dash do tumblr quando ouvi a voz de Camila me chamar.   

- Lauren, Lauren, vem aqui - me levantei e parei na porta da varanda.   

- O que foi? - perguntei assim que a vi de costas acenando para as pessoas que estavam lá embaixo. 

Ela se virou pra mim com o maior sorriso do mundo o que me fez sentir meu coração bater um pouquinho mais rápido como todas as outras vezes que eu a via sorrindo.   

- Não fique lá sozinha, vem aqui e fale com eles. - ela fez um sinal com a mão apontando lá pra baixo  

- Não acho que seja uma boa ideia Camila. - dei um passo pra trás tendo a certeza de que estava fora da visão dos fãs.   

- Medrosa. - ela disse baixinho se virando novamente para os fãs. 

Dei alguns passos e então me encostei na sacada onde os gritos ficaram mais altos se é que isso era possível, e com o canto dos olhos pude ver Camila me olhando.  

Ficamos acenando até que Ally e Mani se juntaram a nós falando com os fãs também, não demorou muito para que Dinah aparecesse com seu celular na mão filmando a gente e os fãs no quase melhor amigo dela Snapchat.  

Voltamos pro quarto fechando a porta da varanda e então me fizeram pedir a pizza, sim, as meninas só demoraram procurando o número. Enquanto esperávamos ficamos rindo de algumas coisas que aconteceram durante a turnê como por exemplo quando Normani e Ally caíram no nosso primeiro show no Brasil, sobre as incontáveis vezes que a Camila caiu ou até mesmo de quando eu esqueci a letra de All of Me. A pizza chegou e comemos enquanto ainda falávamos de algumas bobagens, toda hora eu sentia o olhar de Camila sobre mim o que já estava me deixando um pouco desconcertada. Camila ter me chamado mais cedo pra ficar na varanda com ela, sua resposta no Q&A e seus olhares cada vez menos discretos sobre mim estavam me deixando cada vez mais confusa, o que diabos ela estava pensando? Ela achava que podia sair da minha vida e do nada voltar como se nada tivesse acontecido? Quando nos demos conta, o sol já havia nos deixado e estava começando a escurecer. Estava deitada de bruços na cama enquanto Normani e Dinah jogavam alguma coisa e Camila assistia, Ally estava a alguns minutos no telefone com seu namorado Troy e a única coisa que havia me restado era ficar mexendo em meu celular. Estava trocando mensagens com minha melhor amiga Vero e ouvia música quando senti um peso em cima de mim e já estava pronta pra xingar Dinah quando percebi que não era ela.   

- O que você está fazendo? - Camila perguntou tirando meu fone e então pude sentir sua respiração próxima a minha nuca.   

- Eu… É… Nada… Só estava é.. - não sei por qual motivo eu estava nervosa por ter ela ali.   

- Ela estava vendo vídeos pornô Mila, você atrapalhou. - Dinah praticamente gritou e senti o corpo de Camila vibrar sobre o meu o que indicava que ela estava sorrindo.   

- Não vejo problemas em uma menina ver vídeos pornô Dinah. - ela disse ainda sobre risos.   

- Eu não estava vendo vídeo algum Dinah. - revirei os olhos - eu estava apenas falando com a Vero.   

- Sexo virtual então. - Normani disse fazendo Dinah concordar e rir com ela.   

- Meninas. - Ally negou com a cabeça e saiu do quarto nos deixando.  

- Vero é minha melhor amiga, não viaja Dinah. - afundei minha cabeça no colchão e Camila fez o mesmo afundando seu rosto no meu pescoço.   

- Vai me dizer que nunca rolou nem um beijinho? Vocês não me enganam Jauregui. - Dinah disse se levantando de onde estava e indo para o banheiro.  

- Não gosto de meninas Hansen, e a Vero não faz meu tipo. - dei de ombros e senti Camila sair de cima de mim.   

- Mas a Camila faz. - Normani disse e levantei a cabeça a tempo de ver ela levar a mão até a boca se arrependendo do que havia dito.  

O assunto sobre Camren era extremamente proibido entre nós.  

- ACHO QUE TÁ NA HORA DE CALAR A BOCA E TODO MUNDO SE ARRUMAR. - Dinah berrou do banheiro.   

- Eu vou pro meu quarto. - Camila disse indo pra porta.   

- Também já estou de saída. - me levantei da cama e acompanhei ela pelo corredor. 

Ela parou na porta de seu quarto e eu fiz o mesmo olhando pra ela, dei um sorriso e acenei com a cabeça antes de entrar no quarto, ela fez o mesmo e então sumiu da minha visão.   

Ao entrar no quarto percebi que estava tão bagunçado quanto meus pensamentos, ignorei e segui direto para o banheiro onde tomei um banho demorado. Eu sabia que a festa não seria nada muito formal e sim mais uma descontração em equipe, logo, não foi difícil escolher uma roupa para ir. Peguei um vestido preto com um certo decote e o deixei em cima da cama, voltei para o banheiro e comecei a me maquiar. Poucos minutos depois  eu já estava completamente arrumada, apenas aguardando ser chamada por alguém. 

- Lauren, Lauren, Lauren, Lauren, Lauren, Lauren. - ouvi meu nome ser chamado um repetidamente.  

Andei até a porta e abri a porta com certa agressividade.  

- O que é caralho? - cruzei os braços.  

- Vamos? - Normani disse abrindo um sorriso.  

- Vamos! - peguei meu celular em cima da cama e logo deixei o quarto.  

Cheguei no saguão e me sentei no sofá de espera, Normani se sentou do meu lado e ficamos conversando até Dinah se juntar a nós. Depois de uma longa conversa sobre o que faríamos nas férias, finalmente Camila e Ally saíram do elevador.  

- Até que enfim. - disse me levantando.  

- Você também está linda Lauren, obrigada. - Ally disse dando um tapinha no meu ombro.  

Informamos um dos nossos produtores que já estávamos prontas para ir e não demorou para alguns seguranças aparecerem para nos levarem até a van. Andávamos rápido enquanto acenávamos e mandávamos beijos para as pessoas que ainda estavam na porta e os seguranças praticamente nos jogaram dentro da van.  

- São uns amores mesmo. - Normani disse revirando os olhos.  

- Eles tratam a gente que nem um bicho, quem eles acham que são? - esbravejei.  

- Eles que não façam isso comigo quando eu voltar, não vou conseguir me equilibrar nesses saltos e com álcool no sangue. - Dinah disse negando com a cabeça. 

- Não vou carregar ninguém Dinah. - Ally se manifestou.  

- Como se você conseguisse carregar alguém né meio metro? - Dinah depositou um beijo na bochecha dela.  

- Dinah! - Camila a repreendeu.  

Normani interrompeu qualquer conversa que fosse ter dentro do carro colocando música em seu celular. Após uns 20 minutos ouvindo Beyoncé, a van estacionou e assim que a porta se abriu os flashes já atingiam meus olhos. Camila foi a primeira a descer e logo em seguida Dinah, que ficou parada na porta nos auxiliando na descida. Entramos na boate e fomos guiadas todas para a parte VIP. A variedade de bebidas sendo servidas me chamou atenção e a primeira coisa que eu fiz foi encostar no bar.  

- O que a moça vai querer? - um rapaz quase da minha idade se aproximou de mim.  

- O que tiver de mais gostoso. - dei de ombros.  

- Opa, só preciso da sua identidade antes. - revirei os olhos.  

- Desculpe, procedimento da casa. - assenti e estiquei minha mão com a minha identidade.  

- Lauren, permissão para beber. - ele sorriu simpático e virou para as prateleiras.  

O rapaz pegou algumas garrafas e logo começou a preparar meu drink, Dinah se aproximou de mim e se encostou no bar fazendo um sinal com a mão para o outro barman.  

- Boa noite. - o rapaz se aproximou.  

- Eu quero uma dose de tequila. - Dinah disse sorridente.  

- É pra já. - arqueei as sobrancelhas.  

- Hey, não tem que ver a identidade dela? - senti Dinah me dar uma cotovelada. - São as normas da casa.  

- Sim, claro. - o rapaz riu amarelo. - Será que posso ver seu documento?  

- Claro. - ela deu um sorriso falso e procurou pela identidade. - Você é uma vadia morta Lauren. - sussurrou para que só eu ouvisse.  

Ela entregou a identidade para o rapaz que logo viu que ela ainda não havia alcançado a maior idade.  

- Me desculpe, mas eu vou ficar lhe devendo a tequila. - entregou o documento pra ela.  

- Traga um refrigerante pra ela, por minha conta. - pisquei pra ela que só faltava me matar só com os olhos.  

- Vai se foder Jauregui. - revirou os olhos e saiu do bar indo em direção a onde as meninas estavam.  

Logo o barman que ficou encarregado de me dar a bebida finalizou o que estava fazendo e então me entregou um copo com um líquido que se dividia em três cores sem se misturarem. Agradeci e saí do bar com meu copo na mão.  

- A Lauren é uma vagabunda, eu não vou poder beber porque eu não sou maior de idade? Isso é muito injusto, eu já vou fazer aniversário. - Dinah reclamava de mim com Normani.  

- Você não precisa beber para se divertir Dinah. - disse chegando mais perto dela. - E se quiser tanto beber assim, eu te levarei para a balada quando completar maior idade e então eu pago todas as bebidas que você aguentar beber.  

Busquei o canudo do copo com a língua e logo suguei um pouco do líquido sentindo minha boca se preencher com algo doce.  

- Tudo que eu aguentar beber? Fechado. - ela estendeu a mão e então a apertei.  

- Vamos dançar, olha a música que tá tocando. - Camila correu até nós praticamente gritando.  

A música que tinha acabado de se iniciar era "Crazy in love – Beyonce". Dinah e Normani se entreolharam e seguiram pra pista com Camila, enquanto eu fiquei no canto apenas observando como elas dançavam. Por mais que eu quisesse, eu sabia que naquele momento eu não poderia ficar tão próxima delas pelo simples fato de Camila estar ali.  

Isso era uma das coisas que mais me irritava em todo esse lance de Camren, depois que o povo simplesmente surtou com um "relacionamento" que ninguém nem mesmo sabia de um terço do que acontecia ou se era real, nós fomos obrigadas a nos distanciarmos brutalmente. Camila não parecia ligar muito pro que diziam sobre nós ou o que pensavam da gente, ela simplesmente ignorava todos e tudo ao seu redor e vivia em seu mundo, mas eu não conseguia ser assim.  

Já que não poderia me juntar as meninas, resolvi voltar para o bar após terminar com o resto de bebida que se encontrava no meu copo. Enquanto todos dançavam e se divertiam eu apenas observava todos e bebia drinks variados encostada no bar.  

- Tá tudo bem Lauren? - Ally se aproximou de mim depois de um tempo sumida.  

- Ahn? - disse desviando meu olhar pra ela.  

- Terra chamando Lauren, quantos copos já bebeu? - a pequena colocou a mão na cintura.  

- Eu sinceramente não sei. - dei uma risadinha.  

- Chega de álcool Lauren, amanhã acordará cedo para voltar pra Miami. - assenti.  

- Esse é o último, eu juro. - disse levando o canudo até a boca e dando fim ao líquido. - Prontinho!  

- Agora vem, vamos dançar um pouco. - ela pegou na minha mão e me carregou até a pista de dança.  

Eu não protestei, apenas entrei no ritmo da música que embalava todos a uma dança mais sensual pelo ritmo lento e arrastado promovido pela voz de Rihanna em "Skin". Deixei que a batida controlasse meu corpo e antes que eu pudesse perceber, estava sendo filmada no snap da Dinah.  

- Vai Jauregui, arrase. - Normani disse fazendo gestos do meu lado enquanto eu dançava.  

- Larga esse celular e vem dançar Dinah. - praticamente gritei com ela.  

Dinah guardou seu celular e se aproximou mais de mim entrando na brincadeira, enquanto Camila apenas se afastou de nós. Eu sabia que por ela, ela estaria dançando com a gente, mas em respeito a mim ela simplesmente se afastou. Eu sei que eu era uma covarde por simplesmente deixar de viver porque simplesmente "mandaram", e talvez por consequência do álcool dominando meu corpo, quando me dei conta eu estava andando em sua direção.  

- Camila. - chamei sua atenção.  

- Lauren. - ela sorriu e acenou com a cabeça.  

- Vem, vamos dançar. - apontei pra trás do meu corpo.  

- O que? - ela pareceu confusa.  

- Vamos dançar Camila, vem. - estiquei a mão e ela apenas olhou meu gesto.  

- Lauren, você realmente está muito bêbada. - ela riu.  

- Não Camila, só quero que dance comigo. - ela negou com a cabeça.  

- Vai se arrepender disso amanhã Lauren. - deu de ombros.  

- Parece que não sou eu a medrosa da história então. - disparei antes de me virar voltando pra pista.  

Não demorou para que eu sentisse o corpo de alguém se encostar atrás do meu seguindo meu ritmo, olhei pra trás e pude ver Camila abrir um sorriso. Dinah me encarou confusa, Ally parecia não acreditar no que via e Normani se juntou a nós. A todo momento eu me atentava a quem estava ao nosso redor, tendo a certeza de que não teria ninguém com um celular gravando a gente.  

- Me chamou pra isso? - Camila disse no meu ouvido.  

- O que? - perguntei confusa.  

- Você acha que eu não percebo o quanto está tensa só por eu estar aqui? - ela riu pelo nariz e negou com a cabeça. - Relaxa Lauren, só curte a festa que aqui não tem paparazzi.  

Eu tinha mesmo que relaxar, mas talvez depois de tudo que eu tenha enfrentado por conta de paparazzis eu estava sendo super protetora demais. O tempo passou rápido demais e um dos nossos assessores veio nos chamar para que fossemos de volta para o hotel. Seguimos então até a Van que nos levou e os flashs incomodavam meus olhos me deixando mais desnorteada que o álcool. Dinah me guiou até dentro da Van e assim que todas estávamos sentadas o motorista arrancou. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...