História Herois e Vilões - Capítulo 113


Escrita por: ~

Visualizações 4
Palavras 1.741
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 113 - Simbiose


Nevasca olhava para a garota na sua frente chocada. A garota olhava tudo em volta, sem entender o que estava acontecendo. Nevasca não podia acreditar. Ela deu um passo em frente, analisando a garota e depois sorriu para Selene, que a observava.

- Então você a trouxe de volta. Inteligente.

- Obrigada.

- Você acha que essa garota vai resolver as coisas entre meu filho e eu?

- Não sei se vai. É uma tentativa, não é? Considerando o que você fez. - Ela sorriu

- Muito bem, acho que eu estou inclinada a ouvir sua proposta.

Nevasca sorriu e Selene sorriu também.

Enquanto isso, no navio, o Captain Shadow, limpava as garrafas de rum tristemente. Para ele doía ver Savannah o tratar daquela maneira, mas ele sabia que era sua culpa. O Captain Shadow  suspirou e abaixou a cabeça. Ele olhou para o lado e olhou para trás. Donn estava atrás dele com uma arma apontada em sua direção. Captain Shadow o olhou surpreso.

- Donn..

- Está surpreso em me ver, capitão? Já que você tinha planos para me matar.

- Eu não quis te matar! Aquilo não foi opcional! Ela fez sem eu saber.

- Ah é claro, e você estava aqui chorando e sentindo minha falta. Acha que eu sou burro? Sem eu e aquele Patrulheiro irritante na jogada, você teria a Savannah só para você! Eu pensei que já tivéssemos superado essa fase. - Disse Donn, com o dedo no gatilho

- Savannah não quer nem me ver. Ela me culpa pelo o que aconteceu a vocês. Ela me mandou embora.

O Captain Shadow suspirou e se virou novamente para as garrafas de rum. Donn o olhou surpreso e abaixou a arma.

- Então ela tem mais classe do que eu pensei. A culpa é sua. Mas é minha também. Eu não deveria ter trago aquela louca para a cidade. Ela é pior que Hera Venenosa.

- Bem, nós dois erramos.

- Eu não vim aqui para isso, capitão. Vamos logo para Ghotam resolver seu problema. No momento, eu não suporto ficar nessa cidade.

Captain Shadow olhou para ele e sorriu de lado. Donn o olhava serio.

Enquanto isso, na floresta, Melina e Snow olhavam para os dois. Ela um pouco desconsertada, olhou para Snow.

- É melhor eu ir andando, Snow.

- Eu vou com você.

Melina se afastou e começou a caminhar. Snow a seguiu. Tay ainda estava com Savannah. Savannah ainda se sentia aliviada por ele estar bem. Tay se afastou um pouco dela e segurou o rosto dela com as duas mãos, sorrindo para ela. Savannah sorriu para ele. Tay se aproximou do rosto dela e a beijou. Savannah retribuiu o beijo. Ele colocou um braço em volta da cintura dela. Savannah colocou uma mão em volta do pescoço dele. Um pouco depois, ela se afastou e olhou para ele.

- Tay.. Nós precisamos conversar.

- Precisamos mesmo? - Perguntou Tay sorrindo

- É serio.. Eu tenho que te contar uma coisa. Sobre Lotus.

- O que tem ele?

- Ele pediu para que eu transformasse a Denise assim como ele.

Tay ficou serio e olhou para ela.

- Eu terei que resolver o problema do Lotus imediatamente.

- Tay! Espera!

Tay correu rapidamente na direção do pântano.

Enquanto isso, em outra parte da floresta,  Nevasca sorriu para Selene.

- Vamos ver se seu plano é bom mesmo, se for, eu te entrego o fragmento de gelo que você quer.

- Perfeito.

- Não tão rápido.

Nevasca e Selene olharam para trás. Hera Venenosa estava olhando para Selene furiosamente. Selene olhou para ela de forma indiferente.

- Você deve ser a outra mãe, não é? Hera venenosa.

- Não. Eu sou a única mãe!

Hera Venenosa esticou a mão na direção dela fazendo varias raízes de plantas irem na direção dela. Selene paralisou as raízes de planta e as fez cair no chão.

- Não seja tola. Você não pode me machucar. Mas devo lhe dar os parabéns. Você criou Savannah muito bem.

- Cale-se, não preciso dos seus parabéns. Eu sei muito bem que fiz um bom trabalho com Savannah. Mas isso não te da direito de chegar aqui e fazer isso com ela. A mãe dela sou eu.

- Eu estou fazendo ela ficar mais forte, algo que você deveria saber. Mas se não sabe, eu vou te mostrar.

Selene fez uma bola de escuridão na direção de Hera Venenosa, mas um escudo negro defendeu. Savannah ficou na frente de Hera Venenosa que a olhou surpresa.

- Plantinha!

- Você e eu precisamos conversar. - Disse Savannah, seria

- Enquanto vocês conversam eu vou levar a garota.. Ela sumiu! - Disse Nevasca olhando para o caixão

Nevasca olhou para o lado, pensativa. Ela saiu correndo da floresta.

Enquanto isso, na rua central da cidade, Melina e Snow caminhavam em silencio. Melina caminhava de cabeça baixa e depois ela parou de caminhar. Snow olhou para ela.

- O que foi? - Ele perguntou

- Só estou pensando em tudo o que aconteceu hoje.

Melina se sentou em um banco da rua e Snow sentou ao lado dela.

- Hoje foi complicado mesmo.. Ver o lula e o Tay mortos foi.. Horrível.

- Ele a ama, não é?

- Eu... Eu não sei.. Mas acho que ele ama..

Melina olhou para o lado, pensativa, virando o rosto para Snow não olhar para ela. Snow se preocupou com ela e pegou o rosto dela levemente fazendo ela olhar para ele.

- Melina.. Não fique assim.

- Eu estou bem, Snow.

- Você gosta dele, não é? - Perguntou Snow, com dor

Melina arregalou os olhos, olhando para ele. Ela havia percebido a reação de Snow. Ela olhou para o chão e Snow suspirou e se levantou do banco.

 - Snow..

- Eu vou pegar algo na lanchonete para você. Espere aqui.

Snow rapidamente entrou em uma lanchonete e Melina suspirou ainda de cabeça baixa. Ela sentiu uma faca sobre seu pescoço. Melina arregalou os olhos e olhou para o lado. Ela viu uma garota parecida com ela segurando uma faca. Melina tentou tirar a faca dela, mas a garota agilmente desviou e jogou Melina no chão. Melina tentou se levantar, mas a garota estava pronta para esfaqueá-la.

Snow saiu da lanchonete com um copo na mão, mas o deixou cair assim que viu a garota. A garota olhava para os dois seriamente.

- Não.. Não pode ser..

- Quem é ela, Snow? - Perguntou Melina

- Minha ex namorada.

- O que? - Perguntou Melina surpresa

- Foi para isso que me deixou para morrer?

Snow arregalou os olhos e a garota o olhava seria.

Enquanto isso, no navio, o Captain Shadow rapidamente atracou em Ghotam, já que estava usando a super tecnologia que o Patrulheiro tinha colocado no seu navio. Donn olhou para o Captain Shadow desconfiado.

- Por que você chamou Selene?

- Eu precisava que ela abrisse uns caixões que tenho sob o meu comando.

- Que interessante... O que tem nesses caixões?

- Os meus ex marujos. É por isso que viemos aqui. Há algo que nós devemos roubar.

Captain Shadow saiu rapidamente do navio caminhando na cidade. Donn o seguiu, entediado.

- Ah é mesmo? E o que seria?

- Uma arma com o poder de parar a simbiose.

Donn arregalou os olhos enquanto Captain Shadow continuava serio.

- Então tem uma arma que pode destruir você? Que interessante.

- Esse é seu teste, Donn. Você pode usar a arma para destruir o que eu sou, ou pode me ajudar como um velho parceiro.

Donn sorriu de lado. Eles caminharam até um prédio. Não precisou de muitos esforços para Donn e Captain Shadow tirarem os guardas do seu caminho. Captain Shadow segurava as armadilhas que vieram na direção deles, enquanto Donn caminhava em direção a uma sala metalizada atrás da arma. Donn entrou na sala e viu a arma lá. As armadilhas da sala acionaram, Donn conseguiu desviar das armadilhas agilmente. Donn sorriu, convencido de si, enquanto pegava a arma.

- Eu sou ou não sou demais? Agora vamos ver o que farei com você...

Captain Shadow lutava os inúmeros guardas que vinham na direção dele. Ele controlou suas sombras fazendo eles se afastarem. Donn saiu correndo da sala e saiu rapidamente do prédio junto com Captain Shadow.

- Vejo que você conseguiu.

- Consegui, mas o local tinha muitas armadilhas.. E estava arrombado, a maioria delas, foi desabilitada.

- Hummm.. É, seu pai quase conseguiu sair de lá com ela, mas foi surpreendido pelos guardas. Ele facilitou o trabalho para você.

- Por que você mesmo não entrou?

- Lá as armadilhas eram com fogo.. Não posso com isso.

- É eu sei. - Donn sorriu

Eles chegaram até no navio do Captain Shadow e Donn fez um tentáculo metalizado bater no Captain Shadow fazendo ele cair. Ele apontou a arma simbiose para ele.

- Então é isso que você escolheu no final?

- Não. Não exatamente. Você e eu somos uma boa dupla, capitão. Não podemos negar isso. Mas eu também não posso negar que quero que você pague pelo o que me fez com Savannah!

Donn fez um tentáculo acionar fogo e o prendeu na parede. O Captain Shadow tentou se soltar, ficando cada vez mais fraco. Donn começou a gargalhar e sorriu para ele.

- Sabe que eu nunca naveguei um navio?

- Donn! Não faça isso! Donn!

- Tarde demais, capitão. Você tem que entender. O que é meu, é meu.

Donn sorriu para ele e se afastou. O navio estava indo em alta velocidade, e não demorou muito até chegarem em Tecnocity. O Captain Shadow tentou se soltar, até que com dificuldade ele conseguiu apertar o bracelete fazendo ele ficar na forma de homem, com dificuldade ele afastou o tentáculo e se soltou.

Ele rapidamente foi na direção de Donn. Donn sorriu ao olhar para ele.

- Se soltou, capitão? Que coisa.

- Queria me torturar, não foi? Pena que não conseguiu

- Talvez. Eu ainda tenho isso. - Disse Donn, olhando para a arma

- Então acabe com isso de uma vez, Donn.

- Não. Você é mais útil para mim vivo. Lembra do que eu te disse uma vez, capitão? Do meu grande plano? Você se esqueceu? Vilões devem permanecer juntos.

Donn quebrou a arma. O Captain Shadow o olhou surpreso. Donn sorriu para ele e Captain Shadow sorriu também.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...