História Hell Above. - Capítulo 25


Escrita por: ~

Exibições 190
Palavras 1.567
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Ficção, Luta, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hey peoples!
Perdon pela demora, é que eu tenho meio mundo de fanfic pra att aí fica complicado sofbsohs.
ABAIXA QUE É TIRO, O CAP TÁ DESTRUIDOR!
Ouçam músicas que passem sensação de adrenalina nas partes de ação, eu ouvi Asking Alexandria - I Was Once Possible, Maybe, Peharps A Cowboy King.

Boa leitura biscoitenhos :3

Capítulo 25 - Fuga.


Fanfic / Fanfiction Hell Above. - Capítulo 25 - Fuga.

(…)

— Ok, você olha se não vem ninguém e eu entro. — Luke disse à Scarlet, que assentiu. O de cabelos descoloridos retirou do bolso uma chave de fenda e um grampo, se abaixando e mexendo no cadeado com os objetos que tinha em mão. Aproximadamente 5 minutos depois ele havia conseguido e um sorriso orgulhoso brotou em seus lábios. Puxou para cima a tampa pesada de cimento e depois reparou que havia umas tábuas pregadas ali que provavelmente serviam para interditar o local antes de colocarem a tampa de cimento. Ficou de pé e chutou a madeira algumas vezes, até que a mesma caiu com um baque não tão silencioso dentro daquela entrada misteriosa.

— Luke, faça menos barulho, seu bocó! — Scarlet o repreendeu em um sussuro gritado, recebendo um revirar de olhos como resposta já que o mais velho odiava ser corrigido. Se abaixou novamente e pôs os pés para dentro, pulando em seguida e caindo diretamente no chão.

— Porra! — xingou se levantando, ouviu risinhos de Scarlet vindo de cima e acabou rindo também, afinal, que tipo de psicopata hacker super treinado se esborracha no chão pra descer de uma altura de no mínimo 10m?? Bom, isso ninguém sabe, até porque 10m nem é tão baixinho assim…

Luke colocou a mão no bolso — que tinha meio mundo de ferramentas dentro — e retirou uma lanterna para poder enxergar algo naquela escuridão cegante e a acendeu, no entanto, a luz ficou falha e se apagou, então ele deu duas batidinhas nela e a luz se afirmou. Mirou a claridade para frente e pôde ver um grande corredor consideravelmente apertado e percebeu que as paredes eram mofadas, o contrapiso estava rachado com matos nascendo por entre os vãos, o que denotava que o lugar estava abandonado há tempos. Caminhou curioso pelo local cuidando para não se perder, havia um corredor que virava para a direita então seguiu por ele, descendo um grande lance de escada em seguida. Caminhou mais e as pernas já estavam cansadas quando avistou uma pesada porta de metal.

Novamente fez o esquema com o grampo e a chave de fenda, empurrou a porta enferrujada com força e com um grande estrondo a mesma se abriu. Balançou os braços com os musculos agora doloridos e respirou fundo já que ofegava por fazer força e também por ser um lugar abafado, usou um pouco mais de força para abrir, mas logo consegiu.

— Wow, eu sou um gênio. — sorriu se gabando. Andou para fora e ouviu folhas secas serem esmagadas pelo pisar dos seus cuturnos pretos. Arregalou os olhos ao se deparar com uma floresta densa e fechada totalmente escura. Ele não sabia aonde aquela imensidão de árvores os levaria, mas obviamente aquilo daria em algum lugar. Já era noite, as estrelas brilhavam, os grilos faziam barulhos e as corujas também.

"Sinistro…", Luke pensou consigo mesmo.

Recostou a porta e caminhou de volta para a saída. Apoiou seus pés em um dos buracos da parede e com muito esforço conseguiu colocar a cabeça no lado de fora, usou toda a força que tinha e se levantou limpando a roupa suja de poeira.

— E aí? — Scarlet perguntou.

— Tem um longo corredor apertado que dá em uma porta de ferro, e abrindo-a damos de cara com uma floresta fechada. — respondeu.

— Onde acha que ela nós leva?

— Não faço a mínima idéia. — apertou os lábios e passou as mãos pelos cabelos em seguida já que os mesmos estavam bagunçados, pegou sua lanterna jogada no chão e andou até Scarlet. — Melhor a gente ir, vem.

Ela nada disse, apenas deu uma corridinha até o lado de Luke e entrelaçou seus dedos.

[One day later]

— VAMOS, VAMOS! SILÊNCIO, OU TAMBÉM IRÃO PARA FORCA! — os guardas gritavam e puxavam as pessoas de forma rude. Muito tempo, gritos e até murros depois todos formaram uma grande multidão inquieta.

À frente havia uma forca montada e pessoas amordaçadas estavam recebendo cordas em seu pescoço por homens de preto. Um cenário de terror e Melissa estava nele.

Annabeth sentiu uma grande raiva tomar conta de si ao ver o estado em que a ruiva se encontrava: vestindo trapos, rosto todo machucado e inchado, corpo cortado e cheio de hematômas. Mas o pior era ela, Dennis, Scarlet e Luke ter que estar ali ao lado dos grandes somente por serem filhos dos mesmos, sorrindo como se aprovavessem o que aconteceria à seguir, porém o sorriso que carregavam no rosto era irônico e quase diabólico, pois sabiam que as coisas não acabariam como achavam que iria acabar. E o que ninguém quase sabia é Luke era filho de Bruce também e sim, irmão de Scarlet, no entanto eles não se consideravam e nem agiam como tal.

— Silêncio! — um dos homens bem vestidos ordenou e todo e qualquer barulho parou.

— O Dia da Purificação tem como objetivo fazer uma limpeza em membros inúteis, quebradores de regras e desrepeitadores dos líderes da Anarquia. — o tão falado Victor Chase se pronunciou. Ele tinha os olhos cor de mel de Dennis, cabelos grisalhos e usava um terno de corte italiano carrissímo. Sua aparência era um tanto parecida com a de Annabeth, mas a alma, jamais. — A forca é feita para todos verem para que possam compreender quem é que manda aqui. Se vocês não fossem tão desobedientes, não estariam aqui. — se referiu às pessoas que estavam à beira na forca. — Aliás, se fossem como o treinamento ensina, frios e calculistas, certeiros e agéis, estariam com algumas regalias tais como: salário, área bônus, roupas e etc, etc. Mas não, tem que se envolver um com os outros, agredirem guardas, tentarem fugir! Este lugar foi feito para pessoas que querem dominar o mundo como nós, os fragéis morrerão, pois se serem libertos abrirão a boca para os outros, então vamos acabar logo com isso. Z, agora! — ordenou. Um dos homens de preto chutou o suporte de madeira para longe e o corpo de uma moça de cabelos loiros ficou suspenso pelo pescoço, como suícidio. O rosto da moça começou a ficar vermelho e o ar de seus pulmões sumiram em alguns segundos.

A multidão gritava enlouquecida como se estivessem em um show de rock, alguns gritavam desesperados, outros como se tivessem gostado, outros fechavam os olhos e se recusavam a olhar o cadáver numa tonalidade aroxeada pendurado agora sem vida.

Luke fitou o rosto dos "amigos" perguntando mudamente se poderia dar início ao show de verdade e os mesmos assentiram. Deu uma risadinha insana e afundou a mão no bolso da jaqueta de couro. Um estrondo foi ouvido assustando todos, o cheiro fumaça invadiu o ar e os alarmes de incêndios foram acionados. Os guardas ficaram em estado de alerta, os homens de preto se apressaram no processo de "empurar o baquinho", mas Dennis sacou uma arma calibre 38 do côs das calças jeans que usava e disparou nos mesmo.  

Essa era uma das distrações que Scarlet falara anteriormente.

Victor Chase e seus capangas ficaram armados e se prepararam para atirar num grupo de pessoas usando uniforme vermelho lutando contra os guardas de preto.

Esse eram os revoltados. A segunda distração.

Enquanto Luke, Dennis e Scarlet abria caminho para a fuga eliminando guardas vindo em sua direção, Annabeth correu até Melissa e cortou a corda de seu pescoço, a pegando no colo e disparando contra Edward antes que ele apertasse o gatilho.

Scarlet conseguiu acertar dois tiros em Albert, um na têmpora e outro no peito, o fazendo cair sangrando no chão. Deu um grito de vitória, mas se virou rapidamente disparando no joelho de Travis que havia acabado de sacar a arma. Saiu correndo dali e começou a ir em direção àquela porta descobrida anteriormente.

— PORRA, VAMOS! — gritou para Luke, Dennis e Annabeth que carregava Melissa praticamente desmaiando em seus braços.

Todos estavam ocupados em matar um aos outros, então passaram sem muita dificuldade pela multidão. Foi complicado descer pela pequena porta que os levaria à floresta, e assim que desceram os lances de escada ouviram barulhos de passos e falas desordenadas ecoarem pelo local indicando que alguém havia os visto sair, então correram em direção à saída. Dennis andava apoiado no ombro de Luke e Scarlet pois havia levado um tiro na perna que sangrava abundantemente.

Conseguiram chegar até a porta e receberam uma chuva de tiros dos guardas e um deles acertou o ombro de Annabeth, que grunhiu de dor, mas continuou andando com Melissa resmungando sentindo as feridas arderem e latejarem. Luke fechou a porta ainda ouvindo balas pegar nela e todos correram o mais rápido que puderam para dentro da floresta.

Ao chegar em uma distância consideravelmente boa, Dennis apertou o botão vermelho e o estrondo da Anarquia sendo explodida ecoou por todo local e até cidades vizinhas ouviram.

O cheiro de fumaça e enxofre recendeu no ar. O grupo andaram até um lugar mais afastado na floresta e sentaram-se em um tronco perto de um lago.

— Conseguimos. — foi o que Dennis tentou dizer esticando a perna ferida. Soltou o ar por entre os dentes, doía como um inferno.

— Quer apostar quanto que isso não acabou ainda? — Annabeth disse e todos permaneceram em silêncio, mas lá no fundo sabiam que aquilo era o começo de uma guerra.


Notas Finais


Wow. O que vocês acharam do capítulo???? Eu fiquei bem na dúvida quanto a ele, sei lá, acho que ficou esquisito… Digam pra mim aí em baixo se eu devo melhorar algo :)
QUERO VER TODOS OS LEITORES FANTASMINHAA COMENTANDO TAMBÉM, OK?? OK! Ú.u

Eu tenho uma penca de links pra você, olhem aí e me deem um help, please:

Fanfic original minha e do meu amigo thepildo, pvr nos ajudem a subir nos favs: https://spiritfanfics.com/historia/crazy-destiny-6469117

Uma mini one pra quem curte camren ou yuri: https://spiritfanfics.com/historia/goodbye-camren-6702172

Pra quem gosta de comédia romântica colegial, e a propósito tem casais héteros: https://spiritfanfics.com/historia/love-complicated-5247014

Outra fanfic colegial e comédia romântica, mas com uma pegada mais rebelde e tbm hétero: https://spiritfanfics.com/historia/you-can-change-me-5964871

Lugar para pedir spolier e perguntar coisitas: http://ask.fm/BatatinhaPigfford

Amodoro vocês, um beijo no coração e logo eu tô de volta! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...