História Heroine - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Exibições 13
Palavras 1.201
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Ficção Científica, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii minna!
Eu falhei mais uma semana... Não me matem!

Capítulo 19 - So talvez!


Os pingos de chuvas começaram a cair e em mesmo dera tempo dos garotos se abraçarem direito, eles não tinham tempo. Luke guiou todos pelo mesmo caminho que viera torcendo para que Ho e Mike chegassem la rapidamente, pois com a chuva e a noite tudo ficava mais difícil.

Eles apressaram os passos ao ver o ônibus amarelo e Hye em pe na porta do mesmo. Os passos faziam um barulho alto pela lama e pelas folhas e isso era perigoso naquele momento, eles so precisavam entrar e torcer para que Ho e Mike chegassem logo, e foi mais ou menos isso que aconteceu, Luke praticamente se jogou dentro do ônibus quando chegou ao mesmo e por Ultimo entrou um TaeHyung manco e sorridente, eles ao menos tinham achando o Hyung.

Hye ate que adoraria ter um ataque fangirl naquele momento, mas seus olhos não miravam outro lugar que não fosse aquela porta a espera do mais velho e do garoto loiro sorridente capaz de a fazer largar uma arma. Ohany estava no mesmo estado, mas se concentrava em dividir a atenção nos feridos e no pequeno incomodo que senti como dor no ferimento.

Já Luke assim que entrara no ônibus suspirou aliviado, claro que estava preocupado com o primo, mas eles haviam conseguido chegar ali em segurança e sua vida estivera por um fio, ele não pode impedir fitar o rosto preocupado de Hye na porta. TaeHyung e Jimin não calavam a boca, perguntando e falando sobre o estado do Hyung que sorria explicando tudo calmamente e animadamente do jeito que Hoseok sabia fazer... Chegava a ser assombroso.

A chuva engrossou e o ar esfriou, mas Hye não saiu e nem fechou a porta do ônibus a espera dos dois, elas tentava se esquentar com a mão, já fazia meia hora... E nada deles!

Ninguem sugeriu ir embora, e não seria ela que ia o fazer... Ela fizera aquele plano, ela era responsável pelo mesmo sair perfeitamente. E quando ela avistou os fios loiros e molhados de Mike ao longe, seus olhos brilharam e um sorriso alegre invadiu suas feições. Ah! Luke achara tudo muito adorável!

- Mike... Ajussi! – Ela deu espaço para os dois entrarem no ônibus molhados e cansados.

- Ah! Desculpem a demora... Tinha muito deles do lado leste. – Ho soltou se sentando ao lado de Luke que se levantara para auxiliar o primo caso o mesmo precisasse.

- Eu ja estava tendo um ataque aqui! – Hye confidenciou alto e sorridente. – Achei que não fosse voltar!

O mais velho no lugar riu afagando os cabelos lisos da garota que fechou os olhos em um sorriso infantil, e naquele momento ela achou que tudo estava bem... Ah! Como sempre, estava enganada!

Foi automático de Jimin e Luke se levantar quando dois braços alcançaram a menina, Luke com a arma já apontada para o sujeito e Jimin empunhou o machado... TaeHyung nem mesmo tinha visto ate se virar para a cena.

- Ah! Olha oque temos aqui Jisun? – Eram dois homens... Os dois vigias que Ho e Mike deveriam distrair. – Vejamos se não e A Elite.

Jimin sentiu seu corpo tremer quando reconheceu aquela voz, era ele o responsável pelos ferimentos de TaeHyung e pelas mortes dos inocentes que ele não pode ajudar.

- Oque vocês querem? – Fora TaeHyung que perguntou fitando o cara que mirava uma arma para Hye que não movera um músculo desde que sentira os braços envolve-la. A mulher mais velha se mexeu inquieta ao lado do filho mais novo.

- Oque você quer de nos? – O homem mais baixo sorriu sarcástico.

- Oh! Nos ate queríamos vocês... Mas vimos que tem coisa melhor aqui não e mesmo? – Luke arqueou a sobrancelha quando viu as mãos do homem passear pelo corpo pequeno de Hye que continuou sem reagir. – Queremos A Elite

Ninguem entendera a frase do homem exceto Ohany que pusera a sorrir... Apenas um dos filhos da mulher que arriscara uma pergunta.

- Você dizem sobre eles? – O garoto apontou os dedinhos tremulo para um TaeHyung serio, e os homens riram.

- Eles querem a Hye! – Ohany dera um passo a frente chamando atenção de todos... – Não achei que fosse nos encontrar depois de tanto tempo, não e Hye?

E pela primeira vez desde que toda a confusão começou Hye demonstrou alguma reação, e uma bem inesperada, um sorriso majestosamente diabólico... Ah! Aquilo beirou a luxurioso ao ver de Luke.

- Não achei que teria essa oportunidade. – Comentou estalando a linguá. Ela sentiu um aperto na cintura.

- Oh! Parece que veio com brinde em? – Hye não entendia porque diabo ninguém tinha atirado naquele desgraçado ainda... Se não fosse ela ali, ela já teria estourado os miolos daqueles dois idiotas.

- Eu acho melhor solta-la! – Fora Ho que pronunciou arrancando um riso frouxo de Hye que se mexeu incomodada, e foi nesse momento que Hoseok se tocou da situação... Ela já não estava mais presa, ela sabia como sair daquele aperto, apenas esperava o momento certo e ele percebeu que não fora apenas ele a perceber quando Luke sorriu para Mike que direcionou as mãos ao coldre.

- Ou oque velhote? Vai me matar? – Ohany sentiu repulsa da voz daquele sujeito, e amaldiçoou Hye pelo maldito momento em que ela se envolveu com aquele tipo de gente quando o mundo era mundo. Talvez ser uma garota revoltada não era um bom passado para o fim do mundo.

- Oh! Ele não vai! – Hye sorriu olhando Mike. – Eu vou! 

Não foi um minuto... Um misero minuto para o sangue de o homem estar escorrendo pelo rosto do amigo, Nem mesmo Luke conseguiu seguir os movimentos da garota direito quando ela se jogou para a frente, agradecendo a tela quente por passar encontro explosivo três vezes no ultimo mês antecedente ao fim do mundo, com o impulso ela conseguiu se soltar do aperto chutando o garoto para trás, e aquele sorriso bonito que Mike recebeu servira de válvula de escape, ou melhor de gatilho. O loiro não hesitou ao disparar no rosto do homem que caiu em um baque no chão metálico e molhado do ônibus com o sangue já sujando o chão em uma cena macabra enquanto o amigo tremia levantando a arma para Hye que limpada a saia com respingo do sangue.

- Contamos um! – Sorriu fofa. – Ah! Me lembro de você. – Apontou com os dedos sujos para o rosto do garoto que mantinha a arma apontada para ela. – Hunjin não e? Ou era Hungun? Ah! Isso pouco importa docinho! – Luke se arriscou a compará-la a arlequina naquele momento, com o corpo curvado em direção a arma que estava exatamente em sua testa.

- Acho melhor cegar as crianças! – Ohany soltou tão fria que chegou a assustar Ho, mas a sugestão fora acatada quando a lamina nas mãos pequenas de Hye brilhou pela luz escassa do ônibus.

E o show fora no minimo esplendido pelos olhos alegres de Hye quando ela viu o sangue espirrar e jorrar da jugular cortada do homem... Um tiro também foi audível quando a arma atingiu o chão.

E talvez... So talvez! Hye tivesse desenvolvido alguma especia que psicose... Não... Isso já existia antes de tudo começar... So talvez!


Notas Finais


Espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...