História Heated Heart - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jin, Personagens Originais, Rap Monster, Suga
Tags Bts, Gangue, Jin, Namjin, Namjoon, Yaoi
Exibições 13
Palavras 760
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem a demora, mas é que esses dias eu estive ocupada aqui em casa e tals... Sem mais delongas, leiam <3'

Capítulo 2 - Descoberta


Fanfic / Fanfiction Heated Heart - Capítulo 2 - Descoberta

Eu segurava o papel com o endereço e a hora, e não parava de observá-lo. Eu contei sobre o mesmo para minha irmã, e ela me disse que eu deveria ir, não só por causa dela, mas pela minha também. Finalmente decidi e me apressei, vestindo um terno e com o papel em uma de minhas mãos fui em direção a porta.

O céu estava escuro já. Eu olhava para meus sapatos, e pude ver a lua sendo refletida. Caminhando mais a frente, cheguei ao local destinado, que era como uma casa. Observei ao redor da casa, onde haviam vários homens, e logo meus olhos se dirigiram aos de Namjoon.

—Ya! Venha cá. —Namjoon fazia um gesto com a mão.

—Ah... Sim... — Admito que eu estava nervoso, afinal, eu nem sabia o que iria fazer.

Eu o segui até entrarmos na casa, e lá um dos homens estava sentado no sofá.

— Quem é esse pirralho? —Dizia o homem, com as sobrancelhas arqueadas.

— Vai com calma, Suga. — Namjoon respondeu

— Só quero saber o que eu tenho que fazer... —Queria ir para casa logo, então me apressei.

— Você vai colocar ele aqui? TÁ MALUCO? —Suga parecia bravo.

— Você sabe que quando coloco alguém, é porquê sei o que eu faço. 

— Ah, claro. Lembra o que aconteceu com o J-hope?

— CALA A SUA BOCA! 

Namjoon, tirou uma arma de um de seus bolsos e atirou no teto.

— Ótimo, agora teremos goteiras!  —Suga foi em direção a cozinha.

— Meu Deus!  —Naquele momento eu achei que ele iria me matar, então eu corri pro banheiro, que era o único lugar que conseguia visualizar, já que o Namjoon estava na porta.

— Jin, volta aqui... —Ele dizia calmo.

— Sai daqui, seu louco!

— Vamos conversar.  —Ele fazia um gesto para eu ir para o sofá

— CONVERSAR O QUE?!

— De qualquer forma você não tem escolhas.

Realmente eu não tinha mesmo, então eu sentei no sofá ao lado dele.

— Então, quem você é? —Eu dizia curioso.

— O que você acha que eu sou?

— Um assassino?

— É, talvez... — Namjoon dizia com um tom de deboche.

— QUÊ?

— Tá vendo todos aqueles caras? —Ele apontava para fora. 

— Hum?

— Eles todos fazem parte da gangue. Da nossa gangue.

— Gangue? Como assim? —Eu estava confuso.

— Bem, é o nosso trabalho. Roubamos. Procuramos não matar pessoas, mas nem sempre isso procede.

— Ah... —Eu dizia observando a porta, para ver se ela estava livre.

— Impressionado? —Ele riu.

— Sim... 

Mas de que depressa eu corri até a porta, onde um dos homens me barrou.

— Por que está agindo assim? Senta aí — O Namjoon ainda estava calmo.

— O que você quer comigo, cara?

— Quero que faça parte da gangue, já que você não tem emprego, e é apenas um estudante. 

— Não, não, não. Eu não sirvo pra isso...

— Tá com medo? 

— Claro que está. —Suga deitou em um dos sofás com uma bacia de pipoca nas mãos.

— Cala a boca, meu! —Namjoon dizia bravo para Suga.

— E se eu não aceitar?

— Serei obrigado a matar você, já que sabe aonde nós moramos.

— Eu não contarei pra ninguém.

— Todos dizem isso... —Suga disse rindo.

— Te darei até amanhã para resolver... E nem pense em falar sobre a gente, se não... Já sabe.

— Tá...

Eu sai daquela casa transtornado, eu não sabia nem o que havia acontecido direito, precisava digerir os fatos. Caminhando, cheguei ao encontro de um fast food, e decidi comer ali. 

Havia um casal com dois filhos, estavam comendo felizes. Me lembrei de como minha família era feliz, quando mamãe era viva. Eram poucos os dias que tínhamos oportunidades para sair, mas quando tínhamos nós íamos a igreja agradecer, depois de um dia divertido.

Começou a chover, e como não tinha pegado o guarda-chuva, cheguei em casa ensopado. 

Na manhã seguinte, meu pai havia colocado arroz na mesa antes de ir para o trabalho. 

— Acordou, Jin? —Dizia minha irmã com pijama ainda.

— Hum.

— Como foi ontem?

—Ah... Bom.

— Que bom! Então você vai trabalhar agora?

Eu não queria que ela soubesse que foi um desastre, não queria magoá-la.

— Sim, Soon Hee! —Eu a abraçava.

Fui para o prédio de minha faculdade e entrei em minha sala de aula, onde Namjoon estava lá.

— O QUE?

— Olá, bom moço. —Ele estava rindo.

— O que você está fazendo aqui?

— Você tem até hoje pra pensar, esqueceu?

— Mas que saco!

Ele se aproximou de mim.

— Chega de aula por hoje. —Ele pegou em um dos meus pulsos e me levou para o corredor.

— Eu tenho que estudar...

— O trabalho primeiro, Jin.

— Mas eu nem aceitei.

— Tenho uma missãozinha pra você

 

Continua...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...