História Help Me In This Secret - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Longfic, Menção Jihope, Najuzinha, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonmin
Exibições 216
Palavras 954
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


FDAKBKSJBFWJBFW FWJBEFKJWB 100 FAVORITOS, OI????????
100 pessoinhas que gostaram da história, que lindas!!!<3
Vocês estão escutando meus gritos??? AAAAAAAAAHHHHHHHHHH

SÓ queria dizer que o próximo capítulo, provavelmente é o da festa. Ha ha <3

Boa leitura!

Capítulo 23 - Aneis fazem milagres


Fanfic / Fanfiction Help Me In This Secret - Capítulo 23 - Aneis fazem milagres

[27 de dezembro de 2015 – às 08:40 horas]

O Kim estava irritado, muito irritado. Nem a própria família estava em casa, arrumando a casa para receber os convidados. 

Poxa, ele era um filho ruim? Um irmão ruim? Um amigo ruim?

Recorreu a quem ele mais respeitava: seu hyung mais velho.

 

 

Jinnie Hyung??????

Por que ninguém quer vir a minha festa??

Eu fiz alguma coisa? Porque né?

Tae, acalma. 

não fez nada, que eu me lembre

acontece que todos nós temos coisas a fazer

sinto muito meu amor

muda para outro dia

MÃE NÃO QUER DEIXAR PORRA

To com muita raiva de vocês, afffff

 

aaaah não seja tão egoísta taetae

Meu aniversario, vocês não vêm

E eu que sou egoísta!!!!!!

ninguém vai? tipo, ninguem?

N I N G U E M

NEM SAIR VOCÊS PODEM!

SEUS CHATOS!

nem o Jungkook?

E quem disse que conversei com ele?

Eu espero que não venha

Já tive que aturar esse menino antes de anteontem

anteontem e ontem aqui

para com essas viadagens e escuta o menino

poxa!

VocÊ não entende, ok?

Deixa para lá!

 

vai perder o namorado por uma bobeira de ciumes ?

Não é ciumes, ta?

é o que então?

Insegurança

Medo

Jimin

Trauma

que trauma garoto?

Nada 

Só esquece, eu vou me virar

Com a minha familia aqui

 

faça o favor de pelo menos chamar o Jeon

Não

Nunca

é, Taehyung, você é muito teimoso

credo

tudo bem, eu vou sair aqui?

bye

Nem conversar comigo você pode?

Ta beeem!!!

Nossa

Bye bye :(

 

 

 

[27 de dezembro de 2015 – às 15:00 horas]

Taehyung não queria fazer isso, mas não lhe restou muito opção. Se olhou no espelho, antes de sair e ir até a casa vizinha, e constatou o que não queria: estava horrível! Os olhos puxadinhos estavam inchados, o cabelo recém coloridos estavam desgrenhados, vestia um look like a mendigo... Ótimo!

Não, nada de ótimo.

Jungkook não podia vê-lo nesse estado. Tinha que fingir que estava tudo bem consigo e que, não, ele não sofria pelo ex, pelo primeiro amor de verdade.

Mas, a preguiça o venceu. Desceu as escadas da sua casa do mesmo jeito.
 

Ao chegar no portão, foi surpreendido por um Jungkook com sacolas na mão o olhando assustado.

-Ahh, oi Jeon. 

-Oi!? Taehyung, eu... - Ele tentou falar, mas estava desconcertado, afinal, fora parcialmente descoberto. 

-Ah, eu... bem... - Taehyung desviou o olhar envergonhado para as coisas que estavam na mão do outro e, curioso como era, logo questionou. - Que sacolas são essas?

-Umas coisas que mãe pediu na internet. - Mais do que depressa respondeu, com a primeira desculpa que lhe veio a mente. - Por que?

-Bem, nada. Eu gostaria de saber se... você... virá na minha festa?

-Eu? Mas... Tem certeza? - Jeongguk por fora sorria pequeno e agradecido, por dentro sambava como se estivesse na Sapucaí ao som de We Are The Champions. 

-Tenho sim, eu acho. - Permitiu-se rir, quando avistou aquele sorrisinho que tanto amava. 

Droga?!

Ainda o amava.

Já estava arrependido de ter chamado o Jungkook, porque se ele quisesse conversar consigo e pedisse para voltar, Taehyung com certeza cederia. Ah, ele estava a mercê de seus sentimentos!

 

Já Jungkook entrou para sua casa soltando fogos de artifícios pelas orelhas e confetes pela boca. Até ligou a caixa de som da sua casa, colocou o pen drive  de K-Pop para tocar, já começando com a melhor música do mundo para ele: Fantastic Baby!

É óbvio, dançou toda sua felicidade naquele som, ao passo que arrumava seu quarto, a varanda da sua casa e, ainda, a sala. Já sua mãe, chegou com os enfeites restantes, as bebidas e também o bolo confeitado da mãe de Jimin. Os salgados chegariam depois, com a mãe de Taehyung, que o traria assim que a senhora Jeon desse o sinal... ou seja, quando o mais novo e ele conversassem e voltassem a namorar.

 

[27 de dezembro de 2015 – às 18:00 horas]

Jungkook jazia cansado e estirado no sofá, abraçado a uma almofada. Uma música calma tocou e, assim, seu corpo seguiu a seu ritmo. 

Pegou a caixinha que estava em seu bolso e a abriu, admirando o quão bonita o seu conteúdo era. Sua mãe era a melhor do mundo, e não sabia como agradecê-la por adiantar três meses de mesada para comprar as alianças; negocinho caro, viu? Além de serem da sorte. Combinemos: quando o mais velho falaria com ele, senão obrigado ou mágica? 

Exato, nunca!

Pegou a que o pertenceria e sorriu; o objeto possuía duas coisas que ele amava muito: a música e o Taehyung. Deu um beijinho nela e torceu para que tudo desse certo e de acordo com seus planos.

 

Guardou a caixinha na gaveta de seu quarto. Pegou o lençol limpinho e vermelho, colocando-o em sua cama, assim como a cortina nova e branca em seu devido lugar. Então, seu nome foi escutado e ele reconheceu a voz do Namjoon.

 

 

-Aqui está, cara. Os equipamentos de luz estão novinhos, meu pai consertou, porque eu havia quebrado. - Namjoon riu, era realmente descuidado. Fazer o quê? - Então, cuide dele como cuida da sua vida.

-Ah, não peça isso, hyung. Sou completamente apaixonado por um garoto, que estava me ignorando como se eu não existisse. - Revirou os olhos. - Como vê, eu não sei cuidar do meu coração, quem me dá a vida, relativamente. Você está esperando muito de mim, okay?

-Idiota! - O mais velho riu do dongsaeng e subiu em sua moto de novo. - Cuida deles, até mais tarde!

-Tchau, hyung.

 

Pronto, tudo estava completo para a festa de Taehyung e sua supresa.

Só faltava os convidados e o aniversariante.


Notas Finais


Até o próximo - que deve demorar, porque não quero fazer qualquer coisa!
Perdoem os erros!
Até mais❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...