História Heaven And Hell - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Jungkook, Suga, V
Tags Yoonkook
Exibições 26
Palavras 660
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi, tudo bom?!

Capítulo 4 - Simple Song


Ele se jogou no colchão de palha, sentindo um peso sob seus ombros. 
Tinha uma sensação estranha se espalhando por dentro de si. Estava tão cansado e não conseguia entender absolutamente nada do que estava acontecendo. 
Ninguém o via, ninguém o escutava, ninguém por perto sequer devia saber que ele existia. Ele deveria se sentir sozinho, amargurado e, no mínimo, com medo. 

Ele de fato estava sozinho, mas não se sentia realmente assim. Tinha a estranha sensação de que havia alguém por perto; talvez isso fosse apenas o seu reflexo involuntário de querer uma pessoa para cuidar dele naquele momento. 
Estava sentindo um buraco tão grande em seu peito quanto em sua mente. Era como se o espaço vazio de suas memórias fosse insignificante comparado ao vazio em seu coração. Faltava alguma coisa. Faltava alguém.


Por muitas vezes desde que acordara naquele celeiro, e andara até a cidade, sentira um grande arrepio por seu corpo, como uma espécie de pressentimento. 
E, quando estava naquela lanchonete... quando a realidade começou a lhe abater, a dor foi quase insuportável, quase como se ele não fosse o único a sofrer.

Quando pensar sobre toda aquela loucura se tornou insuportavelmente desgastante, seus olhos pesaram e ele adormeceu, finalmente relaxando. 

 

Uma melodia suave tocava não muito distante. Era tão familiar e convidativa, e transmitiam uma paz tão grande que ele suspirou de alívio. Se sentiu seguro.

Era um som de piano, percebeu. 


Abrindo os olhos e vendo aquele teto de madeira branca, procurou pela origem da melodia. 
Sentado ao piano branco, estava um garoto. Tinha a pele muito branca e os cabelos negros como a noite. Vestido com as mesmas roupas brancas em que se encontrava, o garoto não olhava para ele, mas Jungkook, muito pelo contrário, não conseguia tirar os olhos dele. 
Era o menino que aparecera em seu sonho. 


Jungkook tinha tantas perguntas, e sentia que aquele garoto poderia respondê-las.
Pensou em dizer algo, mas não ousou interromper a música que tanto lhe agradava. 
Aquilo remetia uma sensação tão grande de déjà vu, que ele podia jurar que era capaz de tocar aquela mesma música de olhos fechados, podia jurar que já ouvira as mesmas notas um milhão de vezes, e que nunca se cansara delas. Era como uma canção de ninar que se acostuma a ouvir todas as noites e não se pode dormir sem; como uma música que marca um momento tão especial que não se pode esquecer jamais.


Jungkook sentiu uma vontade inexplicável de se aproximar do garoto; de falar com ele, toca-lo.
Então, ele levantou a cabeça, olhando-o profundamente, como se quisesse dizer alguma coisa. O garoto podia vê-lo; isso tinha de significar alguma coisa.

Os lábios incrivelmente corados e delicados sorriram para ele, e Jungkook quase podia sentir a dor dele naquele sorriso: tão triste, e com um olhar carregado de um peso igualmente profundo.
Sentia que a música estava prestes a acabar, e ele não sabia se desejava isso.
O garoto ainda tocava, mas continuou o encarando. Os olhos dele o prendendo, como num transe. 
Quando a última nota soou, e o silêncio voltou a reinar, Jungkook decidiu se pronunciar. 
O garoto devia ser a única pessoa capaz de ouvi-lo.
Decidiu começar com uma pergunta simples, e a que mais o inquietava.

-Quem é você?- tentou fazer sua voz soar firme, mas ele estava praticamente tremendo de ansiedade.

Desde que acordara naquele lugar estranho, esse era o momento em que mais se sentia perto de alguma resposta.


O garoto nada respondeu, apenas continuou o olhando. Jungkook ficou ainda mais ansioso. 

Já ia quase repetir a pergunta, quando o garoto lhe sorriu, melancólico, mais uma vez.
Pensando que finalmente o menino iria dizer alguma coisa, qualquer coisa que fosse, Jungkook mudou sua expressão; acalmando-se.

Porém, ele apenas acenou com a cabeça e, num estalo de seus dedos, toda a cena se dissolveu num borrão suave, e tudo ficou branco, com a melodia embalando os pensamentos aflitos de Jungkook.
 


Notas Finais


Então...é isso sksnsn.
Espero que tenham gostado <3
Até o próximo capítulo >.<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...