História Hey Boy - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Benedikt Höwedes, Joshua Kimmich, Manuel Neuer, Mats Hummels, Maximilian "Max" Meyer, Thomas Müller
Personagens Joshua Kimmich
Tags Comedia, Futebol!, Romance
Exibições 43
Palavras 1.432
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiii Genteeee!!

Capítulo 1 - Meu cupido errou a flecha


 

       ° Um pequeno trecho inicial°

 

 Se você quer uma história de amor no estilo Romeu e Julieta,você não irá encontrar aqui.

....

Prazer

   Caso você não saiba,eu sou apenas a figurante nessa história,não queira me matar por cada narrativa presente.

   Adoraria dizer que a história começa num dia alegre e quente,como normalmente acontecem nessas histórias,mas era um frio que podia facilmente congelar seus miolos,o menino Josh(apelido carinhoso com que todos os Müller e Neuer os chamava)ou somente Joshua estava encostado no pqueno muro de cimento em frente á sua casa,suas mãos roxas estavam dentro do bolso,seu corpo magro tremia da cabeça aos pés e a cada inspiração uma fumaça branca saia de suas narinas.

     "Por que ele está assim?" Você deve estar se perguntando.É fácil,uma fuga,mas não uma fuga do tipo para sempre,uma fuga do jeito que você quer ir para uma festa e seus pais não deixam.

       -Você está atrasado.-Josh suspirou cruzando os braços encarando o loiro á sua frente.-Você...está...com...uns...MEYER QUANTAS VEZES EU DISSE PRA VOCÊ QUE ELE É UM BABACA?

           °Vamos falar um pouco sobre Max Meyer°

    Com rosto e maturidade de uma criança de 5 anos,Max Meyer é o filho adotado mais novo de Mats Hümmels e Benedikt Höwedes,acha que tem um relacionamento secreto com seu amigo/vizinho Leon Goretzka.Mas o destino quis que Josh visse os dois se beijando dentro do guarda-roupa na noite de ano novo.Seus hobbies são namorar Leon Goretzka e não fazer nada.

      -Escuta aqui Josh.-Max puxou Josh pela manga do casaco e os dois desciam rua á baixo a procura do carro preto,a onde Leon os esperava impaciente.-As aparêcias enganam,sabia?Você odeia tanto o Leon mas ele é um anjinho por dentro.-Enquanto Max falava suas pupilas pretas cobriam os vestígios da cor azul.

      -Você acha isso mesmo?Mesmo ele ter te traído com á própria prima?-Josh só conseguia revirar os olhos a cada palavra que saía da sua própria boca.-Acredite no que quiser,mas quando você estiver estapando um par de chifres nessa cabeça,eu não vou te consolar.

           Max apenas fingia que estava um silêncio entre eles.E continuava sorrindo feito um retardado mental.Se sorriso aumentou de tamanho quando ele viu parado na esquina um AUDI preto,reconheceu logo que o carro de Leon e andou rapidamente.Jogou Josh no banco de trás e não demorou muito para atacar os lábios de Leon.

         -Mas,É SÉRIO ISSO?-Leon e Max olharam incrédulos para Josh.-Vocês vão mesmo se beijar na minha frente?Eu me sinto mal por estar de vela,por favor,vocês podem respeitar meu momento vela?

        -Qual é,Josh?-Leon virou o resto de seus corpo para trás.-Você está indo para uma festa,não fique com essa cara fechada,assim vai assustar qualquer pessoa que tentar falar com você.-Josh encarou Leon semicerrando os olhos.-E assim vai poder tirar o atraso do mês.-Leon virou-se para o volante rindo sendo acompanhado por Max.

        O caminho não era muito longo,mas,nos pouco minutos em que Josh estava no banco de trás do carro,ele só queria uma faca para enfiar na sua jugular e se matar.Calma menino Josh,o motivo da continuação dessa história está nessa festa.

      -Chegamos.-Leon saiu do carro entrelaçando rapidamente  a sua mão e a de Max.

      Josh estava quase ficando surdo com a música alta que saia de dentro da casa,e as luzes coloridas estava quase o deixando cego.Mas só pirou quando ele passou pela porta de entrada,sendo abraçado por Julian Brandt(o "dono" da festa).

     -Ainda bem que você veio,achei que ia ficar intocada em casa.Bem,tem cerveja na cozinha e umas comidas por aí.Boa festa.-Josh só queria sair dali o mais rápido possível,mas a pessoa que estava atrás dele o empurro para entrar.

     "A onde eu vim para?"menino Josh se perguntava toda vez que via um casal se agarrando pelos cantos.

      -Hey Josh.-Leon passou seus braços pelo pescoço de Josh.-Vem aqui.-Quando deram conta estava na cozinha e Leon estendia uma cerveja para Josh.-Bebê,assim você vai se soltar mais.-Josh pegou a cerveja e rapidamente a bebeu,sentindo o gosto forte de álcool descendo pela sua garganta  e sua cabeça ficar um pouco zonza.-Relaxa,se você desmaiar eu e Max o levamos pra sua casa sem seus pais perceberem.E outra coisa,não aceite bebidas dos outros.

        Josh foi em direção a geladeira pegar outra cerveja,bastava mais um gole para a que estava em sua mão acabar.

       -Essa festa finalmente está bem frequentada.-Ouviu a voz masculina atrás de si,porém ,somente pegou a cerveja e fechou a geladeira.-Como está gracinha?-Josh mediu o moreno a sua frente da cabeça aos pés.Mas não havia ficado impressionado.

        "Já conheci melhores"Disse para si mesmo e tratou de sair da cozinha o mais rápido possível.

      -Dessa vez não foi sua.-O amigo do moreno ria alto enquanto suas bochechas ficavam vermelhas.

      -Essas pessoas sem educação.-Josh sentou-se no meio de Max e Leon que estava se pegando no sofá.

      -O que aconteceu Josh?-Max parou de beijar o namorado por uns momentos.

      -Eu estava pegando outra cerveja e um menino esquisito começou a me cantar ,da forma mais descarada possível e ainda estava de mãos dadas com outro menino.-Tomou um gole do liquido verde que estava em cima da mesa.-Tá,até que ele era bonitinho,e se não estivesse com aquele loiro aguado,eu ficaria com ele.-Percebendo o que acabara de dizer e o sorriso brincalhão de Leon se culpou o máximo.

     -Acho que você deveria falar com esse menino,e nos deixar em paz,por favor Josh,eu quero beijar meu namorado.-Josh bufou e se levantou do sofá ainda com o copo na mão.

    -Estava falando de mim?-A voz outra vez estava perdo dele.-As paredes tem ouvidos sabia?

      -Na verdade,não.-Josh encarou os olhos azuis do moreno a sua frente.-Mas foi muito bom você me avisar,agora vou ficar mais atento.Se me der licença,eu tenho que beber,o que seja nesse copo,em paz.

     Josh sentiu a mão do menino á sua frente pegar seu pulso e tirá-lo da sala.

      "Por que Josh simplesmente não pede para o menino soltar seu pulso?"talvez caro leitor,Josh não queria que o menino soltasse dele,ele gostava de sentir a mão quente do menino em contato com sua pele.

        -Que lugar é esse?Senhor desconhecido que pega pessoas aleatórias pelo pulso e as leva para lugares escuros.-A voz de Josh estava num tom brincalhão,o que fez o menino a sua frente(ele só podia sentir sua presença devido a respiração do maior que estava batendo contra o topo da sua cabeça).

       -Não sei,eu só precisava achar  um lugar onde eu poderia fazer isso.-Josh mal teve tempo de pensar,quando o garoto com suas mãos macias,pegou o rosto de Josh e o beijou.-Me chamo Julian.

        Eu realmente acho que o aconteceu depois você já possa imaginar,e que não seja inadequado para sua idade.

         "Eu realmente acho que você deveria contar o que acontece,todo mundo está aqui só pra ler isso mesmo."

     Eu sei,eu sei.Mas acho que está muito antecipado.

    "Conta logo"

   Ok.Ok.

        Josh fora jogado em cima de algo macio,que rapidamente deduziu como uma cama gigante,descolou seus lábios de Julian e respirou por uns segundo,até inspirar o máximo de ar possível quando Julian beijou seu pescoço descendo no intervalo de cada três beijinhos.Um choque térmico tomou conta de seu corpo quando Julian tirou seu moletom e encostou sua mão quente no ombro de Josh.

        -Isso é estranho.-Respondeu,sentindo falta do peso que Julian fazia quando estava em cima dele.

        -Na verdade é mais que normal.-A voz de Julian ecoava em um canto qualquer do quarto.-São somente duas pessoas se conhecendo.

           Não demorou mais que 15 segundos para Julian voltar-se para Josh o beijando novamente.Mas suas mãos desciam para outro lugar.Um lugar a onde Josh suspirou seco ao sentir que o moreno estavam com as mãos no seu precioso.

       Aos poucos Josh sentiu um calor tomar conta de seu corpo,e os beijos de Josh já estavam em seu precioso,se divertindo como se fosse uma criança brincando num playground.

        -Julian...eu...-E essas foram as últimas palavras de Josh antes de sua voz sumir e seus olhos fecharem.

          Gostaria de dizer que tudo havia ocorrido bem,mas não.Josh acordou na manhã seguinte sendo observado por Max,eles estavam em seu quarto.

        -SÉRIO.-Max pigarrou.-Sério mesmo que você coitou com o Julian?Ele não presta.-Josh ainda estava meio zonzo e só conseguia ver o amigo bufando e com o olhar de quem não estava pra conversa.-Sorte que você desmaiou na hora.A gente precisa sair desse quarto,tenho que te mostrar algo.

         Max tirou Josh(que ainda estava de pijamas do Superman) rapidamente da cama,os dois desciam as escadas como se estivessem pisando numa nuvem.A visão de Josh já estava boa e ele só conseguia ver o moreno de noite passada sentado no sofá de sua casa conversando educadamente com seu pai número 2 (Manuel Neuer).

        -Em nome de Mia San Mia.-Josh tremia da cabeça aos pés.

       



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...