História Heartbreak Girl - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags Friendzone, Musica, Primeiro Amor, Romance
Exibições 77
Palavras 2.309
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura ♥

Capítulo 9 - Melhores Amigos


Fanfic / Fanfiction Heartbreak Girl - Capítulo 9 - Melhores Amigos

Calum Hood

As coisas com Emma estavam cada vez melhores. Ela era a melhor pessoa desse mundo pra mim, a mais perfeita. E, agora, eu posso afirmar que sou totalmente apaixonado por Emma.

No começo, a gente se odiava. Sério! No natal de seis anos atrás, nós todos passamos na casa de Luke e eu, sem querer, mas meio que de propósito, derrubei suco de uva no vestidinho cor-de-rosa que ela tanto se gabava e desfilava a noite toda. Emma ficou louca da vida e me empurrou na piscina, mas do jeito desastrado que eu sou, trouxe ela comigo. Hale ficou cada vez mais irritada comigo nesse dia. Mas, no Réveillon desse mesmo ano, foi o melhor dia da minha vida. Foi o dia em que eu finalmente a beijei.

Nós estávamos na praia de Sydney, logo após o show de fogos de artifício. Emma brigava comigo porque eu havia jogado areia em seu cabelo arrumado e ondulado. E, para ela finalmente calar a boca, eu a beijei. Foi o melhor beijo da minha vida. Foi nesse mesmo dia que eu descobri que era apaixonado por ela.

Scarllet e Lara me contaram que ela sentia a mesma coisa exatamente um ano depois, e arranjaram um lugar e uma horário para ficarmos de novo. Outro melhor dia da minha vida. Eu e Emma ficamos nessa enrolação durante 4 anos. E aqui estamos! Nós dois, namorando.

Confesso que era difícil aturar seu jeitinho perfeccionista e patricinha de ser. Aprendi a amar até isso nela.

Agora, só faltava ela aceitar meu jeito largado e nós seremos felizes para sempre, um ao lado do outro.

Ela ficava irritada com o jeito que eu comia pizza e macarrão. Mais resumidamente, ela ficava irritada quando eu comia tudo que continha molho.

No momento, temos mais três problemas que precisam ser resolvidos o mais rápido possível.

O primeiro era a banda.

O segundo era Lara, Michael e suas palhaçadas de ficarem falando que não se gostam.

E o terceiro se tratava de Luke e Scarllet. Eles ainda vão acabar com a amizade deles nesse joguinho enjoativo. Estou do lado dos dois há anos. Luke é apaixonado por ela, e Sky já gostou dele. Ainda gosta, para falar a verdade, mas ela não sabe. Ou até saiba, bem lá no fundo. Porém, todos nós sabemos disso. Sei, também, que não demora muito para ela perceber isso e eles começarem a namorar.

Não aguento mais ficar ouvindo Luke reclamar da vida, dizer que nunca vai poder ficar com ela e se declarar. Simplesmente não aguento mais.

Emma Hale

Ver minha melhor amiga daquele jeito por culpa de James Henderson me partia o coração. Mesmo a avisando há anos que um dia isso aconteceria e ele a magoaria mais do que a magoou a vida inteira, ela nunca me ouviu. Tudo bem, ela era apaixonada por ele, porém, a Scarllet deixava tudo de lado por ele! Exatamente tudo! E quando eu digo tudo, eu quero dizer até sua família, seus amigos. Isso, sim, doía. Ainda mais quando você era a melhor amiga dela. Porém, sei que, de todos nós, quem mais sofria era Luke.

Sou sua melhor amiga desde que eu me entendo por gente. Ela foi a minha primeira melhor amiga, a primeira menina que sempre foi para minha casa brincar de casinha, de boneca, de desfile. A primeira que dormiu na minha casa, que eu confiei e sempre contei tudo. A única que sempre me ajudou em tudo, que sempre esteve ao meu lado.

Eu tentava retribuir do melhor jeito possível. Sempre que podia, eu estava lá, implorando para ela me contar tudo. E ela falava. Scarllet era colada em mim, vivíamos uma ao lado da outra, sempre fazíamos tudo juntas. Até seus 15 anos, que foi quando ela começou a ter um caso com James. Sempre que eu a chamava para sair, ela nunca podia ir. Quando eu a chamava para vir em casa, ela também não podia.

Depois de Scarllet, Larie foi minha melhor amiga, mas ela não era tão chegada a mim quanto Sky. Meu melhor amigo, primeiramente, quando eu era mais nova, era Mike. Porém, ele se afastou de mim quando conheceu Lara. Então, eu só tive Scarllet. Sempre foi ela. Luke virou um amigo bem próximo de mim por causa da Scarllet. Como eles dois viviam sempre juntos e ela sempre andava comigo, acabamos nos aproximando e, com isso, conheci o amor da minha vida, mais conhecido como Calum Thomas Hood.

Admito que, no começo eu o odiava. Ele sempre cortava meu clima. Como no natal de uns seis anos atrás, onde ele derramou suco de uva em meu vestido novinho cor-de-rosa que eu tinha amado tanto. Eu comecei a gritar e a dar vários tapas nele. Acabamos caindo dentro da piscina. Outra coisa que admito é que, nessa mesma época, eu já gostava dele. Acho que desde o primeiro momento que o conheci, eu sabia que seria apaixonada por ele.

Sabe quando você tem uns 11 anos e começa a ter vários sentimentos estranhos, toda vez que chegava perto de um garoto? Essa era eu com relação à Calum.

Eu e Cal não aguentamos mais a Scarllet e Luke esconderem um do outro seus próprios sentimentos. Sei que Sky, no fundo, ainda sente algo por ele, só não parou para pensar sobre isso. Mas, maravilhosa do jeito que eu sou, vou fazê-la perceber, mesmo que isso seja contra a palavra de Luke. Eu preciso fazer isso pelos dois. Não aguentava mais esses dois. Puta que pariu.

Outra coisa, também, era a volta de Gabriela, uma de minhas melhores amigas da infância. Não via a hora de, finalmente, vê-la. Ela poderia não ser minha melhor amiga, não ser a Scarllet e ,muito menos a Larie, mas ela era importante pra mim.

Também temos o assunto Lara e Michael. Já está na hora de os dois assumirem tudo. Todo final de semana ela vai pra casa dele “ver filmes” e “comer pizzas”. E o melhor, é que eles ainda acham que nós todos acreditamos nisso.

Acho que esqueci de falar sobre os problemas com Calum. Ele era totalmente diferente de mim, e algumas dessas diferenças me irritavam. Muito por sinal. Mas nós já paramos para conversar sobre tudo, e espero que isso mude daqui para frente. Não vou desistir de nós dois nunca, independente de nossas diferenças e brigas, pois hoje eu posso afirmar com 100% de certeza, que eu o amo de verdade.

Resumindo: Meus melhores amigos podem ser totalmente diferentes de mim, mas eu continuo os amando. Continuo do lado deles, independente de tudo que aconteceu. Mesmo com suas burradas e idiotices, eu os amo. Amo muito.

Ashton Irwin


O que dizer sobre minha vida? Bom, aí vai.

Sempre tive uma casa cheia de gente. Meus pais e meus dois irmãos mais novos, sempre em feriados comemorativos, apareciam. Tia, tio, avós, avôs, madrinhas, padrinhos, amigos e tudo mais. Sempre tive uma família boa e unida, o que só melhorava as coisas.

A pior coisa pra mim, foi quando eu completei dezenove anos e estava no segundo ano do ensino médio. Minha família não entendia o porquê de eu ter repetido, e quando souberam o real motivo, não me olhavam mais do mesmo jeito. Só meus pais e meus irmãos reconheciam e aceitavam o meu erro. Apenas eles e meus melhores amigos, claro.

As coisas com Larie não poderiam estar melhores. Ela era tão atenciosa, tão fofa, tão amorosa, tão maravilhosa... E eu a amava tanto!

Admito que as coisas, no começo, não foram fáceis, mas quando nós finalmente começamos a namorar, foi uma das melhores coisas que me aconteceu. Ela era tão dócil, tão amorosa e eu era um furacão, um tsunami de problemas e medos. Larie, definitivamente, melhorou minha vida em todos os aspectos possíveis.

Quando ela veio morar em casa, as coisas apenas começaram a melhorar cada vez mais, me deixando mais feliz. O seu jeito calmo de agir, pensar e fazer as coisas me acalmava, me deixava bem, me deixava mais leve. Se tem uma coisa que eu não quero nunca, é perdê-la.

Acho que essa é a melhor época da minha vida. Estou feliz com a minha namorada, minha banda com os meus três melhores amigos está cada vez maior e melhor, e eu estava me sentindo bem uma vez na vida.

Definitivamente, não queria que isso acabasse. Nunca!

Larie Moreau

Admito que doeu deixar a casa que eu vivi a minha vida inteira, que foi difícil deixar aquela casa a venda. Mas foi muito mais difícil deixar minha família ir para o Canadá.

Ver meus irmãos pela última vez, poder abraçá-los e ver aqueles sorrisos iluminados que só eles tinham... Deixar meu pai, que fazia tudo por mim desde que eu havia nascido... E ,mesmo tendo uma mãe desnaturada, meio louca, que sempre brigava comigo por coisas fúteis, ela era minha mãe. Tinha o meu sobrenome. É claro que eu também sentia saudades dela, sentia falta até de seus berros comigo, de suas broncas. Admito, também, que sentia mais saudade de sua comida.

Porém, não posso dizer que minha história era triste, que minha vida era miserável e que eu fui largada pelos meus pais. Muito pelo contraio. Eu escolhi continuar em Sydney e eles permitiram isso, apenas se eu achasse um lugar para ficar. E eu achei. A casa onde eu sou amada e tratada como da própria família. A casa do meu namorado.

Meus pais não aceitaram muito de primeira, pois, primeiramente, eu iria morar na casa do meu namorado, onde eu não vejo problemas, mas eles...

E, segundo, eles realmente não acreditavam que eu iria conseguir uma casa para ficar. Então, como consegui, eles tiveram que cumprir com sua palavra e me deram a minha emancipação –caso desse algum problema durante dois anos, porque quando eles se foram, eu só tinha dezesseis anos.

Ash era um amor comigo. Seus pais me tratavam como se eu realmente fosse de sua família. Seus irmãos me amavam e até me chamavam de ‘cunhadinha’. Eu, literalmente, não tinha motivos para reclamar de minha atual vida. Ashton fazia isso ser diferente. Ele tirava isso de minha cabeça. Ele me fazia me sentir melhor sempre.

E, a cada dia que passa, eu tinha a certeza que fiz a escolha certa. Tanto em continuar a morar em Sydney, quanto namorar Ash e morar em sua casa. Em não ter abandonado tudo o que eu tinha aqui, pois foi aqui que eu fiz os melhores amigos. Foi aqui onde eu aprendi a amar e é aqui que eu queria poder viver por toda a minha vida.

Tinha tantas coisas na minha cabeça durante dias, tantas preocupações... Eu não parei nem um minuto para pensar na peça. Eu e Scarllet estamos nos preparando para essa peça de encerramento desde o ano passado. Isso era o nosso sonho! A coisa que nós duas sempre conversamos juntas, sempre sonhamos: Atuar.

Michael Clifford

Eu realmente não sei o que falar sobre minha vida.

40% dela eu ficava jogando videogame.

25% eu comia.

20% eu me dedicava à banda.

5% eu estudava.

E os últimos 10% que sobrava, eu pensava em Lara Mandri.

Ela mesma! Aquela garota gigante, pálida, de cabelos azuis claros e ondulados, que adorava pizza de mozarela com calabresa, acompanhada de um copão de refrigerante. Amava as mesmas músicas e bandas de rock que eu. Curtia o mesmo estilo de videogame, séries, livros e filmes que eu. A única garota que me faz feliz de um jeito completamente diferente e complicado. Que melhorava meu dia apenas com um sorriso encantador.

Aquela garota não era de Deus.

Literalmente.

Eu poderia não ter os melhores pais do mundo, nem as melhores notas do mundo. Mas eu tinha a minha banda, com várias músicas feitas por mim. Eu tinha a Lara, a melhor pessoa da minha vida e os meus melhores amigos.

Eu não precisava de mais nada para ser feliz e ter uma vida perfeita.

Okay! Talvez pizzas grátis para sempre. Mas, tirando isso, mais nada.

Lara Mandri

Minhas notas estavam péssimas.

Minha vida em casa, com meus pais e minha irmã mais velha que, antes, era totalmente perfeita, estava péssima.

Meu curso de fotografia também permanecia péssimo.

Meus sentimentos por Michael estão e sempre foram péssimos.

Estava absolutamente tudo péssimo!

Admito que a única coisa que me mantém em pé são os meus amigos e meu sonho.

Minha vida nunca foi a das melhores, nunca fui filhinha de papai e nunca tive as coisas que eu sempre queria, na hora que eu queria. Minha vida foi totalmente o oposto disso, porém, não posso dizer que eu era infeliz.

Pois, se tem uma coisa que eu aprendi ao longo dos anos, foi que você pode estar desmoronando por dentro e por fora, mas, se você estiver amigos de verdade e pessoas que te amam e se importam com você, você consegue ser feliz e ter uma vida perfeita. Porque, no final, é apenas isso que importa.


Uma vez, quando eu tinha 7 anos, minha mãe me disse

Vá fazer alguns amigos ou você vai ser solitário.

Uma vez quando eu tinha 7 anos de idade.

Era um mundo muito grande, mas pensávamos ser maiores,

Empurrando uns aos outros até o limite, estávamos aprendendo mais rápido.

Eu sempre tive esse sonho, assim como meu pai antes de mim.

Então eu comecei a escrever músicas, comecei a escrever histórias,

Algo sobre a glória sempre pareceu me entediar,

Porque só os que eu realmente amo irão realmente me conhecer.

Eu só vejo os meus objetivos, eu não acredito em falhas,

Porque eu sei que as vozes mais fracas, elas podem tornar-se maior.

Eu tenho meus amigos comigo, ao menos aqueles à favor.

E se nós não nos conhecermos antes de eu partir, espero ver vocês mais tarde...

Continua...


Notas Finais


Esse é um capítulo totalmente diferente, é um POV de cada personagem secundário da história.
Não tinha esse capítulo na primeira versão, mas preferi por um desses agora para voces conhecerem um pouco mais eles!
Espero que tenham gostado, quer dúvida, já sabem! Podem me perguntar. Me digam o que estão achando..
E mil desculpas por não ter postado na quarta. Eu estou naqueles dias explosivos de reta final na escola, provas e mais provas e todas essas coisas. Porém eu prometo que a partir dessa semana (por eu já estar praticamente de férias) vou postar mais capítulos por semana.
Desculpe algum erro, estou postando pelo celular ultimamente e sabe como esse aplicativo é né ..
Até o próximo capítulo (com muitas emoções, por sinal), um beijooo na bunda ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...