História Hey, Capitão! - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Jane Foster, Nick Fury, Steve Rogers
Tags Capitain America, Capitão América, Fanfic, Romance, Steve Rogers
Exibições 60
Palavras 1.817
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - Ar.


[Helena, ponto de vista]

 

Apenas o fitei, não sabia o que estava sentindo naquele momento, mas não conseguia falar. Queria gritar o nome de Steve, mas Makaya havia tirado minha voz. Não sei como, não lembro como, mas assim que acordei e tentei gritar, não consegui. Steve parecia furioso parado á porta com Thor á seu lado, ele fitava a moça ao meu lado, que até agora não sabia o nome, mas provavelmente era algo de Thor. Pepper e eu trocamos olhares desesperados, as lagrimas escorriam, não por dor, mas por medo. Ambas estávamos machucadas. Muito machucadas. Mas acredito que não tenha quebrado nada, mas não estava sentindo meus braços por estarem para o alto há muito tempo.

– Oh, olhem quem chegou – ela disse irônica fitando Thor e Steve – não se preocupem, elas não podem gritar de dor, mas aposto que está doendo.

– Solte-as! Solte Jane!– Thor gritou passando pela porta ao lado de Steve.

– Oh, pobre deus.

Foi quando fitei Thor rapidamente, vendo-o ser algemado, fiquei apenas fitando com os olhos arregalados. O único quem não tinha sido atingido ainda era Steve e não podia ver aquilo, Tony estava desacordado no chão, havia ido parar ali no instante em que levantou sua mão para atingir Makaya. Que diabos aquela maluca queria conosco? Por que tudo aquilo? Eu não conseguia muito me mexer, estava fraca, não sentia meus braços, estava dolorida e certamente machucada nas pernas, nas costelas e no pescoço, além disso, estava bem arranhada e machucada levemente em outras partes do corpo, minha roupa estava completamente rasgada, minha blusa estava pela metade e dava para ver minha barriga, estava descabelada e suja, mas nada disso estava me importando, queria gritar para Steve sair dali, mas não conseguia fazer nada além de me mexer.

– E você, querido Capitão? – ela perguntou já levantando o cetro.

Steve pulou para o lado e ela então foi acertada em cheio por Tony, fitei Pepper assustada e pude ver um fraco sorriso surgir em seu rosto, um sorriso aliviado por Tony estar bem, mas um sorriso um tanto desesperado por estar ali. Makaya voou na parede bem próxima á mim, ela balançava a cabeça tentando recuperar os sentidos, olhei para Steve quem não tirava os olhos de Makaya. Agora eu consegui compreender sua feição, ele estava completamente furioso.

Stark tentava soltar as mãos de Thor, mas tudo parecia em vão. Não era uma corrente qualquer, Makaya estava de pé e Tony e Steve mantinham sua posição de defesa esperando que ela atacasse. Steve então jogou seu escudo acertando em cheio no pescoço de Makaya, seu escudo ficou preso na parede e então o fitei completamente assustada. Não sabia se o escudo tinha toda aquela força. É claro que não, Steve quem exerceu toda aquela força em cima do escudo, força suficiente para deixá-lo preso na parede assim que Makaya caiu no chão. Makaya estava desmaiada e o bolo em minha garganta havia sumido.

– Steve! – gritei.

Vi Tony indo até Pepper assim que ela gritou seu nome, Steve veio atrás de mim e vi que Thor tinha conseguido se soltar.

– Helena – ele me fitava – você... Você está bem?

– Sim... Só de ver que você está – falei tentando me soltar – minhas mãos estão dormentes...

– Cuidado! – Pepper gritou.

Steve novamente pulou para o lado, rolando até seu escudo. Segurando-o conseguiu se defender do ataque de Makaya, que bateu no escudo e simplesmente explodiu, fechei meus olhos por causa do clarão, Tony tentou acertá-la, mas em questão de segundos estava preso como Thor esteve, Thor então tampou seu martelo em sua direção e Steve fez o mesmo com o escudo. Makaya virou-se na direção dos dois e parou-os no ar, o escudo de Steve e o martelo de Thor agora estavam flutuando enquanto Makaya tinha um sorriso vitorioso no rosto. Thor e Steve ficaram tão pasmos quanto Pepper e eu, ela então os algemou, cada um em um canto.

– Você tem que aprender a ficar quieta, loira – ela então lançou um feitiço em Pepper fazendo a ficar quieta novamente – viram isso? – ela perguntou ofegante – posso fazê-las ficarem quietas, ou desacordadas – ela apontou para Jane – por tempo indeterminado.

– Qual é a razão, para isso?! – Stark gritou furioso.

– Qual a razão? – ela perguntou gargalhando – matar vocês – ela fitou cada um deles, parou o olhar em Steve e subiu para mim – fazê-los sofrer, e tirá-los do meu caminho para acabar com a Terra.

– O que ganha com isso? – Steve perguntou.

Ele não havia dito nada com ela até agora. E parecia tremer, não sabia se estava tremendo de raiva, mas não era de medo. Olhei para ele quem mantinha os olhos focados em Makaya, estava evitando me olhar. E o pior de tudo: eu sabia por quê. Tinha pedido que ficasse comigo, tinha pedido que ele, ao invés do agente me protegesse, ele não pôde e agora eu estava ali, presa, machucada e completamente desesperada. A única coisa que queria era que ele me olhasse, desse seu sorriso cativante e me tranquilizasse falando que tudo ficaria bem. Mas não sabia decifrá-lo naquele momento, meu olhar não mudava de direção. Queria abraça-lo, queria que tudo aquilo acabasse.

– Quero a Terra, querido Capitão – ela disse limpando sua roupa – quero destruí-la, quero que meu planeta seja o único, pelo menos por enquanto. Estou começando com a Terra, não destruirei as pessoas, fique tranquilo – ela deu uma fraca risada – apenas os usarei como meus escravos... Ou algo assim.

– Você não fará isso – Tony disse tentando se soltar.

– Você está amarrado, Stark – ela revirou os olhos – e não se preocupe, nenhum de vocês Vingadores, nem suas namoradas, estarão vivos para presenciar isso.

Foi quando o prédio tremeu, mas nada tinha o atingido.

Não por enquanto.

Escutamos um grito forte que fez com que as janelas trincassem, apenas fechei meus olhos sentindo aquele grito ecoar dentro de minha cabeça. Foi quando pela janela o enorme rosto de Hulk havia surgido, ele procurava Makaya, foi perceptível. Pude enxergar a raiva em seus olhos no instante em que viu Stark, Steve e Thor amarrados. Ele então urrou, Makaya deu alguns passos para trás levantando seu cetro na direção de Hulk, e foi quando olhei para Steve. Ele me lançou um breve olhar e um fraco sorriso, naquele momento quis chorar. Definitivamente quis chorar, aquilo tudo não havia modificado meu Steve.

A mão de Hulk atravessou as janelas em direção á Makaya, fechei meus olhos e tentei me encolher o máximo possível de modo que nada me machucasse mais, nenhum pedaço de aço, nem de madeira ou de vidro, Jane tinha acabado de acordar. Thor se mexeu entre as algemas. Ela então levantou seu olhar e seus olhos encheram de lágrimas, mas ela não deixou que nenhuma escorresse, apenas fitou Thor com os olhos apertados. Hulk bateu com força no chão onde achou que Makaya estivesse, Stark quem estava próximo recolheu seus pés de modo que Hulk não os acertasse, Jane fechou os olhos dando um grito e Pepper fez o mesmo, apenas fiquei fitando a enorme cratera que Hulk havia aberto, Makaya estava parada logo na beirada, ele não tinha acertado ela, mas tinha acertado seu cetro que agora estava em mínimos pedaços perto das pernas de Stark.

As algemas que pareciam feitas de raios agora se soltaram dos Vingadores quem estavam presos, eu, Jane e Pepper estávamos acorrentadas, com grandes e grossas correntes de ferro, ainda estávamos presas. Mas a voz de Pepper também tinha voltadao, ela conseguiu gritar para avisar.

– Tony! – Pepper gritou quando Makaya correu em direção á porta.

A armadura de Tony ainda estava sendo ligada. Parece que quando Makaya o algemou, a armadura desligou. Não sabia explicar, afinal, eu não sabia como funcionava. Tony ergueu sua mão, mas antes que pudesse acertá-la, Hulk urrou mais uma vez. Tony acabou optando por correr em direção á Makaya junto com Steve, porque sabia que mais um soco de Hulk estava por vir. E meu desespero estava cada vez maior, eu não sabia o que fazer. Estava presa e se mais um soco de Hulk atingisse o local o prédio cairia, era um lugar abandonado, um prédio antigo, era pouco provável que durasse por muito tempo.

Mais uma cratera fora aberta, desta vez bem perto das janelas. Thor jogou seu martelo primeiro em minhas correntes, porque estava bem mais perto do que Jane ou Pepper. Caí no chão e segurei um grito, não sabia se tinha quebrado alguma coisa, a única coisa que sabia era que minhas costelas doíam, assim como os hematomas de minha perna. Thor jogou o martelo nas correntes de Pepper fazendo com que elas se quebrassem logo em seguida. Pepper não conseguiu ficar em silêncio, assim que colocou seu pé no chão deu um grito, seu pé não parecia nada bom. E por último Thor soltou Jane, foi andando até onde ela estava, soltando suas correntes com as próprias mãos, de modo que ela não caísse no chão, ela sussurrou algo em seu ouvido e novamente tornou a ficar desacordada. Thor carregou-a no colo e então foi até Pepper.

– O que foi? – sua voz grossa ecoou pelo corredor.

– Minha perna – ela disse entredentes segurando a si mesma para não gritar.

– Venha – Thor a pegou pela cintura ajudando-a a andar em seguida olhou para mim quem parecia apenas uma garotinha assustada – você está bem?

– É – balancei a cabeça com uma mão na barriga – apenas dói, mas consigo andar.

Ele balançou a cabeça – Vamos sair daqui.

Thor foi andando na frente ajudando Pepper e fui mais atrás respirando fundo, estava ficando sem ar e nem sabia por quê. Talvez tivesse algo a ver com as costelas? Não queria pensar em nada a não ser sair dali, tomar um banho e dormir. Fui andando mais atrás e um pouco mais lentamente que Thor, ele lançou um olhar para trás me oferecendo ajuda, mas isso apenas atrapalharia. Balancei a cabeça e apertei o passo descendo as escadas. A escada não estava inteira. Tive que pular alguns degraus interditados e isso foi difícil até para Thor quem carregava Jane e ajudava Pepper. Ele ergueu uma de suas mãos me ajudando a pular os “obstáculos”, eu apenas sorria agradecendo, tentando esconder a dor.

Por fim estávamos chegando perto da porta e dizia á mim mesma “vamos Helena, você consegue”. Eu tossia e tentava buscar algum ar para meus pulmões, mas a única coisa que consegui foi ficar cada vez mais desesperada por causa de ar. Thor abriu a porta e me esperou sair saindo logo em seguida, vi Steve, Natasha, Tony e Hulk parados no pátio da fábrica abandonada. Thor ainda sim conseguiu passar na minha frente, mas parou quando caí de joelhos no chão.

Tony veio em direção á Pepper e pude ouvir Steve gritar perguntando por mim. Pude vê-lo vindo em minha direção, agora, ele tinha tirado a máscara. Foi a última coisa que vi, seu perfeito rosto preocupado vindo em minha direção.

Desmaiei.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...