História Hentais NaLu - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Nalu
Exibições 268
Palavras 889
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Escolar, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - O sensei e a aluna!


Eu estava só guardando o meu material como sempre fazia antes de ir embora da escola.

– Aguarde um momento Lucy – o professor Natsu falou.

– H-hai s-sensei.

Eu comecei a observar as árvores do outro lado da janela que nem percebi que todos já haviam ido, menos o sensei.

– E-então sensei, o-o que o s-senhor queria comigo?

– Venha até aqui – a voz dele era firme e segura.

   Autora-chan

Lucy caminhou até Natsu com passos inseguros. Estava com medo de ter falado algo errado ou de ter cometido um erro grave.

– Sente-se aqui – ele gesticulou com a mão para que Lucy sentasse em seu colo.

– C-como?

– Faça o que eu mandei – ele expressava seriedade na voz.

– P-por quê?

– Você precisa praticar mais que os outros já que está ficando pra trás na hora da flauta – ele a puxou sentando-a em seu colo.

– E-espe...

– Aqui – ele entregou uma flauta a ela – pratique.

Lucy tentou tocar a flauta mais o som não queria sair direito, mesmo assim ela continuava tentando.

– Está horrível – o tom de voz dele era severo.

– M-mais o som n-não quer sair – Lucy tentou se explicar.

– A cada nota errada que você tocar você desabotoará um botão da sua blusa do uniforme – um pequeno sorriso malicioso havia surgido nos lábios dele.

– E-eu n-não posso fazer isso – parecia que todo sangue que Lucy tinha havia subido para a cabeça pois a mesma estava mais vermelha que os cabelos de sua amiga Erza.

– Não? Então quer dizer que estás fotos podem ir parar no jornal escolar? – ele mostrou um monte de fotos de Lucy nua enquanto se trocava no vestiário.

– V-você não o-o faria, c-certo? – Lucy estava tremendo.

– Será que o senhor Jude Heartfilia iria gostar de ver sua filha exposta assim? – ele se fazia de indeciso, Natsu sabia que Lucy faria qualquer coisa para que aquelas fotos não chegassem até o seu pai. 

– E-eu f-faço – ela não tinha opção.

Eles passaram algum tempo praticando até a blusa de Lucy estar completamente aberta.

– P-pronto! – Lucy ia arrumar a blusa dela novamente mais Natsu a impediu.

– Ainda não terminamos – em um movimento rápido Natsu tirou a blusa de Lucy a deixando apenas de saia e sutiã.

– S-s-sensei? – Lucy estava muito envergonhada.

– Vamos fazer uma brincadeira diferente Luce – a frase de Natsu estava carregada de malícia.

– D-do q-que e-está falando s-sensei?

– Vamos começar assim – ele tirou o sutiã de Lucy fazendo com que os seios dela saltassem pra fora – eles são realmente grandes, né Luce?

– O-o-o que e-e-está fa-fazendo?

– As fotos Luce – ele sussurrou no ouvido dela fazendo com que uma corrente elétrica percorresse todo o corpo de Lucy a causando arrepios – lembre-se das fotos.

Natsu colocou Lucy sentada de frente pra ele (ainda no colo dele) e começou a massagear os seios dela.

– I-isso... não... Aaahhh... e-está c-c-certo.

– Quem disse isso Lucy? – Natsu a beijou, um beijo feroz completamente cheio de Luxúria, sem deixar de massagear os seios dela.

– N-nós não p-podemos – Lucy arfava de prazer.

– Você não esta gostando Luce? – ele sussurrou com sua voz rouca no ouvido de Lucy.

– E-eu... Aaahhhh... – Natsu abocanhou um dos seios de Lucy enquanto apertava brutalmente o outro – Na...tsu-sensei.

– O que foi Luce? – Natsu passou uma de suas mãos por de baixo da saia de Lucy.

– N-não t-toque aí – Lucy disse ao ver que ele acariciava suas partes íntimas.

– Por quê? – Natsu apertou um pouco mais forte, com um sorriso que transbordava malícia.

– Aaaahhh… isso… é… não … – ela não conseguia formular uma frase.

– Eu não vou consegui me segurar – Natsu arrancou a saia de Lucy.

Natsu logo tirou a própria blusa exibindo o peitoral definido que ele possuía. Lucy podia sentir algo roçando a sua intimidade, quando olhou para baixo pode ver o alto volume nas calças de Natsu a deixando ainda mais corada (se é que era possível).

– Está vendo Luce? – Natsu esfregou a intimidade dela na dele ainda por cima da roupa – isso demonstra o quanto te desejo.

– M-mas…

Natsu a beijou sem deixar com que ela falasse mais alguma coisa. Ele logo tirou a calsinha de Lucy a deixando completamente nua.

– Você é perfeita Luce! – ele colocou Lucy sentada na mesa e começou a chupar a intimidade dela.

– Aahhh sen-sensei – Lucy gemeu enquanto Natsu enfiava a sua língua na intimidade dela – e-eu v-vou… – Lucy nem teve tempo de dizer e gozou na boca do Natsu.

– Que aluna má você é, acho que merece um castigo – Natsu tinha um sorriso sádico no rosto.

Ele deitou Lucy na mesa derrubando tudo que tinha ali em cima. Natsu tirou seu pênis pra fora e começou a roçá-lo na vagina de Lucy.

– Você já está bem molhadinha, né Luce? Já que está tão lubrificada assim vamos evoluir de nível.

Natsu penetrou Lucy bem de vagar pois sabia que a garota era virgem, stalker é assim sabe tudo de você.

– I-isso d-dói – Lucy resmungou com expressão de dor.

Natsu a beijou e disse – Já isso passa agora eu vou me mover – ele começou com leves movimentos de vai e vem, logo a expressão de dor de Lucy foi substituída por uma expressão de prazer.

– M-mais… aaahhhh… r-rápido.

– C-com todo prazer – Natsu começou a dar estocadas mais fortes e rápidas fazendo Lucy ir ao céu e voltar. Logo os dois gozam juntos.

Natsu se veste como se nada tivesse acontecido – Vista-se, amanhã teremos aulas extras de novo – ele sorriu maliciosamente e saiu, Lucy também se vestiu e foi embora.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...