História Heritage Of The Past - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Amizade, Chanbaek, Comedia, Drama, Exo, Lay, Originais, Romance, Sehun
Exibições 87
Palavras 2.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Fluffy
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Leiam as notas finais!

Capítulo 24 - I'm going to die now?


Fanfic / Fanfiction Heritage Of The Past - Capítulo 24 - I'm going to die now?


-Então vamos começar a arrumar as coisas!

Logo todos foram arrumar suas coisas e eu fui ligar para o motorista. 

~Ligação ON~

Motorista: Alô?

Eu: Oi Pimpãããão

Motorista: Oi peste fale

Eu: Eu vou com a Liu e os meninos pra Jeju, a chave da van está com você?

Motorista: Ah sim, eu deixei ela ai na sua casa na caixinha guardada na segunda gaveta da mesa de cabeceira do lado da cama dos seus pais, mas pera vocês já compraram as passagens? Deixa que eu levo vocês até o aeroporto

Eu: Já, já comprei sim, mas você está de férias não quero te atrapalhar e o Xiumin se ofereceu para nos levar

Motorista: Tudo bem peste, afinal esse é meu trabalho, não tem problema eu levo vocês sim ok? Amanhã cedo eu estou ai

Eu: Ok então! Um beijo Pimpão

Motorista: Um beijo peste

~Ligação OFF~


Meu motorista está comigo desde que eu nasci, ele já da minha família. Eu chamo ele de Pimpão porque ele é da Tailândia e até hoje não sei falar o nome dele *risos*
Fui ao quarto dos meus pais e peguei a chave. Fui para meu quarto e comecei a arrumar minhas coisas. O Sehun está no meu quarto agora, o porque? Ele quis, doido. 

-Oieeee Hunnie- falei abraçando ele por trás

-Fale Jagiya- ele fala colocando sua mão em cima da minha porém continua a arrumar as coisas -Eu já deixei separado pra você sua mala ok? Ela está ali- ele fala apontado para a mesma, awn que fofo separando minhas coisas

Fui arrumar minha mala e logo já está pronta, coloquei alguns biquinis já que lá na casa tem piscina e também é em frente a praia então é óbvio que vou entrar na água.

Baek POV ON

Eu estou arrumando minhas coisas quando sinto alguém me abraçar por trás e começar a dar selares em meu pescoço me fazendo arfar minha cabeça para trás. Os meninos já sabem sobre eu e Chan então estamos nos sentindo mais livres em relação a isso.

-Já arrumou suas coisas?- perguntei e o mesmo assentiu com a cabeça e começou a me ajudar a guardar minhas roupas e logo a fecho

-Essas férias que vamos ter vão ser ótimas- ele fala e eu assinto -Vão ser as primeiras férias que vamos ter em grupo né?- ele pergunta e eu assinto -Hm, vão ser ótimas- ele fala e logo ficamos um tempo abraços e logo descemos para deixar as malas já que vamos partir hoje mesmo já que são 3:30AM *risos* nós vamos partir as 7:00AM, vou estar morto? Vou porém eu vou do mesmo jeito.

Eu e o Chan fomos dormir e eu apaguei em seu peitoral, literalmente apaguei. 
Logo acordo com a Liu batendo panela nas portas dos quartos, eu vou matar ela. Eu levanto e olho para Chan, como ele consegue continuar dormindo com essa palhaçada lá fora?
Saio do quarto e encontro com a Liu ainda batendo as panelas -Liu, pra que isso? É muito mais fácil você acordar um por um- falei coçando meu olho direito com as costas da minha mão direita 

-Ah não, ia demorar muito e o Pimpão já chegou!- ela fala animada parando de bater na panela

-O PIMPÃO TA AQUI- perguntei animado e logo a mesma assente com a cabeça em forma de sim e eu começo a correr e quase caio das escadas por conta da velocidade que estava correndo -PIMPÃÃÃÃO!- gritei e logo abracei o mais velho a minha frente -Que saudades de você!

*risos* -Oi Baek, você não cresceu nada ein, continua um gnomo- ele fala bagunçando meus cabelo e logo faço uma expressão fingindo estar bravo 

Eu e o Pimpão ficamos conversando até que todos descem.

-PIMPÃÃÃÃÃÃÃÃÃO- a Miyu grita e logo corre abraçando o mesmo. Isso me fez lembrar dos velhos tempos  

Flashback ON

-Pimpããããão- Miyu gritava a procura do mais velho

-Fale pestinha- o mesmo fala e logo Miyu pega uma katana de brinquedo e se junta à mim para derrotar aquele monstro, eu sou um pirata, Miyu é uma lutadora profissional e Pimpão era o vilão

-Lute comigo e com o Baek! E se ganhar a batalha eu e Baek faremos um doce para você! Caso ao contrário... Você fará um doce para nós dois. Combinado?- Miyu fala 

-Combinado! Porém duvido muito que uma criança de 5 anos e outra de 8 consigam fazer um doce sem matar alguém envenenado- o mesmo fala rindo e logo começamos a guerra

-Isso! Ganhamos!- eu gritei e logo fiz high-five e q Miyu o retribuiu


Flashback OFF

Ah que saudades desses velhos tempos. Logo todos já estávamos no carro indo para o aeroporto 

Miyu POV ON

Já estávamos embarcando no avião, tinha algumas fãs no aeroporto porém nada demais.

-Hunnie- perguntei ao mesmo que estava do meu lado -Posso ficar na janela?- perguntei e o mesmo assentiu e logo trocou comigo. 

A viagem vai ser bem rápida porém eu apago no ombro do Sehun e o mesmo encosta sua cabeça na minha. Como eu disse a viagem foi bem rápida, bom não sei né eu dormi ela inteira então pra mim foi rápida *risos* Acordei com Sehun me cutucando falando que chegamos.

Acabamos de chegar na casa e está do jeitinho que deixei da última vez que vim que foi ano passado *risos* ela está um pouco empoeirada mas eu vou arruma-lá daqui a pouco já para poder terminar cedo e aproveitar pois ainda são 8:30AM e eu acho que todos estão cansados. A casa tem dois quartos, o meu e dos meus pais e mais dois quartos de hóspedes. 
Logo dividimos em quem ia ficar em cada quarto e ficou eu e Sehun no dos meus pais, Lay e Liu no meu, em um quarto de hóspedes ficou Chan e Baek e no outro ficou Suho, Chen e Xiumin, D.O e Kai.
Todos estavam dormindo menos eu que estava arrumando a casa. Eu nem demorei muito, apenas uma hora, eu só tive que varrer as coisas, a casa em si não é grande ela tem dois andares mas nada muito amplo, uma casa de praia normal. Depois que terminei de varrer tudo fui ao mercado de táxi e fiz as compras já que não tinha nada para comer. Voltei pra casa e todos ainda estavam dormindo, acho melhor deixar esse dia livre para dormimos já que ainda estamos muito cansados.

Fui para o quarto e deitei atrás do Sehun e o abracei apertando-o mais para mim e afundei meu rosto em suas costas, eu amo ficar abraçada a ele e logo sinto ele agarrar minha mão me puxando mais para si.

-Miyu- ele me chama manhoso e eu apenas respondo um "Hum" -Você está me apertando e sabe eu estou sentindo seus seios- ele fala rindo

-Cala a boca- respondi rindo muito e mesmo se vira e cola mais ainda nossos corpos -Ah aqui tá tão bom, podemos ficar assim pra sempre?- perguntei afundando mais minha cabeça em seu peitoral

-Claro que não!- ele fala autoritário porém brincalhão -Quem vai comprar meu bubble tea?- ele pergunta e eu dou um tapa em seu ombro e logo o mesmo começa a rir

-Palhaçada- digo e logo durmo em seu peitoral e apago.


Suor.

Medo.

Sangue.

Desespero.

Dor.


Estava ciente que era mais um pesadelo, mas o medo, o desespero e a dor é tão real e mais uma vez um pesadelo na qual tenho medo que seja real.

-Sehun não me deixe- eu dizia com os joelhos no chão chorando com as mãos cheias de sangue pressionando minha barriga

-Você não merece viver Miyu, você é orgulhosa demais, você sabe o que eu sofri quando me deixou? Me ignorou? Me rejeitou e ainda por cima não escutou o que eu tinha a dizer?- ele fala e eu apenas chorava, fiz um movimento de negação com a cabeça -Ah não? Pois agora está sentindo. Tudo que senti nesse tempo parecia uma facada em meu estômago, agora você está sentindo a mesma dor que eu, é bom sofrer? Hum, aposto que não- ele dizia enquanto brincava com a adaga em sua mão andando em círculos à minha volta.

Dor.

E mais dor.

Era o que sentia.

Agora sei que nunca posso deixar a pessoa que amo.


Mas o porque de eu estar sonhando com esse tipo de coisa? Por quê? Será que é um sinal para não fica com o Sehun? Não não é possível, eu o amo e nunca vou deixá-lo 


Acordo suada e vejo que Sehun ainda dormia tranquilamente, espero não ter atrapalhado ele. Quando vejo são 14:30PM me sinto mais relaxada. Vou ao banheiro e lavo meu rosto, odeio ter esses pesadelos, me deixam sobrecarregadas, socorro.
Desço para ver se acordaram e não ninguém acordou. Subo de volta e chamo o Sehun.

-Hunnie Oppa, acorda- falo me sentando em sua cintura de uma forma em que eu não fique pesada *risos* e falo com uma voz manhosa -Acorda por favor Oppa, não tem ninguém acordado e preciso cozinhar- falei mais manhosa ainda quando o vejo abrindo os olhos e se sentando na cama mas eu ainda continuo sentada em sua cintura, entrelaço minhas pernas ao redor da mesma e o mesmo me puxa para um abraço aconchegante.

-Eu amo quando você me chama assim, pode continuar- ele fala me apertando mais ainda no abraço e logo sela nossos lábios

-Anda vamos descer- falei e logo o mesmo levanta e eu continuo em seu colo apenas me seguro mais forte

-Jagiya, você dormiu bem? Parecia que você estava tremendo mas eu não conseguia te acordar e eu estava com medo se te acordasse, afetasse seu psicológico e eu sem querer peguei no sono de novo *risos*, Desculpa me sinto mal por não ter te ajudado- ele fala em um tom meio triste 

-Está tudo bem Oppa, afinal foi só um pesadelo, já está tudo bem- falei acariciando seu rosto delicado e logo o mesmo deposita um selar no alto da minha cabeça.

Ele me colocou no chão com cuidado e comecei a preparar o o almoço. Fiz uns bolinhos de arroz que aprendi a fazer quando fui pro Japão e fiz lámen para todos.
Acabei de cozinhar e me sento na cadeira e encaro Sehun

-Ah Jagiya, você é tão linda- ele fala acariciando meu rosto

-Ya! Que palhaçada é essa Sehun? Você tá querendo roubar minha marida de mim? É isso mesmo- a Liu brota na sala junto com o Lay e os meninos

*risos* -Ela é minha sua palhaça- ele fala me abraçando mais

-Liu você está me traindo?- Lay fala com um rostinho fofo de assustado mas de brincadeira 

Eu e Liu nos olhamos e começamos a rir. Logo todos já tinham acabado de almoçar e fomos nos trocar para ir na praia.
Chegamos na praia eu estendi a toalha no chão e coloquei algumas cadeiras

-GENTE OLHA!- Chen grita e logo todos os olhares são direcionados a ele

O mesmo estava fazendo uma bananeira, esse menino vai cair eu to sentindo. Mas olha! Ele não caiu! *risos*

-Woah! É isso ai Chen- falei levantando minhas mãos em forma de high-5 e o mesmo bate nelas

-LIU CUIDADO!- o D.O grita

-AH! COM O QUE?- ela grita de volta

-COM ISSO- ele responde e a pega no colo e se joga no mar

*risos* tinha que ser ein, tomara que o Lay não fique com ciúmes.

-Miyu vamos entrar na água?- Sehun pergunta

-Vamos!- grito animada e logo tiro a roupa que estava cobrindo meu biquini e entro na água -Oppa você não vai vir?-gritei depois de dar um mergulho, estava sozinha no mar, Liu e D.O já tinham saído. 

-Já estou indo Jagiya!- ele grita e logo o vejo se virar de costas e tirar a blusa e conversar um pouco com os meninos.

Quando percebo eu já estava em uma distância muito grande da areia e não encostava mais meus pés no chão.

-SOCORRO!- gritei uma única vez pois já não conseguia aguentar mais, meus pulmões já se encheram de água e minha visão ficou preta e senti que estava afundando. 

Será agora o meu fim?

 


Notas Finais


Jagiya- Quer dizer "Querida" uma forma fofa dos menins chamarem suas namoradas, assim como as meninas chamam de Oppa

Espero que tenham gostado! Comentem mais na fanfic por favor ok? :)
Beijos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...