História Heopt Academia - INTERATIVA - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Drama, Fantasia, Interativa, Luta, Romance
Visualizações 23
Palavras 1.838
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - Capítulo 5: Primeira Aula - Parte 2


Fanfic / Fanfiction Heopt Academia - INTERATIVA - Capítulo 6 - Capítulo 5: Primeira Aula - Parte 2

— Muito bem, Beatrice, aproveitando que você já está aqui na frente, se apresente para a classe. — O professor falou com calma, olhando para a loira.

— Claro! Bem, eu me chamo Beatrice Roten, tenho 16 anos e sou uma vampira. Eu gosto muito dos humanos, para mim eles são como verdadeiros heróis, além do mais, eu tenho um certo medo de dragões, nunca se sabe quando você pode ser devorado por um, é aterrorizante! — Beatrice disse enquanto olhava para eles, logo então levantou o dedo, sorrindo. — Vocês já experimentaram um pouco do meu poder, “Influenciar emoções”. Eu posso influenciar as emoções de qualquer um de vocês, independentemente de como se sintam no momento, ou seja, raiva não existe enquanto eu estiver por perto. — Logo então ela levou o dedo até seus lábios. — Espero que possamos ser amigos.

                Beatrice deixava o local com um ar calmo, principalmente com seu sorriso. Em seguida, Feuer chamou Yokuy, que calmamente se encaminhou de sua cadeira até o centro da sala.

— Yokuy Wallutar, 16 anos, Draconiano. Eu não vou fazer que nem essa garota ai em falar o que eu gosto ou não, vou direto ao ponto. Eu sou muito bom controlando fogo, e pelo o que um pessoal cheira, também controlam bem o fogo. — Seu corpo começou a ser coberto por fogo, logo ele olhou para todos. — Se houver algum treino que nos force usar habilidades, creio que eu serei o pior oponente para os que usem fogo.

                Em um tom meio rude, se apresentou, assim foi andando novamente para o seu lugar, sem olhar para ninguém. O próximo foi a ser chamado foi o Raphael.

— Raphael, 16 anos e humano. Beatrice, por favor não pule em mim igual você fez com a Yue. — O garoto disse enquanto olhava para ela, logo desviou o olhar e olhou para o resto da sala. — Eu controlo chamas assim como Yokuy, espero nos darmos bem e é isso.

                Ele disse de forma calma e rápida, assim foi andando para sua cadeira. Enquanto andava, seus pensamentos começavam a ser ouvidos pela Nari: “Isso, eu mandei bem na minha apresentação. Hehe. Ah droga, esqueci que a Nari pode ouvir pensamentos, Nari, não fale nada por favor.” Neste momento, o ruivo olhava para ela como se estivesse suplicando alguma coisa, ela apenas concordou com a cabeça enquanto dava um pequeno sorriso.

— Harumi, sua vez. — O professor disse. Harumi parecia meio distraída, olhando para um canto aleatório da sala.

— Ei, Harumi... — Kou cutucou a garota. — É sua vez...

                Harumi olhou para Kou, assim concordou com a cabeça e se levantou, para assim ir para o centro da sala.

— Ann... Harumi Notoshiro, 16 anos humanos... Sou uma vampira. — Ela disse com calma, mantendo seu olhar um pouco distante do olhar dos outros alunos. — Meu poder...

                Ela se calou por um momento, neste instante, as sombras do local começavam a se mover lentamente, indo em direção da garota, formando uma espécie de esfera negra na frente dela. A esfera começou a se conectar lentamente com as sombras a baixo dos pés dela, como se já fizesse parte dela.

— Umbracinese. — Suas mãos começavam a ser cobertas pelas sombras, formando algo parecido com luvas.

— Curioso... — Joshua disse, colocando a mão no queixo. — Você simplesmente controla as sombras locais ou pode criar suas sombras próprias? Além do mais, tem uma fraqueza com luz ou apenas aprimora seu domínio?

— Eu controlo só as locais, não consigo criar as minhas próprias... Em relação a luz, as respostas serão dadas a outro momento. — Harumi falou, logo olhou para Kou e assim foi andando até ele.

— Certo, próximo, Kou. — Feuer chamou o garoto, que se levantou, passando por Harumi.

                Naquele momento, Joshua, Ametista e Yokuy olharam para o garoto, já conheciam ele de outro momento. Os três apenas queriam ver do que aquele garoto era capaz, então ficaram prestando atenção nele.

— Me chamo Kou Yan, 15 anos, sou um humano. — Ele disse enquanto olhava para todos, notando o olhar de Beatrice sobre si. Seu olhar era tão penetrante que fez ele olhar para outro lado, o que fez ele olhar para a Harumi.

                Kou e Harumi pareciam estar escondendo alguma coisa, mas seus pensamentos não estavam focados naquilo, então nem mesmo Nari poderia saber o que estava ocorrendo. O garoto respirou fundo e começou a se concentrar, pegando o colar de seu pescoço e mexendo um pouco nele, até que retirou um tipo de arma.

— Meu poder é Armazenamento espiritual, posso armazenar coisas em pequenos objetos, como este anel. — Ele disse com calma, olhando para todos. Aquilo era uma mentira, honestamente Kou não sabia qual era seus poderes especiais, então ele tinha que inventar alguma coisa para poder usar como desculpa. — Além do mais, eu sou um Duo Practitioner de 7 estrelas, então ainda sou fraco comparado a vocês.

                Ninguém parecia ter entendido o que Kou estava dizendo, a não ser Harumi e Kaniyo. Naquele instante, Feuer colocou a mão queixo e analisou lentamente o anel de Kou, concordando assim com a cabeça como se fosse o suficiente. Ele se curvou brevemente, voltando para seu lugar com a cabeça um pouco abaixada, notando que o olhar de Kaniyo estava forte sobre si.

— Certo... Ametista, sua vez. — Feuer chamou a garota, que não demorou muito para ir até o centro da sala. Com certeza ela chamava atenção pela sua aparência exótica, chamava bastante a atenção de Kou, que nunca tinha visto um mulher que tivesse sangue de dragão.

— Me chamo Ametista, creio que devo ter uns 16 anos humanos, sou uma draconiana. — Ela disse com calma, assim olhou para Beatrice e Kou que olhavam para ela como se estivessem curiosos por algo. Normalmente alguém ficaria corado naquele momento, mas esse não foi o caso de Ametista. — Eu não consigo explicar meu poder direito, então, Raphael, poderia fazer um favor de usar suas chamas em mim?

— Claro... — O ruivo olhou meio confuso para ela.

                Raphael se levantou de sua cadeira, formando uma esfera de fogo em suas mãos, logo então jogou em direção dela. O trajetório da esfera deixou o local um pouco mais quente, Ametista levantou sua mão direita e a esfera de fogo começou a sumir rapidamente. Quando o professor ia começar a falar, ametista segurou um tipo de palito, transferindo uma energia para ela. A draconiana se virou e jogou o palito em direção da parede mais atrás de todos, fazendo uma pequena quantidade de lux sair do palito e ao tocar na parede, uma explosão ocorria.

— Mas o que...!? — Raphael ficou sem reação alguma, assim como alguns outros alunos.

— Energia cinética, eu tenho um pouco de controle sobre ela... Só que eu não posso reconstruir a parede.

— Reconstruir? — Nari perguntou, Ametista apontou para a parede que estava começando a ser quebrada, dando a vista do lado de fora da academia, o que fez os alunos que estavam em um vasto campo, olharem em direção da parede.

— Cara... Isso é complicado. — Feuer disse enquanto levou a mão para a cabeça. Ele se aproximou, subindo as escadas e tocando no chão, liberando um pouco de energia pela palma de sua mão, o que fez a parede ser reconstruída.

— Como você fez isso? — Kou olhou para o homem.

— Reconstrução, é algo que foi ensinado para todos os professores dessa academia. É um tipo de benção de nosso diretor. Podemos reconstruir qualquer coisa dentro deste continente. — Feuer explicou, assim olhou para a Ametista. — Poderia controlar mais sua força da próxima vez?

— Claro, desculpe. — Ametista disse com calma, assim se encaminhou para seu lugar, respirando fundo.

— Prosseguindo... Elizabeth.

                Feuer ficou agora no fundo da sala, para impedir que algo fosse destruído novamente. A garota se encaminhou para o centro da sala assim como os outros, ficando em pé com as mãos a frente de seu corpo.

— Elizabeth Georgino, 14 anos, humana. — A garota disse com calma. Kou se surpreendeu por ter alguém mais novo que ele naquela sala. — Eu posso falar e ver espíritos. Eu possuo uma energia rara que é a Energia espiritual... Até onde eu fui informada.

— Oh... Energia espiritual não é algo que você vê todo dia, ela é tão rara que apenas uma a cada 3 bilhões de pessoas possui. Normalmente as pessoas louvam os que possuem energia espiritual. — Feuer falou enquanto colocava a mão no queixo.

— Energia espiritual hein... Mas você não parece ter experiência em combate, então seu poder cairia mais para algo como suporte ou estrategista, já que teríamos os espíritos ao nosso favor. — Yu se pronunciou, olhando para aquela garotinha. Elizabeth sentiu suas bochechas queimarem pelo olhar do vampiro, tímida, ela desviou o olhar.

— Certo certo, vamos finalizar isso que ainda temos muito para fazer nesse primeiro dia de aula. Kaniyo, sua vez.

— Vai Kaniro! — Beatrice olhou para ele toda animada, como se estivesse torcendo para ele.

— Tsc... Já disse para não me chamar assim. — O garoto foi para o centro da sala, com as mãos no bolso. — Hanbun Kaniyo, 16 anos, Híbrido. Meu poder... — Kaniyo se calou, logo fez a atmosfera da sala ficar gelada. — Hanrei Hannen. Ou, Meio quente Meio frio. Eu não pretendo usar meu poder das chamas, não é necessário nesse momento. — Ele disse enquanto fechava os olhos. — A propósito, eu sou um Duo Master de 7 estrelas. Se meu poder fosse ser comparado em Ki, eu teria ¼ do poder do professor.

                Kaniyo falou com calma, assim voltou para seu lugar enquanto fechava os olhos.

— Aliais, chamem ele de Kaniro, é mais fácil. — Beatrice disse enquanto levantava o dedo.

— Já disse para não me chamar assim... Loira Oxigenada. — O tom de voz de Kaniyo era como uma faca que estivesse cortando alguma coisa naquele momento, sem se importar, ele se sentou em seu lugar.

— Sem brigas. — Feuer se encaminhou para sua mesa, ficando de costas para o quadro. — Pois bem, agora que todos já se conhecem, hora de fazermos uma pequena luta em equipes. — O homem disse com um leve sorriso no rosto. — Provavelmente vocês já sabem que foram divididos entre Norte e Sul, então vocês vão ter que lutar entre si para poder ganhar uma certa imunidade.

— Imunidade? — Joshua olhou para o professor.

— Bem... Vocês sabem que estamos a um passo de entrar em guerra com outros continentes, então foi implantado este ano um sistema de imunidade. Aqueles que forem vencedores, poderão ter um privilégio de aprimorar seus estudos mais rápido que os outros. Digamos que o vencedor ganhe um manual avançado e o perdedor ganhe um manual médio. O avançado será bem mais explicativo que o médio, além de ter certos atalhos para você crescer mais ainda.

— Isso é meio roubado... — Kou disse enquanto os olhava.

— Entretanto, se houver um empate, vocês poderão ganhar de uma vez os manuais avançados. — Continuou, dando um sorriso de canto. — Todavia, os professores tem uma autoridade maior em sala de aula, antes de começar a aula, eu conversei com alguns professores e mudamos um pouco a forma de como será feito isso.

                Neste momento, os alunos começaram a prestar mais atenção, olhando para o homem como se estivessem um pouco tensos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...