História Hey. I Miss You - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias The GazettE
Personagens Reita, Ruki
Tags Reituki
Exibições 22
Palavras 357
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demorei mas postei e é isso que importa.

Capítulo 2 - Handcuffed


Fanfic / Fanfiction Hey. I Miss You - Capítulo 2 - Handcuffed

Matsumoto Takanori,

 

Faz uma semana que não nos vemos, amor. É sábado de manhã e eu só consigo pensar em você.

 

Eu quero te ver.

 

Agora, estou jogado no chão da cozinha, escrevendo neste guardanapo.

Tenho uma garrafa em mãos mas eu juro, não estou bêbado.

Na verdade, não sobrou muito da garrafa.

 

Eu a matei, Ruki.

Eu a matei por você.

Não.

Meu pai a matou.

Ele a matou por dinheiro.

Ele a matou quando forçou este casamento.

 

Mas veja só, este casamento nunca ocorrerá.

 

Pois eu a matei.

 

Ruki, amor, eu nunca quis pedi-la em casamento, não foi uma escolha minha.

 

Como não foi uma escolha te bater.

 

Era tudo um acordo entre famílias, para dividir domínio sobre petróleo.

 

Você tinha que falar dela, não é?

 

Ruki, eu nunca me declarei à você.

 

Você só precisava fingir que não sabia de nada.

 

Ah, como eu amo estar com você, amor.

 

Quando soquei seu rosto, me senti tão livre.

 

Mas agora, não haverá mais liberdade para mim, amor

 

Você me completa.

 

Eu ouço sirenes, algum vizinho chamou a polícia.

Ruki, acabou para mim, sou agora um assassino.

 

Eles derrubaram a porta, tenho que lhe dizer antes que me imobilizem.

Ruki, eu te

 

Os oficiais invadiram a casa no bairro nobre de Nova Iorque às 05 horas, depois de uma ligação anônima reclamando de gritos anormais durante a madrugada.

Na sala, o corpo de uma jovem foi encontrado mutilado - provavelmente por uma garrafa quebrada - e vasculhando a casa, os oficiais encontraram o garoto da família Suzuki escrevendo uma carta em um guardanapo.

Rapidamente o imobilizaram, não deixando-o terminar a ultima frase.

O comissário pegou a carta, leu-a e entrou na viatura junto de seu parceiro, olhando com pena para o garoto de feição perdida, algemado no banco de trás.

- Hey, Kouyou... Precisamos encontrar Matsumoto Takanori.

- Quem, Yuu?

- O garoto da carta, parece que... - O comissário bufou, cansado - Deixa pra lá, não é nada.

- Tem certeza?

- Sim... - Yuu guardou o guardanapo/carta no bolso, voltando seus olhos para o jovem algemado - Você está em um grande problema, garoto...


Notas Finais


Comentar não mata, sério, só me deixa mais feliz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...