História Help Me - Capítulo 53


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Alexina, Christian, Collins, Crawford, Irmãos, Originais
Exibições 65
Palavras 1.172
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Alice na capa

Capítulo 53 - Alice Young


Fanfic / Fanfiction Help Me - Capítulo 53 - Alice Young

Derek, Cambridge

*...Alice Young foi a melhor coisa que poderia ter acontecido na minha vida, ela me ajudava, me dava conselhos, eu a amava por demais, seu sorriso era encantador, tinha um brilho no olhar inexplicavel, eu sempre vou ama-la, eternamente, uma vez ela me disse que "Para termos o arco-íris, precisamos passar pela tempestade", essa frase não era dela e eu sabia que era do John Green, mas agora não faz diferença - Disse dando um riso abafado no meio das lagrimas - Alice Young passou por muitas tempestades, mas ela agora tem o arco-íris, e sei que esta feliz onde esta, ela nunca precisou de muito pra ser feliz, sendo ela mesma, ela ja era feliz. Eu, como muitos aqui, vamos sentir falta da bela gargalhada que minha irmã possuia, de sua voz cantando musicas calmas, sentir falta do abraço que nos confortou tantas vezes, do jeito maluquinho dela, Alice, se estiver ouvindo isso, quero que saiba que você foi uma pessoa incrivel aqui na terra, espero que seja ai no céu tambem, cuide de nós como sempre fez, eu te amo! - Disse e voltei a sentar na cadeira ao lado de Louise, que assim como eu, tambem chorava

Anthony subiu no pequeno palco, ele estava igual a mim, destruido. Ele tinha os olhos roxos de tanto chorar, o cabelo bagunçado e um buquê de margaridas na mão.

*Oi, talvez muitos de vocês não me conheçam, me chamo Anthony Oxplem, eu e Alice namoravamos a onze meses, e ela sabe o quanto eu a amo, então não vou falar sobre nosso amor, nosso pequeno infinito como ela dizia, vou deixar guardado com ela, ela não gostaria que eu contasse então vou falar quem foi a Alice na minha vida. Eu conheci Alice Young no quinto ano escolar, ela tinha os cabelos na cintura, eram enormes! Fomos nos aproximando no setimo ano, eu tinha problemas com mutilação e drogas, ela começou a falar comigo e eu tentava a afastar, eu era uma má influencia, ela sabia disso e mesmo assim insistiu, ela me ajudou a parar, parar com tudo, com todo meu sofrimento! Ela cuidou de mim, como uma mãe cuida de um bebê, nós tivemos nossas brigas, mas nada mais do que ficar afastados por tres dias, foi o maior tempo que consegui ficar longe dela, não sei como vai ser daqui pra frente, ela era a minha razão pra viver, Alice eu te amo, vamos ficar juntos pra sempre lembra? - Ele disse e deu um tempo pra deixar as lagrimas rolarem - E eu sempre vou te amar - Pois as flores em cima do caixão de Alice e saiu de la

Provavelmente ele não ficaria para o enterro, é doloroso demais.

*A Alice era minha princesa, ela sempre foi! E eu quero ela de volta, eu não vou aguentar viver sem ela - Meu pai disse caindo de joelhos no palco

Corri ate la e o abracei.

*FILHO, EU QUERO A ALICE DE VOLTA! - Ele gritou me apertando e chorando mais ainda, me fazendo chorar tambem
*Eu tambem quero pai, eu tambem! - Sussurrei e ele chorou em meu ombro

Isso não podia ser verdade!
Quantas vezes enxuguei lagrimas de seu rosto e ela as minhas, cade voce minha irmã? Cade voce pra me abraçar e dizer que vai ficar tudo bem? Cade voce pra me fazer sorrir? Cade voce pra enxugar minhas lagrimas?!? Pra gritar comigo e falar que fui idiota? Cade voce?!!?!?!!! Eu preciso de você

Se não fosse pela pele tão gélida, labios roxos e todas aquelas flores em volta, eu diria que ela ainda estava viva.

Louise, Sexta, Cambridge

Eu ainda não acreditava no que JoJo tinha feito, veneno na bebida de Alice, isso eu não esperava dela!
Espero que Anthony consiga superar, eu sei como é dificil perde o "amor da sua vida", mesmo Evan tendo me enganado, o que os olhos não veem o coração não sente, eu não sabia da traição na epoca em que  ele morreu.

Pov's autora on

Algumas semanas tinham se passado, a familia Young tentava se reerguer, Anthony havia voltado pra sua casa no Alabama. Os amigos ainda estavam em choque, Mark passava por um psiquiatra, ja tentara se matar cinco vezes depois da morte de Alice, ele era uma pessoa boa, ele realmente gostava da amiga, JoJo estava foragida desde o baile de formatura.

Anthony tambem passava por psicólogos e psiquiatras, ele voltou a usar drogas, sua vida ia se desfazendo aos poucos, quando chegou no Alabama, descobriu a morte de seu melhor amigo uma semana antes de Alice, ninguem havia lhe contado, ele se culpava todas as noites pela morte de Alice, ele não tinha culpa, mas se culpava. Sua vida estava uma bagunça, assim como a de muitos.

Louise e Derek passavam por um momento dificil no relacionamento, eles estavam cansados da mesma rotina.

Os pais de Alice tinham toda ajuda dos amigos da familia e familiares, ainda era complicado, porem estava tudo menos pior.

Dois meses depois.

Dois meses haviam se passado, e tudo continuava igual.
A unica diferencia agora era que Shelby estava mais gorda.
Estava com seis meses e meio ja! Ela esperava anciosa a vinda dos filhos.

"Oi,
Eu queria pedir desculpas, desculpa a meus pais, a meus amigos, a meu ex-cunhado e sua namorada, a nossos amigos, pedir desculpas a todos que eu deixei entrar na minha vida, desculpem, eu sou uma caixinha de suicidio!
Meu amor, me perdoe, estou indo ai ficar com você! Nós vamos ser felizes igual nos meus sonhos. Vamos ter filhos lindos e eles vão ter seus cabelos loiros.

Vejo-me mais uma vez aqui, desesperado, sozinho, com muita vontade de morrer, desejo suicida na cabeça, mas como sempre, me falta a tal da coragem.
Queria chegar aqui e escrever, vou me matar, e realmente morrer, pois de nada vale uma carta suicida se não houver um suicídio de verdade.
HÁ anos tento, tento, e tento me suicidar, mas sempre falta coragem de ir adiante. Já tentei 103 vezes, mas no fundo eu sabia que não morreria.
Sabia que os atropelamentos só quebrariam meus ossos, e quebraram, sabia que as forcas se romperiam com meu peso, sempre soube que não morreria.
A única vez que eu não soube, foi quando tomei veneno, pois nunca havia tomado. Foi horrível, o desespero triplicou, fiquei vendo minha vida passando e eu cada vez mais longe, mais morta. Acho que antes de desmaiar devo ter pedido perdão a Deus por ter feito isso, devo ter chorado e implorado pela vida.
Deu certo. Fiquei uma semana com fortes dores estomacais, vômitos, desmaios, tonturas, MAS não morri, estou vivo.
Mesmo sabendo disso, desse milagre, estou com sede de morte, preciso morrer.
Porque quero morrer? Simplesmente porque fui machucado novamente, fui deixado novamente, pisado feito tapete.
Odeio isso, odeio eles, odeio a mim, odeio meu medo e meu silencio, odeio a solidão, o desespero, o pânico, odeio a vida.
Espero que possam um dia me perdoar, desculpa.
Amo vocês"


Notas Finais


Estou na bad, comentem :( :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...