História Herdeiros do Trono - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Amizade, Assassinato, Justin Bieber, Muralha, Reino, Reis, Romance, Tragedia
Exibições 90
Palavras 845
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá gente,queria dizer que estou tera feliz por todos os comentários e favoritos.Já passamos de 100 favoritos,têm noção do quanto isso é importante para mim?Sério,muito obrigada mesmo.Vocês são incríveis.Mais um capítulo para vocês.

Capítulo 6 - Formalzinho


   Eu estava na sala junto com minha mãe e a organizadora de eventos. Ainda faltava quase um mês para eu completar 18 anos, entretanto a rainha decidiu começar a planejar a festa desde então. Com certeza, ela fará uma festa com uma extensa lista de convidados. Claro que eu queria uma coisa muito mais simples, mas ela nem me deu ouvidos. Para falar a verdade, nem sei porque ela me obrigou a vir a esta reunião, se a minha opinião não conta para nada.
   — A festa será para quantos convidados? — Mary, a organizadora, questionou.  
  —100.
  — 2.000. — dissemos ao meu tempo eu e minha mãe, respectivamente.
  — 100 ou 2000? — perguntou Mary, confusa.
  — 2000. Não ligue para o que Hazel disse, ela estava apenas brincando.
  — Não estava, não. — repliquei. Todavia, minha mãe me lançou um severo olhar e eu considerei me calar. Não por medo, mas, sim, porque não importava o que eu falasse. A decisão no final seria sempre a dela.
   Escutei calada todas as outras decisões que a minha mãe tomava, até que chegou ao tema da festa e decidi opinar.
  — Eu acho que seria legal uma baile a fantasia. — disse, embora suspeitasse que minha mãe rejeitaria a sugestão.
  — Até que enfim você deu uma ideia que preste, Hazel.
  — Então, será um baile a fantasia. — a organizadora anotou. — Qual fantasia a aniversariante usará?
  — Cinderela, Rapunzel... — interrompi a rainha.
  — Nenhuma dessas, Mulan.
  — Não, nem pensar. É completamente inadequada. — recusou, rapidamente minha mãe.
  — Acontece que é o meu aniversário, não o seu. — enfatizei bem o meu, cerrando os olhos em fúria. — Você não me deixou decidir nada sobre a festa, mas, pelo menos a minha roupa, escolherei.
  — Está bem. —  concordou a contragosto.
   Depois disso, saí da sala. Não acreditava que ela pudesse aceitar outra sugestão minha. Aproveitei que minha mãe estava ocupada, e saí do castelo em busca de informações sobre a construção da muralha. Resolvi ir até o mercado livre, lá era grande a circulação de pessoas.
   Estava fingindo ver peixes, quando o vendedor veio me dizer:
  — Vossa Alteza. — ele fez uma reverencia. — Estes peixes estão fresquinhos. O meu filho acabou de trazê-los.
  — Estou vendo Kerth. Eles estão com uma aparência magnífica, acho que levarei alguns. Porém, antes, responda-me uma coisa: por que foi construída esta muralha? O rosto dele tomou uma feição sombria.
  — O seu pai não lhe contou? — neguei. — Oh, então não tenho o direito de fazê-lo. Levará os peixes?
  — Responderá direito a minha pergunta?
  — Não, infelizmente não posso. — ele disse, firme.
  — Então, também não. Tchau. — respondi, seca.
   Fui à barraca de frutas, à de incensos, à de flores, à de roupas e à muitas outras. Mas, em todas, encontrei a mesma resposta que na de peixes. Esperava que Justin tivesse tido mais sorte que eu.
   Voltei para casa desapontada, sem saber como obter respostas.
   Encontrei minha mãe ainda na sala, conversando com Mary. Parece que esta festa será maior do que eu imaginava. Depois, teria que perguntar à minha mãe tudo que ela havia resolvido, espero que não seja nada extravagante demais. Fui à cozinha para pegar uma maçã e lá encontrei James. Acho que está na hora de tornar este dia mais divertido.
  — Oi, James. — cumprimentei-o, com a maçã na boca.
  — Olá, princesa. — ele fez uma reverencia. — O que fazes na cozinha? Não precisava ter vindo aqui, era sópedir que eu lhe levava a maçã ou outra coisa que a senhorita desejasse.
  — Eu não lhe incomodaria por algo tão pequeno, formalzinho. — aquele era um apelido que eu inventei anos atrás, e ele o odiava. Quando eu disse isso, sua cara se transformou em uma carranca. — Algum problema?— perguntei, inocentemente.
  — Não. É só que eu preferia que me chamasse de James, no entanto, se você achar mais adequado este apelido, não tem problema em usá-lo.  — claro que tinha, todavia ele nunca admitiria, e eu não pararia até ele o fazer. Isso havia se tornado uma espécie de desafio para mim.
  — Que bom que não se importa, mas você sabe que se mudar de ideia pode dizer, né, formalzinho? — disse incentivando-o a confessar, contudo, claro que ele não o fez.   — Isso não acontecerá. Nada me faz mais feliz que lhe agradar — disparou, sorrindo, embora tenha vacilado ao ver o jeito como eu comia a maçã, com rapidez e ferocidade, diferente da lentidão que mandava a etiqueta, para que não fizesse barulho ou se sujasse, porém, rapidamente me recompus.
  — Farei-lhe muito feliz então. Pois sempre lhe chamarei pelo apelido, o que me agrada muito. Até breve, formalzinho. — disse, saindo da cozinha com um sorriso divertido no rosto.


Notas Finais


E aí,oq acharam?Não esqueçam de deixarem suas opiniões.
Minha outra fanfic,caso queiram ler.
Entre a Vida e a Morte
"Justin foi vítima de um atentado,tentaram lhe matar,mas Elie estava lá para salvá-lo.Ela não havia feito isso por amar ele,e sim porque ela não queria mais viver;entretanto ela queria fazer de sua morte algo mais significativo que sua vida.Ela queria que sua morte salvasse uma vida,e por coincidência do destino,essa vida foi a do pop star Justin Bieber.Porém Elie não morreu,e agora,por gratidão,ele quer fazer ela desistir da morte." https://spiritfanfics.com/historia/entre-a-vida-e-a-morte-6676905
E também uma fanfic da minha amiga,ela é sobre Harry Potter,a fanfic é maravilhosa.
https://spiritfanfics.com/historia/a-primeira-guerra-bruxa-6703483


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...