História Hey Boy!! - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jeong Yu-mi
Tags Romance
Exibições 3
Palavras 1.415
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - A Morte...


Estava faltando um dia só para eu ir viajar com o Lucas eu estava muito animada e queria saber para onde nós íamos, mas ele não me falou nada sobre a viagem a única coisa que ele me disse é que eu ia gostar de ir para lá e depois ele sempre trocava de assunto eu estava a caminho da cafeteria quando eu recebi uma ligação da Anna (irmã).

Anna: (S/N) onde você está?

(S/N): Estou indo para o trabalho o que foi?

Anna: Aconteceu algo com a mamãe e você precisa vir para o hospital agora!

(S/N): Estou indo!

Eu saí correndo e no caminho liguei para o meu chefe explicando a situação então cheguei no hospital e a Anna estava sentada sozinha.

(S/N): Anna o que aconteceu?

Anna: A mamãe sofreu um acidente de carro indo para o trabalho, quando cheguei os médicos me explicaram que ela teria que fazer uma cirurgia de emergência e que o estado dela é muito grave.

(S/N): Ela está no quarto?

Anna: Não ela está fazendo ainda a cirurgia...eu estou com medo (S/N) e se ela não resistir?

(S/N): Ei calma vai dar tudo certo está bem? Tudo vai voltar ao normal...

Eu estava tentando acalmar ela quando o Lucas me liga.

(S/N): Lucas você está ocupado? Eu preciso que você venha para o hospital.

Lucas: O que aconteceu? Você está bem?

(S/N): Estou bem mais por favor venha para cá eu preciso de você.

Lucas: Okay estou indo.

Ele chegou muito preocupado quando eu vi ele eu só pensei em chorar, eu tentei segurar por causa da Anna mais eu não consegui, ele veio e me abraçou e tentou me acalmar, eu sentia que meu mundo poderia cair a qualquer momento dependendo da notícia dos médicos...

Lucas: Agora você pode me explicar a situação?

(S/N): Minha mãe sofreu um acidente de carro e os médicos disseram que o estado dela é muito grave, eu não sei o que eu faço.

Lucas: Tá primeiramente vamos esperar ela ainda está fazendo a cirurgia, vamos nos acalmar (S/N) você vai ter que ficar cuidando dela por um tempo até ela melhorar.

(S/N): Parece que você vai ter que ir sozinho nessa viagem...

Lucas: Eu vou adiar ela, até sua mãe melhorar não vou te deixar sozinha nessa.

(S/N): Eu só te causo problemas...

Lucas: (S/N) desde de que você apareceu minha vida começou a fazer mais sentido...

Logo um médico veio me explicar as condições da minha mãe ele me explicou que por conta da cirurgia ela tinha que ficar em repouso completo e que não poderia fazer muito esforço, mas que a cirurgia por enquanto tinha dado certo e que ela estava descansando ele disse que muitos pacientes não resistem a essa cirurgia e que se ela não aguentasse passar a noite no hospital eles não poderiam fazer mais nada.

(S/N): Lucas o que vai acontecer se minha morrer como eu vou ficar como a Anna vai ficar eu não quero que ela se vá...

O médico deixou nós ficarmos lá com ela no quarto eu falei com ela como se fosse uma despedida além do mais nem eu e a Anna poderíamos ficar lá aquela noite.

(S/N): Mãe eu queria ter passado mais tempo com você, eu queria ter te dado mais atenção eu sei que você me ama, mais eu nunca retribuí direito esse amor, me desculpa, mais eu te agradeço por ter me deixado livre para fazer o que eu quisesse, eu te agradeço por ter me criado e não me deixado em um orfanato, eu sei que você por mais que você tenha sido uma mãe jovem você cuidou muito bem de mim e nunca deixou faltar nada para a gente obrigada mãe por me amar...

Eu saí do quarto e fiquei esperando o Lucas e a Anna falarem com ela....

Lucas: Olha dona Livia obrigado por tudo que você fez por mim, obrigado eu só tenho a te agradecer, as coisas que você fez por mim nem minha mãe fez, você é muito especial e obrigado por ter colocado a minha melhor amiga nesse mundo, não sei o que faria sem ela, eu te amo de mais dona Livia...

Ele saiu do quarto com lagrimas caindo ele não falou nada até chegar no carro, nós estávamos indo para minha casa e tudo se resumia em silencio total, quando chegamos em casa fomos descansar logo o telefone tocou, era exatamente 03:33 quando eu recebi a notícia que minha mãe tinha morrido, justo àquela hora, a hora em que eu nasci minha mãe morreu, irônico não... fomos começar a preparar as coisas do funeral, minha mãe não queria ninguém falando de como ela era, pra mim nem para a Anna, acho que era pra poupar nosso sofrimento, mais mesmo assim eu não importei, todos vinham me consolar e dizer o quão ela era importante para eles, e que iria fazer falta, eu estava sentada olhando pro caixão quando um rapaz veio me dizer que eu tinha 5 minutos para se despedir da minha mãe, como eu poderia me despedir de alguém que esteve me acompanhando desde meus 19 anos de vida em apenas 5 minutos? Mais eu fui tentar pelo menos dizer que eu a amava...

(S/N): Mãe eu vou sentir sua falta sua risada boa enquanto assistíamos vídeos-cacetadas, e nunca vou me esquecer da lasanha que você sempre acabava queimando o fundo mais que ficava bom do mesmo jeito, nunca vou esquecer quando com o coração partido ouviu minhas palavras de sofrimento por causa de algumas pessoas, não vou esquecer nada, não vou esquecer nem dos mínimos detalhes, eu te amo mãe e nunca vou te esquecer...

Aquele dia estava lindo um dia de sol me lembro que alguns passarinhos estavam cantando em uma arvore perto do tumulo da minha mãe, e a arvore tinha as flores favoritas dela, dama da noite, tinha um cheiro tão bom, me sentia perto dela toda vez que sentia esse cheiro... eu fui pra casa e logo vi que o quarto dela estava com a porta aberta quando eu entrei tinha uns papeis dela na escrivaninha e com destinatário eu  peguei e vi que tinha três folha uma pra mim uma para Anna e uma para o Lucas, eu dei pra eles e lees leram e começaram a chorar quando eu comecei a ler a minha carta

“Filha a esta hora você deve ter voltado do meu funeral, eu sei que você não está entendendo nada mais quero que saiba que você tem que correr atrás dos seus sonhos, não pergunte como está carta está escrita pois isso não tem resposta, mais queria dizer que te amo muito e espero ter sido uma mãe boa para você, não se preocupe comigo pois eu devo estar em baixo da terra, mais se preocupe com você, está bem? Não pare no caminho por minha causa detestaria que isso acontecesse, isso serve para sua irmã também, filha espero que você possa viver feliz ao lado de alguém que você ame muito, espero que talvez seja o Jungkook, não fique chateada por isso talvez não acontecer, só quero sua felicidade, e até a gora pelo que vi ele te ama muito então espero que reencontre com ele mais cedo ou mais tarde está bem? Filha vou sentir falta das nossas conversas, vou sentir falta de comer pizza com você vendo tv e comentando o quanto o tal apresentador é estranho ou algo do tipo, sei que você vai sentir minha falta mais saiba que você tem a Bia para conversar, não guarde para você por favor, se cuide e nada de se matar antes da hora ouviu? Já chega disso! Não sofra calada nunca mais nem que tenha que gritar mais grite, depois levante a cabeça e tudo vai ficar bem, filha eu te amo. ’’

                                                                                                                 Com amor: Mamãe.

 

Eu fui para a sala e eles estavam me olhando com uma cara de choro o Lucas deixou eu ver a carta dele não tinha muita coisa importante, mais ela disse para ele cuidar de mim e da Anna, por fim, eu fui para o meu quarto e fiquei pensando como seria minha morte, se eu acolheria a morte como uma velha amiga sem dizer muita coisa, ou morreria com remorso sem terminar as coisas aqui? Acabei dormindo mais no final decidi que acolheria a morte como uma velha a miga sem dizer nada e iria de bom grado como minha mãe fez...

 

 

 

 

 


Notas Finais


O capitulo foi curto mais o próximo será mais cumprido prometo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...