História HELP-ME ~Vkook/TaeKook ♡ - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Tags Taekook
Exibições 126
Palavras 831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Josei, Lírica, Luta, Poesias, Policial, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpe-me os erros
Ficou uma porcaria eu sei
:3

Capítulo 12 - CHAPTER 12♡


Fanfic / Fanfiction HELP-ME ~Vkook/TaeKook ♡ - Capítulo 12 - CHAPTER 12♡

O orgulho de taehyung era maior que sua necessidade..

- Olha, eu sei que voce não tem todo esse dinheiro deixa eu te ajudar.. - disse Jeon colocando a mao sobre a de Taehyung - porque ele fez isso? nem ele sabia, não sabia oque estava sentindo, nunca tinha sentido aquilo antes, pra não dizer que nunca tinha sentido, havia uma vez, na sua infancia tinha sentido algo diferente,  o mesmo, mais não o lembrava.

FlashBack On

Jungkook tinha seus 8 anos, estava no primário quando teve sua primeira paixão, uma menina, pele Branca, cabelos longos e escuros, e um nariz arrebitado.

Era a última aula, jungkook faz lhe uma cartinha a menina pedindo pra lhe encontrar no parquinho atrás da escola.

Acaba a aula, e segue jungkook ao parquinho, como prometido ela estava lá o esperando.

O menino de olhos puxadinhos, e sorrisso grande chega com uma flor na mão e uma cartinha um poema escrito por ele mesmo na outra mão.

Ele se direciona a ela lhe entregá a cartinha, com as bochechas rosadas de vergonha, entrega a flor e abaixa a cabeça acertando o oculos de armação grande nos olhos, esperando uma reação da mesma.

Se passaram 1min e nada, jungkook levantou a cabeça e viu que a menina segurava o riso enquanto lia sua cartinha escrita com tanto amor pra ela.

Depois de terminada a leitura ela soltou seu riso que até agora era segurado com tanto esforço, jungkook não sabia o porque daquela reação, era normal?

Após alguns minutos sendo humilhado por um simples sorrisso, jungkook sente seus olhos lacrimejarem e arderem, ele começa a chorar pois seu  coração estava despedaçado.

- Porque esta chorando Jeon Jungkook? - diz em meio a risos.

- vo-ocê não go-ostou da carti-inha?

- ela e ridícula - e mais risos - quem gostaria de um garoto como você Jeon? Um garoto que não tem amigos, gagueja e usa esses óculos ridículos? - a garota sai e antes de sair do parquinho passa pela lata de lixo e joga sua rosa ganhada pelo jungkook no lixo.

O pequeno jungkook estava pasmado, ele seria tão ridículo assim? Ninguém o amaria? Essa dor era normal? Teria dor pior do que ser rejeitado pela pessoa que ama?

Ainda no parquinho, aos pouco a senta no chao no meio de tudo e de todos e começa a chorar… após alguns minutos começa a chover ( Clichê ? Eu sei ) o mdnino ficou por cerca de quase 1hora naquela mesma posição so que nao mais chorando, mais sim dizendo pra si mesmo que nunca amaria mais ninguém.

FlashBackOff

Taehyung tira sua mão rapidamente da de Jeon, se levanta e fica descosta pro menor. - olha eu já disse que não precisa eu tenho o dinheiro,muito obrigado por ficar aqui e cuidar dela, já pagou sua dívida, não precisa ficar jogando seu dinheiro na minha cara, não preciso, sua vinda aqui já foi como pagamento, se quiser pode ir embora.

Jungkook se levanta e aos poucos em silêncio sai do quarto.

Porque taehyung fez isso? Seu orgulho. Ele era um menino muito orgulhoso, perdeu seu pai cedo, nunca dependeu e nunca quis ajuda financeira de ninguém, sofreu bullying por ser pobre, e tudo o que tinha foi conseguido foi por sua próprias mãos, pelo seu próprio trabalho e suor.

-Jungkook P.O.V

- eu sou um idiota, porque fui oferecer dinheiro….

- o senhor está bem? - diz uma enfermeira, ao vê-lo falando sozinho

-A-a Sii-im, obrigada. - disse saindo.

Oque está acontecendo comigo, Arrgh, por isso agora?

Vou pra casa e lá permaneço o final de sábado fazendo o mesmo de sempre escrevendo, tocando, pensando, as vezes jogava pra tentar esquecer os pensamentos ruins, ou evitar de me cortar.

Domingo, 15 de novembro de 2015.

Acordo as 9:00 com minha irmã caçula em cima de mim me chamando para oque seria o real almoço de comemoração pelo meu começo de "namoro", o jantar não deu muito certo, na noite retrasada.

- vamos kookie, levanta.

-ta estou levantando não precisa gritar.

Ela sai correndo em direção ao andar de baixo e após alguns minutos me aprontando desço.

- Olha quem acordou? Pensei que nunca ia levantar vamos, arrume esse cabelo logo sua namorada e os pais deles vai estar aqui, Aílias soube que o pai de lisa passou mal e esteve no hospital noite passada, por favor não me envergonhe na frente deles. - ela diz e a campainha toca. - chegaram, se comporte.

Me dirijo ao sofá e la sento, sinto o lado do sofá afundar, era lisa.

- como foi ontem ? Como está a mãe de taehyung?

- A-acabei fazendo uma besteira.

- oque você fez Jeon?

- vi que o preço da internação, era alto então ofereci dinheiro a taehyung, nã-ao queria ser ru-ude.

- por que Você fez isso? Tá na cara que o taehyung e orgulhoso, nunca aceitaria, você se desculpou?

- Não ele me-e mandou sair de-e lá e não pude me desculpa.

- espera - lisa se levanta pega seu celular e um papel, uma caneta e começa a escrever algo - toma e o número do tae, liga pra ele e peça desculpa.


Notas Finais


Eu estou pensando seriamente em dessistir dessa fic, to muito confusa em certas coisas... 😢


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...