História Hey, Doctor! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Jay Park
Personagens Jay Park, Jin, Personagens Originais, Rap Monster
Tags Bangtan Boys, Bts, Jay Park, Jin, Kim Seokjin
Exibições 14
Palavras 1.115
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello~
Fic nova no pedaço xD
Quero deixar bem claro uma coisa: Essa fanfic foi criada por mim e pela minha prima, Luana (rainha da selva hbirthi), e é totalmente de nossa autoria. Se ver alguma história copiada, denuncie.
Boa leitura <3

Capítulo 1 - O n e


Soo Bin P.O.V

                Acordei com o som do despertador do celular, o aparelho tocava Fantastic Baby do Big Bang, a única música que me dá vontade de levantar pela manhã.

                Certo, vocês não devem estar entendendo nada, não é? Bem vou explicar o que está acontecendo: me chamo Kim Soo Bin, tenho 20 anos e estou no terceiro ano da faculdade de medicina. Eu morava em Daegu, mas me mudei para Seul assim que soube que havia ganhado uma bolsa na Universidade Nacional de Seul.

                Hoje irei buscar minha prima no aeroporto, ela acaba de chegar de Daegu e vai fazer a mesma faculdade que eu. Eu posso imaginar a felicidade dela nesse momento, Ma Joo nunca saiu de Daegu, e chegar em Seul deve ser algo incrível para ela. Falando nisso, eu já estou atrasada, puta merda.

                Ma Joo P.O.V

                Soo Bin está atrasada, mas isso não me deixa surpresa, já que ela se atrasa para praticamente tudo.

                Mal posso esperar para as aulas começarem, realmente estou muito animada. Fico me perguntando como minha turma é, como são os professores e como Soo Bin está. Faz dois anos que não a vejo e estou morrendo de saudades.

                Sou tirada de meus pensamentos ao ver Soo Bin correndo em minha direção, com uma sacola nas mãos.

                - Me desculpa, eu me atrasei. – disse a mesma me abraçando forte – estava morrendo de saudades de você, pirralha.

                - Percebi – eu dei risada e retribuí o abraço – também estava morrendo de saudades, poste.

                - Ei, eu não sou tão alta assim, você que é muito baixinha. – mostrei a língua e ela retribuiu – ah, isso é pra você. Presente de boas vindas – ela sorriu.

                - Obrigada unnie – abri a sacola e vi que dentro tinha uma pantufa de joaninha.

                - O chão da minha, digo, da nossa casa é gelado, as pantufas vão ser mais úteis do que pensa. Então, vamos?

                - Vamos!

                Durante o caminho até nossa casa, conversamos sobre várias coisas diferentes, e assim, pudemos matar a saudade que sentimos uma da outra. A unnie pode ser apenas uma prima, mas pra mim ela é como uma mãe, tanto que ela me trata como bebê dela, o que é bem engraçado, já que temos apenas dois anos de diferença.

                - Chegamos! – disse Soo Bin abrindo a porta. A casa, apesar de pequena, era muito aconchegante. – suba as escadas e entre na segunda porta á direita, lá é seu quarto.

                Eu subi as escadas correndo e Soo Bin foi logo atrás. Começamos á arrumar e guardar minhas roupas nas gavetas da cômoda, colocamos meus perfumes na penteadeira e depois de organizar tudo, saímos para jantar fora e comemoras minha chegada.

                Foi um dia divertido, porém cansativo.

~

                Soo Bin P.O.V

                Saltei da cama assim que meu despertador tocou. Fiz minhas higienes matinais, troquei de roupa, preparei o café da manhã e fui acordar Ma Joo.

                Quando entrei em seu quarto, ela estava dormindo abraçada com Clifford, seu bichinho de pelúcia favorito. Ma Joo tem esse bichinho desde sempre, e gosta muito dele.

                - Acorda dorminhoca – disse eu abrindo as persianas. Ela nem se mexeu. – Ma Joo, acorda – a cutuquei. Nada. – MA JOO, O DAESUNG TÁ LÁ FORA! – ela acordou imediatamente com um pulo e caiu da cama.

                - DAESUNG? ONDE? – disse a mesma olhando para os lados e se levantando rapidamente.

                - É mentira, boba – eu disse rindo. – foi a única maneira que eu achei de te acordar.

                - Ah unnie, por quê me acordou tão cedo? – ela falou olhando as horas no celular - eu só começo a faculdade semana que vem.– disse fazendo bico e deitando na cama novamente.

                - Sei que suas aulas só começam semana que vem, mas quero que hoje você vá comigo pra lá para você conhecer meus amigos – eu disse saindo do quarto.  – E DESCE PRA TOMAR CAFÉ! – eu gritei, agora da cozinha.

                Cinco minutos depois, Ma Joo desceu já arrumada e se sentou na mesa logo em seguida.

                - Toma – falei dando um prato de panquecas para ela – mas não se acostuma, só fiz isso porque acordei mais cedo que de costume. Ah, minhas aulas começam uma hora mais cedo que as suas, então quando você for acordar de manhã eu já não vou mais estar aqui. Aconselho você á tomar café na cafeteria aqui da esquina, é lá que eu pego meu café e pão de queijo toda manhã.

                - Okay – ela fez careta – como são as pessoas da faculdade, elas são legais?

                - São sim, pelo menos as pessoas da minha sala.

                - É muito difícil a facul? Os professores são muito chatos?

                - Calma – eu ri – você parece ansiosa.

                - Eu estou ansiosa – ela deu a última garfada na sua panqueca – Poxa, eu vou finalmente começar a faculdade, unnie.

                - Sei como é, fiquei assim quando me mudei pra cá. – eu disse colocando os pratos na pia –  vamos, não posso me atrasar, não hoje. – ela riu.

~

                Ma Joo P.O.V

                Chegamos na faculdade e Soo Bin foi em direção á dois garotos, os cumprimentando e me apresentando logo em seguida.

                - Hoseok e Tae, esse é meu bebê. Ma Joo, esses são Hoseok e Tae.

                - Prazer em conhecer vocês – eu sorri.

                - O prazer é nosso – disse Hoseok sorridente.

                Conversamos até o sinal bater e fomos em direção á sala da Soo Bin. Ela disse que como seu professor era rígido, ele não deixaria eu entrar na sala, falou para eu voltar para casa e depois entrou na sala.

                Ao invés de voltar para casa, eu fiquei andando um pouco pela faculdade e comecei a pensar, novamente, em como seria minha turma. Eu sou aquele tipo de pessoa que se importa muito com a opinião alheia, então fiquei com medo de que meus colegas não gostassem de mim.

                Saí de lá antes de o horário para o intervalo bater, se Soo Bin descobrisse que fiquei vagando pela faculdade e não fiz o que ela mandou ela iria ficar furiosa. Passei no café que Soo Bin tinha me falado hoje de manhã antes de voltar para a mesma, pedi um cappuccino e me sentei em uma mesa.  Olhei as horas do celular, Soo Bin já estava no intervalo naquela hora.

                Fiquei observando o movimento do café até um garoto em especial chamar minha atenção. Ele usava um jaleco rosa bebê com o símbolo da faculdade, aquele era o uniforme dos alunos, e já que os mesmos podiam sair para pegar o lanche em outros lugares no intervalo, presumi que ele era realmente um aluno, e o mesmo era muito bonito. Ele pediu seu café e saiu pelas portar do local.

 

                Terminei meu cappuccino e voltei para casa.


Notas Finais


Então, foi isso <3
Espero que tenham gostado <3 Kissus >3<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...