História 'Hellish Obsession' - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags Big Bang, Daesung, G. Dragon, Seungri, Taeyang, Top
Visualizações 54
Palavras 1.599
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E aí amoresssssssss......
É voltei, e agora a coisa vai mudar de nível!
Upgrade total!!!!!
Vai, rola a página e veja a mer.......................ddddd que vai virar.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Boa leitura meus amoressssssss.......

Capítulo 4 - 'Upgrade'


Fanfic / Fanfiction 'Hellish Obsession' - Capítulo 4 - 'Upgrade'

‘Upgrade’

 

 

Min Hee – P.O.V

Ouço Bruce latir ferozmente, acordo assustada. Sento na cama e tento acalma-lo.

_ Calma garotão, estou aqui com você. – Lembro do sonho. Sonho? Sonho que nada foi pesadelo mesmo. E o pior de todos.

_ Se soubesse o pesadelo que acabei de ter, você me deserdaria, com certeza. – Olho as horas no despertador são três da madrugada. Pelo visto a noite será longa.

Levanto e vou ao banheiro, acendo a luz e fico me olhando no espelho. Enquanto isso minha mente retorna ao momento da explosão. Como aquele desgraçado pode fazer aquilo? Que me odeie tudo bem, mas colocar em risco vidas inocentes já é outra história. Saio do banheiro e chamo meu fiel companheiro.

_ Vamos preparar algo para comer garotão? – Como se entendesse o que falo late em resposta e eu sorrio em agradecimento.

Chegando na cozinha abro a geladeira, pego ovos, bacon, geleia de amendoim e suco de laranja. Preparo tudo e me sento à mesa. Ligo a Tv que fica em cima da geladeira, passo todos os canais nada prende minha atenção. Olho para a foto minha e do Pedro que fica na mesinha de centro da sala. Foi a última foto que tiramos juntos, cinco dias antes do acidente. Seu cabelo era loiro, seus olhos verdes como esmeraldas, corpo atlético e alto, um metro e noventa e cinco.

_ Sinto sua falta soldado. – Meus olhos ficam marejados, ele era meu tudo, me salvou como ninguém nunca fez.

Vim morar na Coreia aos doze anos, mas quando completei dezessete voltei para o Brasil e fui morar com meus avós. Naquele período conheci Beto, um cara perigoso, traficante e dono de morro. Graças a ele me meti em várias enrascadas, só não fui presa graças ao Pedro. Ele cuidou de mim, me tirou das drogas e do tráfico. Mas agora estou sozinha sem a sua proteção. Se G Dragon soubesse o que sou de verdade, me deixaria em paz. Talvez eu deva dar-lhe um susto, pequeno, mas muito bem dado.

_ É isso aí Min Hee, hora de remexer no baú e pegar sua antiga eu.

Vou ao sótão e abro um baú velho, onde Pedro guardou minhas antigas roupas e armamentos. É isso mesmo armamento, punhais, canivetes e um belo par de pistolas Taurus 1911, presentes do Beto quando eu era sua garota. Pego tudo e vou para o quarto, coloco tudo em cima da poltrona de canto. Olho para o espelho da porta do guarda-roupa e falo bem alto.

_ É hora de um upgrade “Park Min Hee”!

 

G Dragon – P.O.V

Acordo suado e de pau duro. Que porra é essa, tive um pesadelo com aquela branquela e acordo assim? Qual é, cara? Saio da cama com dificuldade, pois Jung Sook estava deitada no meu peito. Vou para sala e levo meu celular. Assisto o vídeo novamente, só para ver a tatuagem dela. Pelos caracteres desenhados não é algo aleatório, parece mais como marca de gangue. Deixo o vídeo prosseguir, esta é a primeira vez que assisto até o final. O que vejo no final não me agrada, começo a tremer de raiva, não sei o porquê, sei que sinto e isso me incomoda. Aquele maldito do Dak-Ho entrou na ambulância com ela. Bloqueio a tela do celular e o jogo na mesa de centro.

_ Desgraçado, se está pensando que vai comê-la, está muito enganado. – Dak-Ho já pegou quase todas as professoras da universidade, incluindo Jung Sook.

Olho para o meu pau e lembro do pesadelo, isso faz com que ele fique duro de novo. No pesadelo ela corria de mim, estava só de camisola e seu cabelo solto chegava até seu traseiro grande e arrebitado. Num certo ponto eu a prendi em um cômodo de uma casa abandonada. Do nada eu a joguei na cama e comecei a foder com força. Mesmo sendo algo criado pela minha mente eu posso sentir como era a sua pele, sedosa e quente. Seus lábios macios e doces, sua vagina então, era tão apertada que agora neste instante sinto-a apertando o meu pau.

Eu odeio aquela desgraçada, ela me afronta, já me expulsou da sala, me dá sermão e o pior, me trata como se eu fosse um moleque de dez anos. A melhor parte do pesadelo foi que depois de fodê-la eu a matei com um tiro no peito, isso sim é que me agradou. Então porque acordei com a sensação de arrependimento? Passo a mão pelo rosto e encontro uma lágrima escorrendo do meu olho esquerdo. A última vez que chorei foi quando matei o meu cachorro. Ele foi atropelado e estava sofrendo muito, meu pai dissera que não adiantaria leva-lo ao veterinário. Então peguei a arma do meu avô no escritório e dei um tiro da cabeça do meu Lee. Foi o único animal que tive.

Com raiva subo as escadas e entro no quarto, puxo Jung Sook pelos pés e a penetro com força. Ela acorda e me abraça pelo pescoço.

_ Meu amor que delícia! – Tampo a sua boca, não estou com vontade de ouvir sua voz.

_ Cala a boca e fica quietinha!

Começo a meter rápido para aliviar o meu pau e a minha mente. Mas quando fecho os olhos a imagem de Mim Hee no pesadelo me assombra. Meu corpo treme, a sensação é diferente, sei quem estou fodendo, mas em meus pensamentos estou dentro dela, fazendo-a gritar o meu nome, lembro como sua vagina apertava meu pau. Então mordo o peito de Jung Sook, mas o gosto da pele e do sangue me jogam na realidade. Sem gozar saio de dentro dela e visto minhas roupas.

_ Por que parou? E onde vai? – Ela faz beicinho, e eu odeio mulher melosa.

_ Cansei, vou cair fora. Mas antes quero saber, quanto dias a branquela vai ficar de folga?

_ Por que quer saber? O que você quer com ela? Heim, G Dragon? Eu que sou sua mulher!

_ Não me enche o saco Jung. Preciso saber para ficar preparado, preciso planejar outro show.

_ Por que não para com isso? Desse jeito você me colocará em maus lençóis. – Dou uma gargalhada.

_ É por isso que eu ainda trepo com você, para me livrar de problemas na universidade. – Vou embora sem falar mais nada. Tem horas que não suporto esta mulher.

 

[...]

 

Min Hee – P.O.V

Já amanheceu, e antes do sol nascer fiz uma lista dos crimes que G Dragon praticou, dos escândalos envolvendo seu nome e mais todos os erros que cometeu comigo. Dak-Ho me falou que ele tem uma mansão ao sul de Seul, conhecida como “O Casarão”. É um antro onde prostituição, drogas e jogatina correm soltas. O local é frequentado por pessoas do alto escalão da política, da lei e da indústria. Aquele miserável tem as pessoas mais poderosas da Coréia em suas mãos. Sei que terei poucas chances, mas pelo menos lhe darei muita dor de cabeça.

Do nada meu peito dói, é o local onde ele me deu o tiro no pesadelo. Sinto também sua boca na minha, sacudo a cabeça para limpar a minha mente. Lembro de Pedro e com remorso peço perdão antecipado.

_ Sinto muito meu amor, pelo menos mais uma vez! Prometo que não irei tão fundo desta vez.

Vou para o banheiro, abro a primeira gaveta e pego uma tesoura, com o cabelo amarrado em um rabo no alto da cabeça seguro todas as mexas juntas e corto todas de uma vez. Já estava chamuscado e desigual então mais um motivo para mudar o visual. Olho as horas e vejo que as lojas já estão abertas.

_ Ok, Bruce fica de olho na casa eu volto logo, vamos precisar de algumas coisinhas para o nosso plano. – Bruce late animado, juro esse cachorro entende o que falo.

 

[...]

 

O primeiro lugar que entro é uma concessionária de motos, o vendedor logo me atende.

_ Bem-vinda a nossa loja! Em que posso servi-la? – Retribuo o seu sorriso.

_ Preciso de uma moto potente, que corra bastante e que possa rebaixa-la um pouco, pois tenho pernas curtas e sou baixinha como pode ver. Mas tem um porém, tem que ser seminova.

_ Bom vejamos o que posso fazer pela senhora! Me acompanhe, por favor.

Andamos entre as várias motos, depois de alguns minutos encontro uma que me atrai.

_ E essa aqui? – Aponto para ele ver.

_ Essa é a Suzuki GSX1300 B-King. Pelo visto a senhora entende de motos. – Diz ele sorrindo.

_ Na verdade entendo até mais do que gosto. Quantos dias leva para poder leva-la comigo?

_ Se a documentação da senhora estiver em dia, leva vinte e quatro horas.

_ Ok, negócio fechado. Posso testa-la? – Ele se afasta e faz sinal para que eu a monte.

_ Temos um pátio para teste, basta passar por aquela porta grande ali no fundo.

Antes dele terminar ligo a moto e arranco para o tal pátio. Faz anos que não piloto uma máquina dessa. Pedro não gostava, eu por outro lado aprendi a amar motos. Quando estava com o Beto e tínhamos que fugir usávamos motos, eu tinha uma só para mim. Dou algumas voltas no pátio e entro na loja.

 

[...]

 

Depois de assinar toda a papelada e fazer o pagamento, saio satisfeita, bom o primeiro passo já foi dado. Agora é encontrar um salão e terminar de acordar a Min Hee verdadeira.

_ G Dragon, você pagou agora terá que ver o show que preparei com muito amor para o meu aluno favorito!

 

 

 

Eita!!!!! Agora a coisa vai fud....................r para alguém.

KKKKKKKKKKKKK.

 


Notas Finais


Pois é, mas preciso saber o que estão achando.

Comentem, favoritem, falem comigo.

Então estou esperando amores.....

Beijossssss.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...