História Hey, Capitão! - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Jane Foster, Nick Fury, Steve Rogers
Tags Capitain America, Capitão América, Fanfic, Romance, Steve Rogers
Exibições 47
Palavras 3.409
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 24 - Os Vingadores (especial).


[Narrado em terceira pessoa]

– Como pôde?! – Mary gritava ao mesmo tempo em que chorava – nós nunca tivemos segredos!

– Este segredo não era meu! – Helena gritava de uma distância um pouco grande – você não entende?!

– Eu entendo muito bem! – ela ainda gritava – claro que entendo! Nossa amizade nunca teve valor algum para você! Você nunca confiou em mim a ponto de contar seus segredos.

– Este segredo não era meu! Você não entendeu ainda não é?! Não posso contar um segredo que não é meu, Mary! Pare de ver apenas seu lado!

– Apenas meu lado?! – Mary bateu as mãos nas pernas – cala essa boca! Eu vou para casa.

Ela virou-se de costas e Helena apenas fitou a silhueta da amiga.

– Estamos em Malibu! – Helena gritou – não em Nova York!

Mary então parou no meio do caminho e ficou de costas para a amiga e Pepper quem estava na porta da casa apenas fitando as duas gritarem, se descabelarem e brigarem. Por um instante – bem breve – Helena se esqueceu de onde estava Steve e assim que lembrou seu coração começou a palpitar de um jeito que ela não conseguia controlar. Ela então fitou Mary se virar furiosa ordenando que voltassem para casa, mas a única coisa que Helena fez foi ignorá-la, estava preocupada demais com Steve naquele momento e não tinha tempo para o egoísmo de Mary.

Steve por sua vez ainda estava desacordado. Makaya havia o levado para um galpão logo ao centro de Nova York, um galpão que seus capangas haviam ‘arrumado’. Desta vez, não teriam surpresas dos heróis, pois as armadilhas eram muitas e nem um pouco fáceis de passar. Ela esperava que todos eles morressem a caminho de salvar o Capitão.

O porquê de Makaya pegar logo Steve ninguém sabia, nem ela. Ela apenas pensou que seria mais fácil, pois ele não estava em seu “território” estava disperso dentro de uma casa com a namorada e mais duas mulheres e então ela pensou que seria mais fácil desmaia-lo logo de uma vez do que causar um tumulto e ele pegar o escudo. Ela ficou dias calculando enquanto estava presa na S.H.I.E.L.D. felizmente para ela, a segurança de lá não fora tão forte quanto ela imaginou e conseguia muito bem receber noticias e atualizações de seus capangas através de sua telepatia. Isso era algo que a S.H.I.E.L.D. não descobriu.

Makaya havia amarrado Capitão desacordado e machucado com sua corrente elétrica que não podia ser solta nem com o mais forte dos ataques e se Capitão tentasse se mexer, ela eletrocutava-o. Homem de Ferro foi rapidamente até a S.H.I.E.L.D e chamou os outros Vingadores, Natasha rapidamente entrou no carro junto com Clint e Bruce e chamaram Thor que estava em Asgard.

O deus do trovão desceu assim que conseguiram o contato. Enquanto Os Vingadores estavam a caminho, Homem de Ferro entrou no galpão destruindo a porta e se livrou da primeira armadilha preparada pela psicopata da Makaya, ele se esquivou para trás quando um par de armas á lasers começaram a atirar nele. Os dois tiros que acertaram nas paredes – super resistentes – do local, se duplicaram e a medida que batiam nas paredes se duplicavam cada vez mais, Homem de Ferro saiu do local, mas não teve como fechar a porta por tê-la destruído. Levantou voo e os lasers rapidamente foram seguindo-o, ele destruía alguns quando conseguia acertá-los com sua mira, mas não estava enxergando-os muito bem por serem extremamente rápidos.

Um trovão ecoou no céu e todos os lasers sumiram. Thor havia acabado com todos eles. Estava no chão segurando seu martelo e olhando fixamente para a porta do galpão destruída. Tony lançou seu olhar para o deus e então deu um fraco sorriso, pousou ao lado do deus o agradecendo rapidamente.

– Tem mais dessas aqui – Tony disse – o local está repleto de armadilhas.

– Já passamos por uma – Thor deu um fraco sorriso observando o local – consegue localizar Steve?

– Jarvis... – Tony nem precisou pedir.

– Está no segundo andar ao fim do corredor, senhor.

– No segundo andar, ao fim do corredor – Tony repetiu para Thor escutar.

– Está pronto?

– Não podemos esperar os outros – Tony inclinou seu corpo para frente.

– Boa sorte.

– Igualmente – Tony deu uma leve risada e então saiu voando para dentro do galpão.

Passou ao lado de Thor por todas as armadilhas, mas o deus chegou ao final do corredor primeiro que ele, parou na escada destruída que dava para o segundo andar. Ambos tinham acionado todas as armadilhas daquele local, Tony pode ver, assim que parou no ar, todas vindo em sua direção, Thor ficou a vista das armadilhas segurando firmemente seu martelo.

– No três – Tony sugeriu olhando fixamente para as bolas de fogo que voavam em sua direção.

– Um – Thor começou a contar olhando para os pequenos mísseis que também iam na direção dos dois.

– Dois – Tony levantou os braços mirando nas bolas de fogo e nas bolas de lasers.

– Três! – os dois gritaram juntos.

Tony desviou da primeira bola de fogo dando um mortal no ar, mirou para trás acertando-a e fazendo a bola explodir, mas sem causar danos nele e em Thor quem estava ao seu lado parando os mísseis com o martelo, causando explosões ainda maiores. Quando Tony resolveu sair do prédio para atrair as bolas de fogo e de laser, Makaya os observava do andar de cima, de olhos fechados vendo tudo o que se passava no andar debaixo, este era mais um de seus poderes.

Thor voou para o lado de fora do galpão destruindo a parede atrás de si, dois misseis explodiram juntos o fazendo voar, mas ele sequer se machucou. Agora para o deus do trovão havia apenas dois mísseis. Os quais ele acabou rapidamente. Rapidamente Thor rodou seu martelo voando em direção á Homem de Ferro quem apenas mantinha as mãos estendidas e recuava a medida que as bolas de fogo vinham em sua direção, antes de Tony mirar nas bolas de fogo, depois de acabar com os lasers, Thor destruiu todas de uma vez só com seu martelo, e caiu no chão em posição de combate, algumas faíscas caíram ao seu redor enquanto ele fitava fixamente o buraco na parede do galpão.

Tony pousou ao lado de Thor e cruzou os braços.

– Tudo bem Britney Spears, acabou o show né?

Thor então o fitou sem entender enquanto Tony voou direto para o andar de cima quebrando o vidro e fitando Makaya, ela estava de costas para o herói e só se virou quando Thor chegou ao lado de Tony com seu martelo.

Natasha assim que viu a porta caída ficou um pouco aliviada, sabia que Tony e Thor já estavam lá. Ela passou correndo pelo primeiro andar junto com Bruce e Clint e então viu muitos queimados em vários lugares do primeiro andar, subiu as escadas correndo, porém atenta a qualquer coisa que visse. No instante em que deu o primeiro passo Clint a puxou pela roupa salvando-a de uma série de lasers que provavelmente cortariam seu pé fora. Ela apenas olhou para ele quem deu um sorriso.

– Certo – ela fitou uma caixa no fim do corredor – provavelmente aquilo ali serve para alguma coisa, irei até lá e destruirei a caixa, tudo bem?

Clint então pegou uma de suas flechas e atirou na estranha caixa preta ao fim do corredor, em menos de três segundos a caixa explodiu desativando não só aquela armadilha, mas todas as outras que estavam no galpão.

Makaya escutou a explosão e urrou de raiva, sabia que suas armadilhas foram desativadas e imediatamente ela correu para cima dos dois que estavam á seu alcance: Homem de Ferro e Thor. Natasha, Bruce e Clint correram para o fim do corredor e antes que entrassem Natasha parou na porta e fitou Steve amarrado com as mãos para o alto, desacordado e machucado.

– Bruce – ela o chamou enquanto fitava o Capitão.

– Sim? – ele perguntou.

– Espere lá embaixo – ela disse – vamos empurrá-la para lá e então, você faz o trabalho.

– Tem certeza? – Clint perguntou.

– Se ele se transformar aqui dentro pode matar todos nós.

– Ela tem razão – ele disse respirando fundo.

– O que foi? – Natasha perguntou.

– Estou tentando me acalmar.

Foi quando Homem de Ferro voou contra a parede dando um alto estalo de sua armadura batendo conta a parede incrivelmente resistível. Bruce apenas saiu correndo e Natasha fez o mesmo, porém, para o lado de dentro. Makaya lançou algo em Natasha, mas ela desviou se abaixando e ficando em posição de ataque.

– Desta vez, vocês não vencerão!

– Tem certeza? – Tony ergueu suas mãos atirando em Makaya.

Ela voou para o lado de fora do galpão, provavelmente onde Bruce estava. Escutaram-no urrar de modo que a estrutura do prédio tremesse, Thor pulou pelo buraco feito no andar de cima e logo em seguida Tony saiu voando para auxiliar Hulk e Thor. Assim que Natasha estava correndo, Clint a chamou.

– O que foi, agora? – ela perguntou parando no meio do caminho e fitando-o de braços cruzados.

– Ele acordou – ele apontou para Capitão com uma de suas flechas.

– Steve? – Natasha foi correndo até ele ajoelhando ao seu lado.

– Oi, Nat.

– Como se sente, cara? – Clint perguntou.

– Dolorido – ele deu uma fraca risada.

– Vamos te tirar daqui, Steve – Natasha ficou de pé e assim que encostou a ponta dos dedos na corrente elétrica em que Steve estava acorrentado, recuou balançando a mão. Havia levado um choque de leve, ainda bem que era resistente – Não dá! – ela disse furiosa.

– Nat, você está de TPM? – Clint perguntou.

Natasha e Steve olharam para ele. Que diabos de pergunta era aquela, em um momento daquele? Steve estava certo de que Natasha não iria responder, mas definitivamente aquele não era seu dia.

– Não estou! – ela disse mais estressada ainda – não dá para simplesmente tirá-lo dali! Elas machucam.

Clint então revirou os olhos e Natasha de afastou. Ela sabia que ele tentaria soltar Steve dali, só para parecer melhor do que ela, mas desta vez, Natasha não disse nada, apenas deixou Clint se ferrar e praticamente morrer eletrocutado. Ela não estava de bem com ele e ele sequer sabia o porquê. Steve então fitou Clint quem deu uma piscadela com o olho direito apenas achando que conseguiria soltá-lo dali, que conseguiria fazer o que Natasha não havia conseguido. Clint colocou as duas mãos de uma vez só na parte eletrocutada que estava na mão esquerda de Steve, na tentativa de simplesmente quebrar a corrente e soltá-lo dali. No instante em que colocou as duas mãos, no mesmo segundo, ele voou para trás, bateu violentamente as costas na parede e caiu sentado olhando vagamente para o chão, não sabia onde estava, nem quem era. Por uma fração de segundo esqueceu de tudo e todos devido ao impacto. Mas apenas por uma fração de segundo.

Natasha cruzou os braços com um sorriso vitorioso, mas não teve tempo algum para se gabar. Makaya voou em sua direção e ela rapidamente se jogou para trás de modo que Makaya não batesse nela enquanto voava bruscamente em direção da parede oposta a que Clint estava. Ela caiu perto de Steve quem a fitou furioso, ela apenas balançou a cabeça recuperando a consciência e Natasha rapidamente pulou em direção dela. Conseguiu lhe dar o primeiro soco enquanto ela ainda estava tonta, Makaya urrou irritada e tentou se desviar do segundo, mas Natasha fora muito mais esperta. Dava socos e chutes nela quem apenas tentava desviar levando outros socos e chutes. Natasha conseguia ser mais rápida do que qualquer pessoa.

Foi quando Makaya fitou a flecha explosiva em seu braço. Natasha estava em frente á ela. A garota apenas correu na direção de Clint chamando a atenção de Makaya.

– O que está fazendo? – Clint perguntou.

– Distanciando ela do Capitão – ela respondeu e então parou no buraco feito na parede e em seguida berrou – Tony!

Ele estava parado em sua frente e ela apenas sorriu dando um pulo direto para a sua armadura, Makaya estava correndo furiosamente em direção de Natasha quem agora estava sendo auxiliada por Tony Stark.

– Me deixe no chão – ela pediu.

Ele apenas assentiu deixando-a no chão, ela saiu correndo e então escutou a explosão seguida do grito de Makaya. Olhou rapidamente para trás enquanto corria em direção ao carro e viu Makaya sem o braço esquerdo naquele momento. Thor parado no chão fitou-a gritando furiosamente e viu o braço dela cair perto de si, ele deu um fraco sorriso e rodou seu martelo acertando em cheio o maxilar dela. Todos eles estavam furiosos pelo fato dela ter fugido, queriam mata-la, desta vez não teriam piedade.

Natasha abriu a porta do carro e pegou o que tanto queria, voltou para o galpão correndo para onde Steve e Clint estavam.

– Arranquei um braço dela! – Clint se gabou.

– E se jogasse uma dessas suas flechas explosivas na corrente? – Steve teve a ideia.

– O que? – Clint virou-se para trás com sua arma apontada para Makaya – isso mataria você.

– Sou super resistente – ele deu de ombros.

– Não o suficiente, Steve – Clint disse – vamos tirar você daí, tudo bem? Vamos encontrar uma solução.

– Antes de mata-la?

– Antes de mata-la – Clint balançou a cabeça.

– Ela é minha – Steve lançou um olhar furioso para Clint – eu vou matar Makaya.

Clint mudou seu olhar e seus pensamentos de direção, quando escutou a armadura de Tony bater violentamente contra o chão, ele estava caído embaixo de onde Clint estava e ele não conseguia ver Thor, estava apenas Hulk e Makaya, ele dez vezes maior que ela e Bruce parecia furioso, e provavelmente estava.

Certo, obviamente ele estava.

Clint mirou no outro braço de Makaya dali de cima e então atirou. Makaya gritou de dor e de raiva quando a flecha atingiu seu braço e olhou na direção de Clint quem não teve tempo de se defender. A magia de Makaya havia acertado em cheio o peito de Clint quem caiu alguns metros de Capitão.

Steve gritava seu nome cada vez mais furioso, foi quando Natasha entrou na sala e viu Clint atingido. Não teve tempo de raciocinar, queria acabar com Makaya e ao mesmo tempo ver se Clint estava bem, mas ele ainda respirava e, em parte, ela ficou mais tranquila.

– Nat – Steve berrou – eu tive uma ideia!

Makaya estava com Hulk na plantação que tinha em volta do balcão abandonado nas ruas estranhas do centro de Nova York. Ela tirou a flecha explosiva de seu braço direito e a enfiou com toda força na perna de Hulk, quem gritou com mais raiva do que já estava, ele bateu sua mão fortemente em Makaya quem voou em direção á parede do andar debaixo. Devido á tanta força ela quebrou a parede caindo do lado de dentro completamente machucada, mas não estava disposta a desistir. Voou de volta para Hulk quem agora pegou a flecha explosiva em sua enorme mão, a flecha pareceu um pequeno graveto e assim que explodiu a mão de Hulk apenas formigou. Makaya parou no meio do caminho pensando se não estava sendo inútil ao lutar com o grandão, se perguntava se ele era imortal.

Mas Tony interrompeu seus pensamentos a tampando nos pés de Hulk quem apenas pisou em cima esmagando-a.

– Não posso fazer isso! – Natasha gritava segurando a arma e a flecha explosiva de Clint mirando em Capitão.

– Estou com o escudo, Nat! – Steve gritou – você trouxe-o para mim. Eu confio em você.

– Isso vai te matar!

– Estou com o escudo, Nat! – ele tornou a repetir – mire na parte perto da parede, não vai me machucar. Não temos tempo.

Ela então balançou a cabeça e mirou no fim da corrente, bem próximo a parede que explodiu três segundos depois, o escudo de Steve fez com que a explosão não o atingisse, apenas se afastasse e então, mais um buraco foi feito naquele galpão, com aquilo Steve estava livre nas duas mãos. Natasha então o fitou com um sorriso no rosto e ele se sacudiu ficando de pé, estava com dor nas costelas, mas nada incômodo.

– Como conseguiu segurar o escudo?

– Não me pergunte – ele gargalhou – só quero mata-la.

Natasha então foi ao buraco feito na parede – Acho que já fizeram isso.

Steve então parou ao lado dela e balançou a cabeça negativamente – Não tenha tanta certeza.

Foi quando Hulk tirou o pé de cima de Makaya e ela não estava lá embaixo, Steve lançou um olhar para trás e lá estava ela: Makaya com um sorriso maluco no rosto e completamente machucada. Steve foi correndo em sua direção e ela não fez nada. Apenas deixou que o Capitão lhe desse o primeiro soco fazendo com que ela voasse pela janela direto no chão frio do térreo. Capitão pulou logo em seguida enquanto Natasha via se Clint estava bem. Segundos depois de Makaya cair ao chão, Tony voou em direção de Steve e parou ao lado dele, Thor também fez o mesmo ofegante e com parte de sua armadura quebrada. Dava para ver Hulk atrás do prédio apenas fitando seus amigos e Makaya.

Makaya então deu uma irônica gargalhada.

– É bom tê-lo de volta, Capitão – ela disse recuperando o fôlego e ficando de pé.

– É bom que não tenha morrido, ainda.

– Você acha que vai me matar? – ela perguntou sorrindo ironicamente.

– Eu tenho certeza!

Ele então lançou seu escudo em direção á Makaya e ela caiu de costas no chão novamente sem esperar pelo ataque. Steve saiu correndo junto com Thor enquanto Tony voou em direção de Makaya, ela tentou levantar e Tony ergueu um braço enquanto voava, derrubando-a novamente – e violentamente – no chão. Ela então deu um grito de dor quando sua cabeça começou a latejar por causa da pancada.

Ela se pôs de pé rapidamente e Thor jogou seu martelo, mas ela conseguiu desviar. E foi quando Hulk gritou de raiva, ninguém entendeu porquê, mas quando Natasha viu uma criatura no ombro de Hulk, tudo o que fez foi sacudir Clint para ver se ele acordava. E tinha dado certo, ele estava um pouco tonto, mas fitava Natasha nos olhos.

– Você está bem? Clint? Fale comigo.

– Quem é você?! – ele perguntou.

Ela ficou paralisada fitando-o.

– A moça mais bela de todas as galáxias, até quando está de TPM – ele gargalhou.

Natasha o empurrou de volta no chão e virou-se de costas para ele segurando o sorriso. Ele se lembrava de quem ela era, apenas estava querendo ser engraçado.

– Você ficará aqui? – ela perguntou.

– Dou cobertura.

– Eu descerei para ajudar os outros, tem certeza que está tudo bem?

– Sim – ele assentiu – não se preocupe.

– Ótimo – ela deu um fraco sorriso e então desceu correndo as escadas.

Haviam criaturas agora, as criaturas de Makaya que estranhamente não tinham aparecido antes, haviam muito deles e Tony e Thor resolveram ajudar Hulk quem urrava de raiva enquanto era tomado por todas as criaturas. Eles atenderam a vontade de Steve, deixariam que ele ficasse com Makaya e ele pode sorrir desejando apenas uma coisa: mata-la.

Ele foi correndo em direção á ela quem se colocou em posição de ataque com um sorriso no rosto, Steve deu um pulo segurando seu escudo, acertou os dois pés no rosto dela, quem rapidamente balançou a cabeça indo para cima do Capitão. Ele tomava alguns socos, mas assim que desviava de alguns retribuía nela. Ela então deu um soco forte no peito de Capitão o que fez com que ele cambaleasse. E no próximo que vinha, ele abaixou e deu uma rasteira em Makaya que caiu deitada, mas ainda sim teve forças para chutá-lo bem no peito, Steve caiu para trás e Makaya ficou de pé colocando seu pé no pescoço de Steve.

– Você morrerá, Capitão.

Ele então deu um fraco sorriso e jogou seu escudo na cabeça dela. Levantou tossindo e então voltou a lutar com Makaya enquanto os outros Vingadores lutavam contra milhares de criaturas, foi quando Steve deu um pulo enorme, mais alto do que imaginava que poderia dar, Makaya apenas o fitou e ele então a chutou pelas costas depois que caiu no chão e antes que ela pudesse levantar ele chegou perto dela quem se virou assustada fitando-o.

Steve enterrou seu escudo na terra, passando primeiro pelo pescoço de Makaya. Ela literalmente havia perdido a cabeça.

As criaturas que estavam sobre o comando de Makaya agora caíram ao chão, todas “desligadas”. Hulk, Thor, Natasha e Clint não entenderam o que aconteceu, mas Homem de Ferro lançou um olhar para trás vendo um Capitão furioso fitando seu escudo preso na terra e a cabeça de Makaya distante do corpo. Por debaixo da armadura Tony sorriu.

Steve havia conseguido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...