História Herique amor de infância - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Família, Lemon
Visualizações 11
Palavras 773
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Lemon, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oie gente mais um capítulo espero que gostem.

Capítulo 3 - Revelações.


Herinque on

Os dias foram passando até chegar no final de semana , acordei tarde as 10h30 da manhã me levantei fiz as minhas necessidades e desci pra tomar o café da manhã e escutei a campanhia tocar vi o meu avô Pedro abrir a porta  e o vi o meu irmão estava  vendo TV com nosso pai.

Sentei no meio dos meus pais  e o perguntei.

- paizão tá precupado com alguma coisa? Perguntei  indo na cozinha. 

- Não filho - disse ele vindo na direção da cozinha.

- Mas parece que está precupado -Disse pegando o meu café  da manhã e escutei a voz do meu papai  na porta da cozinha.

-  filho - disse ele beijando o meu pai na bochecha.

-  Pai quem tá na porta- disse.

-  Não sei - ele saindo da cozinha.

Sai da cozinha e vi a expressão do meu avô e tinha uma mulher na porta e o escutei  o meu avô  falar.

-  O que está fazendo aqui -gritando cheio de raiva.

-Vim vê o meu filho , oras Pedro -empurrou o meu avô e o entrou e viu o meu papai ao lado do paizão.

-  Filho ! Ela estava chorando ela o  colou as mãos na boca e tinha maia uma pessoa na porta.

-  O que está fazendo aqui?  -perguntou bravo.

-  Vim te vê - respondeu abraçando ele.

Ele desgrudou do Abraço e foi atrás do paizão.

-  Você me abadonou quando tinha 7  anos de idade e não quero te vê - gritando suas expressão dizia raiva.

-  Sinto muito- disse ela chorando e vinha uma pessoa do lado dela.

- Paulo? Perguntei assustado.

- Oie Manuel  - disse.

-  O Paulo é o meu filho 

Meu papai subiu para o quarto junto com o paizão estava tremendo e também com raiva que apareceu sua mãe com o seu meio irmão. 

-  Sai da minha casa sua filha da p. . . - disse o Lorenzo subindo e eu subi atrás dele. 

- Quem é esse  fardo ? Perguntou ela.

-  Meus netos- disse avô João. .

-  Amanhã volto aqui e converso com o meu filho - disse ela saindo com o seu filho o Paulo.

Ela Saiu eu e o Lorenzo ficamos no quarto com o nosso pais .

Lorenzo on.

- papai  e paizão o que aconteceu lá -perguntei.

-  A mãe do seu pai apareceu - disse o paizão abraçando o papai.

-  Hum entendi.- respondi.

Meu irmão ficou no colo do papai parece um bebê e eu disse  

-  Posso sair hoje ? Perguntei

- Onde você vai ? Perguntou o papai 

- Sair com o meu amigo Jonas  - repondi indo pra o meu quarto.

-  Não volta tarde voltas 18h00 - respondeu o paizão

- Vou sair depois do almoço- respondi.

-  ok - sair do quarto do meu pai  foi tomar um banho  e me arrumar.

Coloquei uma camiseta normal e uma calça jeans rasgada e um tênis desci e vi que o almoço estava pronto.

Logo  descia o meu pais  e o meu irmão  e meus avô estavam na mesa esperando a gente o Herinque estava muito quieto hoje , nuca vi ele namorando.

Tem alguma coisa estranha acontecendo com ele , nem falou com o papai e com o paizão sobre esse assunto.

Tinha terminado de almoçar fui pra o quarto em seguida o Herique veio atrás .

-  Herinque tá gostando de alguém perguntei ? 

-  Que pergunta é essa logo hoje - disse deitando na cama.

-  Nunca vi você namorar com alguém - disse indo pra o banheiro.

-  Por que não estou afim de ficar com alguém - respondeu bravo.

-  Hum - disse indo.

Sai de casa foi na casa do meu amigo.

Herinque on.

Não pode ser  que o meu irmão falou aquilo pra mim , eu to  em dúvida com q minha sexualidade sinto atração por garotos e um pouco de garota.

Não posso revelar isso ainda , mas fica difícil de revelar sobre isso pra mim foquei pensando.


Quando tive certeza vou  revelar isso , mas não tenho coragem não sei se é isso que sinto ou não.

As horas foram passando e nada do meu irmão  até chegar  umas 18h30  ele chegou estava na sala  vendo TV e o vi.

-  Demorou - disse.

-  Vai contar o que tá em dúvida - disse ele sentando no sofá.

- Eu sinto atração por garotos -disse escondendo a minha cara na almofada.

-  Mentira né herique - disse o meu  irmão.

-  É sério - respondi.

-  Nem acredito nada disso - disse o meu irmão subindo.

O nosso dia foi chato e as horas forma passando até começar tudo de novo  a nossa rotina.


 Não posso contar para o meu pai sobre isso ainda tenho ter certeza sobre isso e dormir na minha cama e o Lorenzo  não tinha nenhuma expressão.




Continua.











Notas Finais


Espero que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...