História Help Me In This Secret - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Longfic, Menção Jihope, Najuzinha, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonmin
Exibições 213
Palavras 888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voces poderiam ler a minha fanfic Orange? Me dar uma forcinha la, vou ficar bem agradecida.


Enfim, dupla, como falei

Boa leitura <3

Capítulo 19 - As Rosas têm Espinhos


Fanfic / Fanfiction Help Me In This Secret - Capítulo 19 - As Rosas têm Espinhos

Taehyung estava com muita raiva e dor.

Esticou-se na cama e abraçou o travesseiro com muita força. Poderia gritar para esvair todo o sentimento ruim que o habitava naquele momento, ou só chorar.

Resolveu que seria melhor a segunda opção. A última coisa que ele queria no momento era chamar a atenção de seus pais ou de suas irmãs.

Seus soluços saíam baixinhos, abafados pelas amolfadas da sua cama. As lágrimas escorreram pelo seu rosto bonito e ele sentiu mais dor.

Murmurou o nome do namorado, chamando-o, como se ele pudesse o escutar ou sentir o quanto ele estava sofrendo. Seus ciúmes para com o mais novo o dominou completamente, e ele já não respondia por si. Apenas era levado pela ideia de que Jungkook havia o usado, ou brincado consigo e seus sentimentos.

-Não acredito que fui enganado. Eu sou um idiota! - Fungou, limpando as lágrimas que sobraram por seu rosto.

Lembrou-se das vezes em que se entregou por completo, deixou ser tocado da forma mais íntima que poderia; apesar de tudo, foram todas bem gostosas. Mas, poxa, trocaram juras de amor! De amor!

Toc toc toc

Olhou a porta e enxugou melhor seu rosto, perguntando quem estava atrás daquela porta.

-Abre aqui, eu e seu pai vamos sair com as meninas. Você vem? - Era apenas sua mãe. Não demonstrou, porém, ela estava muito preocupada com seu filho.
-Ah, já vou abrir. Eu não vou, não estou disposto. - Abriu a porta, com o olhar baixo, numa tentativa falha de esconder seu rosto inchado.

-Minha nossa senhora, por quê você estava chorando.

-Aah, mãe. Você sabe... O Yoongi vai embora para a capital... Estamos muito tristes. - Fora rápido em achar uma desculpa que não envolvesse Namorado, JungKook, Possível Traição, ou Amigo Gracista Que Te Usa Para Ter Prazer.

-Meu filho, isso é inevitável. Ele tem que fazer faculdade, ter o próprio dinheiro, trabalho... Isso vai acontecer com você também. - A mulher passou a mão gordinha pelos cabelos coloridos e sorriu triste. - Olha, se com o Yoongi você está assim, não quero nem ver com o Jungkook.

-O que você quer dizer com isso? - Taehyung arregalou os olhos e se estremeceu.

-Como assim o que eu quero dizer? Ele é seu melhor amigo. Um dia vocês podem se separar, e sua dor pode ser muito maior, bebê.

-Bebê, não. Pelo amor de Deus! E eu não vou fazer nada, até porque eu não quero nem ver a cara desse menino. Nossa!

-Sabia que tinha alguma coisa, estava muito mal contado essa história de chorar por outro amigo. Quando eu voltar, a gente conversa. - E saiu simplesmente. Trancou a casa e deixou o Kim estático.

~x~

Ótimo, tudo que ele mais queria era assistir um filme romântico e chorar até morrer.

Seu celular estava desligado, pois ela já não aguentava mais tantas mensagens e ligações de Jeongguk e de Jimin. Aliás, o Park estava se vingando, não é? A dor que sentia era muito grande, devia ser essa sentida pelo mais velho.

-Taehyung!

Escutou ser chamado, mas resolveu ignorar. Não queria ver o Jeon.

-Taehyung, abre isso aqui! Por favor.

Rezava para ele se cansar e sumir dali, ou ele faria uma besteira.

-Taehyung, não fode. Por favor, abre aqui! Eu sei que você 'tá aí. Você não foi, eu vi!

Então não tinha jeito. Procurou suas chaves, enquanto limpava seu rosto pela milhonésima vez e abriu a porta, olhando para o portão de casa. Jungkook estava parado, com suas mãos e testa na grade marrom.

-O que foi? - Taehyung não esperava que sua voz saísse tão grossa, rouca e com tanta raiva.

-Abre aqui, vamos conversar.

-Eu não quero conversar com você! Sai, vai embora.

-Amor, vai, abre aqui, por favor. - Jeongguk engolhiu em seco, temia pelo jeito frio que Taehyung o respondia.

-Não. Me. Chama. Disso. - Pausadamente, o Kim setenciou. Seus punhos cerrados denunciavam seu estado.

-Não. N-Não faz assim, olha, o que eu estava conversando com o Jimin era...

-Eu não quero saber. Olha... - Kim desceu as escadas até parar na frente do mais novo. - O que você queria de mim, ein? Alguém para foder? - O moreno arregalou os olhos e abriu a boca, no entanto, foi interrompido. - Você não me deve satisfação, não temos mais nada.

-O que? Como assim? - Jungkook apertou a grade, os olhos enxeram de lágrimas e ele entendeu o que ia acontecer.

-Eu estou terminando com você. Passar bem. - Subiu todos o lance de escadas, entrou e bateu a porta, a trancando novamente.

O coração do menino Jeon falhou e ele abrira a boca mais uma vez para contra-argumentar, mas já era tarde. Seus lábios tremeram e as lágrimas caíram. Ele nunca havia pensado que Taehyung chegaria a esse ponto. Nunca.

E pensar isso dele fora o cúmulo!

-TaeTae! - Murmurou baixinho, cabisbaixo.

Voltou para casa e chorou em seu quarto, com sua mãe ao seu lado, o consolando.

-Meu amor, se acalme. O Taehyung está inseguro, com ciúmes... E com razão. Mas ele vai voltar atrás, não se preocupe.

Jungkook não tinha tanta certeza, se havia algo que Kim Taehyung não fazia era voltar atrás.

Mas mesmo assim, Jeon faria a festa; aproveitaria para reconciliar com o seu garoto e já sabia até como.


Notas Finais


Eu juro que vou parar de trocar de capa :) quando achar uma mais bonita!

Perdoem os erros...
Entao, até qualquer dia.
(desculpem isso, mas ne... É a realidade)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...