História Heartbreak Girl - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags Friendzone, Musica, Primeiro Amor, Romance
Exibições 80
Palavras 3.879
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


1°: Capa meio merdinha pq fui eu que fiz só pra não ficar sem :)
2°: Preparem os corações para esse cap!
3°: Postei "tarde" hj pq só tive internet boa agora :')
4°: Todos os Capítulos de HG são betados pelo "Perfect Design".
5°: Boa Leitura ♥

Capítulo 10 - A volta de uma grande amiga


Fanfic / Fanfiction Heartbreak Girl - Capítulo 10 - A volta de uma grande amiga

Luke Hemmings

Sábado – 10:25


Acordei quase dez da noite ontem. Scarllet não estava mais do meu lado, nem qualquer outra coisa dela. Apenas encontrei um bilhete seu dizendo que eu havia dormido muito, como de fato aconteceu. Fui comer alguma coisa e logo voltei a dormir. Acordando exatamente agora. Sinceramente, não sei de onde surgiu tanto sono.

A claridade se expandiu por todo meu quarto, me obrigando a me levantar – infelizmente –. Peguei uma roupa qualquer e fui para o banheiro tomar banho. Observei-me no espelho antes, percebendo o quão pálido estava nos últimos dias, sem falar das olheiras bem aparentes debaixo dos olhos. Joguei água em meu rosto e entrei debaixo do chuveiro rapidamente.

Deixei a água gelada cair pelo meu corpo, me deixando leve, assim como Scarllet me deixava.

Ontem ela conseguiu me deixar mais estranho do que o normal; ela estava tão perto de mim, tão fofa, de um jeito que nunca foi antes, até chegou a me assustar. Sem contar do susto que levei antes, quando cheguei em casa vendo-a ler o meu caderno de músicas. Espero ter chegado antes dela achar a página de ‘Heartbreak Girl’.

Sim, eu finalmente decidi o nome da música.

Depois tivemos o caso do Henderson. Eu fiquei tão irritado na hora que seria capaz de cometer uma loucura, porém, novamente, Scarllet me acalmou e me deixou mais leve como sempre.

Eu literalmente não sabia explicar o que aquela garota fazia comigo. Eu a amava, e isso era fato. Mas o jeito que ela me deixava desde mais novo foi sempre inexplicável! O jeito que ela conseguia fazer meu coração acelerar em segundos, o jeito com que conseguia me levar ao céu e ao inferno.

O meu amor por ela era inexplicável.

Scarllet White era uma bomba, pronta para explodir a qualquer momento e bagunçar tudo e todos. Ela era uma tempestade.

Mas eu queria ser bagunçado por ela. Eu queria ser o sol que acalmaria a sua tempestade. Independente das consequências.

Ao terminar meu banho, coloquei uma roupa que havia escolhida, escovei meus dentes e logo em seguida arrumei meu tão querido topete, aquele do qual Scarllet tanto reclamava.

Passei na sacada para deixar minha toalha molhada e encontrei uma Sky chorando agachada em sua cama, respirei fundo e corri para o andar debaixo, sem dar alguma mínima explicação para minha família. Corri para a casa do lado e toquei a campainha como um louco até Lily abri-la. Saí correndo sem dar explicações novamente. Subi as escadas até chegar no quarto da minha garota, achando-a do mesmo jeito de segundos atrás.

— Scarllet, pelo amor de Deus, você está aí agachada e chorando por quê? — perguntei, me sentando ao seu lado e tentando recuperar o ar perdido.

— Porque eu sempre fui tão tola? — ouvi Scarllet fungar ainda sem me olhar.

— Do que está falando?

— Há anos isso estava bem debaixo do meu nariz. Todos diziam a mesma coisa, e eu sempre fui burra demais para perceber! — ela continuou chorando e fungando, sem me olhar, o que estava me deixando nervoso pelas suas palavras. — Fiz a pessoa sofrer por tantos anos! Contando tudo e mais um pouco da minha vida totalmente feliz! E eu nunca parei para pensar nessa hipótese!

— Luke! — a voz de Emma me assustou, me fazendo dar um pulo e encará-la na porta do quarto, com os olhos arregalados. — O que está fazendo aqui?

— Vi minha melhor amiga chorando pela sacada e vim correndo para ver o que havia acontecido, mas ela não fala nada com nada! — respondi sem saber o fazer.

— A única coisa que ela precisa agora... — Emma falou me empurrando para fora do quarto — É da melhor amiga dela, ao lado dela, e não um garoto. Mesmo esse garoto sendo você!

— Mas... Emma...

— Depois eu converso com você! — ela sussurrou em resposta — Tchau, Luke! Beijocas!

A fala de Emma me assustou, fazendo-me pensar no pior dos meus pesadelos. Desci as escadas espantado e chocado, levemente assustado e com várias coisas rondando minha cabeça no momento.

— Luke, o que está acontecendo? — Lily pôs a mão em meu ombro — Você está mais pálido do que o normal!

— A Scarllet... Ela descobriu, mas não pode ser... Como ela descobriria? Será que alguém contou a ela? — sussurrei para mim mesmo, tentando entender o que havia acontecido.

— Luke, querido. Sente aqui. Eu  vou te trazer água e você me conta o que está havendo!

ღღღ

— Está me dizendo que ela sabe? — Lily disse preocupada. — Ela chegou ontem em casa devastada, ficou trancada no quarto o resto da tarde e não saiu até agora!

— Acho que enquanto eu dormia ela leu a música, Lily! — respondi desesperado — O que eu faço agora?

— Meu querido, a única coisa que você pode fazer é esperar! Sei que Emma está lá em cima com ela falando sobre isso. Você sabe que a coisa que todos nós queremos, há anos, é ter você e Sky juntos! Namorando! Emma vai deixar o caminho livre para você, ela irá te ajudar e pôr tudo o que a cabeça da Sky precisa.

— O que a cabeça dela precisa? — perguntei, enfiando meu rosto nas palmas da mão.

— Abrir o coração e perceber quem realmente ela sempre amou.

ღღღ

Scarllet White


Depois de não ter conseguido fechar os olhos a noite inteira por ter ficado deitada em minha cama pensando em todas as coisas que me fizeram perceber o que Luke realmente sentia por mim, mas eu nunca percebi e nem desconfiei, me senti culpada, pois eu contava todo o meu relacionamento com James para Hemmings. Ele sabia de tudo. Agora eu entendia por que ele nunca gostou de James e sempre falava para eu terminar, que ele não era o cara certo para mim. Por que ele não namorou Carly. O porquê de James e Carly terem falado aquelas coisas. Tudo o que Larie e Emma me falavam sobre “ele estar debaixo do meu nariz”. A conversa de Luke com Lily, que mudava rapidamente de assunto toda vez que eu chegava perto. Até seus irmãos sabiam! Quando nós saíamos e algum moleque idiota me cantava, Luke ficava furioso. Também tinha os dias em que ele ficava nervoso quando eu estava com ele ou muito próxima! E no dia de seu aniversário, quando ele ficou bravo com Michael por ter falado da música. E logo depois que ele brigou com James, nos deitamos e ele disse todas aquelas coisas fofas pra mim, e antes de dormir, sussurrou algo; “quando você vai perceber que esse cara está tão perto...”.

Ai meu Deus, meu melhor amigo era mesmo apaixonado por mim, e eu nunca percebi!

Me sentia uma tremenda idiota depois de ter descoberto tudo.

Como eu poderia olhá-lo agora? O que eu iria fazer?

Mas a pergunta mais adequada para o momento era... O que eu sentia quando era pequena ainda podia estar ali? Bem ali no fundo? Eu podia sentir a mesma coisa que ele?

Luke era verdadeiro comigo, cuidava e se importava, me ajudava em tudo, faria tudo por mim e para me fazer rir e me ver sorrir, e ainda me amava. Coisas que James nunca fez.

E eu também o amava. O amava muito. Só não sabia se era a mesma quantidade de amor que a dele.

No fundo eu sabia que devia ter sido feita para Luke. Desde que nos conhecemos, parecia coisa do destino. Todas as vezes que nossas mãos se tocavam meu corpo se arrepiava, sentia um choque percorrer por todo ele, as borboletas no estômago, e Luke sentia a mesma coisa. A gente sempre se deu muito bem. Até em nossas brigas.

Eu me sentia tão tola que comecei a chorar incondicionalmente. Eu fiz meu melhor amigo sofrer por anos, e nunca havia percebido nada. Isso sim doía em mim.

Hemmings chegou de repente em minha casa, todo preocupado, perguntando o porquê de eu estar daquele miserável jeito. Comecei a falar coisas sem sentido, tentando enrolar até que Emma chegasse, e deu certo. A mesma o pôs para fora.

— Pode me contar o que aconteceu agora? — ela perguntou, se sentando à minha frente, pegando sua maleta de maquiagem e sua bolsa com acessórios. Levantou meu rosto e passou um lencinho por todo ele, secando as lágrimas. — Enquanto me fala tudo, vou te deixar mais linda do que já é!

— Eu descobri quem era a pessoa que vocês tanto falavam que estava debaixo do meu nariz! — falei, tentando segurar as lágrimas. Emma me encarou com os olhos arregalados. — Eu me sinto uma tola por ter feito Luke sofrer por todos esses anos! Eu fui muito ruim pra ele!

— Sky, meu amor, como você descobriu? — ela perguntou chocada, sem saber o que falar, secando novamente minhas lágrimas.

— Eu li a música, e depois só foi preciso juntar todas as peças do quebra-cabeça. Estava bem óbvio há anos e eu nunca percebi Emma!

— Bom... Por onde começar? — ela disse a si mesma. — Vou contar a história inteira, desde quando eu soube, okay? — perguntou e eu assenti. — Ele descobriu que gostava de você de verdade aos onze anos, quando você começou a ter sentimentos por James. Ele ficava confuso, e pelo o que eu sei, Mike e Cal foram os primeiros a saberem a verdade. Eu fui saber um ano depois, junto com Larie e Gaabs. Lily, os pais dele, Ash, Lara e até mesmo sua mãe foram descobrir um pouco depois. Como Carly e James sabiam, eu não faço a menor ideia, talvez estivesse mesmo muito na cara para que até eles descobrissem. Eu só sei que eu falei todos os dias para ele se declarar, se não acabaria perdendo você! Mas ele ficou com medo de perder sua amizade, a coisa mais importante pra ele. E teve seu namoro com James, então foi aí que piorou os sentimentos dele. Ele achava que não tinha chances, pois você amava outro garoto. A música era o que ele usaria para te contar tudo um dia. Ele aguentou todos esses anos pela amizade de vocês, pelo o que ele sentia por você, e todos nós tivemos que prometer não contar nada. Porém todos nós sabíamos que quem poderia apressar isso seria você! Quando você descobrisse tudo! Por isso todas as nossas indiretas! E você nunca percebeu.

— Ai Emma! Eu sou tão burra!

— Agora não é hora de você se culpar! A única coisa que você precisa agora é saber o que você realmente sente aqui dentro! — apontou para meu coração. — Sei que, independente de tudo que você ainda sinta pelo James, pela sua amizade com o Luke e tudo mais, você sente algo a mais por ele, ou acha mesmo que eu nunca percebi as suas crises de ciúmes?

— Eu tinha medo de perdê-lo, okay? — sorri boba ao me lembrar de alguns momentos.

— Medo de perdê-lo para outra garota... — me corrigiu sorrindo. — Agora me deixe te maquiar, você está péssima! E pense só no que eu te disse! Nem que seja preciso você escrever todas as coisas que Luke fez para que você se sentisse mais próxima dele, mais amada e feliz.

ღღღ

Dois dias depois...

Segunda-Feira — 6:40am

O final de semana passou rápido. Meio deprimente, por sinal. Falei pouco com Hemmings nesses dois dias, não fui em sua casa e muito menos ele na minha, sabendo que isso não ajudaria na minha vida e nem em minhas escolhas, apenas a dificultaria mais. Então iria me desculpar pelo o que fiz, falar que eu só estava mal mesmo, que eu não devia o ter ignorado e voltaríamos a ser melhores amigos, pois, como Emma mesma disse, só o tempo poderia me dizer se sim ou não.

Mas eu não podia gastar muito meu tempo e meus neurônicos pensando sobre isso, pois meu aniversário é nesse sábado e eu ainda não decidi nada do que fazer.

Minha vida estava um tremendo caos.

Depois de me arrumar, desci para tomar meu café da manhã com Lily, para ir logo a escola antes que eu me atrasasse mais.

— Bom dia meu amor! — Lily apareceu sorridente na porta da área de serviço que dava para a cozinha. — Tenho uma boa notícia!

— Estou precisando de uma há semanas... — suspirei, me sentando na mesa.

— Sua mãe chega na quarta ou no máximo quinta! — ela respondeu sorridente, fazendo-me sorrir alegremente.

— SÉRIO? — Gritei animada.

Lily assentiu.

— Ela me ligou faz uns dez minutos, mandou um beijo, disse que está morrendo de saudades de você, e que te ama muito! — disse enquanto eu mordia minha maçã.

Recebi uma mensagem de Hemmings, e meu coração se acelerou. Mas apenas dizia “estou te esperando aqui na frente!”. Suspirei e mandei um “okay”. Despedi-me de Lily e sai de casa, encontrando Luke e Emma na porta.

— Oi Emma! — falei baixo, depositando um beijo em sua bochecha.

Me virei para Luke, que permanecia sem me olhar. Respirei fundo e dei um beijo em sua bochecha.

— Me desculpe por não te responder, ou sequer falar com você o final de semana inteiro! — me rendi, fazendo com que Emma sorrisse. — Eu estava tão mal, eu só precisava da minha melhor amiga e nada mais! Me perdoe! Por favor? Eu fui uma babaca, mas eu te amo muito, e não quero nós dois brigados!

— É claro que eu te perdoo, minha loira! — ele sorriu, me abraçando, fazendo com que eu sentisse novamente o choque de sempre. Luke hesitou em me soltar, porém eu fui mais rápida, e o abracei mais forte, o impedindo de sair dali. Era estranho sentir aquilo, era assustador, na verdade. Mas me causava uma sensação tão boa que eu não queria nunca mais me desvencilhar.

— Bom... — Emma nos atrapalhou — Vamos?  Ou vocês querem se atrasar mais?

— Vamos! — Luke disse, me abraçando pela cintura.

ღღღ

Luke Hemmings

Admito que fiquei bastante chateado com o que aconteceu entre eu e Sky nesse final de semana. Mas eu não conseguiria ficar bravo com a ela. Nunca consegui, para falar a verdade.

Ela estava mal por alguma coisa boba e descontou em mim. Pediu desculpas depois de dois dias. Eu desculpei como se fosse um idiota apaixonado por ela. O que eu realmente era.

Chegando na escola, fui direto pegar meu material das três primeiras aulas de hoje no armário, uma de história, uma de inglês e uma de química. Delícia de matérias.

Acabamos encontrando os outros discutindo – como normalmente – sobre alguma coisa estúpida nos corredores da escola.

— Não Lara! — Michael gritou — Nós não vamos comemorar numa lanchonete a volta da Gaabs! Ela merece uma pizza gigante, e com borda recheada!

— Vocês estão discutindo sobre onde vamos comemorar a volta da Gabriela? — perguntei incrédulo. — Vamos para a casa de alguém. Coisa simples, gente...

— Luke tem razão! — Larie falou, pegando suas coisas em seu armário e me dando um beijo na bochecha.

— Luke sempre tem razão, né, melhor amiga dele? — Scarllet disse sorrindo irônica. Logo saindo, andando apressadamente para sua classe.

— É impressão minha ou a Sky está com muito ciúmes do Luke ultimamente? — Lara perguntou com seu tão patético sorriso malicioso nos lábios.

— Primeiro: Mike, segure a sua namoradinha! Ela está muito soltinha esses dias — respondi dando tapinhas em suas costas. — Segundo: Mereço isso não, gente! — revirei os olhos e segui minha melhor amiga ciumenta. — Scarllet White! — a chamei, me sentando na frente da mesma nos fundos da sala de aula.

Eu, Sky, Michael e Ash teríamos aulas juntos hoje. Não todas, mas a maioria.

— Vai lá com a Larie, Hemmings — ela disse irônica arrumando seu material em cima da mesa.

— Você está com ciúmes da Larie, Sky! Olha o ponto que você chegou! — ri, também arrumando minhas coisas.

— Scarllet está muito possessiva hoje. Que horror — Michael negou com a cabeça sorrindo, se sentando na fileira ao lado da nossa.

— Deixa ela — ri irônico — Ela acha que eu sou o James.

— Do mesmo jeito que eu estou te “tratando” — White usou aspas com os dedos — como se fosse o James, você está me tratando como se eu fosse vaca da Vanessa.

— Essa foi pesada! — Michael riu alto — Pesada demais!

— Vocês são tão babacas! — Scarllet riu.

— Bom dia alunos! — A professora de História adentrou a sala de aula com um enorme sorriso no rosto, vestida de um jeito que poderia enlouquecer qualquer cara, como sempre. Uma saia colada cinza clara que ia até o topo de seus joelhos, uma blusa branca de mangas e botões e seu enorme cabelo loiro e ondulado solto.

— Hoje o dia promete! — Michael falou sorrindo maliciosamente.

— Feche a boca, Hemmings! — Scarllet falou sarcástica — Pode entrar mosca!

ღღღ

Emma Hale


Admito que foi complicada a situação de Sky e Luke. Mas por um lado foi bom isso ter acontecido agora. Ela está mal pelo babaca do James, e descobriu que o melhor amigo é apaixonado por ela. Seria ótimo finalmente esquecer aquele idiota do Henderson e ser feliz ao lado da pessoa certa pra ela.

E eu tenho certeza que o dia em que ela vai descobrir os sentimentos por Luke não vai demorar.

Pude perceber nos últimos dias o jeito que ela o trata. O ciúmes aumentando. O sorriso nos lábios toda vez que o vê.

Ela já é apaixonada por ele, só ainda não sabe. Seu coração sabe, ele sente isso, só falta a mente dela aceitar.

Ela não fala o que sente... Mas não é necessário, seus olhos azuis não mentem.

As minhas aulas foram até que normais e sem nenhuma novidade ou babado novo – uma coisa que eu amo são babados e novidades novas.

Tive apenas a aula com Luke e Scarllet antes do intervalo, a de química, que estava acontecendo naquele exato momento. Estávamos sentados na última fileira, bem no fundo da classe, Sky na penúltima, Luke na última atrás dela e eu na frente de Scarllet, lixando minhas tão maravilhosas unhas, atualmente pintadas de roxo. O professor estava explicando um tal trabalho para fazermos em dupla, ele falava e falava, e ninguém estava prestando atenção – como sempre, para falar a verdade.

Quando o sinal finalmente bateu, todos suspiraram aliviados, pegando seus materiais e logo saindo da sala de aula.

— Não se esqueçam do trabalho para a semana que vem! Vale 10, hein pessoal! — o professor gritou enquanto todos já estavam saindo da sala de aula.

— Vai fazer comigo né, Sky? — Luke perguntou guardando seu material no armário, que era ao lado de meu e Sky.

— Claro que não! — ela respondeu como se fosse óbvio. — Você é péssimo em química e não irei fazer novamente o trabalho sozinha! Vou fazer com Emma.

— Dessa vez não, Hemmings! — Eu e Sky rimos de sua cara triste forçada. — Vamos comer estou com fome!

Saí andando em direção aos outros que já nos esperavam na porta do refeitório, os deixando para trás.

— Oi amor! — recebi um beijo de Calum assim que cheguei ao seu lado.

— Como foi a aula de espanhol? — perguntei.

— Não faça essa pergunta para ele! — Larie o interrompeu — Ele e Michael dormiram a aula inteira e só acordaram quando o sinal tocou.

— Do que estão falando? — Sky perguntou assim que brotou ao meu lado, de mãos dadas com Luke.

Espera!

MÃOS DADAS COM O LUKE?

É SÉRIO ISSO PRODUÇÃO?

MEU CASAL, NINGUÉM SAI!

Olhei imediatamente para Luke, que estava com um sorriso no rosto.

O rosto de Sky ficou vermelho por todos pararem de falar para observá-los.

— Ai gente que horror! — Luke fez uma voz fina — Até parece que nunca viram duas melhores amigas de mãos dadas! — ele disse irônico, ainda com a voz fina, fazendo Sky rir. — Venha, miga! Deixe esses babacas aí!

— Eles vão namorar já, já... — sussurrei para mim mesma, sorrindo boba.

ღღღ

Scarllet White


Era incrível como Luke sentia que eu estava mal. Só com um olhar ele percebia tudo. Me fez rir como nunca hoje. Ele zoou tanto o professor de química que fez a minha barriga doer.

Depois tivemos a cena que acabara de acontecer. Eu entrelacei nossas mãos e fomos falar com nossos amigos, que já se encontravam a nossa espera na porta do refeitório. Ao verem as nossas mãos, começaram a nos olhar maliciosamente. Luke inverteu a história rapidamente, me fazendo rir e me tirando daquela situação constrangedora.

Eles entraram logo atrás de nós. E, como sempre, os olhares de todos acabaram em mim e Luke, fazendo com que nós dois revirássemos os olhos.

Começamos a andar e tentar ignorar os olhares de todos até a fila da cantina, porém, um idiota esbarrou na gente.

— Ora, ora, se não é o tão novo casalzinho da escola... — James falou sarcástico. — Ainda não acredito que me trocou por esse cara! Todos nós sabemos que eu sou muito mais bonito, forte e gostoso do que ele!

— O que adianta ser bonito, forte e gostoso se não tem mente e só faz burrada para magoar os outros? — falei, cruzando os braços e dando um passo à frente — Luke não parece, mas é todas essas três coisas inúteis que você disse, além de ser fofo, romântico, ter compaixão, respeito, dar valor ao que tem, e tem algumas coisas que você nunca mais vai ter e ele tem: meu respeito, meu amor, meu coração e a mais importante... Eu!

O olhar de James só piorou a cada palavra que eu dizia. Suas mãos estavam prontas para socar a primeira coisa que passasse por ele naquele instante, seus olhos estavam semicerrados e tanto sua veia do pescoço quanto a da testa estavam saltadas.

— Ótima recepção de vocês, né? — olhei para trás, sentindo meu coração se acelerar e meus olhos se arregalarem.

Saí correndo em sua direção e a abracei. Abracei tão forte, que senti que nós duas poderíamos perder o ar a qualquer momento.

— Gaabs, meu Deus! Que saudade!

— Por que vocês dois estavam brigando daquele jeito? — ela sussurrou em meu ouvido para que ninguém ouvisse, ainda me abraçando.

— Seu melhor amigo é um babaca, Gabriela.

— Gaabs! — Luke veio abraçá-la.

Olhei rapidamente para trás, vendo James chocado, sem nenhuma reação ao vê-la.

“Amar pode doer

Amar pode doer às vezes

Mas é a única coisa que eu sei

Quando fica difícil

Você sabe que pode ficar difícil algumas vezes

É a única coisa que nos faz sentir vivos

Então você pode me guardar

No bolso do seu jeans rasgado

Me abraçando perto até nossos olhos se encontrarem

Você nunca estará sozinha

Me espere para voltar pra casa...”

— Photograph, Ed Sheeran.

Continua…


Notas Finais


Desculpe algum erro, estou postando pelo celular...
Espero que tenham gostado e td mais, me digam o que estão achando, isso é muito importante pra mim!
Vocês querem meu Facebook, wpp, alguma coisa? Se alguém quiser, me peça nos comentários ♥
Até sábado!
Um beijo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...