História Helena ao início INTERATIVA VAGAS ABERTAS - Capítulo 2


Escrita por: ~, ~MademoiselleTK e ~Sonan

Postado
Categorias Originais
Visualizações 59
Palavras 308
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Riso malvado


Fanfic / Fanfiction Helena ao início INTERATIVA VAGAS ABERTAS - Capítulo 2 - Riso malvado

Londres, inverno de mil seiscentos e dois.

Katherine andava pela rua gélida, os ventos congelantes a golpeavam como se tentassem castigá-la, ainda mais, pelo seu pecado. Sua inocência perdida em nome do amor. Caminhava sem rumo, carregando em uma pequena mala, uns poucos pertences que lhe fora permitido levar, ao ser expulsa de casa. Lembrava com o rosto molhado e lágrimas que não paravam de fluir, do momento em que perdeu o rumo de uma vida farta e feliz. O momento que a levara até este momento triste.

Era primavera quando ele a viu. Katherine já o havia visto. Nutria sentimentos proibidos pelo sócio e amigo do seu pai. Ele era mais velho, mas não era casado. Harry Carter seria um ótimo partido, não fosse sua vida leviana e libertina. Katherine acreditou que poderia muda-lo. Como tantas outras que se iludem, ela acreditou que ele mudaria por amor.

E aqui estava ela. O desfecho perfeito para a sua total desilusão. O seu destino era ter um filho sem pai. Uma criança que carregava em seu ventre, em meio a todo este frio no tempo e nos corações de quem a via com a sua barriga já a mostra... desamparada e sozinha. Havia desistido de receber qualquer ato de caridade, quando aquela voz lhe falou dando-lhe a atenção de que ela tanto carecia.

_ Olá, docinho! Você está perdida? _ disse a moça vestida de forma que suas pernas e seios ficavam exageradamente a mostra no decote e na fenda do vestido longo.

_ Eu estou sozinha. Não tenho para onde ir _ disse Katherine que ainda chorava.

_ Oh, querida! _disse segurando o seu queixo e contemplando o seu rosto doce, de olhar puro, e beleza casta como a de um anjo. Deu um riso malvado de tão feliz que soou _ Eu sei exatamente aonde você pode ficar. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...