História Hermione Black Malfoy - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Bellatrix Lestrange, Draco Malfoy, Gina Weasley, Hermione Granger, Lucius Malfoy, Narcissa Black Malfoy, Rodolfo Lestrange, Tom Riddle Jr.
Tags Tomione
Visualizações 93
Palavras 2.074
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


¬¬
refazendo esse capitulo porque o outro não ficou bom

XOXO

Capítulo 4 - Capitulo 4


Fanfic / Fanfiction Hermione Black Malfoy - Capítulo 4 - Capitulo 4

Já fazia 3 meses que eu estava no passado, e descobri que Walburgia e Druella eram divertidas, quando contei para Walburgia sobre os dois filhos dela Walb disse que faria de tudo para proteger os dois meninos dela mesmo que um deles tenha ido para grifinória e Druella disse que castigaria a filha do meio pelo que fez para a caçula sorrio por mais que tia Bella tenha feito o que fez ela sempre se sentiu arrependida por ter afastado tia Andromeda de perto dela e de minha mãe, meu avô Abraxas até ficou dias pedindo desculpas pelo que o filho dele fez comigo e eu ainda alegava que ele só fez aquilo por que não imaginava que eu era filha dele, o pior foi me afastar de Tom, a cada dia que eu olhava para ele com alguma garota me sentia arrependida pois por mais que ele não fosse o meu Tom eu ainda o amava e amo mais ainda esse Tom que estou conhecendo aqui no passado. Walburgia e Druella já perceberam e contei para as meninas e Walburgia me abraçou eu sabia que minha Tia avó tinha uma queda por Tom, mas ela disse que era apenas uma queda boba o engraçado foi contar que minha tia Bella era a que tinha uma baita de uma queda por Tom, faltava só 10 dias para a formatura do Sétimo ano e logo todos iriam embora, meu avô iria viajar para França, Walburgia e Orion planejavam se casar no  Natal  minha avó Druella e meu avô Cygnus planejavam se casar depois que a pequena Narcisa nasce-se, tinha esquecido de mencionar que minha avó estava gravida de 5 meses quando cheguei e ela logo faria 7 meses, estava na tore da Astronomia quando senti dois braços me abraçando e beijos em meu ombro suspirei e escutei aquela voz que sentia saudades.

-Não me deixei mais longe de você, mi pequena Sonserina. Ronronei com a respiração dele no meu ombro e me virei e o beijei, Tom me levantou me escorando na parede enquanto eu passei minhas mãos por seu cabelo, suspirei ao sentir ele passar as mãos em minhas pernas e apertar minha coxa soltei um gemido me soltei e o puxei para uma sala escondida que avia por ali, ele me empurrou para a parede e me beijou ele tirou minha blusa e eu tirei a dele com uma vontade louca, quando vi Tom já estava dentro de min  arranhei suas costas ao mesmo tempo que ele apertava minha coxa com mais força e foi então que senti que cheguei ao orgasmo ao mesmo tempo que ele e senti ele me preenchendo o beijei louca e com um aceno da varinha me vesti e vesti Tom e saímos e corremos para o salão da Sonserina e ele foi para o salão dos Monitores e eu fui para meu quarto e dormi. No outro dia acordei e fui me arrumar e quando desci no salão comunal vi Walburgia e Druella e Walburgia paparicava a pequena Black sorrio e falo.

-Bom Dia. As duas sorriem e vamos para o salão principal tomar nosso café da manhã e vejo Tom com os rapazes e ao lado dele estava uma loira se jogando para cima dele, bufei e disse.

-Pior que isso é ver a versão loira da buldog. Walburgia e Druella riram e Abraxas disse chegando do nosso lado.

-O que vocês tanto riem. Sorrio e falo

-Coisas de garota Ab. Ele riu e meu avô fala.

-Como estão? - Sorrio e falo.

-Estamos bem, quero dizer não sei Dru e ciça mas eu estou bem. Druella riu e fomos para as aulas. Depois das aulas fomos para o jardim e fiquei olhando o lago da lula distraída, eu sabia que uma hora eu teria que voltar, mas não sabia quando, eu não quero voltar e ver que nada mudou no meu tempo. Sinto os braços de Walb ao meu redor e choro em seu ombro.

10 dias depois (Dia da formatura)

O grande dia tinha chegado e as meninas do sétimo ano estavam animadas até demais para meu gosto e não vi mais Tom, ele tinha sumido, perguntei para Abraxas e o mesmo discordou dizendo que não sabia onde Tom estava, não tinha graça ir para o baile de  formatura sendo que eu não tinha par e quem eu queria ir como par não estava mais por perto e nem mais tentava se aproximar de min o pior é que venho me sentido estranha de uns dias para cá, eu não consiga mais comer, sempre que eu comia alguma coisa meu estomago rejeitava.

Estava em meu dormitório tinha dito para as meninas que eu não iria, afinal eu tinha ido só para receber o cerimonial e voltei para o dormitório não queria ficar para o baile, tinha ido várias vezes para o banheiro e não conseguia ficar em pé. A única opção foi ficar deitada de olhos fechados.

Prov Tom

Tinha chego e feito o cerimonial, ela estava pálida, seu rosto demostrava cansaço e fraqueza, percebi que logo depois do cerimonial ela foi embora e fui atrás a vi entrando no salão principal da Sonserina e entrei logo atrás e a vi subindo para o dormitório feminino me sentei no sofá,  me distrai com a fogueira acesa e quando me virei para ir para o meu dormitório a vi descendo de pijama seu semblante era de fraqueza corri até ela e a segurei sentir seu cheiro novamente me deixava excitado, me afastar dela foi um sufoco, a peguei no colo e fui com ela até o sofá e me sentei e a coloquei em meu colo e escutei sua doce voz.

-Tom. A encarei e levantei seu rosto e disse ao beijar seus lábios que não saiam da minha cabeça.

-Estou aqui mi pequena sonserina. Voltei a beija-la com um beijo doce e calmo e percebi que ela se curvou como se fosse vomitar e fui com ela para meu dormitório e a levei par ao banheiro, ela se levantou e foi lavar a boca e a puxei para minha cama e ela disse.

-Porquê? - A encarei e disse.

-Porque o que? - Ela cruzou os braços e disse.

- Porque se afastou de min, não me ama mais?- Suspirei e disse.

-Escute, eu não sou o Tom do seu tempo eu nem te conheço direito e não te amo como você me ama. Percebi que seus olhos estavam começando a encher de lagrimas quando tentei impedir de ela sair já era tarde demais eu sabia que eu tinha feito burrada.

Prov Hermione

Quando ele disse que não me amava foi a gota da agua sai correndo do seu quarto e a única coisa que eu vi foi a lareira do salão comunal da Sonserina e depois tudo ficou escuro.

-Walb quando Hermione vai acordar? Já faz dias que ela está aqui no St Mungus e nada dela acordar queria que ela estivesse ido no meu casamento e no seu. Escutei Druella falar, não consigo acreditar que perdi o casamento das minhas duas amigas.

- Dru, ela vai acordar logo ela precisa se recuperar e ainda mais tem o bebe que não sei como sobreviveu a queda que ela teve. Bebe? Como assim bebe? Começo abrir meus olhos e falo.

-Walb, como assim bebe? - As duas me olham e me abraçam e Walb fala.

-Você não sabia? - Faço que não e Walburgia fala.

-Herm, você está gravida, o médico diz que por sorte você cai com seus braços protegendo a barriga do impacto. Acaricio minha barriga e falo.

-Por quantos dias fiquei desacordada? - As meninas me olharam e Dru fala.

-Por quase 1 ano. Suspiro e falo.

-Narcisa? - Druella sorri e fala.

-Está uma bebe forte, está em casa com Cygnus, Orion e Abraxas, semana que vem é o casamento do Abraxas com uma francesa. Sorrio e Walburgia fala.

-Narcisa vai ser um ano mais velha de Sirius. Encaro Walb e ela passa a mão na barriga e sorrio eu não ousei perguntar de Tom, não estava afim de saber dele só quero esperar melhorar e ficar no casamento de Abraxas e voltar para meu tempo e criar meu pequeno ou pequena.

15 semanas depois (Casamento do Abraxas Malfoy)

Prov Hermione

Estava com as meninas me arrumando para o casamento do Ab, minha barriga já dava sinal de saliência e ainda não sabia se era menino ou menina, minha avó era uma figura ela quando me conheceu e encostou em min disse que eu tinha um pouco do sangue veela, foi então que deduzi porque eu era tão bela como meu pai e meu irmão e minha mãe, meu pai era meio veela assim como eu e Draco, mas eu não puxei muito o sangue veela, já posso até imaginar quem foi que puxou mais para o lado veela.

Então o casamento começou, quando sai do Hospital, Abraxas me contou o que fez quando descobriu que Tom tinha causado aquilo porque o mesmo contou para Abraxas e o mesmo deu um soco no nariz dela, eu queria ter visto a cena, meu avô ainda disse que ele, Walburgia e Druella assim como Cygnus e Orion resolveram trocar de lado, uma coisa sei que mudou no meu tempo, estava muito feliz meu avô se casou e me despedi de todos e pensei em voltar para casa com um vira-tempo que o velhote tinha me dado e dei os giros certos para voltar para casa e então senti tudo girar ao meu redor.

Abri meus olhos e me vi em hogwarts na guerra precisava fazer alguma coisa corri até meus pais e os abracei e vi Tom duelando com Potter, e vi tia Bella duelando com um comensal, pelo jeito as coisas mudaram, por mais que Tom no passado tinha dito que não me amava não irei deixar meu filho ou filha sem pai. O estranho é ver que todos que eram do bem estavam como comensais eu perguntaria isso depois para Tom foi quando vi algo acontecer, Harry estava morto, quando vi Luna achei que ela estaria chorando por ele, mas o que aconteceu foi que ela estava abraçada a Nott, corri até Tom e o abracei, ele me abraçou e o beijei, chorei em seus braços e ele disse.

-Nunca mais fique longe de min Mi pequena Sonserina. Percebi que os Weasleys que antes eram do lado do bem que agora eram comensais começaram a querer fugir percebi pelo canto do olho. Fred e George prenderem sua família. Senti braços ao meu redor e reconheci minha mãe e minha tia assim como toda minha família, os abracei com força e disse.

-Longa história. Fomos para dentro do castelo e vi Minerva que quando me viu correu e me abraçou e disse.

-Mimi. Ela sorriu e disse.

-Sua sonserina cabeça dura, nunca mais faça aquilo, achei que iria perder minha amiga de confidencia. Sorrio, por mais que eu fosse sonserina naquela época nunca perdi meu lado grifinório e me tornei amiga de confidencias de Minerva na quela época. Sorrio e Tom fala.

-Aí cabelo de vassoura assim vai matar minha garota. Minerva o encarou e disse.

-Cala a boca que dói menos Riddle. Rio e falo.

-Vocês dois parecem crianças. Eles riram e fui me sentar estava cansada e também essa gravidez não estava me ajudando e contei tudo que passei no passado claro que não contei minha primeira vez com Tom e que eu estava gravida na quela época eu não seria louca de enfrentar a ira de Lucius Malfoy. Minha mãe riu e dsse.

-Então quer dizer que minha primogênita me conheceu? - Faço que sim e tia Bella disse.

-Podia ter ficado até me conhecer, mas deixa isso para lá. Quase soltei que quase conheci Sirius Black meu pai sorriu e disse.

-Versão feminina de Abraxas, meu pai é um piadista. Rio e falo.

-Vovô Ab mudou muito quando cheguei, ele me ajudou quando cheguei pena que ele tinha um ego inflado que dói. Tom riu e disse.

- Que só piorou quando você chegou. Eu ri e vejo cara de budog e falo.

-Queria ter dado uma lição naquela ridícula da Parkyson Piva. Tom riu e fala.

- Walburgia e Druella já deram uma lição na Piva e nas comparsas dela. Sorrio e me escoro nos braços de Tom e adormeço, essa viajem de volta foi longa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...