História Hey girl - os mortos não se vão... - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Drogas, Lembranças, Lesbicas, Original, Romance, Sexo
Exibições 12
Palavras 905
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


;)

Capítulo 4 - -A avó de Lisa-


Lisa caminhou até a sala e lá estava sua avó, tricotando lembro que ela começou a fazer isso quando seu marido morreu, ela dizia que era um jeito de esquecer a tristeza. 

Lisa se sentou no grande sofá branco de couro, o silêncio ficou Lisa parecia tão triste que doía dentro de mim 

_o que foi querida? – sua avó pergunta sem resposta – você sempre chega feliz de ter ido ao cemitério ver sua amada – Lisa com a cabeça abaixada suspira 

_hoje eu estou triste....mas não sei o por que – diz Lisa com a cabeça abaixada   

_talvez à algo te perturbando....ou te seguindo – a avó de Lisa disse em um tom sérios, eu me assustei quando ela disse “te seguindo” será que ela consegue me ver, ou me ouvir. A avó de Lisa sempre foi muito estranha e solitária, ela veio morar com a Lisa logo depois de seu marido falecer. Um dia Lisa me disse que sua avó gostava ocultismo, e que acreditava em espírito e essas coisas.... mesmo ela sendo fofa e tendo um linda voz ela é estranha.... 

*Lisa e eu estávamos correndo na rua, extremamente molhada por causa da chuva, estávamos fugindo de alguns garotos da nossa classe, a gente avia pegado o boné deles e eles estavam loucos atrais da gente. 

Lisa era muito devagar e se não fosse por mim segurando sua mão ela já tinha desistido de fugir, não sei como consegui ser amiga desta garota.... 

A gente correu até a cada de Lisa, eu estava completamente sem ar e Lisa também 

_a gente não devia ter feito aquilo – disse ela recuperando seu ar – o que a gente fez...é errado 

_quem liga – falo brava – e nenhuma de nós vai devolver o boné....ouviu 

_...sim... – falou ela com a cabeça baixa e uma voz triste 

_...isso que as amigas fazem – falo dando um enorme sorriso 

_....a gente é....amiga? – ela pergunta olhando para mim, eu apenas balanço minha cabeça, ela abriu um enorme sorriso - ....então você....aceitaria ir ao....meu aniversário? 

_claro que sim – digo sorrindo – quantos anos irá fazer? 

_....11... – diz ela com uma voz tímida 

_eu sou um ano mais nova que você 

_sério – diz ela – eu sempre pensei que você era mais velha 

Ouvimos um alguém chamar pela Lisa, eu e ela corremos para dentro da casa, sua avó estava lá bebendo chá e mexendo em uma caixa velha 

_vocês querem um pouco de chá, minhas pequenas? – perguntou ela levando a xicara até a boca, a gente balançou a cabeça – está bem irei pegar – ela se levantou e foi em direção a cozinha 

A gente sentou no sofá, e eu fiquei muito curiosa e resolvi mexer na enorme caixa velha que estava com a avó de Lisa 

_não mexa aí – Lisa segurou minha mão quando eu ia tentar pegar, seu rosto ficou bem perto do meu, e comecei a rir – por que está rindo!? 

_...por que você fica muito fofa com cara de brava – falo ainda rindo, ela se afastou de mim e pude ver que ela estava vermelha – mais me diga o que tem na caixa – ela me olhou e levantou a tampa da caixa 

Avia vários bonecos feios, e coisas estranhas 

_o que é isso!? – perguntei 

_não sei – disse ela – mais sei que não podemos mexer – encarei a e peguei um dos bonecos – para, não mexa nisso – ela gritou e pegou o boneco da minha mão 

_o que estão fazendo!? – a avó dela nos perguntou, enquanto segurava duas xicaras de chá 

_nada não vovó – Lisa diz gritando, ela me puxou para fora da sala... 

***** 

Hoje é o aniversário da Lisa, minha mãe me vestiu com um vestido vermelho de bolinhas e uma sapatilha vermelha, eu adoro essa roupa. 

Mamãe me levou de carro até a casa da Lisa, tudo estava muito bonito e muito rosa, eu entrei e dei Parabéns para a Lisa, a gente ficou brincando com as outras crianças o João estava lá, o garoto de quem a Lisa gostava eu odeio ele.  

Acho que todas as garotas gostam dele, menos eu é claro. Lisa mandou que ele a encontrasse na mesa perto da piscina eu a segui. 

Ela tentou beijar ele mas ele se afastou e saiu correndo ‘idiota’ pensei, eu caminhei até a Lisa e a lhe dei um abraço, nos ficamos abraçadas por muito tempo até que ela me empurrou e começou a chorar, eu virei seu rosto e lhe dei um beijo no canto dos seus lábios. Eu sorri e sai de perto dela* 

A gente ainda era criança mais aquele Beijo foi o mais mágico de minha vida. 

_não é nada vovó – ouvi a voz doce e tímida de Lisa – eu só estou um pouco cansada....Acho que vou deitar um pouco no meu quarto 

_tudo bem querida 

Lisa se levantou e se pois a ir para seu quarto, subindo as escadas barulhentas de madeira. Passo pelo enorme corredor e chegou na porta de seu quarto, um quarto muito fofo e doce como ela, ela se pois a ir para sua cama e abriu sua gaveta de lá tirou lhe uma de minhas calcinhas, eu sorri. 

Ela a cheirou e a Abraçou ‘ela não poderia ter pego uma das milhares blusa minhas que eu guardava na casa dela’ enquanto eu me perguntava ouvi Lisa sussurrando algo 

_eu me lembro, eu me lembro – ela dizia a si mesma 

Eu ri por que sabia do que ela estava falando 

Da nossa primeira vez.....  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...