História Help Me - Imagine Park Jimin S2 - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Imagine, Jimin, Romance
Visualizações 126
Palavras 1.617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


É horas para postar? Eu sei que não
mas não consegui esperar até ao dia seguinte,
pq achei que esse cap ficou incrivel (e muito tiste)
~~~~~~~~~~~
Eu sei que muitos não colocam as músicas
qua alguns autores pedem, pq acham isso uma
treta e não têm paciencia, mas dessa vez peço-vos:
Coloquem as músicass das notas finais em luping, por favor
porque essa muisca realmente define o capítulo e eu acho~
que daria mais vida na história.
~~~~~~~~~~~
Obrigada pela atenção
Boa leitura...

Capítulo 24 - Impossível...


Fanfic / Fanfiction Help Me - Imagine Park Jimin S2 - Capítulo 24 - Impossível...

(Por favor, leiam as notas do autor, peço-vos. Obrigada)

Continuamos parados por mais algum tempo, não querendo sair dos braços um do outro. Os meninos não estavam mais no nosso campo de visão, me causando certa preocupação.

S/n: Acho melhor começar a andar, senão vamos nos perder definitivamente dos outros – Digo e quando íamos dar o primeiro passo, uma chuva imensa caiu do céu, e caso não queiramos ficar doentes, teríamos que nos abrigar e ligar aos garotos para nos viessem buscar. Corremos pela rua, procurando alguma casa, ou algum lugar que tenha cobertura.

Acabamos por achar uma estalagem, que tinha uma pequena cobertura na entrada. Tentamos secar nossos cabelos dentro do possível e esprememos nossas roupas, para tirar o excesso de água que elas tinham absorvido. Estávamos realmente encharcados, mas como não ficaríamos ali muito tempo, preferimos não incomodar as pessoas do lugar.

Yoongi: Vou tentar ligar ao Namjoon…

S/n: Liga para todos. Por precaução – Assentiu com a cabeça e ligou primeiro para Namjoon, que não atendeu. Jin, Hoseok, Tae… Só faltava Jungkook e achávamos que o menor também não ia atender.~

Yoongi: Jungkook! – Ele colocou no alta voz, para que eu também conseguisse ouvir e falar (“-X-“significa o outro lado da chamada ;D)

-X- Jungkook: Hyung! Onde estão? Estávamos indo para casa, pegar o carro para vos procurar!

-X- Tae: Quem é?

-X- Jungkook: É o Yoongi e a S/n.

-X- Tae: Onde “cês” tão?! Estamos preocupados!

S/n: Acabamos por ficar um pouco para trás, mas quando íamos ao vosso encontro, começou a chover.

Yoongi: Estamos na entrada de uma estalagem que tinha perto. Cá fora tem uma pequena cobertura então decidimos ficar aqui até a chuva passar.

-X- Jungkook: Vamos fazer assim, ok? Vocês ficam ai mais um tempo, enquanto nós voltamos a casa para pegar o carro e vamos vos buscar. Manda o endereço pelo Kakao.

S/n: Ok, mas não demorem muito, porque está começando a esfriar.

-X- Jungkook: Não se preocupa pequena. Vou avisar o Jin, daqui a pouco estamos ai. Até já.

Yoongi: Tchau.

Desligamos a chamada e voltamos a abraçar-nos a nós mesmos, tentando nos manter quentes, ou pelo menos à temperatura para não congelar.

Yoongi: Tenho uma ideia melhor para ficarmos mais quentes.

S/n: E qual seria essa ideia? – Ele se chega a mim e me beija com paixão, enquanto eu envolvia meus braços em sua cintura, fazendo realmente, meu corpo esquentar.

Yoongi: Melhorou?

S/n: Bastante – Ficamos abraçados até os meninos chegarem, que por sinal, não demorou tanto assim. Seguimos caminho até casa e quando chegamos, me atirei na cama, adormecendo em seguida.

S2 S/n On S2

S2 Jimin S2

Depois que S/n saiu correndo do Parque, eu tive que explicar tudo o que aconteceu para Rosé. Ela me bateu muito, posso até lembrar de uma lágrima escorrendo por seu rosto. Fui para casa ainda confiante, como se não me importasse, mas lá no fundo, doía muito. Estava queimando de raiva para o sentir, mas quando entrei em casa, desabei em lágrimas logo na entrada. Eu prometi que iria respeitar suas escolhas e não o estou fazendo. Já perdi a minha razão do viver, mas continuo sendo um babaca estúpido, como se tivesse uma razão para isso. Afinal, ela estava certa…

S2 Flashback On S2

S/n: Você está sofrendo? Fui eu que fui traída e se eu estava nos braços do Yoongi é porque me faz bem e você não tem nada a ver com isso! Minha vida segue, compreende isso!

Jimin: Vocês pareciam tão felizes… Você já me traia antes com o Yoongi?

S/n: Eu não acredito que está me dizendo isso… E se tivesse!? Você não está no direito de me fazer essa pergunta, ou esqueceu que EU encontrei meu namorado FODENDO com a professora de história?! – Ela estava muito irritada. Eu entendia o porquê, mas não iria admitir. Não no meu estado, não agora.

Jimin: Mas eu, pelo menos, não estou por ai agindo como uma puta, pegando todos os que vê por ai! – Sua mão levantou e foi parar na minha cara, deixando a marca de sua mão bem vermelha, no meu rosto branco.

S/n: EU TE ODEIO PARK JIMIN!

S2 Flashback Off S2

Talvez não parecesse, mas aquelas últimas palavras doíam como facadas. Cada palavra, cada letra… Era mais uma razão para querer morrer. Eu realmente não estava preparado para aceitar que a perdi, preferia continuar fingindo por agora, do que encarar essa dor. Posso ser forte, mas não o suficiente, como ninguém é….

As lágrimas desciam igual uma cascata. Sabe aqueles corações que você desenha no papel? Eu sentia que o meu estava sendo rasgado e cortado aos pedacinhos. Não gostava de imaginar o que eles poderiam estar fazendo nesse momento, mas era inevitável. Em minha cabeça apareciam imagens, do Yoongi beijando a S/n, na cama, sem camisa, retirando toda a sua roupa. Eu me perguntava se a S/n realmente o amava.

Rosé me fez uma proposta, mas eu não sei se devo aceitar. E se eu conseguir uma chance? E se eu me arrepender depois? Teria que tomar coragem e ir atrás da S/n amanhã, na escola.

(…)

Acordei mal disposto, como nos últimos dias. Hoje estava decidido a falar com a S/n sobre a proposta da Rosé. Saber como ela reagiria e o que diria. Tomei um banho, vesti uma roupa confortável, arrumei meu cabelo e sai de casa com a mochila às costas.

Na escola todos olhavam para mim, talvez por não ter ido ao colégio algum tempo? Não sei. Alguns cochichavam algo e isso que deixou curioso. Eram coisas como: “Como ele tem coragem de aparecer aqui depois do que fez?” “Ele quer levar na cara, só pode!” “Esse não foi o cara que traiu a namorada com uma professora?”

Alguns seguravam o jornal da escola e pegando num, pude ver a noticia de primeira página.

“Park Jimin trai sua namorada com uma professora.

Segunda feira dessa semana, Park Jimin traiu sua namorada, S/n, com a professora de história. Ela os encontrou a meio do ato na sala da própria professora, fugindo a seguir, para não ter que ver de novo aquela cena. A própria respondeu algumas perguntas.

- Me senti usada. Não sou um objeto que se pode brincar, muito menos alguma escrava sexual. Sou um ser humano, que tem sentimentos e lágrimas derramadas por ele, as quais eu sei que não valem apena, mas elas insistem em sair.”

Larguei aquele jornal no chão e corri para dentro da escola, ouvindo os risos das pessoas por quem passava. Era assim que ela se sentia antes? Humilhada? Impressionante que nunca sabemos o que o outro sofre quando não passamos pelo mesmo, e nesse momento, estava sendo alvo de risos e chacota. Entrei na sala de aula, sentando em meu lugar com a cabeça baixa. Ouvi a porta abrir e olhei de relance. Onde estão os outros, porque ela entrou sozinha? Conseguia ver sua raiva ao me ver, mas em sua irritação, havia pena e tristeza.

Jimin: E-Ei…

S/n: Não temos nada para conversar Jimin! Não foi o que você me disse?

Jimin: M-Mas…

S/n: Jimin, não fala comigo!

Jimin: Prometo ser breve ok?! – Ela senta em sua cadeira, cruzando os braços e se mantendo calada, me dando permissão para falar. – Eu sei que errei, desculpa…

S/n: Agora vem pedir desculpas?! Não se lembrou disso antes?

Jimin: Posso continuar?

S/n: Pode.

Jimin: E-Eu… não quero encarar a verdade, mas a verdade é que perdi a melhor pessoa do mundo por causa de um desejo sexual idiota… - Ela ri soprado e me lança um sorriso debochado.

S/n: Jimin, me poupe dessas falas ok? Vai logo ao ponto onde quer chegar.

Jimin: Minha irmã me fez uma proposta… Ela quer que volte para Busan com ela, mas eu quero uma chance. Se você me dizer para ficar, eu fico…

S/n: Era isso? Por mim pode ir, só melhoraria a cidade de Seul. Agora, pode ir.

Jimin: Você está dizendo isso da boca para fora S/n…

S/n: Não tô não Jimin! Cansei de ser usada para as vontades de outros... – a interrompi.

Jimin: Mas você nunca foi uma vontade!

S/n: ENTÃO O QUE EU FUI PARA VOCÊ?! O QUE EU FUI JIMIN?!

Jimin: A MULHER DA MINHA VIDA! - Seus olhos já estavam vermelhos, ira começar a chorar logo, e eu estava segurando para não fazer o mesmo, mas não funcionou. Os dois estavam chorando naquele momento. – S/n, por favor…

S/n: Sai Jimin, me deixa…

Jimin: S/n… Você tem certeza do que está dizendo?

S/n: Absoluta – Levantei da minha cadeira, não tinha valido a pena vir aqui. Ia sair, mas parei por um segundo com uma de suas falas. –           Pensava que me amava, mas aprendi que o amor é capaz de tudo, até de controlar uma vontade. Aquilo que você fez Jimin, não tem perdão, foi pura decisão sua, então eu te peço: arranja outra, que eu farei o mesmo... Se algum dia me encontrar na rua, finja que não me conheça, que eu farei o mesmo… - pude ver uma hesitação na sua última fala, mas ela a disse, com sua voz fraca, falha e chorosa. - Me esqueça, que eu farei o mesmo. Te apagarei das minhas memórias para sempre… Mas quero que saiba de uma coisa… Eu te amo e nunca deixei de amar, apenas acabei com o amor que seria totalmente impossível…

“Diga a eles tudo o que eu sei agora

Grite isso de cima dos telhados

Escreva isso no horizonte

Tudo o que nós tínhamos se foi agora

Diga a eles que eu era feliz

E meu coração está partido

Todas as minhas cicatrizes estão abertas

Diga a eles o que eu esperava ser impossível…”

Impossible, Shontelle


Notas Finais


Música:
https://youtu.be/sqzdFUtHxIU

Espero que tenha gostado...
Eu não tenho nada pra comentar,
só sei que tô uma lástima,
chorano mais que Jimin enaquanto escrevia.
Bjs na Bundaa...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...