História Hey Boy!! - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jeong Yu-mi
Tags Romance
Exibições 4
Palavras 2.017
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - O retorno...


Depois daquele dia eu fui resolver algumas coisas da minha irmã Anna, ver com quem ela ficaria e tudo mais, por fim, ela acabou tendo que ficar com o pai dela, eu e Anna não somos irmãs do mesmo pai. Quando minha soube que ela estava gravida, ela já tinha terminado o namoro com meu pai e quando eu tinha 4 anos ela conheceu o Pai da Anna, só que eles acabaram se separando e no final minha mãe reencontrou meu pai e eles se casaram, a Anna era muito nova mais tinha algumas lembranças vagas do pai dela mas ela nunca foi de falar muito dele, ele e a minha mãe viviam brigando, ela lembra de quase todas as brigas deles é rara as lembranças de momentos legais com eles, mas bom, eu ainda no Brasil não tinha 19 e uma menina de 18 desempregada não poderia ficar com a irmã, já que ela tem o pai ainda vivo, ela não queria de jeito nenhum ir pra lá e deixar a gente, mas ela teve que ir foi difícil me despedir dela eu amava ela muito e queria que ela ficasse comigo, ela era de mais próximo que eu tinha depois de tudo, eu vou sentir muita falta dela... quando ela foi embora eu fui fazer o almoço a casa estava em silencio eu e o Lucas não nos conversamos ontem e nem hoje de manhã foi esquisito.

(S/N): Então você quer comer o que hoje?

Lucas: Qualquer coisa não estou com muita fome...

(S/N): Lucas por favor desfaz essa cara...

Lucas: Você que devia estar assim como você está conseguindo por que eu realmente não seu como você faz para colocar um sorriso nessa cara depois de tudo o que aconteceu.

(S/N): Eu sei que era para eu estar chorando ou algo do tipo, mas eu vou seguir enfrente não vou deixar a morte dela me impedir de fazer as coisas Lucas, eu não posso eu sou o exemplo agora mesmo que a Anna não esteja aqui, mesmo que ela nem venha nos finais de semana pra cá, mais eu tenho que continuar, eu não posso ficar sentada pensando em como era as coisas, por quer por mais que ela seja minha mãe agora ela está morta, agora ela está debaixo da terra se decompondo acabou!

Aquela vez foi a primeira vez que levei um tapa do Lucas... ele estava muito bravo comigo eu não o reconheci naquela hora

Lucas: Como você pode falar assim da sua própria mãe! Você não pode falar assim você não precisa parar por que ela morreu mais as vezes o luto é bom! Agora difamar a própria mãe isso é ridículo...

(S/N): Lucas... eu não sei o que fazer mais... eu preciso de apoio eu quero alguém, que me ajude alguém que não me abandone tão fácil eu quero alguém que me ame...

Ele me puxou e me deu um beijo ele ficou abraçado comigo logo eu percebi que ele estava chorando ele não deixou eu sair do abraço até ele parar

Lucas: E eu estou aqui por que? Por que você acha que eu continuo do seu lado eu te amo (S/N) eu não vou te abandonar...

(S/N): Lucas...

Eu comecei a chorar e ele veio e me abraçou enxugou minhas lagrimas e deu um beijo na minha testa.

Lucas: Vamos esquecer esse assunto vamos terminar de fazer o almoço...

(S/N): Eu não tinha muita reação depois daquilo, mas ele sempre estava lá ele não me deixou sozinha nem por um momento sequer...

Lucas: (S/N) se você não quiser nada eu vou entender é sério também foi muito de repente e pela sua cara acho que você nunca desconfiou sobre o que eu sentia por você e se você puder abrir a porta do quarto para a gente conversar...

Acho que acabou sendo o momento errado para eu abrir aquela porta eu estava meio... digamos... quase sem roupa naquela hora eu estava sem blusa e só estava com um short curtíssimo eu tinha me esquecido completamente que estava daquele jeito...

(S/N): Meu deus desculpa! Esqueci que estava assim entra.

Eu coloquei uma blusa gigante do Nirvana que estava sobre a cama e sentei na cama.

Lucas: Bom... é.... v-você pensou sobre nós?

(S/N): Pensei... e acho que isso é algo meio complicado por que você é meu melhor amigo, mas eu não ligo por que não tentar algo não é mesmo?

Lucas: É sério? Não está brincando comigo?

(S/N): Não...

Ele se aproximou de mim e me deu um beijo eu ainda não estava acostumada com a ideia do Lucas ser meu namorado mais com o tempo eu me acostumo...

Lucas: Eu só quero esclarecer uma coisa...

(S/N): O que foi?

Lucas: Eu não vou fazer nada com você a menos que queira okay?

Eu não tive reação depois daquilo eu abaixei a cabeça eu estava muito vermelha com o que ele tinha dito...

Lucas: Não precisa ficar com vergonha (S/N)... você uma hora ou outra vai acabar cedendo...

Ele veio se aproximando de mim e fez com que eu deitasse na cama e ele ficasse encima de mim.

(S/N): Você dúvida muito de mim não acha?

Lucas: Huh você vai ceder de qualquer jeito, mas lembrando que eu não vou fazer nada a não ser que queira.

(S/N): Tá bom está tarde eu vou dormir boa noite.

Lucas: Boa noite amor.

Eu fechei a porta do meu quarto e escorreguei por ela e fiquei sentada eu senti minha bochecha ficar quente e não sei por que mais meu coração estava batendo muito forte que droga eu sou tão burra assim? É logico que ele fez isso para me testar e eu caí direitinho aish!

                                                                    LUCAS ON:

Ela caiu direitinho no que eu disse eu nunca vi ela com tanto desejo assim, confesso que foi até engraçado, vamos ver até onde ela vai...

No outro dia eu acordei com alguém batendo na porta do meu quarto eu não lembro o que eu joguei na porta mais eu sei que quebrou quando eu fui ver o que era eu tinha tacado o meu celular.

(S/N): AISH!!! MEU CELULAR! LUCAS EU VOU TE MATAR!

Eu abri a porta e ele fez uma cara de inocente que só me deixou com mais raiva.

Lucas: O que eu fiz?

(S/N): Você ficou batendo na porta e eu joguei meu celular na porta para você parar de bater

Meu celular estava bem quebrado ele não ligava mais eu perdi tudo o que tinha nele...

(S/N): O vídeo!

Eu tentei segurar as lágrimas mais eu comecei a chorar muito.

(S/N): Lucas sai daqui... por favor... sai...

Lucas: Calma a gente pode tentar levar para o concerto...

(S/N): SAI DAQUI VOCÊ TIROU A UNCIA COISA BOA QUE EU TINHA!

Lucas: Desculpa...

Eu me joguei na cama eu não parava de pensar no que eu tinha feito eu fiquei a tarde toda chorando por causa do vídeo eu estava muito mal quando sai para comer algo o Lucas nem falou comigo...

(S/N): Lucas... eu sinto muito ter te culpado...

Lucas: Tudo bem..., mas o que era o vídeo?

(S/N): É.... sobre.... Eu não posso falar...

Lucas: Tudo bem então...quer ver se tem concerto? Eu sei que o vídeo era bem importante para você...

Aí eu me lembrei que minha mãe tinha salvo o vídeo no notebook dela...

(S/N): Lucas... onde está o notebook da minha mãe?

Lucas: Deve estar no quarto dela...

Eu saí correndo para o quarto dela e peguei o notebook como eu fiquei feliz o vídeo estava lá e com legenda para minha mãe assistir, como eu fiquei feliz...

Lucas: conseguiu?

(S/N): Sim eu to bem mais calma agora...

Lucas: Que bom eu vou levar seu celular amanhã está bem?

(S/N): Claro amor obrigada!

No outro dia ele levou o celular para o concerto por alguma razão minha mãe tinha todas as minhas fotos com o Jungkook no notebook dela e claro o vídeo, eu fiquei assistindo até ele chegar.

Lucas: Ainda vendo o vídeo?

(S/N): Não estou vendo umas fotos minhas.

Lucas: Posso ver?

(S/N): Melhor não...

Lucas: Tudo bem então... ei lembra daquela viagem?

(S/N): Você ainda vai ter que fazer ela, não é?

Lucas: Sim vem comigo, eu não vou te deixar.

(S/N): Ta bom, mas eu posso saber aonde a gente vai?

Lucas: Surpresa.

(S/N): Aish, quando a gente vai?

Lucas: Tudo bem ser amanhã?

(S/N): Ta bom só tenho que avisar a Anna.

No outro dia já estava tudo pronto íamos viajar as 14:00 chegando lá ele não me deixou ver o visor de lá eu estava muito ansiosa para saber aonde nós íamos...

Vozinha chata: Por favor compareçam ao portão de embarque para Coreia do Sul.

(S/N): Lucas você vai me levar para a coreia?

Lucas: Sim por que não você disse que amava lá.

(S/N): Obrigada pela surpresa eu adorei.

Lucas: Vamos se não vamos se atrasar.

A gente estava indo o Lucas dormiu a viagem inteira eu não consegui dormir estava muito ansiosa.

(S/N): Lucas vamos acorda chegamos.

Lucas: Nossa mais já, você dormiu a viagem?

(S/N): Pior que não...

Lucas: Quando chegarmos lá no apartamento você descansa.

(S/N): Okay.

Quando chegamos lá no apartamento algo era familiar para mim eu só não sabia o que... quando eu cheguei a primeira coisa que fiz foi pegar meu celular (que por acaso é novo) e liguei pra Bia.

                                                                        TELEFONE ON:

Bia: Alô?

(S/N): Bia?

Bia: (S/N)?

(S/N): Sim oi tenho algo para te contar...

Bia: O que foi?

(S/N): Bom por que eu não te falo pessoalmente... onde você está morando?

Bia: Você está em Seul?! Que bom! Venha eu vou te mandar meu endereço!

(S/N): Bia tenho tanta coisa para te falar...

Bia: Eu também...

(S/N): Ótimo estou indo!!

(S/N): Amor! Vou sair vou demorar um pouco!

Lucas: Aonde você vai?

(S/N): Vou encontrar a Bia...

Lucas: Ta bom tchau!

Quando eu estava saindo eu acabei esbarrando em alguém.

(S/N): Aigoo desculpa foi sem querer!

Jimin: Tudo bem eu também não vi... (S/N) ?!

(S/N): Ah é você Jimin.

Jimin: Achei que não ia mais te ver aqui quanto tempo!

(S/N): Pois é...., mas isso não vem ao caso tchau Jimin.

Jimin: Tchau.

Quando eu cheguei na casa da Bia eu escutei a voz de alguém além dela.

(S/N): Bia abre a porta.

Bia: OII amiga quanto tempo!

(S/N): Pois é!

NJ: Amor quem é?

Bia: É a (S/N)!

NJ: Sério!?

(S/N): Quem é Bia?

Bia: Meu noivo.

(S/N): Você está noiva!?

Bia: Sim entra vem logo.

NJ: Oi (S/N)!

(S/N): Só pode ser brincadeira.

NJ: O que foi?

(S/N): Namjoon eu só vou te perdoar por que você vai casar com a minha melhor amiga ouviu!?

NJ: Fique tranquila aquilo nunca mais vai se repetir.

(S/N): Espero... Bia preciso mesmo falar com você...

Bia: Claro! Amor você dá licença?

NJ: E para onde eu vou?

Bia: Vai para casa do Jin ou sei lá.

NJ: Okay tchau para vocês.

Bia: Bom, fala...

(S/N): A primeira coisa que eu queria te falar é que.... Minha mãe faleceu...

 Bia: Como?

(S/N): Ela sofreu um acidente de carro.... Ela chegou a ser socorrida mais ela não resistiu...

Bia: Eu sinto muito (S/N) ...

(S/N): Tudo bem... ta, mas a outra é que eu estou namorando...

Bia: Quem!?

(S/N): O nome dele é Lucas, ele é muito fofo Bias você vai amar ele

Bia: Ta mas agora a pergunta é você está feliz?

(S/N): Ele é meu melhor amigo ele sempre me deixou feliz...

Bia: Você ama ele?

(S/N): Lá vem você com essa pergunta...

Bia: Eu preciso ter certeza ué....

(S/N): Bom.... Eu gosto dele.

Bia: Não senti certeza nisso...

(S/N): Tá bom é que agora que eu estou aqui eu sinto que se eu ver o Jungkook de novo eu possa acabar com uma amizade e tanto...

Bia: Vixi ainda o Jungkook...você sabia que o Jin ta quase entrando em depressão por sua culpa?  

(S/N): O que!? Eu preciso ir ver ele!

Bia: Você vai ter coragem de rever ele depois daquilo?

(S/N): Não custa tentar...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...